O que é Ghosting? Tipos, quando acontece e como superar

Thales Rodrigues de Almeida

Você já teve contato com alguém e, de repente, começou a receber vácuos? A pessoa demora mais do que o normal para responder, fica desinteressada na conversa e, quando você percebe, ela já sumiu do mapa e você nunca mais ouve falar dela! Essa situação, cada vez mais comum nas relações, é conhecida como ghosting.

Nesse texto, vamos explicar o que é o ghosting e quais os diferentes tipos de ghosts. Além disso, vamos mostrar alguns sinais que indicam um possível ghost, quais são os impactos na saúde mental da pessoa que sofre com essa situação e algumas dicas de como superar. 

Agora, você pode estar se perguntando: “será que eu já fui o ghost da relação?”. Para isso também vamos dar uma dica de ouro para que você não seja essa pessoa. Vamos lá?!

O que é Ghosting?

O termo ghosting é derivado da palavra ghost, que significa fantasma em inglês. Ele se refere a um fenômeno muito comum que tem acontecido nas relações atuais: quando uma pessoa com quem você se relacionava começa a desaparecer.

Assim, ela para de responder suas mensagens, não atende quando você liga e todas as suas formas de contato são mal sucedidas. Isso se repete durante dias, até que você percebe que não tem mais nenhum tipo de relação com essa pessoa.

Quem pratica o ghosting pode acreditar que está fazendo um favor a outra pessoa. Pois, ao invés de ter uma conversa sincera (e por vezes, dolorosa), acha melhor diminuir o contato até não ter mais relação nenhuma.

Porém, essa é uma estratégia de fuga para não lidar com o enfrentamento. Ou seja é uma forma de evitar uma situação desconfortável. Gerando, assim, muita confusão e tristeza em quem recebeu o ghosting.

Tipos de Ghosting

É possível que até aqui você tenha logo pensado em um relação romântica, né?! Mas sabia que o ghosting não acontece apenas em relacionamentos amorosos? Por isso, veremos a seguir, em quais situações as pessoas recorrem a essa forma de “desaparecer”.

Ghosting profissional

O ghosting profissional é quando negociações são interrompidas de forma repentina. Ou quando, por exemplo, um funcionário desiste de seu emprego e simplesmente para de ir trabalhar, sem dar nenhuma satisfação para a empresa.

Se você costuma realizar compras/vendas em redes sociais, provavelmente, já foi vítima de ghosting profissional.

Quantas vezes você estava negociando um produto e, de repente, a pessoa nunca mais respondeu a sua mensagem? Ou a pessoa diz que vai retornar no dia seguinte e esse retorno nunca chega? Então, você fica esperando, até que desiste daquele contato.

Ghosting familiar

O ghosting familiar acontece quando a vítima é da família da pessoa. Alguns exemplos são: quando um adolescente foge de casa e não volta mais ou, até mesmo, quando um dos pais desaparece da vida do filho e de seu companheiro.

Ghosting romântico

Esse é tipo mais comum de ghosting. Com a chegada das novas tecnologias e das novas formas de se relacionar, ele ficou ainda mais recorrente. É quando você está conhecendo uma pessoa, pode até ter encontrado com ela algumas vezes e, de repente, ela some das suas redes sociais e para de falar com você. É tão repentino que você fica sem saber o porquê disso.

Ghosting entre amizades

Esse tipo de ghosting é aquele seu amigo que nunca achava tempo para você se encontrarem. E, quando vocês conseguem conversar, parece que o papo não fluí como antes. Nesses momento, você até percebe um desinteresse, uma falta de reciprocidade

E, quando você se dá conta, não consegue nem mais ver ele e conversar. Então, a amizade não existe mais, simples assim. A pessoa se afasta de você e o pior: você não entende os motivos. Aliás, esta é uma forte característica do ghosting!

Ghosting intermitente

“Oi sumido…”. Você já passou por essa situação? O ghosting intermitente também é conhecido como benching (derivado da palavra bench, banco em inglês). É quando você conhece alguém, começa a ter intimidade com a pessoa e, então, o ghosting acontece. De repente, ela some, não dá nenhum sinal, você tenta contato e nada.

Porém, a diferença desse ghost é que ele retorna quando quer intimidade de novo. Ou seja, a pessoa aparece, pode desenvolver uma intimidade, desaparece, deixa a outra pessoa “no banco” e retorna quando quer alguma coisa de novo.

sinas de ghosting

Sinais que indicam um ghost

Agora que já entendemos o que é o ghosting e falamos sobre os tipos que existem, seria interessante aprender a identificar um ghost, certo? Afinal, ninguém quer se envolver com alguém que desaparece do nada sem nenhuma explicação.

Então, confira abaixo alguns sinais que podem indicar um possível ghost e corra já da relação!

Não ter assunto para conversar

Este é um dos sinais do ghosting: você não consegue ter assunto para conversar e desenvolver uma conversa recíproca. Em relacionamentos amorosos, muitas vezes, a pessoa só fica disponível para encontros com intimidade. Porém, durante a semana, não tem interesse em conversar com o(a) parceiro(a).

Falta de tempo para você

A pessoa nunca encontra tempo para você. Você convida para sair, se encontrar, ou até mesmo para bater um papo por telefone, e a pessoa sempre diz que está ocupada e fica adiando o encontro. 

Atitude apática

Você chama para conversar, saber como a pessoa está e, em troca, recebe respostas curtas e secas. Ou seja, ela não demonstra interesse pelo seu bem-estar e pelas suas novidades.

A pessoa é interesseira

É aquele ghost que não dá atenção, se mostra apático durante a maioria das interações. Porém, quando há interesse, demonstra ser uma pessoa muito simpática e disponível. É bem perceptível a diferença entre os dois momentos.

impactos de um ghosting

Impactos na saúde mental

Para muitas pessoas, pode ser bem complicado passar por um término de relacionamento “normal”. Mas, no caso de ghosting, a situação é muito mais difícil.

Afinal, quando você não entende o porquê da realação ter acabado, fica muito mais difícil lidar com esse término.

Então, confira abaixo os impactos na saúde mental deixados pelo ghosting.

Sentimento de impotência

Se você já foi vítima de ghosting, pode ter ficado com um sentimento de impotência. Afinal, a pessoa simplesmente desapareceu e você não consegue contato com ela. Assim, não tem nada que você possa fazer para “consertar” a relação e nem para entender o porquê disso ter acontecido.

Insegurança em relacionamentos futuros

A pessoa com quem você estava se relacionando desapareceu sem dar motivos, então pode aparecer um sentimento de receio e insegurança de que aconteça a mesma coisa nos relacionamentos futuros. Além disso, você pode até ficar se questionando o que fez de errado pra esse ghosting acontecer.

Autoestima baixa

Ao não saber o motivo da pessoa ter sumido, a vítima do ghosting, em busca por uma causa, pode acabar atribuindo a culpa a si mesma. E isso pode ocasionar um abalo na autoestima

banner terapia saúde mental com a eurekka

Traumas emocionais

Dúvidas recorrentes da pessoa que foi vítima de ghosting são: “o que eu tenho de errado?” ou “o que eu fiz para a pessoa querer desaparecer assim desse jeito?”. Essa atribuição de culpa a si mesmo, autoestima baixa, insegurança nos relacionamentos futuros, deixam traumas emocionais na pessoa vítima de ghosting.

Afinal, o sentimento que fica é: “como me entregar e confiar em alguém após esse ocorrido?”. A pessoa vítima do ghosting pode até se considerar merecedora de a outra pessoa ter desaparecido dessa maneira.

Ou seja, é comum que a culpa seja sempre atribuida à si mesmo e não à pessoa que sumiu de repente.

como superar um ghosting

Dicas para superar o ghosting

Se você já foi vítima de ghosting, deve ter percebido que, no primeiro momento, você tenta racionalizar o ocorrido. Assim, você se convence de que a pessoa deve ter perdido o celular, ou por algum motivo, não está conseguindo se comunicar — mesmo você tentando com insistência, não é mesmo?

Mas quando enfim cai a ficha do ghosting, a pessoa se encontra perdida, não conhece as motivações e nem sabe se um dia terá contato com o ghost de novo. Assim, quando entende o que está acontecendo, é necessário superar o término desse relacionamento, mesmo que não haja explicação clara.

Então, que tal você aprender como superar de vez essa situação? Confira essas dicas valiosas!

Cortar o contato com a pessoa

É natural, no início, tentar contato com a pessoa que você tinha proximidade. Porém, estabeleça um limite para esse número de tentativas. Assim, caso não tenha sucesso, encerre essas tentativas: não pergunte mais por ela, pare de mandar mensagem e ligar. 

Não se culpar

Logo após perder o contato com a pessoa, é importante que você não fique tentando encontrar motivos para isso ter acontecido e, muito menos, colocar a culpa em si. Não esqueça: isso aconteceu por limitações da outra pessoa, foi por dificuldades dela, e não suas.

Tentar virar a página

Muitas vezes, um término já é complicado, e um final sem explicações pode ser ainda mais frustrante. Por isso, é importante se conscientizar do fim da relação, e não alimentar expectativas de que a pessoa vai voltar e dar explicações sobre o desaparecimento.

Pode ser doloroso no começo, mas considere que ela não voltará. Assim, você iniciará o processo de virar a página e vai superar o ghosting mais rápido!

Tire um tempo para você, assista um filme que você goste, passe um tempo com amigos e família e pratique atividades que você goste, como ler, caminhar e outros.

Dicas de como não ser o ghost da relação

Agora que você entendeu todos os impactos causados na vítima de ghosting, temos certeza de que você não quer ser a pessoa causadora disso tudo, certo? Então, veja como a responsabilidade afetiva pode ajudar você a ser sincero, cuidadoso com o outro e não dar um ghosting!

Responsabilidade afetiva

O fim de um relacionamento nunca é fácil, mas é um momento em que ambos os envolvidos precisam ser sinceros um com o outro. É um processo em que os dois precisam ter responsabilidade afetiva para, então, dar um ponto final na relação e virarem a página.

E como ter responsabilidade afetiva no término de uma relação? Não termine a relação por mensagem ou por ligação, pois isso precisa ser feito pessoalmente. Portanto, entre em contato com a pessoa e combine um momento e um lugar tranquilo para que vocês possam conversar.

Os únicos casos em que é aceitável terminar por mensagem é quando se trata de uma relação abusiva, em que o outro pode tentar manipular você!

Então, quando comunicar sua decisão, explique os seus motivos. Não fale em tom acusatório, fale de seus sentimentos e das suas intenções. Seja claro e sincero: é importante para a outra pessoa entender o porquê disso ter acontecido.

E, por fim, ouça o outro. Realmente esteja ali para ouvir o que a outra pessoa tem a dizer, demonstre que está prestando atenção. Esse é um momento importante para que os dois falem e os dois se escutem. Assim, os dois colocam o ponto final necessário e seguem com as suas vidas.

sede da Eurekka

Importância da ajuda de um profissional

Se você está passando sofreu um ghosting ou outro tipo de término, saiba que você não precisa passar por isso sozinho!

A Eurekka é a maior clínica de psicoterapia do Brasil e tem psicólogos experientes e humanizados que podem ajudar você a superar esse momento difícil.

Na Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) você irá receber as ferramentas necessárias para lidar com o sentimento de impotência, com a insegurança em relacionamentos futuros, com o abalo da autoestima e com possíveis traumas emocionais que podem ter sido desenvolvidos.

Então, se você está passando por essa situação, clique aqui e marque conversa inicial com um de nossos psicólogos! Você será muito bem atendido e cuidado!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.74

Thales Rodrigues de Almeida

4 replies on “O que é Ghosting? Tipos, quando acontece e como superar”

Em 2019 comecei a gostar do meu melhor amigo e depois de um tempo percebi q já tava apaixonada e falei pra ele oq sentia mas ele não falou nada, depois de um tempo ele me deu um beijo e isso bagunçou tudo pq ele começou a me evitar, depois disso ele teve q se muda e cortou todo tipo de comunicação

Conheci um rapaz e conversamos por um mês,até que nos vimos pessoalmente. No dia seguinte ele passou a me ignorar como se eu não existisse. Sensação horrorosa hahahaha
Tentei conversar com ele, saber se estava tudo bem mas, ele estava mais apático, com respostas diretas e curtas. Enfim, o que achei que não iria acontecer, aconteceu. Já não falo com ele desde então. Queria lhe dizer umas poucas e boas, no entanto a vida irá se encarregar disso (:

ghosting já aconteceu comigo antes a pessoa me xingou de palavras de baixo calão e depois a pessoa me bloqueou; pouco me lixei para essa pessoa peguei um livro favorito e fui ler

bom dia..estava namorando a tres meses, e simplesmente meu namorado desapareceu sem me da explicações nenhuma, e eu fiquei totalmente sem chao e sem saber o motivo, isso é algum problema de personalidade, pq nao brigamos, entao nao havia motivos.
isso é um peoblema de personalidade?? como lidar?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.