Autoexame de mama: o que é, como realizar e o que observar

Equipe Eurekka

Nesse mês do Outubro Rosa, já lançamos diversos conteúdos relacionados à saúde da mulher. E, agora, vamos falar sobre algo muito importante para a prevenção do câncer: o autoexame de mama.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), em 2020, a taxa mundial de mortalidade por câncer de mama foi 11,84 óbitos/100.000 mulheres. E esses números altos nos mostram a importância da informação e prevenção desse tipo de câncer.

Então, se você quer saber como fazer o autoexame e entender como ele pode ajudar você a manter a saúde em dia, continue com a gente!

O que é o autoexame de mama?

O autoexame é uma forma de prevenção no qual a mulher mesmo observa e apalpa as mamas, a fim de perceber se há diferença grande entre os seios, inchaço, alterações na mama, na aréola e no mamilo e, por fim, se há algum nódulo. 

Ele é feito em casa mesmo. Deitada, em pé, em frente ao espelho e/ou no banho. 

Mas é importante lembrar que o autoexame não substitui o exame clínico. Isso porque através dele não é possível descobrir tumores de até 1cm. Ou seja, lesões muito pequenas e pré-malignas não são observáveis no autoexame, por isso é importante, além do autoexame, consultar o ginecologista com frequência.

Lembrando que, mulheres a partir dos 40 anos devem fazer a mamografia uma vez ao ano.

Quando fazer o exame de toque de mama?

O autoexame é recomendado a partir dos 20 anos. Sendo que o ideal é fazê-lo 7 dias após o início da menstruação. Mas, caso a mulher esteja na menopausa, pode-se escolher um dia no mês para realizar o autoexame.

Como deve ser feito o autoexame da mama?

O autoexame de mama deve ser feito seguindo as seguintes etapas:

  1. Se posicione de frente para o espelho, com os braços abaixados e rentes ao corpo.
  2. Observe se há grande diferença entre as duas mamas.
  3. Perceba se há alteração na pele da mama, aréola e mamilo.
  4. Aperte de leve o mamilo e veja se há alguma secreção.
  5. Por fim, observe novamente as mamas colocando as mãos atrás da cabeça e depois com as mãos para cima. 

Já no exame de toque, faça assim (pode ser feito ainda em frente ao espelho ou no banho):

autoexame de mama

Caso queira fazer o exame deitada, o processo é o mesmo. Apenas coloque um travesseiro fino embaixo do ombro em que você estiver apalpando a mama. Por exemplo: se for apalpar a mama direita, coloque o travesseiro embaixo do ombro direito.

E o resto do processo é igual! Sempre lembrando de colocar a mão atrás da nuca!

O que é normal sentir no exame?

Ao apalpar a mama, você vai sentir componentes comuns, mas pode acabar achando que são nódulos.

No entanto, é preciso lembrar que ali há glândulas mamárias, músculos, lóbulos, ligamentos, tecidos, ducto e outros. Assim, é normal sentir algo ali.

Como detectar câncer de mama no exame?

O câncer pode ser detectado no autoexame de mama se algum dos fatores a seguir forem percebidos:

  1. Caroço rígido na mama ou na axila;
  2. Mamilo secretando líquido fora do período de amamentação;
  3. Irritação ao redor do mamilo com vermelhidão, coceira ou ardência;
  4. Feridas ou lesões;
  5. Região da mama “afundada” ou retraída;
  6. Veia dilatada;
  7. Textura da pele alterada, como rugas;
  8. Mamilo invertido;
  9. Dores nas mamas ou nas axilas fora do período menstrual.

Então, se perceber algum desses sintomas, procure um ginecologista.

Quando é hora de ir ao médico?

O ideal é que as mulheres se consultem com um ginecologista uma vez ao ano. Sendo que, se aos 25 anos, a mulher já tiver tido relações sexuais, é importante fazer o exame preventivo anualmente.

Além disso, é importante também que mulheres a partir dos 40 anos façam a mamografia uma vez por ano.

Ademais, ao sentir qualquer alteração no autoexame de mama e qualquer desconforto anormal, busque ajuda de um médico especializado.

A importância dos exames preventivos

Como falamos no primeiro tópico, o autoexame não substitui os exames preventivos, pois apenas nos exames pedidos pelo ginecologista é que se podem identificar indícios de câncer antes mesmo da doença se desenvolver.

Dessa forma, ao perceber esses indícios com antecedência e começar logo o tratamento, a mulher tem muito mais chances de cura do que teria em um diagnóstico tardio. Dessa forma, não acontece a metástase, por exemplo, que é quando o câncer se espalha para os outros órgãos do corpo e se torna fatal. 

sede da Eurekka

A EurekkaMed pode te ajudar a cuidar da sua saúde

Se você não sabe por onde começar, há muitos exames para colocar em dia e sente que precisa dar mais atenção para sua saúde física, o primeiro passo é pedir ajuda para um médico experiente. 

Assim, você vai poder receber uma orientação exclusiva para o seu caso, entender quais exames precisa fazer, e ter um retorno e acompanhamento de qualidade!

E, para ter acesso a tudo isso, basta você marcar uma Consulta Online com um de nossos médicos! Afinal, a EurekkaMed foi criada com o objetivo de atender você com profissionalismo e experiência. Sempre com médicos humanizados e escolhidos a dedo para dar o melhor atendimento!

É só clicar aqui e marcar sua primeira consulta!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.