Luto: quais as 5 fases e por que é importante vivê-lo?

Eurekka Psicólogos

Ninguém quer falar sobre a morte, ouvir sobre ela ou pensar em luto. Afinal, perder um ente querido é muito difícil, doloroso e nos traz sentimentos de medo e angústia. O problema é que a morte é muito comum e vai acontecer várias vezes nas nossas vidas.

Por isso, quanto maior a dificuldade de falar sobre isso, mais teremos que enfrentar o sofrimento sozinhos, sem preparo e com grande dificuldade de superação. Pensando nisso, a Eurekka trouxe esse conteúdo exclusivo para você. De forma a tratar e explicar o luto de um modo leve e eficaz.

Assim, até o fim desse texto, você vai entender como funciona o processo de luto e como lidar com ele de uma maneira mais saudável! Boa leitura!

O que é luto?

O luto é um conjunto de reações naturais a perdas importantes. É um processo que se inicia no momento da perda e termina com a elaboração do sofrimento e o retorno à vida normal. É algo que faz parte da nossa capacidade de superação e nos ajuda a colocar as coisas em uma perspectiva diferente.

Ficamos de luto pela perda em várias situações na vida, não necessariamente só quando falamos de morte. Pode ser a perda de um relacionamento, da infância ou adolescência, de amizades, de um trabalho ou de um sonho — e isso tudo é normal!

Dessa forma, o luto só se torna um problema quando permanece por mais tempo que o normal e a pessoa acaba adoecendo. Por isso, é importante que você esteja preparado para esse momento inevitável e que saiba lidar com ele quando acontecer.

Então, se você já está vivendo o luto ou quer se preparar para quando acontecer, veja a seguir quais são as fases do luto.

mulher em luto no cemitério

Quais são as 5 fases do luto?

Os especialistas consideram que existem 5 estágios do luto, os quais todo mundo enfrenta quando vivencia a morte de um ente querido. No entanto, vale lembrar que nem sempre as etapas acontecem em sequência e o tempo que as pessoas vivenciam cada uma delas pode variar.

1. Estágio de negação

Nessa fase, o indivíduo tem dificuldade de acreditar na perda, então tenta se afastar dessa realidade. Também, sente uma dor intensa e não consegue suportar a ideia de um futuro sem o que perdeu. Por isso, age como se nada tivesse acontecido ou racionaliza muito a situação, como se não tivesse nenhuma emoção ligada a ela.

2. Estágio de raiva

Nessa fase, o indivíduo já entendeu a morte como uma realidade e começa a surgir sentimentos de revolta, ressentimento e injustiça, que podem ser expressados de forma agressiva. A pessoa pode dirigir a raiva para si mesma ou para outras pessoas – como para o médico, para Deus ou para a própria pessoa que faleceu.

3. Estágio de negociação ou barganha

Nessa fase, a pessoa começa a imaginar diferentes situações e a tentar negociar, com Deus, por exemplo, para que a perda não seja de verdade e para que a pessoa amada volte.

4. Estágio de depressão

Nessa fase, o indivíduo percebe que a morte é inevitável e que o objeto de perda não vai voltar. Assim, ela, por fim, sente tristeza, desmotivação, apatia e acredita que não vai conseguir superar essa situação.

5. Estágio de aceitação do luto

Por fim, na última fase, a pessoa já se acostumou com a ideia da perda e consegue falar sobre o assunto com mais facilidade. Aos poucos, a dor diminui e é substituída por saudade e carinho. É nessa fase que a pessoa enxerga a ideia de morte com mais naturalidade e sente que está na hora de seguir em frente.

Sintomas do luto

O estresse causado pelo luto pode desencadear alguns sintomas físicos que fazem com que as pessoas procurarem um médico ao invés de um psicólogo. Isso acontece por, muitas vezes, não entenderem que o problema é, na verdade, o psicológico que está afetado pela perda, de modo a refletir no corpo. Assim, alguns desses sintomas podem ser:

  • Dor no peito;
  • Falta de energia;
  • Desânimo;
  • Baixa imunidade;
  • Fraqueza muscular;
  • Variações no humor;
  • Tristeza e raiva;
  • Ansiedade.
  • Culpa
  • Choro
  • Preocupações
  • Mudanças no sono e no apetite.

Ainda assim, todas essas reações podem variar de pessoa para pessoa e podem estar associadas ao modo como ela entende a morte e à profundidade da relação com o ente perdido.

