Como controlar o ciúme? 9 dicas para ser menos ciumento

Thales Rodrigues de Almeida

O ciúme é um sentimento inerente ao ser humano. Portanto, você não vai conseguir deixar de sentir isso. Contudo, você pode aprender a se relacionar com essa emoção de forma mais funcional e menos prejudicial para as suas relações. Assim, você saberá como controlar o ciúme quando precisar.

Para isso, você precisa entender o que é o ciúme e qual a diferença na expressão de um ciúme natural e um ciúme doentio. Além disso, vamos te falar o que é ciúme retroativo e as consequências que sofrem suas relações por conta de ciúme doentio.

Por fim, vamos te mostrar formas de lidar com esse sentimento e com a insegurança que é gerada. Afinal, você não precisa parar de sentir isso, mas saber como controlar o ciúme vai te ajudar a viver melhor. Boa leitura!

O que é ciúme?

O ciúme é o medo de perder a relação com uma pessoa de que você gosta muito. E não, o ciúme não é uma forma de expressarmos o amor que sentimos. Na verdade, quando surge de forma exagerada, pode estar ligado a uma falta de confiança no parceiro ou a uma baixa autoestima

Ciúme natural x ciúme doentio

É comum em algumas situações você sentir um ciúme natural. Porém, mesmo sentindo esse medo e essa insegurança, você consegue lidar de forma apropriada com esse sentimento. 

Contudo, o ciúme doentio tem uma intensidade desproporcional e é prejudicial para a pessoa que sente, pois estimula a ansiedade, raiva, entre outras emoções.

Ocorre sempre uma busca por pistas que indiquem que está ocorrendo uma traição; vários momentos são marcados por invasões de privacidade, uma tentativa de controle no dia a dia do outro, e interferências constantes nas outras relações do companheiro.

Ciúme retroativo

Já aconteceu de você estar conversando com seu companheiro, e sentir ciúmes de experiências amorosas ou sexuais do passado dele? Saiba que isso tem um nome, ciúme retroativo. 

Quando se sente ciúme retroativo, a pessoa remói que seu companheiro devia ser mais feliz com suas relações passadas, e tem receio de não atender às expectativas de seu companheiro.

O problema é que como uma forma de tentar aliviar esse ciúme, essa pessoa interroga seu companheiro em vários momentos sobre as relações passados, como era a rotina, o sexo, e passa mais tempo investigando o passado do companheiro ao invés de investir nessa relação atual.

amizades tóxicas

Qual o limite entre ciúmes natural e o ciúmes doentio?

Então, entendemos que é natural sentir um pouco de ciúmes em algumas situações, porém, dependendo da intensidade e do contexto, esse sentimento pode se tornar disfuncional para a relação. E como saber se o ciúme que você sente é saudável? 

É necessário entender que o mais importante é a forma que você expressa o ciúmes e não a forma que o sente. Além disso, quando você começar a lidar de uma forma melhor o seu ciúme, poderá perceber que será cada vez mais fácil lidar com esse sentimento. 

Confira abaixo algumas consequências de quando ocorre ciúme doentio e tente perceber se identifica em sua relação.

3 consequências do ciúme doentio

O ciúme doentio é muito desgastante para ambas as partes envolvidas. O relacionamento fica cansativo e se torna, quase sempre, uma fonte de desconforto e tensão, ao invés de proporcionar conforto e segurança. Ocorre uma falta de espontaneidade e falta de segurança por parte do companheiro e, por consequência, uma insatisfação com a relação.

Falta de espontaneidade

O companheiro vive pisando em ovos enquanto está com o seu parceiro. Ou seja, está sempre atento e tenso com o que falar para ele, pois tem receio que qualquer situação seja motivo de seu parceiro sentir ciúme, e assim, uma briga ser iniciada. 

Falta de confiança

O ciúme exagerado indica o quanto está faltando confiança dentro da relação. Essa falta de confiança pode fazer com que o parceiro se sinta sufocado ao longo do tempo, causando um desgaste nela. Esse desgaste e essa sensação de sufocar o parceiro pode gerar a consequência mais temida pela pessoa: o término da relação.

Insatisfação na relação

O ciúme doentio pode resultar em uma insatisfação na relação. O sentimento de desconforto constante, o receio de causar ciúmes, as brigas corriqueiras, e até mesmo momentos bons do casal que acabam se tornando em um pesadelo por uma situação pequena, acabam por gerar um sentimento de insatisfação.

banner terapia

Como controlar o ciúme?

Você já ouviu falar no monstro do ciúmes? É o monstrinho que mora dentro de você que tem só um objetivo: descobrir que seu parceiro está te traindo e te passando para trás.

E você alimenta esse monstro, seguindo as sugestões dele. É esse monstro que fala pra você coisas como: “Quem é essa pessoa? Nunca tinha ouvido falar dela!”;  “Olha o celular ali, dá só uma olhadinha”; “Interroga sobre essa situação, estou achando estranho”.

E assim, cada vez que você segue o monstro, e segue suas sugestões, você o alimenta, deixando-o cada vez maior. Portanto, já podemos perceber como combater esse monstro, certo? Vamos ver, a seguir, algumas formas de controlar o ciúme.

Mate o monstro do ciúme

Você já sabe do que o monstro do ciúme se alimenta, então basta parar de alimentá-lo. Você pode até escutar o monstro, mas segui-lo é uma responsabilidade sua. Quanto menos você segui-lo, mais fraco você vai deixar o monstro. Assim, você sabe, cada vez mais, como controlar o ciúme.

Quando você matar o monstro do ciúme de fome, ele pode até ressurgir em algum momento, mas ele estará tão fraco que você vai dizer: “Certo, muito obrigado, monstro. Mas vou seguir confiando no meu parceiro”.

Pare de investigar o seu parceiro

Você sabe o que está fazendo quando investiga seu parceiro? Quando você invade a privacidade do seu parceiro, além de estar desgastando sua relação nas pequenas atitudes, você também está reforçando para si mesmo que a forma de aliviar esse sentimento de ciúme e insegurança é realizando essa investigação. 

Quando você estiver incomodado com alguma situação, converse com seu companheiro e explique o que está sentindo. Essa atitude vai proporcionar uma conversa mais funcional, além de trazer mais conforto ao seu parceiro e de reforçar a confiança no namoro.

como não ter ciúme

Combine com o seu parceiro para não alimentar o ciúme

Se você perceber seu ciúme de forma mais intensa, desproporcional às situações, converse sobre isso com o seu parceiro. Explique que você está tentando aprender da melhor forma possível com isso, e solicite que ele não mude seu modo de agir por medo de causar ciúmes em você.  

A melhor forma de aprender a lidar com esse ciúme desproporcional, é entrando em contato com ele e se habituando a responder de forma mais funcional a esse sentimento. Com o tempo você perceberá que aprendeu a experienciar esse sentimento de forma mais compassiva.

Como vencer a insegurança que o ciúme causa?

Existem algumas coisas a fazer para vencer a insegurança causada pelo ciúmes. Conhecer a origem é muito importante para começar a trabalhar com esse sentimento, cuidar de sua autoestima, conversar com o seu parceiro sobre o que você sente e focar no presente, são alguns passos que você pode fazer para começar a trabalhar com essa insegurança.

Conheça a origem da sua insegurança

Investigue o motivo de você sentir essa insegurança na relação. Seu companheiro dá mesmo motivos para você se sentir assim ou você se sente inseguro nesse relacionamento pois sofreu alguma situação semelhante em uma relação passada?

Ou você percebe seu companheiro “muito melhor” que você e, portanto, não se acha merecedor dessa relação? Ou só coisas ruins costumam acontecer com você, então, por que agora seria diferente? 

Cuide da sua autoestima

Uma dica para cuidar de sua autoestima é incentivar um engajamento em uma rotina rica para você. Ou seja, preencha sua rotina com atividades que você gosta de fazer e que tenham significado para você, se engaje em projetos, fortaleça suas relações de amizades e familiares. Não dependa de seu parceiro para ter momentos agradáveis e significativos para você.

Saiba conversar com seu parceiro

Quando você considerar o seu ciúme proporcional à situação que ocorreu, saiba conversar com o seu parceiro sobre as situações que causam insegurança em você. Portanto, evite generalizações – palavras como “nunca, sempre, toda vez..”, evite usar tom acusatório, e descreva a situação de forma objetiva, seja específico, fale sobre o que sentiu e por que se sentiu assim.  Ex: “Na situação X, eu me senti Y, pois Z.”

como controlar o ciúme e ter uma relação saudável

Elimine o sentimento de posse

Da mesma forma que você não pertence ao seu companheiro, seu companheiro também não pertence a você. Ainda que vocês tenham decidido dividir momentos, metas e objetivos juntos, vocês ainda são duas pessoas individuais, com gostos particulares, atividades particulares, cada um com a sua personalidade.

Combata o comportamento controlador

Quando a pessoa sente um ciúme desproporcional, acredita que controlar o seu companheiro irá lhe trazer uma sensação de segurança e conforto. Porém, essa tentativa de controle só causa desgaste e frustração para a relação, e um constante sentimento de angústia em quem tenta exercer esse controle. 

Não viva no passado

Evite viver no passado de seu companheiro e se comparar com as relações passadas dele, afinal, você nunca saberá tudo sobre o relacionamento passado dele e, em especial, não esqueça que é você com quem seu parceiro está agora. 

Além disso, também não viva no seu passado. Não deixa experiências de relacionamentos passados trazerem prejuízos pra sua relação atual. Da mesma forma que é possível você ter diferentes relações de amizade, seu relacionamento amoroso atual também será diferente de suas relações amorosas passadas.

Para potencializar os resultados, clique aqui e marque uma conversa inicial com um de nossos psicólogos!

Por fim, veja outros posts gratuitos da Eurekka no nosso blog! É só clicar nesse link. Além disso, olhe também os nossos conteúdos no nosso aplicativo e em nossas redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.38

Thales Rodrigues de Almeida

4 replies on “Como controlar o ciúme? 9 dicas para ser menos ciumento”

No meu relacionamento passado fui traída 2 vezes com primeiro namorado e segundo. Hoje em dia me tornei uma pessoa cilmenta
Tenho cilmes doentio.
Deixei esse sentimento me dominar agora não consigo voltar normal não confio no meu parceiro de geito nenhum tenho cilmes de qualquer mulher não deixo meu marido conversar com mulher nenhuma só o necessário no serviço dele não deixo ele cumprimentar as mulheres que ele conhece tbm

Sou Muitoh Insegura Devido Meus Relacionamentos Do Passado… Com Isso, Tento Proteger Meu Relacionamento Atual. Mas, Acabo Me Deixando Levar Pelo Oh CiúmeS…. Oq Eu Faço, Pra Não Me Tornar Uma Ciumenta Possessiva!?

Oi, Priscila! Recomendamos que você fale com um psicólogo sobre o tema, para que ele possa te ajudar a melhorar o seu cíume. Dá uma olhada na terapia Eurekka, é muito eficaz para questões de relacionamento ;). Site: eurekka.me/terapia

– Pedro, Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.