O que faz um psicólogo? Para que serve e quando procurar um

Equipe Eurekka

Você já pensou em começar a terapia, mas nunca teve coragem? Ou, então, pensou que nunca vai precisar de um psicólogo, pois você não é doente. Quem sabe, começou a terapia, mas se sentiu inferior, se sentiu doido…

Esses são pensamentos comuns sobre a terapia, pois foram enraizados na gente, por conta de preconceito ou desconhecimento. A verdade é que a terapia é para todos, e o psicólogo pode ser um grande aliado para melhorar a sua qualidade de vida.

Para mudar esse pensamento e saber mais sobre como é passar por um psicólogo, criamos este texto para você. Você vai ver do que trata um psicólogo, como saber o momento de fazer terapia, quais abordagens existem e quanto custa uma consulta. Boa leitura!

O que trata o psicólogo?

O psicólogo costuma tratar de transtornos emocionais, psicológicos e comportamentais. Ou seja, você pode cuidar das suas emoções e dos seus sentimentos, ou de transtornos psicológicos como depressão e crises de ansiedade, ou de hábitos ruins e vícios.

O lado bom da terapia é que você pode discutir e tratar muitas questões diferentes, pois o espaço da terapia é um espaço de acolhimento e entendimento.

Quando é hora de consultar um psicólogo?

Muitas pessoas acreditam que só precisam ir atrás de um psicólogo quando estão no fundo do poço, muito descontroladas.

Mas, na verdade, qualquer hora é hora de consultar um psicólogo. Sempre que você sentir que precisa ser ouvido, sempre que você precisar de ajuda para tomar decisões, estes são bons momentos para ir atrás da terapia.

Nós separamos alguns temas comuns na terapia para você ver como não precisa ter uma mega síndrome do pânico ou uma depressão muito forte para marcar a sua consulta. Veja a seguir.

Descontrole emocional

Você sente que fica muito triste por vários motivos? Ou sente muita raiva quando discute com a sua família? Quem sabe, você sinta muito ciúmes do seu parceiro?

Todos esses são sentimentos e emoções em descontrole ou em excesso, que precisam ser estudados para que você melhore e tenha mais equilíbrio na vida.

Para entender de onde vêm um grande medo ou uma grande raiva, você precisa do psicólogo para te guiar nesse caminho de autoconhecimento.

Traumas não superados

Muitas vezes, passamos por situações difíceis que achamos que estão superadas, mas não e estão. Por exemplo, sofrer um assalto e começar a ter fobia social ou medo de ficar fora à noite.

Para resolver isso, você deve entrar em terapia disposto a revisitar o trauma e repensar o que te leva a ter medo ou angústia. Isso pode ser difícil, mas o psicólogo vai ajudar a tornar tudo mais leve e vai te ajudar a lidar com sentimentos ruins.

Problemas com sono e apetite

Muitas vezes, nossa dificuldade de dormir ou nossa fome interminável podem ter a ver com questões emocionais. Afinal, quem nunca viu em filmes e séries uma pessoa que come besteira toda vez que está triste? 

Esse tipo de sintomas físicos podem também ter um fundo emocional. Para melhorar a sua higiene do sono ou remover hábitos ruins na alimentação, a terapia com certeza pode te ajudar.

banner terapia

Pausa nas atividades prazerosas

Parar de fazer coisas que você gostava antes e se afastar de pessoas que você ama são sinais de um início de depressão. Por isso, é vital ter apoio psicológico neste momento, para que você não desenvolva mais sintomas e saia do ciclo ruim.

Com a terapia, você vai poder investigar o porquê da sua pausa, que ações ou pensamentos te levaram a isso, e como sair dessa. Às vezes, é uma simples questão de não se identificar mais com o que fazia. Nesse caso, você vai ter ajuda para se redescobrir e se reinventar.

Autoconhecimento e autoestima

A terapia, no final das contas, é uma jornada de autoconhecimento. Você pode passar a se conhecer melhor e conhecer um pouco mais sobre pensamentos e emoções. Além disso, pode descobrir como viver cada vez com mais bem estar, qualidade de vida e inteligência emocional.

O psicólogo também vai te ajudar a melhorar sua baixa autoestima, pois, com o autoconhecimento, você consegue também saber os seus pontos fortes e como melhorar os seus pontos fracos.

Orientação vocacional

Sim, o psicólogo também pode te ajudar a descobrir uma boa profissão para você! Muitas vezes, não sabemos nossos pontos fortes e fracos. Por isso, fica mais difícil entender que profissões combinam com a gente.

A terapia vai te ajudar a identificar questões relevantes para a escolha de uma área profissional. Isso acontece tanto através de conversa e análise quanto por testes e questionários. Além disso, a orientação vocacional também te ajuda a pensar em profissões fora da caixa!

Como achar um psicólogo

Com a internet, ficou bem mais fácil encontrar um psicólogo, seja para terapia presencial ou online. Você pode pesquisar e procurar por psicólogos na sua cidade, ou que atendam pelo seu convênio. No geral, os convênios costumam ter uma lista de colaboradores, o que deixa a busca bem mais simples.

Para fazer terapia com a Eurekka, seja presencial ou online, é só clicar aqui. Você vai ter todas as informações sobre como ser atendido por nós.

Sempre fazemos uma conversa inicial para saber qual o melhor tipo de terapia para você, e, então, você vai passar para uma consulta com um psicólogo. Você pode trocar de profissional sempre que sentir necessidade, caso não tenha se identificado.

menina em sessão com psicólogo online

Consultas online com psicólogo

A consulta online com um psicólogo funciona como uma terapia presencial. A diferença é que, na terapia online, você fala pelo psicólogo por meios digitais, ou seja, usando um computador, celular ou tablet.

Você vai poder falar sobre os problemas e preocupações que te permeiam, sem julgamentos ou críticas. Assim, você pode melhorar sua vida, criando novas habilidades sociais, ou aumentando o seu bem estar.

As plataformas usadas são seguras e garantem privacidade para você conversar de forma ética, sigilosa e confiável. Porém, tem o outro lado da moeda: costumam pedir que você, como paciente, também esteja sozinho, em um lugar calmo e com boa iluminação, para que tenha tratamento efetivo.

Abordagens dos psicólogos

Você sabia que existem várias formas de levar uma terapia? Os psicólogos escolhem uma abordagem psicológica, ou seja, uma teoria que eles acreditam ser a melhor para conduzir certos casos na clínica.

Conheça, então, as várias abordagens que existem na terapia clínica! Sabendo mais como funciona cada uma delas, você pode entender qual se adequa mais à você e às questões que você quer resolver.

Psicanálise

A Psicanálise é uma das abordagens mais conhecidas, graças à Freud, que usava essa abordagem na clínica. A psicanalítica afirma que a maior parte dos processos que ocorrem na nossa cabeça são inconscientes. Por isso, o psicanalista tenta entender a mente levando isso em conta.

Nessa abordagem, o paciente reflete bastante e passa a se enxergar de outra forma, mais atenta. Assim, consegue entender de onde vêm os seus sentimentos e emoções, bem como seus conflitos.

Behaviorismo

No behaviorismo metodológico, o estudo de pensamentos e emoções é colocado de lado. O que entra em jogo aqui é a observação e a experimentação. Essa abordagem é ótima para quem quer moldar e ajustar seu modo de agir.

Em oposição a isso, existe o behaviorismo radical, do famoso Skinner – aquele que fazia experimentos com ratos em caixinhas. Nessa linha, as emoções não são vistas como origem de qualquer conduta nossa, já que também são parte do nosso modo de agir.

Além disso, diz-se que, para um bom modo de agir se tornar um hábito, deve haver recompensa, e, caso seja um modo de agir ruim, deve haver punição para que ele suma.

psicólogos eurekka

Cognitivo-Comportamental

Além de trabalhar a parte teórica, como as outras, a Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) trabalha com uma parte muito prática.

Essa abordagem foca nas crenças do indivíduo. As pessoas sempre criam crenças próprias sobre si mesmas e sobre o mundo. A TCC entende que essas crenças determinam como nós agimos no dia a dia.

Assim, se você quer mudar modos de agir e ações que te fazem mal, precisa saber e entender as suas crenças, além de entender o seu contexto atual.

Humanista

A terapia que usa a abordagem humanista vê as pessoas como um todo; são seres com razão e emoção, e não podem ser “moldados”. Então, é o próprio paciente que vai decidir quais os temas que serão abordados e o que precisa ser feito para chegar onde ele quer.

Assim, a abordagem afirma que a pessoa terá mais consciência dos seus modos de agir. Além disso, a Psicologia Humanista é muito engajada em usar ao máximo o potencial que o paciente tem, causando uma mudança social e cultural.

Análise Junguiana

Jung foi muito próximo de Freud e da Psicanálise, mas, com o tempo, se distanciou da Psicanálise e seguiu com uma abordagem própria. Nessa linha, a análise junguiana tenta buscar a essência do paciente. Ou seja, a pessoa deve viver de acordo com o que ela é de verdade.

A Psicologia Junguiana integra o inconsciente ao consciente e, dessa forma, cria harmonia entre o ambiente externo e o ambiente interno.

Além disso, essa abordagem trata bastante de simbologia e dá livre arbítrio para o paciente falar sobre o que quiser. Pode-se usar, ainda, análise de sonhos, imaginação ativa, jogo de areia ou arteterapia.

Gestalt

A Gestalt-terapia usa algumas partes da Psicanálise para entender a mente humana. Essa é uma “terapia de contato”, criando uma conexão do paciente com ele mesmo, para procurar perceber o que ele quer no momento.

O terapeuta vai prestar atenção nos detalhes da experiência que o paciente não percebe. Assim, pode mostrar esses detalhes à ele. Na sessão, o conteúdo falado no momento, como o paciente quiser falar, e quando quiser falar é o que importa.

sede da Eurekka

Qual a abordagem dos psicólogos da Eurekka?

A Eurekka usa a Terapia Comportamental Contextual, que é a terceira geração da Terapia Cognitivo Comportamental. Se você gostou da explicação que demos acima sobre TCC, você com certeza vai gostar da terapia aqui na Eurekka.

A TCC não tem “contraindicações”. Assim, se você quer mudar padrões de vidas, modos de agir prejudiciais e vícios, a Terapia Comportamental Contextual vai ser perfeita para você.

Para fazer terapia com a Eurekka, é só clicar aqui.

Qual o valor da consulta de um psicólogo?

Isso costuma variar muito, a depender de onde você mora, do status financeiro da região e do quão notável é o psicólogo. A média de valores é entre R$100 e R$200 reais.

Você pode também encontrar plantões psicológicos gratuitos na sua cidade. Esses plantões costumam servir para questões pontuais e rápidas de serem resolvidas. Além disso, duram, em média, quatro sessões – ou seja, um mês. 

Por fim, se você quiser encontrar mais conteúdos sobre terapia e saúde mental, pode acessar nosso Instagram, Youtube e Facebook.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *