O que ajuda a sair da depressão? 7 remédios naturais

Equipe Eurekka

Se você usa ou conhece alguém que usa remédios para depressão, já deve ter percebido que muitos deles têm efeitos negativos, sem contar as trocas constantes de remédio até achar um que se encaixe para o seu corpo. É por isso que a Eurekka quer te mostrar os 7 melhores remédios naturais para depressão!

Neste texto, você vai conhecer formas de reduzir, ou até mesmo eliminar, os sintomas do transtorno usando remédios naturais para depressão. São remédios que não precisam de prescrição, não têm contra indicações e não possuem efeitos negativos. Está curioso para saber mais? Então, siga em frente!

O que é depressão?

A depressão é um transtorno mental e, apesar de este nome assustar um pouco, é algo bem comum e que afeta uma a cada cinco pessoas ao longo da vida. Além disso, a causa da depressão não tem um único fator. Ou seja, a depressão ocorre pela soma de vários fatores que aumentam ou reduzem a chance de você desenvolver o quadro depressivo.

Os três fatores em que você precisa ficar de olho quando falamos de depressão são a genética e o histórico familiar; uma vida desregrada e sem rotina; ou gatilhos, como traumas ou luto.

A suspeita de depressão surge quando você tem pelo menos 4 dos nove sintomas que vou te contar a seguir, por mais de duas semanas. Mas, claro, o diagnóstico só pode ser feito por um psiquiatra ou psicólogo.

Sintomas de depressão

Você pode até confundir tristeza e depressão logo no começo, mas a verdade é que, se os sinais perduram por muito tempo, é provável que você esteja com depressão. A tristeza tem uma causa pontual e costuma passar com o tempo, geralmente alguns dias, no máximo. 

Já a depressão, mesmo que tenha surgido por um gatilho, dura muito mais tempo e vai diminuindo sua vontade de interagir ou fazer coisas que antes gostava de fazer. Os sintomas de depressão mais comuns são:

  • Falta de energia ou ânimo;
  • Tristeza constante;
  • Menos prazer com a rotina;
  • Pessimismo e desesperança;
  • Sentimento de culpa constante;
  • Mudanças no sono e no apetite;
  • Irritabilidade;
  • Inquietação e ansiedade;
  • Pensamento desorganizado e
  • Pensamentos de morte.

Como saber o nível da depressão

No geral, é possível perceber se você tem um início de depressão ou uma depressão grave observando o seu dia a dia. Se você está muito inerte, num estado crítico em que não cuida nem das suas próprias necessidades básicas, podemos dizer que é um nível grave de depressão.

O início do transtorno costuma ser o momento mais fácil para tentar curar a depressão. Contudo, isso não quer dizer que a cura é impossível em outros casos.

Por fim, saiba também que existem diferentes tipos de depressão. A depressão leve é quando quatro desses sintomas que você viu agora há pouco estão presentes, mas não tão intensos. 

A depressão sazonal é ligada à época do ano, e pode ser leve, moderada ou grave. Já a depressão crônica, por fim, é um transtorno que dura muito tempo, mesmo que sua intensidade vá mudando.

sair da depressão

O que ajuda a sair da depressão?

A teoria para sair da depressão é bem simples. Tudo que você precisa é fazer uma atividade física que seja do seu interesse, ter boas noites de sono e  manter uma alimentação balanceada, rica em proteínas e legumes.

A prática disso, no entanto, pode ser bem difícil, porque, se você está com depressão, é provável que você não queira se movimentar muito, não está conseguindo dormir bem e não quer saber de comida fitness

Isso é super comum e você não precisa se culpar por isso. Afinal, até quem não está com depressão costuma fugir de exercícios e comida saudável! O segredo é fazer mesmo sem vontade, porque a luta contra a depressão é isso mesmo: uma batalha.

Além disso, a terapia e os antidepressivos receitados por um psiquiatra podem ajudar a ter mais disposição. Dessa forma, você recebe um empurrãozinho para começar a colocar sua vida nos eixos.

Como tratar a depressão de forma natural?

Como você já viu, muitos dos itens que ajudam a tratar a depressão são naturais. Comer bem, movimentar o corpo e manter o contato com pessoas que são importantes para você são formas de melhorar o seu estado depressivo.

Muitas vezes, não dá pra fugir dos remédios para depressão. Por exemplo, se a sua depressão tem origem química, você precisa repor os hormônios ou estimular os neurotransmissores do jeito certo, para que a engrenagem volte a funcionar. Mas isso não quer dizer que você não possa aliar estas técnicas com outros tratamentos naturais.

7 remédios naturais para a depressão

Nem todos os antidepressivos vêm em cápsulas ou comprimidos. Agora, eu vou te mostrar sete remédios naturais que vão ajudar a minimizar os sintomas da sua depressão. O bacana é que a maior parte deles é gratuito, então, você pode fazer um super combo e misturar vários desses remédios. Sem contraindicações hoje!

1. Meditação

Independente da sua religião, meditar tem benefícios para o seu cérebro comprovados pela ciência. Com a meditação, você consegue ter mais controle sobre a sua mente, seus impulsos e as suas emoções também.

Há pouco tempo, saiu um texto aqui no blog da Eurekka sobre a relação entre meditação e exercício físico. Eu te aconselho a dar uma olhada lá para ficar motivado a juntar essas duas práticas incríveis e dar um boom na sua luta contra a depressão.

2. Exercício físico

O segundo remédio natural é o exercício físico. A ciência também já mostrou que mexer o seu corpo é um antidepressivo natural. E isso não precisa significar ir à academia todos os dias e levantar pesos gigantescos, ou mesmo fazer um treino funcional intenso.

Caminhar vinte ou trinta minutos por dia já é um bom começo e traz ótimos efeitos ao corpo e à mente. Se você não sente vontade de sair de casa, sem problemas: caminhar pela casa, resolvendo coisas do dia a dia, já é exercício físico.

Se você faz a sua própria comida, lava a louça toda vez que ela surge, pendura roupas no varal e muda de cômodos ao longo do dia, talvez você já esteja fazendo um treino funcional em casa e nem saiba. Foque mais nessas atividades e se concentre em fazê-las bem feitas. Acredite, você já estará se exercitando assim!

banner terapia

3. Dormir bem

Pessoas com depressão ou ansiedade costumam ter também problemas de sono. Contudo, dormir mal ou dormir pouco te deixa mais irritado e mais propenso a desenvolver sintomas mais graves de depressão e ansiedade.

Para melhorar o seu sono, procure fazer higiene do sono antes de dormir. Além disso, a Eurekka tem dois aplicativos incríveis para te ajudar a relaxar e dormir: o Desacelera e o DurmaZen. Experimente e depois conta aqui se te ajudou a dormir melhor.

4. Psicoterapia

Ninguém nasce sabendo lidar com pensamentos e sentimentos ruins, afinal, você não precisa saber como lidar com tudo sozinho. É por isso que a psicoeducação é tão importante na cura da depressão.

O psicólogo é o profissional que ajuda você a descobrir o melhor jeito de lidar com tudo que se passa dentro de ti. A terapia é um espaço acolhedor e livre de julgamentos, em que você pode despejar tudo que sente e reorganizar tudo com mais calma. 

A sensação de que você não está sozinho já ajuda muito a reduzir os sintomas da depressão. Para fazer terapia com a Eurekka, clique aqui e marque uma conversa inicial, sem compromisso.

5. Fazer coisas

Muitas vezes, a depressão e a ansiedade nos deixam paralisados. Você para de sair de casa e de fazer coisas. E isso pode acontecer por dois motivos: medo de sair ou de tentar de novo ou, então, porque perdeu a vontade de fazer qualquer coisa que seja.

O segredo para resolver isso é se forçar para fazer coisas, mesmo que no começo você não esteja com vontade nenhuma. Saia para dar uma volta, tome um café – qualquer coisa já é um começo. Às vezes, tudo que a gente precisa é dar um pequeno passo para começar a mudar o nosso próprio mundo.

remédios naturais para depressão

6. Alimentação balanceada

A Eurekka também tem um texto falando só sobre como certos alimentos te ajudam a reduzir os sintomas da depressão, enquanto outros te afundam ainda mais no transtorno. Parece meio doido, mas não é: é pura e simplesmente química

O que os alimentos contêm interferem na química do nosso corpo. Um cardápio com proteínas, legumes e vegetais faz com que você fique mais disposto e pronto para encarar o dia. Dietas ricas em açúcares e proteínas costumam piorar o quadro de depressão.

7. Ter um diário de humor

Todos os dias, escreva sobre como você se sente. Anote o que você achou ruim sobre o dia ou sobre o seu modo de agir. Isso ajuda muito a extravasar os sentimentos ruins, como a tristeza e a raiva.

Além disso, você pode usar este diário do humor para fazer uma análise de reclamações. Preste atenção no que você mais costuma reclamar, onde isso ocorre e com quem. Assim, você pode tentar mudar a sua rotina para não cair nesse ciclo de reclamações toda hora.

Qual é o melhor remédio natural para a depressão?

Não existe um único remédio natural que resolva a depressão de todo mundo. Cada corpo é um corpo e, como você viu, há mais de um fator para a depressão se instalar. Por isso, eu poderia dizer que, de todos os remédios naturais para depressão, talvez o melhor seja o autoconhecimento.

Quando você desenvolve um saber sobre si mesmo, seja na terapia ou fora dela, você entende mais o que te deixa bem. Vá testando todas as diferentes formas de tratar a depressão que a gente te mostrou aí em cima e veja o que dá mais disposição, o que deixa você mais animado para ir atrás de uma conquista.

Se você tem alguma dor crônica, por exemplo, é provável que os médicos não recomendem exercícios físicos. Ou, então, se você tem restrições alimentares, talvez não possa fazer a mesma dieta contra a depressão que alguém sem restrições faria. Respeite sua individualidade e use o autoconhecimento a seu favor!

Remédios fitoterápicos funcionam?

A palavra fitoterapia significa tratamento com plantas. Os fitoterápicos contêm substâncias que vêm de plantas com eficácia reconhecida e também passam pela aprovação da  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), assim como os remédios que chamamos de sintéticos.

No geral, remédios fitoterápicos costumam funcionar, mas dependem de vários fatores, assim como os remédios sintéticos. Mesmo assim, remédios naturais para depressão têm a vantagem de não causarem efeitos colaterais.

Para o paciente sentir o efeito certo, o médico precisa recomendar a dose certa, a farmácia precisa usar uma planta de origem conhecida, em uma época de plantio e colheita favorável, e o paciente precisa tomar o remédio nas horas recomendadas pelo médico.

Por isso, é comum que você precise trocar de remédio algumas vezes até achar a combinação certa para você. Isso serve tanto para remédios fitoterápicos quanto para remédios sintéticos.

terapia para depressão

Terapia para depressão com a Eurekka

A Eurekka é a maior clínica de Psicologia do Brasil e temos vários psicólogos capacitados e prontos para acolher você e ajudar no seu tratamento contra a depressão. Assim, vamos usar técnicas naturais, aconselhadas dentro da abordagem Comportamental, que é a linha que seguimos aqui na Eurekka. Para marcar uma conversa inicial, clique aqui!

Além disso, se você precisar de prescrições e acompanhamento para remédios, temos também psiquiatras escolhidos a dedo para tirar todas as suas dúvidas sobre antidepressivos e ver o que é melhor para o seu caso. Clique aqui e saiba mais.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *