Filmes e séries podem afetar a saúde mental? A Psicologia explica

Equipe Eurekka

Você já ficou fissurado por alguma história? Ou então já assistiu a algo que mexeu demais com suas emoções? Quem sabe até mesmo ficou com a imagem de determinada cena na sua mente por um tempo. Afinal, serão essas atitudes normais ou será que os filmes e séries podem afetar a saúde mental de maneira grave?

No texto de hoje, nós vamos responder a essa pergunta e explicar tudo sobre os efeitos psicológicos dessas produções no cérebro. E, como bônus, vamos dar 3 dicas incríveis de histórias para você assistir e se deliciar.

Boa leitura! 

Os filmes e séries podem afetar a saúde mental?

Sim, os filmes e séries podem afetar a saúde mental. Isso acontece, porque todas as produções buscam gerar sensações no espectador, sejam elas boas ou ruins.

Dessa forma, ao assistir a uma obra cinematográfica, você está se expondo à carga emocional ali presente, de modo que, dependendo do momento da vida em que você está, esses estímulos podem afetar você em menor ou maior grau, mas sempre afetam.

Por exemplo, se você está vivendo um fim de relacionamento, filmes que falam sobre términos, autoconhecimento e superação vão mexer mais com você do que com alguém que está satisfeito com a relação amorosa.

E, em casos mais graves, filmes depressivos podem induzir pessoas que já têm uma predisposição ao transtorno a se sentirem daquela maneira.

Como os filmes e séries mexem com os sentimentos e emoções?

Poxa, mas será que as produções só afetam negativamente a saúde mental? Na verdade não. 

A questão é que toda obra quer que o espectador compartilhe dos sentimentos e emoções do personagem, de forma que ele se apegue e até mesmo se identifique com ele em determinados momentos. 

Já reparou que as produções de que menos gostamos são aquelas que os personagens não são cativantes? Ou a história parece não fazer sentido? Pois é, isso acontece porque a produção não conseguiu gerar empatia e senso de pertencimento em quem está assistindo. 

Então, voltando à pergunta no início desse tópico, o modo como as séries e filmes nos afetam dependem de qual sentimento e emoções a obra quer passar através dos personagens + se ela consegue transmitir isso para quem assiste + qual o contexto que estamos vivendo. 

Por exemplo, no desenho “Gato de Botas: o último pedido”, muitas pessoas se identificaram com as crises de ansiedade do gato e depois viram que existe esperança, amizades verdadeiras e superação. Ou seja, o desenho foi tão amado porque os personagens, além de serem cativantes, trouxeram identificação e sentimentos positivos.

Assim, essa é uma animação que dificilmente traria sentimentos negativos.

Já no filme de terror Terrifier, diversas pessoas passaram mal e tiveram sua saúde mental abalada. Isso porque a intenção do filme era justamente causar estranhamento e mal-estar

Então, vemos que os filmes e séries estão sempre jogando com nossas emoções e sentimentos, por isso não devemos nos expor a cenas que nos afetarão negativamente e buscar por aquelas produções que nos divirtam e nos façam amadurecer. 

Efeito dos filmes e séries no cérebro

Essas emoções e sentimentos do tópico anterior acontecem porque nosso cérebro reage aos estímulos ao nosso redor. Então confira abaixo o que acontece na sua mente ao assistir determinadas obras:

Liberação de substâncias 

Todas as produções têm gatilhos mentais que induzem você a se sentir de determinada maneira. Assim seu corpo, muitas vezes, reage como se fosse você vivendo aquela situação e não apenas o personagem, de forma que ele libera substâncias “propícias” àquela situação. 

Por exemplo, quando assistimos a filmes de terror, a amígdala interpreta as cenas de tensão como uma situação de perigo, fazendo com que hormônios e neurotransmissores sejam liberados para que você reaja. 

Por isso você fica com o coração acelerado e em estado de alerta, como se precisasse fugir. 

Saiba mais sobre isso aqui!

Catarse

Lembra que citamos alguns tópicos acima sobre identificação e empatia com os personagens? Pois é, esses sentimentos também fazem com que você queira que o “vilão” do filme se dê mal, certo? Seja o colega de trabalho que prejudicava o protagonista, o namorado tóxico ou um inimigo nos filmes de heróis.

O fato é que, quando esse vilão recebe o que merece, você tem aquela sensação catártica, ou seja, a liberação de toda a tensão e senso de justiça.

E esse momento catártico gera prazer e bem-estar, trazendo felicidade e alegria pelo desfecho. 

Esse recurso da catarse é usado desde as tragédias gregas na antiguidade, sendo discutido até mesmo por filósofos, como Aristóteles.

mulher assistindo filmes e séries que podem afetar a saúde mental

Quem tem algum transtorno pode assistir a filmes e séries?

Sim, porém é importante evitar filmes e séries que contenham temas fortes e que sirvam de gatilhos. 

Por exemplo, se você está passando por um momento de grande tristeza, assistir a filmes com uma história depressiva e finais que não transmitem paz e sim dúvidas, não é uma boa ideia, pois irá reforçar as emoções que você já estava sentindo antes. 

Ou se você está em um momento de troca de remédios ou em uma crise causada por um transtorno, o ideal é evitar filmes que causam fortes emoções e apostar naqueles que você já conhece e sabe que transmitem aconchego. 

Filmes e séries que podem afetar positivamente a saúde mental

Aqui vão algumas dicas de filmes e séries que podem acrescentar na sua vida e te fazer amadurecer:

This is Us

Essa é uma série que retrata as várias gerações de uma mesma família, e essa visão ampla do tempo faz com que o telespectador reflita sobre a brevidade da vida, a importância de valorizar as pessoas ao nosso redor e aceitar nossa história. 

Veja aqui o que um dos fundadores da Eurekka, diz sobre a série!

Atypical

Atypical conta a história de Sam, que tem autismo e tenta lidar com as dificuldades do mundo, como: relações sociais, trabalho e faculdade.

Além de ser gostosa de assistir, a série quebra estigmas sobre esse transtorno e nos faz entender melhor pessoas que têm autismo. Além disso, Sam é super carismático e ganha nosso coração no primeiro episódio. 

Soul

Essa animação conta a história de Joe, um professor de música do Ensino Médio que se sente frustrado por não ter a carreira de músico que sonhava. Porém, quando ele finalmente tem uma oportunidade, algo inacreditável acontece e ele se vê em uma aventura sobre a vida, propósito e ambições. 

O desenho traz, de forma leve e divertida, reflexões importantes sobre o verdadeiro sentido de estar vivo, felicidade e destino. 

logo eurekka

O melhor streaming para a saúde mental

E é claro, a melhor dica vem no final! Se você ama assistir a filmes e séries, mas sente que precisa maneirar nas emoções intensas e cuidar mais da sua saúde mental, nós temos uma chamada especial para você.

Aqui na Eurekka nós temos um streaming de psicoeducação no qual você recebe conteúdos exclusivos dos psicólogos aqui da Eurekka, participa de grupos fechados para compartilhar suas descobertas e ainda tira dúvidas ao vivo com nossos profissionais!

Então, se você quer fazer parte desse grupo de pessoas que estão tendo suas vidas transformadas e crescendo em autoconhecimento, clique aqui e saiba como participar!

Este artigo te ajudou?

0 / 3 3

Equipe Eurekka

8 replies on “Filmes e séries podem afetar a saúde mental? A Psicologia explica”

A série Rainha Charlotte faz me chorar o tempo todo, fico depressiva e faz lembrar me sempre que não pertenço a esta geração mas sim a uma geração antiga talvez por isso só me sinto bem em assistir séries e filmes da idade de época, faz me esquecer a realidade

Ei, Tânia!

Nós temos um texto exclusivo sobre a série Rainha Charlotte! Achamos que você irá gostar muito! Para ler, basta clicar aqui!

Abraços,

Gabi da Equipe Eurekka.

Estava assistindo 2 séries ao mesmo tempo bem fortes e me vi em meio a um transtorno depressivo maior e crises de pânico já faz um ano mais assim q comecei tratamento psico me perguntaram q tipo de série eu assistia não dei muito assunto a pergunta mais hj vejo que despertou gatinhos tão profundos q ainda não ente do como isso pode acontecer… Gostaria muito de ente der mais sobre iss.

Caramba. Vim parar nesse texto justamente pq assisti pousando no amor e fiquei desestabilizada. Pelos comentários de vcs, percebo que não fui a única. Tô tentando entender o que aconteceu comigo 😥

Ei, Samile! Eu também já passei por essa situação, tanto em Pousando no Amor quanto em outros, não é nada fácil, né? 😭

O que tenho aprendido por aqui é que, dependendo da fase da vida em que estamos, algumas temáticas se tornam mais sensíveis pra gente, sabe? Mas, sobre esse dorama em específico, eu acredito muito que seja pela ansiedade que ele causa também, já que os episódios são muito intensos e parece que nada nunca dá certo pra eles.

Tirando a torcida frenética que a gente fica durante toda a trama. E o final então…

Espero que se recupere logo do baque,

Abraços, Gabi da Equipe Eurekka

Nossa, que coincidência! Eu estou assistindo a essa série e também estou chorando muito. E o mais engraçado é que eu não estou passando por uma situação difícil.

justamente por estar muito mexida emocionalmente com a série eu vim buscar na internet sobre “os prejuízos que as séries causam na nossa saúde mental” e encotrei esse site.

apesar de muitas coisas boas acontecerem na série, eu continuo chorando e me perguntando se isso é saudável pra mim. De qualquer forma, vou evitar assistir séries porque acabo me envolvendo muito com as histórias e ficando mal por um tempo.

Olá! Boa noite. Então gostaria de receber uma orientação de vocês, eu assisti um dorama maravilhoso na Netflix chamado pousando no amor, a série é lindo mais é bem emocionante eu gostei muito, quem assistiu sabe o tipo de sentimento que ela causa, porém eu sempre fui uma pessoa sentida, chorona e empática, e acabo sempre me colocando no lugar do outro, assim foi quando assisti a série eu senti realmente tudo ali, é um romance que vai muito além e não é apenas um clichê, mais depois que terminei a série comecei a chorar muito, e toda que vez lembro choro, mas não sei dizer se é sentimento bom ou ruim, pelas vivências que passei na minha vida amorosa também que me traumatizaram bastante, mas a situação que aconteceu na série é totalmente diferente do que eu passei, a série é linda mas tem cenas impactantes que fazem você refletir sobre muitas coisas, mas me emocionou muito, eu queria entender o porque estou assim agora, não sei explicar!

Ei, Francielly!

Primeiramente, queria dizer que eu me solidarizo muito, porque esse dorama é realmente muito emocionante. Depois, que eu acho que realmente cabe uma análise se esse é realmente o tipo de conteúdo que você possa se expor agora, sabe? Mesmo que a temática seja diferente do que você passou, há momentos em que estamos mais sensíveis, assim produções muito intensas podem acabar sendo uma gatilho, de modo que nossa saúde mental fica abalada.

Pousando no amor tem uma trama de fortes emoções, assim ficamos muito envolvidas e, como você disse, acabamos sentindo a dor dos personagens. Então, pode ser que por já estar um pouco abalada por situações que passou, essa carga pode ter sido demais para você nesse momento.

Por isso, talvez o ideal agora seja investir em produções mais leves e engraçadas, que não tragam essas emoções intensas! E, caso sinta que precisa conversar com alguém sobre isso, você pode clicar aqui e conversar com um de nossos psicólogos, afinal talvez seja a hora de resolver esse trauma que está te afetando!

Abraços,

Gabi da Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *