Medo: você sabe o que essa complexa emoção causa?

Equipe Eurekka

Desde o nascimento, e durante toda a nossa vida, demonstramos alguma emoção ─ alegria, medo, surpresa, raiva… Todas essas emoções são parte natural da vida, e todo ser humano as tem.

Aliás, você sabia que não sentir medo pode ser um um sinal de algo chamado psicopatia? Dá pra sentir adrenalina, mas medo em si, não. Pra você ver como nosso corpo guarda todas as respostas sobre ele mesmo… 

Mas agora, caso você NÃO seja um psicopata (o que é bem provável, já que só 1% da população global faz parte desse grupinho), você sabe definir com certeza o que é o medo? Como explicar essa emoção que nos causa tantas sensações diferentes? É isso que você vai saber neste artigo. Vamos juntos?

O que é o Medo?

O medo é uma emoção natural, que está presente desde o tempo das cavernas. Ela envolve uma reação universal bioquímica, além de uma resposta emocional muito alta.

Essa emoção é responsável por alertar você sobre qualquer perigo ou ameaça à sua vida. O perigo pode ser tanto físico como psicológico. Algumas doenças mentais, tais como síndrome do pânico, fobias, transtorno de ansiedade social e transtorno de estresse pós-traumático, também têm o medo como sintoma.

Agora, voltando à explicação: O medo é dividido em duas partes, uma reação bioquímica e uma resposta emocional.

Reação bioquímica 

Bioquímica diz respeito às reações químicas e biológicas dos seres vivos, como os hormônios, por exemplo.

Como já dito, o medo é como se fosse um instinto de sobrevivência, que nos ajuda a ficar vivos em frente ao perigo.

Quando você encontra algo que seu corpo enxerga como uma ameaça, ele tem algumas reações. Entre elas, a sudorese, o aumento dos batimentos cardíacos, a tensão muscular, e níveis muito altos de adrenalina. Esse hormônio é o que te deixa alerta, como se o cansaço nunca fizesse parte do seu corpo.

Essa resposta também é chamada de “reação de lutar e fugir”. Ou seja, o seu corpo fica preparado para partir pra briga ou correr para bem longe do perigo. Essa reação é automática e é necessária para que você fique vivo e possa ver o dia de amanhã.

Resposta emocional

medo adrenalina

Por outro lado, a resposta emocional para o medo é muito diferente de pessoa para pessoa. O medo inclui algumas reações químicas que acontecem em outras emoções boas, como alegria e animação.

É por isso que, às vezes, é “divertido” sentir medo. O riso de nervoso, ou o medo que você sente ao assistir um filme de terror, por exemplo.

Além disso, algumas pessoas também buscam o medo por conta dos picos de adrenalina que ele causa. É por isso que tantas pessoas praticam esportes radicais, ou, também, buscam por coisas que induzam elas ao medo. 

Portanto, podemos concluir que, dependendo do perfil de cada pessoa, o medo pode ser uma experiência tanto positiva como negativa.

Entenda o que é uma fobia

Uma fobia é um tipo diferente de medo ou ansiedade, causado por um objeto ou situação específica. Desse modo, estar em contato com o objeto da fobia causa muito medo e angústia em quem sofre disso.

Ainda, a reação causada por uma fobia é, na maioria das vezes, muito desproporcional ao perigo real da coisa. Pessoas que têm fobia sabem que suas reações são exageradas e que não fazem o menor sentido. No entanto, essas pessoas não são capazes de evitar essa reação.

Apesar disso, muitas pessoas debocham das outras por terem fobias. A tripofobia, por exemplo,  que é a fobia de objetos com buracos ou que tenham vários furos, é motivo de piada por algumas pessoas que não entendem sobre o problema.

Fobias são problemas que devem ser levados a sério como qualquer outro. Ela pode ter consequências graves e afetar a qualidade de vida da pessoa como um todo.

Tipos de fobias

Existem cinco grandes grupos de fobias:

  • Fobias da natureza, como altura, escuro, trovões, fogo, mar, etc.
  • As zoofobias, que são as fobias de animais, como cachorros, aranhas, lagartos, insetos, entre outras.
  • Fobias de sangue, machucados e injeções, como medo excessivo de agulhas ou de operações médicas.
  • Fobias situacionais, como andar de elevador, voar, falar em público, agorafobia, por exemplo.
  • Outras fobias, como engasgar e vomitar. 

Os sintomas de uma fobia podem durar a vida inteira, e é comum surgirem durante a infância ou adolescência. Também é possível ter mais de uma fobia ao mesmo tempo.

Algumas vezes, fobias surgem por causa de eventos que geram trauma, mas na maior parte do tempo, a razão de ter uma fobia é desconhecida.

Apesar disso, a maior parte das fobias podem ser tratadas. O melhor tratamento para esse caso se chama terapia de exposição. Ela consiste em inserir o objeto de fobia pouco a pouco no universo da pessoa, para que ela perca a sensibilidade, e então, o medo diminua.

Além disso, o seu médico pode receitar medicamentos que auxiliem no tratamento e a Terapia Cognitivo-Comportamental é uma grande ajuda para superar esse problema.

Se você precisa de um médico para investigar um medo, trauma, ou fobia, faça uma consulta com um dos médicos da Eurekka! Temos várias especialidades, inclusive psiquiatria! Vamos te ajudar a resolver seus problemas, e melhorar sua qualidade de vida. Agende agora mesmo a sua consulta clicando aqui.

banner psiquiatria na Eurekka

Sintomas do medo

O medo, de modo geral, vem acompanhado de sintomas físicos ou emocionais. Os sintomas podem variar por indivíduo, e alguns sintomas também podem ser psicológicos.

Sendo assim, os sintomas incluem: dor no peito, calafrios, boca seca, falta de ar, tremedeira, dor de barriga, enjoo, sensação de perda de controle ou de morte certa, tristeza, e por aí vai.

Causas do medo

medo aranhas

O medo é uma das emoções mais complexas que existem. Algumas experiências traumáticas, por exemplo, podem desencadear essa emoção. 

O medo também pode acontecer pelos sintomas físicos que algumas situações causam, tal como ter medo de tomar um medicamento por conta dos efeitos colaterais.

Alguns gatilhos que geram medo são:

  • Eventos futuros
  • Incerteza
  • Perigos ambientais
  • O desconhecido (a morte, Deus, um novo remédio, etc.)
  • Objetos ou situações específicos

Como lidar com o medo

O medo, apesar de ser assustador, é uma emoção que estará sempre presente. Sendo assim, o ser humano desenvolveu algumas técnicas e passou lições que ajudam a diminuir ou dar mais coragem para bater de frente com o problema.

Pratique a atenção plena

Apesar de não ser possível trocar uma emoção pela outra, estar atento a eles pode ajudar você a ter mais controle e trocar os pensamentos negativos por outros melhores.

A atenção plena é uma prática que faz você focar toda a sua atenção no momento presente. Assim, você é capaz de deixar os seus pensamentos do passado, ou do futuro, bem longe e prestar atenção só no que está bem a sua frente.

O mindfulness, como também é chamada a atenção plena, é uma técnica muito boa contra o estresse e a ansiedade, e é eficaz para vencer o medo.

Enfrente o medo, se for possível

Lembra que a gente falou que o medo gera uma reação, chamada de “lutar ou fugir”? Então, por mais que fugir seja sempre uma boa opção para voltar à zona de conforto, e resolver o problema, nem sempre é a solução mais inteligente.

Fugir do medo é a receita para aumentar sua ansiedade. A fuga pode fazer você parar de fazer atividades que, em dias normais, você precisa ou gosta de fazer. Portanto, é importante usar a chance de lutar para perceber que, às vezes, a situação não é tão ruim quanto parece. 

Você não precisa enfrentar o seu medo todo de uma vez. Se você tem medo de lugares escuros, por exemplo, pode começar com luzes mais fracas. Conforme você sente que pode aumentar a dificuldade, pode ir reduzindo o nível luz, até chegar ao escuro total. 

Tente manter uma lista de anotações, coloque o que você sente e que condição deixa você assim, além de anotar coisas que ajudem você a enfrentar o medo. Dessa forma, você entende mais sobre você mesmo.

Tenha uma alimentação saudável

Evite os açúcares e os alimentos ou bebidas com cafeína, pois podem aumentar seu nível de ansiedade. Prefira comer frutas ou vegetais e beba sucos naturais.

sede presencial eurekka

Tratamento para o medo na Eurekka

O medo pode ser um problema sério, ainda mais se você não tratar. Com o tempo, pode até virar uma fobia!

Você não quer ter uma fobia, certo? Então, se você tem problemas com o medo, e quer investigar esse problema mais a fundo, converse com um de nossos terapeutas.

A Eurekka conta com ótimos profissionais humanizados, que utilizam a Terapia Cognitivo-Comportamental, recomendada para tratamento de medos e fobias. Agende sua primeira sessão agora e vá em busca de mais qualidade de vida.

Nós vamos pegar na sua mão, e te ensinar tudo sobre isso. Você também vai aprender técnicas que vão ajudar você a enfrentar o medo. Clique aqui e agende a sua primeira sessão agora!

Além disso, nos siga nas redes sociais: Instagram, Youtube e Facebook!

E não esqueça de comentar aqui embaixo!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.