Quanto tempo dura o período de luto?

A superação do luto só é possível com o tempo, que varia entre pessoas, culturas e religiões. Por isso, não existe uma duração precisa do processo de luto! No entanto, existe um consenso entre os especialistas de que dificilmente a elaboração se dá em menos de 6 meses.

Sendo que, também ao ultrapassar os 6 meses, o luto pode estar se transformando em luto patológico, que é quando a pessoa se prende tanto à dor da perda que não consegue mais continuar a vida. Nesse caso, é preciso uma intervenção feita por um psicólogo.

Além disso, nos casos em que já existia um diagnóstico de doença grave antes da morte, o luto se inicia antes e o tempo de luto depois da morte pode ser menor!

O luto é eterno?

Lembre-se de que o processo de luto é cem por cento individual, para alguns pode durar meses e para outros pode durar anos. Portanto, quando, por algum motivo, o indivíduo não consegue chegar na fase da aceitação e tem uma dificuldade muito maior do que a esperada, ele entra no luto patológico, o qual foi citado acima.

Essa situação pode acontecer com pessoas que perderam pessoas queridas de maneiras abruptas, como em tragédias ou no suicídio. E vale lembrar que a ajuda de um profissional da saúde mental é muito necessária nesses casos.

banner terapia

Frases de luto que podem ajudar no processo

A perda nos gera tantos sentimentos que, muitas vezes, não sabemos como agir pra superar o luto ou confortar amigos e familiares. Mas, apesar da dor sempre ser intensa nesses momentos, existem atitudes e palavras que podem dar forças para a pessoa enlutada.

Alguns exemplos de frases, usadas por figuras importantes, e que podem ajudar a passar por esse período difícil são:

  • “Mesmo sabendo que um dia a vida acaba, a gente nunca está preparado para perder alguém” (Nicholas Sparks, autor)
  • “Em nossas vidas, a mudança é inevitável. A perda é inevitável. A felicidade reside na nossa adaptabilidade em sobreviver a tudo de ruim” (Buda, mestre espiritual)
  • “A saudade eterniza a presença de quem se foi. Com o tempo esta dor se aquieta, se transforma em silêncio que espera, pelos braços da vida um dia reencontrar” (Padre Fábio de Melo, sacerdote católico)
  • “A dor de perder alguém em vida é pior do que a dor da morte, porque é o nunca mais de alguém que se poderia ter, já que está vivo e por perto” (Caio Fernando Abreu, escritor)
  • “A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração” (Charles Chaplin, ator)
  • “A dor de perder alguém é aquela que dói na alma, aquela que não passa, só é amenizada, mas que sempre será lembrada” (Michel Benchimol)

menina ajudando a amiga a passar pelo luto

Atitudes que podem ajudar um parente ou amigo em luto

Lembre-se que não há maneira certa de sofrer. Algumas pessoas sofrem muito, de maneira muito rápida, enquanto outras sofrem pouco, mas por muito tempo. Assim, a primeira coisa que devemos saber é que cada um sofre de um jeito!

Então, é importante não fazer comparações e dar espaço para que a pessoa sinta e expresse seus sentimentos. E, a seguir, te damos dicas de como fazer isso!

1. Pergunte “Como foi o seu dia?”

Mostre à pessoa que você se preocupa com ela e que está disponível para confortá-la. E quando não souber o que dizer, só diga: “sinto muito” ou “não consigo imaginar o que você deve estar sentindo”. Essas são frases úteis, mas você também pode oferecer um abraço. Mas não saia abraçando; pergunte.

2. Abra mão do controle

Muitas vezes queremos sugerir planos e temos pressa para resolver a situação, mas às vezes pode ser mais útil só fazer companhia e ver um filme junto com a pessoa, por exemplo.

3. Leve um pet

Muitas pesquisas mostram que a companhia de um animal pode ajudar na melhora de pessoas enlutadas. Por isso, se a pessoa gostar de animais, pergunte se seria legal para ela ter essa companhia e o que ela acha da ideia.

Mas não deixe de perguntar, em?! Não seria bom aparecer com uma surpresa que a pessoa não está preparada para receber.

4. Entenda a diferença cultural de gêneros

Na cultura, os homens e as mulheres são ensinados a lidar com as emoções de formas diferentes. Enquanto as mulheres podem expressar mais os sentimentos, alguns homens tendem a se isolarem mais, recorrerem ao álcool ou até mesmo ficarem mais irritados.

Por isso, é preciso ter formas estratégicas de lidar com cada um e entender as reações do luto, que são diferentes em cada pessoa.

5. Esteja presente

Às vezes as pessoas passando pelo luto se isolam por não saberem bem como pedir ajuda. Contudo, no fim das contas, uma simples visita já faz bem!

Ou você pode ligar, mandar mensagens e perguntar se a pessoa precisa de companhia ou de ajuda em algo. Mas não pressione demais, deixe a pessoa respirar.

mulher aprendendo a lidar com o luto

4 dicas para você passar pelo luto com menos sofrimento

Se é você quem está passando pelo luto, também existem atitudes que podem te ajudar a passar por essa situação de um modo mais leve. E algumas dessas atitudes são:

1. Respeite o seu momento

No momento de luto o emocional e o físico se embaralham. Sendo assim, sua mente e corpo podem reagir de formas inesperadas. Então, deixe que os sentimentos venham e não se desespere com a sua forma de reagir.

Tire um tempo para você e se permita sentir.

2. Compartilhe os seus sentimentos

A vontade de não falar pode ser intensa, mas a fala é um instrumento poderoso para o processo de cura. Pois além de te ajudar a manter o pé no chão e superar o luto de forma mais leve, conversar também faz com que você se sinta menos sozinho.

Assim, você pode tanto conversar com amigos e parentes, quanto com um psicólogo!

3. Use a arte para se expressar

A arte é um bom jeito de colocar os sentimentos para fora, em especial aqueles que ainda não conseguimos transformar em palavras. Encontrar diferentes maneiras de se expressar ajuda a dar significado às experiências.

Você começar a tocar algum instrumento, se dedicar ao desenho, à pintura e com o que você mais se identificar!

4. Não se culpe

Entenda que você não tem controle de quanto tempo vai levar para superar e nem se sentirá alegria ou felicidade durante o processo. Afinal, o luto é uma fase complexa que envolve muitos sentimentos, sendo que todos eles são importantes de serem vividos.

Buscando ajuda médica e psicológica para lidar com o luto

Caso perceba que esse processo está te deixando doente (você sente dores, não consegue mais sair de casa, não consegue mais conversar com os seus amigos, sente crises de ansiedade várias vezes etc.), é ideal que procure ajuda médica e/ou psicológica. Afinal, existem profissionais qualificados para lidar com situações específicas, como esta.

Durante o processo é importante que você esteja consciente de que o progresso, por mais que pareça bom e rápido de início, pode travar – ou até mesmo regredir. Mas isso não significa que você não possa voltar a avançar em direção à uma vida plena!

O luto mal resolvido pode desencadear transtornos como a depressão, ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo (toc) e, até mesmo, transtorno de estresse pós traumático (TEPT).

E na terapia você consegue evitar e tratar tudo isso. Pois, com a ajuda do psicólogo, você começa a entender melhor suas emoções e como controlá-las. Além de entender mais sobre si mesmo e aprender técnicas para tornar seu dia a dia mais leve e feliz.

Além disso, o psicólogo pode encaminhar você para um médico especializado, caso seja necessário.

sede da Eurekka

Terapia da Eurekka para superar o luto

Se você acha que está muito difícil passar pelas fases do luto, ou conhece alguém que esteja passando por isso, nós podemos ajudar.

A Eurekka é a maior clínica de psicologia do Brasil que oferece psicoterapia online e presencial. Nós contamos com um time de psicólogos experientes e humanizados que podem ajudar você a lidar com esse momento tão delicado.

Você não precisa passar por isso sozinho! Um terapeuta Eurekka pode te ajudar a superar essa situação e tornar a sua rotina e a sua vida muito mais felizes. Além de ajudar você a transformar pensamentos incapacitantes em ações transformadoras!

E para tudo isso, basta clicar no botão abaixo!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.77

Eurekka Psicólogos

A Eurekka é uma Clínica de Psicologia especializada em terapia online que atende pacientes de todo o mundo. Os Psicólogos da equipe são treinados para aplicar a Terapia Cognitivo Comportamental de última geração nos mais diversos problemas: ansiedade, depressão, traumas, fobias, autoestima, disciplina, relacionamentos e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.