Emoções: o que a escola não te ensinou

Equipe Eurekka

Você já ouviu as pessoas comentando sobre como a escola devia ter ensinado coisas que não ensinou? Dizem que a escola não nos ensina a ser adultos. Ela não ensina a fazer Imposto de Renda ou empreender. E ela não nos ensina a lidar com emoções.

A verdade é que a escola deveria ter um papel bem objetivo na nossa vida, ensinando matérias teóricas e um pouco sobre relacionamento interpessoal. Contudo, a escola poderia falar mais sobre emoções e sentimentos. Por isso, hoje eu vou te mostrar o que todo mundo deveria aprender na escola sobre emoções, mas não aprende. E tudo bem não aprender, afinal, eu estou aqui te mostrando isso, agora!

emoções

O que é emoção?

As emoções são uma reação natural. Podemos dizer que a emoção é uma resposta neural para os estímulos externos. Por exemplo, se você ri de algo que aconteceu, você está expressando uma emoção, que é algo público. Sinais que fazem partes das emoções podem ser: ficar vermelho, as mãos suadas, contrair o corpo, chorar… Por isso, ter atenção às emoções te ajuda a saber lidar melhor com elas.

Os sentimentos, por outro lado, mostram como a gente se sente de acordo com uma emoção. Sentimento e emoção não são a mesma coisa! Voltando ao exemplo do riso: quando você ri (emoção), pode ser porque você está sentindo nervoso, felicidade ou angústia (sentimentos). Os sentimentos são mais fáceis de esconder e também mais fáceis da gente confundir.

Existem 7 emoções universais: nojo, raiva, medo, tristeza, alegria, surpresa e desprezo. Lembra daquele desenho que se chama Divertidamente? Pois é, todos os divertidamentes são emoções! Existem mais ou menos umas 27 emoções principais que conseguimos expressar, mais essas 20 outras emoções que eu não citei não são universais. Ou seja, vamos adquirindo elas ao longo da vida.

1. Emoção é um conjunto de reações no corpo e na mente que acontecem ao mesmo tempo e em vários lugares

Vamos pensar na emoção raiva: onde a raiva acontece? O que você sente quando sente raiva? Você pode responder que fica com o rosto vermelho, com os músculos tensos e com a respiração ofegante, por exemplo. Uma coisa que acontece no rosto, na respiração, na pele, nos músculos… Ou seja, são várias reações no corpo e na mente (porque temos certos pensamentos, ímpetos e preocupação quando ficamos com raiva) que acontecem ao mesmo tempo.

Então, emoções são disparos de várias reações no seu corpo e na sua mente ao mesmo tempo. Com a ansiedade é a mesma coisa, afinal, o que você sente quando está ansioso? O coração acelerado, a respiração ofegante, os músculos tensos, a mente mais confusa ou distraída etc.

Mas uma segunda coisa que você tem que entender é que toda a emoção tem três partes: sensações, pensamentos e ímpetos. Essa é a forma mais útil de entender as suas emoções para saber o que fazer quando elas aparecerem em momentos inoportunos. Vou te explicar cada uma dessas partes.

2. Toda emoção tem 3 partes

As sensações físicas são as reações que a emoção causa no seu corpo, como: suor, respiração ofegante, postura mais recolhida, expressão mais assustada etc. Ou seja, são as manifestações físicas, aquelas que outra pessoa consegue perceber olhando para você.

Uma pessoa com medo sente, no corpo, talvez um suor, o coração disparado e os músculos tensos. Mas o que uma pessoa com medo pensa? Se traduzíssemos em frases o que passa na cabeça dela, seria algo como:

“Eu tenho que me afastar”, “O que será que vai acontecer agora?”, “Isso vai me pegar, eu vou morrer!”, “Preciso correr”‘

Mas do mesmo jeito que a emoção vem com sensações e pensamentos, ela também vem com ímpetos. Ou seja, com impulsos.

Quando alguém fala que emoções são impulsos internos é verdade, já que uma parte da sua emoção é um ímpeto, um impulso.

Agora vamos imaginar um cenário em que você está triste. Se você já assistiu ao Divertidamente, vai lembrar da bonequinha da tristeza. Como ela é?

Ela tem um corpo mais triste, com uma postura mais para baixo, mais retraído e pequenininho. Ela também está sempre expressando os pensamentos de tristeza, como “Eu não acredito que isso aconteceu de novo”, “Ninguém gosta de mim” e aquelas frases de frustração. E, por fim, ela também manifesta os ímpetos da tristeza, que são se afastar, se proteger, desistir das coisas, tentar buscar um consolo etc.

banner terapia

As 3 partes da ansiedade para lidar com emoções diferentes

E se analisássemos a ansiedade, quais seriam essas 3 partes?

Perceberíamos o coração acelerado, a respiração ofegante e os músculos tensos, como uma agitação psicomotora, em que uma pessoa fica balançando a perna e o braço ou olhando de um lado para o outro.

Teríamos pensamentos, como “Ai meu Deus, será que eu vou conseguir?”, “Será que se tal pessoa chegar e me falar tal coisa eu vou conseguir ir lá?”. E, por fim, surgiriam os ímpetos da ansiedade, que são: fugir, dar um jeito de cancelar aquele evento ou de não aparecer no compromisso, para não precisar enfrentar aquela emoção no futuro.

Agora, se isso é tão simples (a ponto de eu conseguir te explicar em poucos parágrafos), você não acha que deveria ser ensinado nas escolas, para as crianças, ou até mesmo na faculdade, para os adultos?

Afinal, não entender as suas emoções gera problemas práticos. Se você está sentindo raiva, por exemplo, e tem o ímpeto de bater em alguém, entender porque está sentindo isso e qual é a emoção que está dominando ou seus pensamentos e ações poderia te impedir de realizar esse ímpeto. Ou seja, se acalmar, deixar a raiva passar e evitar um conflito emocional.

3. Todas as emoções preparam você para alguma coisa.

Esse é o propósito das emoções.

Você está andando na rua e, de repente, percebe uma pessoa se aproximando. Você tenta mudar de caminho, mas parece que aquela pessoa mudou o caminho dela junto com você. Qual o propósito do medo nessa situação? O propósito foi de alertar para você que era hora de se afastar daquela situação e daquela pessoa.

Uma emoção também pode trazer a nossa atenção para aspectos que nem sempre vão nos ajudar. Um exemplo muito prático disso é quando você precisa fazer uma apresentação importante e a ansiedade aparece dizendo pra você mil coisas, fazendo seu coração ficar acelerado e a sua respiração desregulada. Ou seja, a emoção nem sempre te ajuda – e saber identificar isso é o grande segredo de lidar bem com seu emocional.

Mas, quando você aprende a lidar com as suas emoções elas se tornam muito úteis. Quando alguém diz que “A ansiedade é uma emoção inútil” ou que quer parar de sentir ansiedade, na verdade ela apenas está num nível elevado demais a ponto de não servir mais para o seu propósito.

desânimo é uma emoção útil

Temos que lidar com emoções em doses erradas

É como se você tomasse um calmante na dose errada que, em vez de te deixar apenas mais calmo, te faz dormir e te impede de trabalhar. Ou então como se você tomasse uma dose errada de Ritalina e, em vez de ficar mais concentrado, ficasse acelerado e não conseguisse se concentrar.

Mas da mesma forma que essas drogas preparam você para alguma coisa, as suas emoções também têm o mesmo efeito. Por exemplo, a ansiedade prepara você para enfrentar um perigo no futuro. Eu sinto a ansiedade porque eu prevejo que algo ruim pode acontecer e o meu corpo me lembra desse algo ruim através da ansiedade. Se você tem uma prova importante para fazer, mas não está estudando, ficará mais ansioso. Afinal, a ansiedade bate na minha porta e diz “Olha, você não vai fazer nada? Você não vai tomar alguma atitude?”

A raiva, muitas vezes, prepara você para, de fato, se defender contra uma injustiça.

Quando você vê uma pessoa na rua sendo muito agressiva ou até violenta com uma senhorinha, aquilo vai te dar raiva. Afinal, não se trata uma senhorinha assim e, talvez, a sua raiva e vontade de intervir seja justamente o que o agressor precisava escutar naquela hora para parar.

No entanto, ao mesmo tempo que te preparam, as emoções também podem te paralisar e te fazer querer fugir de tudo. Quando isso acontece, a sua vida fica pequena, fica mutilada. Se as sua ansiedade sempre te faz fugir e evitar tudo, você “resolve” se isolando de tudo que causa ansiedade, certo?

4. A Ansiedade e o desânimo são emoções naturais que têm uma função.

E eu acabei de falar para você da função da ansiedade, mas o desânimo também tem uma função. Para quem não estudou Psicologia, entender qual é a função do desânimo é confuso pois, normalmente, achamos que o desânimo é apenas um sinal de que tem algo errado ocorrendo. De fato, às vezes você está sem energia porque você dormiu mal, por uma doença física, anemia, falta de vitaminas…

Mas a verdade é que o desânimo natural da vida tem uma função. Imagina que você está super empolgado para conhecer o amor da sua vida. No primeiro encontro com a pessoa está tudo indo bem, mas, já no fim do encontro ele fala uma bobagem que faz você se decepcionar profundamente.

Imagine que, para você, ter contato com a sua família é algo muito importante em um parceiro e o menino fala que, pra ele, a futura namorada não pode ter contato com a família.

Isso te deixa decepcionada, certo? Você fica frustrada e decepcionada. Mas tá errado você se sentir frustrada, desanimada e triste? Não! Afinal, o seu corpo está reagindo a uma coisa que, de fato, aconteceu. A função de ficar desanimado naquele momento é refletir se vale a pena continuar o encontro, se isso faz sentido para a sua vida, se isso é importante ou não para você.

Lidar com emoções também é sobre deixar elas existirem

Quando acontecem grandes baques na nossa vida, como uma perda de emprego ou o término de um relacionamento, o desânimo e a tristeza têm a função de fazer você pensar “Espera, se eu estava colocando todas as minhas fichas numa aposta e essa aposta foi totalmente quebrada, eu não posso, simplesmente, continuar feliz achando que está tudo bem! Eu preciso ficar triste“. Ou seja, o seu corpo força você a parar e a pensar.

Mais do que lutar contra as suas emoções, você deve se perguntar: elas estão me ajudando ou me atrapalhando? Permita que as emoções existam. Você não precisa se guardar em um pote inquebrável da felicidade. Isso traz uma positividade tóxica e reprimir seus sentimentos vai te fazer muito mal para o futuro.

ocitocina e felicidade

Aprenda mais sobre suas emoções com a Eurekka

A Eurekka é campeã em conteúdos gratuitos sobre sentimentos e emoções. Você pode conferir vários posts sobre o tema aqui no nosso blog. Além disso, nosso aplicativo tem conteúdos exclusivos para você aprender mais sobre sua saúde mental de forma descontraída. Por fim, nossas redes sociais também têm muito conteúdo gratuito. Dá uma olhada no nosso Instagram, Facebook e Youtube.

Se você sente que têm emoções tóxicas, em intensidade muito alta e que você não consegue controlar, conte com a nossa terapia para voltar ao centro e continuar com uma vida de equilíbrio!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *