Sertralina: o que é, para que serve e efeitos colaterais

Equipe Eurekka

Sertralina, que também conhecemos pelo nome comercial Zoloft, é um remédio antidepressivo e ansiolítico. Ou seja, se usa para tratar a depressão. Mas existe muito mais para se saber a respeito desse medicamento.

A Sertralina pode ser usada em casos de depressão, sintomas de ansiedade, de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), Transtorno do Pânico, Transtorno do Estresse Pós-Traumático (TSPT), Fobia Social e Síndrome da Tensão Pré-Menstrual (STPM), assim como no Transtorno Disfórico Pré-Menstrual (TDPM).

Continue lendo para entender para que serve, como usar e quais os efeitos colaterais do Cloridrato de Sertralina.

O que é Sertralina e para que serve?

O remédio Sertralina está ligado de forma direta com a serotonina, conhecida por ser o hormônio da felicidade. Ele age no corpo humano, aumentando a concentração de serotonina no sangue. O remédio faz isso ao reduzir a reabsorção de serotonina, o que aumenta o seu efeito no corpo.

Por isso, pacientes que fazem o uso de tal medicação costumam ter melhora no humor, na qualidade do sono, mais energia e mais apetite. Além disso, recuperam o interesse pela vida.

Quanto tempo leva para a Sertralina fazer efeito?

pessoa tomando antidepressivo sertralina

Em geral, os efeitos terapêuticos da Sertralina, ou seja, efeitos que são desejados e que aliviam os sintomas de depressão, ansiedade e transtornos, surgem depois de 15 a 20 dias.

Estes efeitos, contudo, podem demorar mais do que isso para aparecer. E é por isso que é vital o que o médico te acompanhe, Assim, ele vai reajustar a dose, caso precise. Antes de os efeitos desejados aparecerem, alguns efeitos colaterais podem aparecer.

Efeitos colaterais

Em primeiro lugar, os efeitos colaterais da Sertralina costumam ser menores do que de outros remédios antidepressivos. Devido a isso, a procura por esse remédio é bem alta.

Mas isso não quer dizer que os efeitos adversos sejam poucos. Os mais comuns são: tontura, dor de cabeça, diarreia, tremores, sudorese, boca seca, redução da libido, distúrbios da ejaculação, náuseas e cansaço.

Caso você tenha estes efeitos, saiba que eles passam à medida em que o corpo se acostuma com eles. Porém, se você se sente doente ou tem efeitos como dor de cabeça, sonolência, insônia, diarreia, boca seca, tontura, cansaço ou fraqueza, e eles persistem ou incomodam, você deve avisar o médico.

Principais efeitos colaterais

Podemos separar os efeitos colaterais em três grandes grupos:

  • Muito frequentes: ocorrem em 10% dos pacientes, ou até mesmo mais. Quando atingem o sistema nervoso, podem causar tonturas, sonolência ou dor de cabeça. No sistema reprodutor causam falha na ejaculação, e no sistema gastrointestinal ocorrem náuseas, diarreia, boca seca e fezes moles.
  • Frequentes: ocorrem em 1 a 10% dos pacientes. Eles também ocorrem de acordo com o sistema do corpo: convulsões, distúrbios da atenção, concentração comprometida, enxaqueca, tremores, dor no peito, calor no rosto e no pescoço, palpitações, dor abdominal, prisão de ventre, dor na parte de cima do abdome, gases, vômitos, anorexia, mudanças no apetite e aumento ou redução do peso. Além disso, pode haver também disfunção erétil, distúrbios na ejaculação, irregularidades menstruais, acne, erupções cutâneas e aumento da oleosidade. Por fim, pode causar artralgia, mialgia, alterações na visão, comprometimento da mesma, febre, mal estar, zumbido e fadiga. 
  • Graves: são raros, afetam 1 a cada 100 pessoas e, caso ocorram, a pessoa deve ir ao médico urgente. São eles: dor, pressão no peito, falta de ar, tontura forte, desmaio, ereções dolorosas durante mais de 4 horas (mesmo que não esteja fazendo sexo), falta de memória, dificuldade em se concentrar, convulsões, fraquezas, falta de equilíbrio, pele amarela, pensamentos autodestrutivos. Além disso, preste atenção caso vomite ou saia sangue na tosse, tenha vômito de cor escura, hematomas sem motivo, sangramento na gengiva, ou sangramentos por mais de 10 minutos.

Sertralina dá sono?

Sim, entre os efeitos mais comuns do remédio estão a insônia e a sonolência.

Sertralina emagrece ou engorda?

O remédio não é feito para perda ou ganho de peso. Porém, isto pode aparecer como um efeito colateral. Contudo, não há como saber qual será a resposta do seu corpo. Você pode querer emagrecer e acabar engordando por conta do remédio.

A Sertralina pode ser usada para o controle de sintomas de ansiedade. Portanto, ajuda no controle do impulso alimentar, de comer cada vez mais. Isso faz com que a pessoa coma menos e, por consequência, emagreça. Entretanto, o emagrecimento não é tão significativo, variando, no geral, de 0,5 a 1,0 Kg.

Existem relatos de pacientes que fizeram o uso deste remédio e tiveram um ganho de peso, podendo ser um efeito colateral também, mas é bem menos frequente.

Sertralina e pensamentos suicidas

Um efeito colateral do uso da Sertralina que pode vir a ocorrer é o surgimento de pensamentos suicidas e vontade de se machucar. Estudos indicam que adultos entre 18 e 24 anos tiveram tal efeito após o início do tratamento com Sertralina, enquanto 9% dos pacientes entre 6 e 17 anos pararam o tratamento devido ao aparecimento de tais pensamentos.

Como diminuir os efeitos colaterais

Como precauções para reduzir alguns dos efeitos colaterais, você pode tomar várias medidas, como:

  • não tomar álcool para evitar fraqueza e, caso esse sintoma apareça, se deitar com rapidez
  • deitar caso sinta dor após tomar o remédio
  • devido a diarreia, é bom ingerir muita água para ficar hidratado
  • tomar o remédio pela manhã, caso ele cause sono no paciente
  • ingerir o remédio pela manhã, para reduzir o risco de insônia
  • tomar ele junto com as refeições ou após elas, pode reduzir o mal estar
  • descanso e água reduzem as dores de cabeça.

Contraindicações e advertências

amamentar mãe bebê

Há dois pontos principais para abordar: o uso de Sertralina por gestantes/lactantes e por pessoas que tenham hipersensibilidade à fórmula do remédio.

As pessoas que tenham a hipersensibilidade não podem usar a Sertralina. Além disso, ela não deve ser combinada com inibidores da monoaminoxidase (IMAO) ou com pimozida.

Caso a paciente seja gestante ou lactante, o uso da Sertralina, no geral, não causa grandes problemas e não deve haver interrupção. Durante a gestação, o risco que o remédio causa ao feto é baixo, enquanto não tratar a depressão pode causar problemas muito mais sérios. Independente disso, é vital que o médico saiba da gestação, para que possa analisar o caso individual da paciente.

Para lactantes, durante a amamentação o remédio também não tem riscos para o bebê, uma vez que a Sertralina passa para o leite materno em pequenas quantidades. Caso o bebê comece a demonstrar sinais de má alimentação ou de sonolência mais alta que o normal, é vital contatar o médico.

Apesar disso, é vital realçar que cada quadro clínico é único e individual. Portanto, é vital a consulta a um médico antes da decisão de continuar ou parar de tomar o remédio, uma vez que só se deve continuar com o uso do remédio quando é certo que não há riscos.

Onde e como comprar esse medicamento?

Você pode obter a Sertralina em farmácias. Porém, só é possível comprar este remédio com uma receita médica.

Você deve tomar o remédio uma vez por dia, com ou sem alimentos, e o paciente pode escolher o melhor horário para tomar, desde que mantenha sempre esse mesmo horário todos os dias.

Em adultos e adolescentes de 13 a 17 anos, a dose normal e habitual do remédio é de 50 mg por dia. Em crianças de 6 a 12 anos, a dose habitual é de 25 mg por dia. É vital lembrar que o tratamento deve ser feito com a ajuda de um médico.

banner eurekka med

O que devo fazer quando esquecer de usar esse medicamento

Caso o paciente esqueça de tomar uma dose do remédio, é bom tomar a dose que esqueceu assim que se lembrar. Entretanto, se já estiver muito próximo do horário de tomar a próxima dose, você ignora o remédio que esqueceu e pode ingerir apenas o próximo.

Fluoxetina ou Sertralina? Qual é melhor?

O uso do remédio varia de caso em caso, uma vez que cada quadro clínico de cada paciente é diferente e tem suas peculiaridades. Porém, já se sabe que a Sertralina mostra ter uma taxa de sucesso no tratamento contra a depressão de até 40% maior que a Fluoxetina.

Consulta psiquiátrica com a Eurekka

sede presencial da Eurekka

Por fim, a Eurekka conta com a EurekkaMed, um grupo de médicos especializados e escolhidos a dedo para realizarem atendimentos online. Vários médicos estão disponíveis para atendimento, desde médicos psiquiatras até clínicos gerais. Para você marcar uma consulta, basta clicar aqui!

Além disso, um passo muito recomendado e vital para o tratamento da depressão é o acompanhamento psicológico, através da terapia. Na Eurekka, você consegue encontrar profissionais capacitados para isso. Se você conhece alguém que está buscando ajuda profissional, ou se você mesmo está à procura, você pode conferir a nossa página e se informar mais sobre a terapia na Eurekka!

E para ter acesso a mais conteúdos gratuitos e informativos sobre saúde e psicologia, basta entrar no nosso aplicativo ou Instagram,  Facebook e  YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.33

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *