Como controlar o ciúme? 9 dicas para ser menos ciumento

Thales Rodrigues de Almeida

O ciúme é um sentimento inerente ao ser humano, por isso, você não vai conseguir deixar de senti-lo. Contudo, é possível aprender a se relacionar com essa emoção de forma menos prejudicial para as suas relações. Assim, você saberá como controlar o ciúme quando precisar.

Para isso, você precisa entender o que é o ciúme e qual a diferença na expressão de um ciúme natural e um ciúme doentio. Além disso, vamos te falar o que é ciúme retroativo e as consequências que sofrem suas relações por conta de ciúme doentio.

Por fim, vamos te mostrar formas de lidar com esse sentimento e com a insegurança que é gerada. Afinal, você não precisa parar de sentir isso, mas saber como controlar o ciúme vai te ajudar a viver melhor. Boa leitura!

O que é ciúme?

O ciúme é o medo de perder a relação com uma pessoa de que você gosta muito. E não, o ciúme não é uma forma de expressarmos o amor que sentimos. Na verdade, quando surge de forma exagerada, pode estar ligado a uma falta de confiança no parceiro ou a uma baixa autoestima

Ciúme natural x ciúme doentio

É comum em algumas situações você sentir um ciúme natural. Porém, mesmo sentindo esse medo e essa insegurança, você consegue lidar de forma apropriada com esse sentimento. 

Contudo, o ciúme doentio tem uma intensidade desproporcional e é prejudicial para a pessoa que sente, pois estimula a ansiedade, raiva, entre outras emoções.

Ocorre sempre uma busca por pistas que indiquem que está ocorrendo uma traição; vários momentos são marcados por invasões de privacidade, uma tentativa de controle no dia a dia do outro, e interferências constantes nas outras relações do companheiro.

Ciúme retroativo

Já aconteceu de você estar conversando com seu companheiro, e sentir ciúmes de experiências amorosas ou sexuais do passado dele? Saiba que isso tem um nome, ciúme retroativo. 

Quando se sente ciúme retroativo, a pessoa remói que seu companheiro devia ser mais feliz com suas relações passadas, e tem receio de não atender às expectativas de seu companheiro.

O problema é que como uma forma de tentar aliviar esse ciúme, essa pessoa interroga seu companheiro em vários momentos sobre as relações passados, como era a rotina, o sexo, e passa mais tempo investigando o passado do companheiro ao invés de investir nessa relação atual.

garota não sabe como controlar o ciúme do namorado usando o celular

Qual o limite entre ciúmes natural e o ciúmes doentio?

Então, entendemos que é natural sentir um pouco de ciúmes em algumas situações, porém, dependendo da intensidade e do contexto, esse sentimento pode se tornar disfuncional para a relação. E como saber se o ciúme que você sente é saudável? 

É necessário entender que o mais importante é a forma que você expressa o ciúmes e não a forma que o sente. Além disso, quando você começar a lidar de uma forma melhor o seu ciúme, poderá perceber que será cada vez mais fácil lidar com esse sentimento. 

Confira abaixo algumas consequências de quando ocorre ciúme doentio e tente perceber se identifica em sua relação.

Faça o teste abaixo e saiba se você está tendo problemas em seu relacionamento:

3 consequências do ciúme doentio

O ciúme doentio é muito desgastante para ambas as partes envolvidas. O relacionamento fica cansativo e se torna, quase sempre, uma fonte de desconforto e tensão, ao invés de proporcionar conforto e segurança.

Ocorre uma falta de espontaneidade e falta de segurança por parte do companheiro e, por consequência, uma insatisfação com a relação.

Falta de espontaneidade

O companheiro vive pisando em ovos enquanto está com o seu parceiro. Ou seja, está sempre atento e tenso com o que falar para ele, pois tem receio que qualquer situação seja motivo de seu parceiro sentir ciúme, e assim, uma briga ser iniciada. 

Falta de confiança

O ciúme exagerado indica o quanto está faltando confiança dentro da relação. Essa falta de confiança pode fazer com que o parceiro se sinta sufocado ao longo do tempo, causando um desgaste nela. Esse desgaste e essa sensação de sufocar o parceiro pode gerar a consequência mais temida pela pessoa: o término da relação.

Insatisfação na relação

O ciúme doentio pode resultar em uma insatisfação na relação. O sentimento de desconforto constante, o receio de causar ciúmes, as brigas corriqueiras, e até mesmo momentos bons do casal que acabam se tornando em um pesadelo por uma situação pequena, acabam por gerar um sentimento de insatisfação.

casal briga por ciúmes

Como controlar o ciúme?

Você já ouviu falar no monstro do ciúmes? É o monstrinho que mora dentro de você que tem só um objetivo: descobrir que seu parceiro está te traindo e te passando para trás.

E você alimenta esse monstro, seguindo as sugestões dele. É esse monstro que fala pra você coisas como: “Quem é essa pessoa? Nunca tinha ouvido falar dela!”;  “Olha o celular ali, dá só uma olhadinha”; “Interroga sobre essa situação, estou achando estranho”.

E assim, cada vez que você segue o monstro, e segue suas sugestões, você o alimenta, deixando-o cada vez maior. Portanto, já podemos perceber como combater esse monstro, certo? Vamos ver, a seguir, algumas formas de controlar o ciúme.

Mate o monstro do ciúme

Você já sabe do que o monstro do ciúme se alimenta, então basta parar de alimentá-lo. Você pode até escutar o monstro, mas segui-lo é uma responsabilidade sua. Quanto menos você segui-lo, mais fraco você vai deixar o monstro. Assim, você aprende, cada vez mais, como controlar o ciúme.

Quando você matar o monstro do ciúme de fome, ele pode até ressurgir em algum momento, mas ele estará tão fraco que você vai dizer: “Certo, muito obrigado, monstro. Mas vou seguir confiando no meu parceiro”.

Ou seja, no fim, os pensamentos de insegurança e desconfiança sempre virão. Mas é você quem decide alimentá-los ou não.

Pare de investigar o seu parceiro

Você sabe o que está fazendo quando investiga seu parceiro? Quando você invade a privacidade do seu parceiro, além de estar desgastando sua relação nas pequenas atitudes, você também está reforçando para si mesmo que a forma de aliviar esse sentimento de ciúme e insegurança é realizando essa investigação. Ou seja, você está se educando a agir dessa forma.

Então, quando você estiver incomodado com alguma situação, converse com seu companheiro e explique o que está sentindo. Essa atitude vai proporcionar uma conversa mais funcional, além de trazer mais conforto ao seu parceiro e de reforçar a confiança no namoro.

Combine com o seu parceiro para não alimentar o ciúme

Se você perceber seu ciúme de forma mais intensa, desproporcional às situações, converse sobre isso com o seu parceiro. Explique que você está tentando aprender da melhor forma possível com isso, e solicite que ele não mude seu modo de agir por medo de causar ciúmes em você.  

A melhor forma de aprender a lidar com esse ciúme desproporcional, é entrando em contato com ele e se habituando a responder de forma mais funcional a esse sentimento. Com o tempo você perceberá que aprendeu a lidar com esse sentimento de forma mais compassiva.

Se tem dificuldade em conversar abertamente com seu parceiro e fazer combinados com ele, é hora de pedir ajuda de um especialista:

terapia de casal banner 3

Como vencer a insegurança que o ciúme causa?

Existem algumas coisas a fazer para vencer a insegurança causada pelo ciúmes. Conhecer a origem é crucial para começar a trabalhar com esse sentimento, cuidar de sua autoestima, conversar com o seu parceiro sobre o que você sente e focar no presente, são alguns passos que você pode fazer para começar a trabalhar com essa insegurança.

Conheça a origem da sua insegurança

Investigue o motivo de você sentir essa insegurança na relação. Seu companheiro dá mesmo motivos para você se sentir assim ou você se sente inseguro nesse relacionamento pois sofreu alguma situação parecido em uma relação passada?

Ou você percebe seu companheiro “muito melhor” que você e, portanto, não se acha merecedor dessa relação? Ou só coisas ruins costumam acontecer com você, então, por que agora seria diferente? Faça essas e outras perguntas a si mesmo!

Cuide da sua autoestima

Uma dica para cuidar de sua autoestima é incentivar um engajamento em uma rotina rica para você. Ou seja, preencha sua rotina com atividades que você gosta de fazer e que tenham significado para você, se engaje em projetos, fortaleça suas relações de amizades e familiares. Não dependa de seu parceiro para ter momentos agradáveis e significativos para você.

Saiba conversar com seu parceiro

Quando você considerar o seu ciúme proporcional à situação que ocorreu, saiba conversar com o seu parceiro sobre as situações que causam insegurança em você. Portanto, evite generalizações – palavras como “nunca, sempre, toda vez..”, evite usar tom acusatório, e descreva a situação de forma objetiva, seja específico, fale sobre o que sentiu e por que se sentiu assim.  Ex: “Na situação X, eu me senti Y, pois Z.”

Elimine o sentimento de posse

Da mesma forma que você não pertence ao seu companheiro, seu companheiro também não pertence a você. Ainda que vocês tenham decidido dividir momentos, metas e objetivos juntos, vocês ainda são duas pessoas individuais, com gostos particulares, atividades particulares, cada um com a sua personalidade.

Combata o comportamento controlador

Quando a pessoa sente um ciúme desproporcional, acredita que controlar o seu companheiro irá lhe trazer uma sensação de segurança e conforto. Porém, essa tentativa de controle só causa desgaste e frustração para a relação, e um constante sentimento de angústia em quem tenta exercer esse controle. 

Não viva no passado

Evite viver no passado de seu companheiro e se comparar com as relações passadas dele, afinal, você nunca saberá tudo sobre o relacionamento passado dele. Em especial, não esqueça que é você com quem seu parceiro está agora. 

Além disso, também não viva no seu passado. Não deixa experiências de relacionamentos passados trazerem prejuízos pra sua relação atual. Da mesma forma que é possível você ter diferentes relações de amizade, seu relacionamento amoroso atual também será diferente de suas relações amorosas passadas.

Façam terapia juntos

Se vocês querem estar juntos, mas os problemas atuais parecem maior que a união de vocês, um terapeuta de casal pode ajudar e muito! Afinal, diferente do que se pensa, terapia de casal não é só para casamentos de anos em crise. Também pode ajudar e muito parceiros em qualquer idade a qualquer etapa do relacionamento.

E para a sorte de vocês, hoje a Eurekka possui ainda algumas vagas para terapia de casal disponíveis. Se você quiser aproveitar essa oportunidade antes que os horários acabem, é só clicar no botão abaixo:

Por fim, para mais conteúdos gratuitos nos siga nas nossas redes sociais:

Este artigo te ajudou?

0 / 3 2.63

Thales Rodrigues de Almeida

9 replies on “Como controlar o ciúme? 9 dicas para ser menos ciumento”

Estou arrependido com o que eu fiz por ciúmes?

Ontem eu e minha mulher tivemos uma discussão feia, fomos a uma festa e eu a peguei conversando com um antigo namorado, peguei ela pelo braço e fomos embora, a gente discutiu o caminho todo, e quando chegamos em casa não foi diferente, no meio da discussão ela me disse que seria melhor se ela tivesse casada com o outro, eu fiquei louco de ouvir isso,arrastei ela ate o quarto, joguei ela na cama, tirei o cinto e dei algumas cintadas nela ,depois disso ela quis dormir em outro quarto mas eu não deixei, tranquei a porta e fiz ela dormir comigo, ela não parava de chorar e eu ainda ameacei bater nela novamente se ela não parasse. Hoje fui pedir desculpas a ela e ela me desculpou, mas ela tá ríspida comigo. Mas o pior vem agora, só hoje ela veio me dizer que suspeita que ta gravida, ontem ela não me disse nada, não sei se é verdade ou ela quer que eu fique com a consciência mais pesada. O que eu faço para agradá-la agora?

Até que ela foi a farmácia e fez o teste, mas sem sucesso, deu negativo. Minha mulher voltou pra casa arrasada, não falou comigo e foi direto pro quarto. Se trancou lá e chorou de soluçar. Eu fui até lá, tentei falar com ela, bati várias vezes na porta, mas ela pediu pra eu deixá-la sozinha e eu não forcei a barra, respeitei a decisão dela e acabei dormindo no sofá. No dia seguinte, quando fui ao quarto onde dormia com a minha mulher, eu abri a porta e o quarto estava vazio. Encontrei uma carta em cima da cômoda dizendo que lamenta muito por ter acontecido dessa forma e achou que o nosso casamento seria um conto de fadas. Ela tinha ido embora e levado as coisas dela. E ela começou a passar por um monte de sofrimentos na vida dela. Ela perdeu o emprego e justamente nesse mesmo dia, o pai dela faleceu. Meu Deus do Céu! Eu fiquei em estado de choque e passei a me sentir culpado. Foi assim que a minha mulher foi se entregando a uma tristeza muito profunda e pra complicar ainda mais ela começou a se revoltar com Deus porque um monte de coisas ruins foram acontecer ao mesmo tempo com ela. Ela voltou pra casa da mãe e passou a viver do mesmo jeito, trancada no quarto olhando pro nada com uma tristeza enorme, a mãe tentou levá-la a um psiquiatra, mas sem sucesso, ela passou a tomar remédios contra a depressão e também a insônia, ela não conseguia mais dormir durante vários dias. Até que tudo foi se resolvendo, com a ajuda de uma amiga, a minha mulher foi a um encontro de mulheres onde elas recebem todo o apoio psicológico e necessário. Ela já estava meio frágil por conta da depressão e quando foi a vez dela falar, todo mundo se emocionou:

“O meu casamento no começo foi muito bom, mas depois de apenas dois ou três meses de lá pra cá o meu ex marido mudou muito, ele foi ficando cada vez mais ciumento, possessivo e um pouco controlador, eu tentava de tudo reverter a situação, mas confesso que também fui errando aos poucos, me senti um pouco culpada de não ter resolvido de um jeito melhor. Até que no outro dia, aconteceu uma coisa horrível, um episódio lamentável que eu nunca vou esquecer na minha vida, pra mim foi quase uma tragédia. Eu e meu ex estávamos numa festa, aí ele estava com dois amigos e eu conversando com um ex namorado, porque eu havia o visto na festa e eu não imaginava que aquilo poderia acontecer, mas eu já previa, pois eu conhecia muito bem o meu ex marido. Ele me viu conversando com esse meu ex namorado e enlouqueceu de vez. Eu fiquei assustada, ele me pegou pelo braço e me tirou a força do local onde estávamos. Nós acabamos discutindo no meio do caminho e tudo foi piorando, quando chegamos em casa a briga continuava cada vez mais e eu perdi a cabeça também, eu disse o que não devia ter dito, foi porque eu não aguentava mais aquilo, eu dizia pro meu ex marido que deveria ter me casado com outro, aí é que ele ficou furioso, ele me arrastou com violência até o quarto, me jogou na cama violentamente e me bateu com um cinto, eu gritava, chorava, implorava pra ele parar, mas ele não parava, eu ainda tentei fugir dele saindo do quarto, mas ele foi muito mais rápido, trancou a porta e me forçou a dormir com ele, eu não parava de chorar e ele ainda ameaçou me bater novamente se eu não parasse. Aí no outro dia é que ele veio me pedir desculpas e acabei perdoando ele, mas eu estava magoada e destruída por dentro e não discuti com ele pra não piorar mais a situação. Passei a não falar mais com ele e pedia pra ficar sozinha. Depois disso eu acabei saindo de casa e eu comecei a ficar ainda pior quando duas coisas horríveis aconteceram comigo de uma só vez. Eu fui demitida dois dias depois que tudo isso aconteceu e justamente no mesmo dia recebo uma notícia que eu não queria receber na minha vida: perdi o meu pai. Ele já estava muito doente, fraco e debilitado, estava com câncer no intestino, a doença já estava muito avançada. Isso foi me deixando muito mal, foi aí que eu comecei a me perguntar por que comigo? Por que um monte de coisas acontecem justamente comigo? Eu me revoltei com Deus, eu sei que estou errada, que vão me julgar, mas foi num momento de desespero e de inconformismo, eu não sei qual foi pior, foi quando eu apanhei do meu ex marido, ou quando eu perdi o meu emprego ou a morte do meu pai! Pra mim foram todas essas e mais uma coisa! Eu comecei a sentir enjoos e tonturas e achei que era gravidez, mas infelizmente não era, até fiz o teste de gravidez pra ver se era verdade, eu jurava que era verdade, mas me enganei, na verdade eu tinha mentido só pro meu ex ficar com a consciência pesada, mas não funcionou, as pessoas iriam me condenar ainda mais dizendo que foi um castigo, mas não sou tonta. Eu só quero dizer aqui que quem ama não bate, não machuca, não desconfia da outra pessoa, porque eu o amava muito e só não me conformo por ele ter se transformado numa outra pessoa, num projeto de agressor covarde e eu não queria que isso tivesse acontecido, mas pro outro lado ele é um homem bom, eu o amo de verdade, eu sei que ele jamais faria isso comigo, eu só não esperava que ele fosse fazer aquilo comigo, eu sofri muito, ele me fez chorar muito, me deixou marcas, me causou dor, não só pelo corpo, foi pela alma e agora estou destruída por dentro e por fora. Quem bate esquece, quem apanha não. Não consigo mais suportar tudo isso, estou sem forças pra nada, a dor me dilacera por dentro e tentei me matar várias vezes. Agora eu não sirvo pra mais nada! Pros homens nós mulheres não valemos nada, eles não suportam as nossas presenças, eles nos tratam feito lixo e ainda não suportam nos ver chorando, porque eles não merecem as nossas lágrimas! O que nós fizemos pra merecer esse castigo?”.

Ela começou a chorar e a se lamentar e as outras mulheres que estavam sentadas próximas dela ficaram com pena dela e perceberam que ela estava muito nervosa e chegando a se sentir mal. Uma delas pegou uma água pra ela e ela se acalmou aos poucos. A mulher que apresentava o programa disse que tudo isso acontece com todo mundo, que Deus sempre tem planos pra acontecer o melhor e o pior e que um dia ela vai superar tudo isso. Depois ela foi pra casa e aí aconteceu mais duas tragédias na vida dela. O irmão dela foi assassinado em um assalto, ele nem tinha feito nada, mas mesmo assim perdeu a vida brutalmente sem dó nem piedade e foi aí que exatamente nesse mesmo dia a mãe sofreu um ataque fulminante do coração e morreu. Ela tinha recebido a notícia da morte do filho pela televisão e não suportou. Minha ex mulher ficou sozinha no mundo, perdeu toda a família que tinha (o pai, a mãe e o irmão) e ela passou a ficar cada vez mais pior, ela adoeceu de tanta tristeza e ficou de cama durante algum tempo. Ela não estava nada bem. Depois de tantas perdas, minha ex ficou algum tempo na casa de uma amiga que é separada e mora com os dois filhos. Mas ela foi se reerguendo, fez o tratamento contra a depressão e passou a reconhecer e perceber que não deveria ter se revoltado com Deus, que um monte de obstáculos que ela passou fez com que ela recomeçasse, que ela tivesse uma nova vida e eu quero muito me reaproximar dela pra ajudá-la, quero muito que ela volte pra mim, afinal eu errei e quero muito consertar tudo o que eu fiz. Mas as amigas dela me disseram que ela não quer voltar mais, que ela ainda está muito magoada, sensível, machucada e ferida por dentro e que até hoje ela não esquece de tudo o que aconteceu, mas ela está seguindo em frente e que ela não quer mais sofrer de novo. Mas eu não vou desistir, vou lutar por ela e quero muito encontrá-la novamente e pedir desculpas pra ela olhando nos olhos dela, dizer que me arrependo tanto e que ela não merecia ter passado por tudo aquilo.

“Quem bate uma vez, bate duas, três ou até dez vezes e por aí vai. Pessoas assim nunca vão mudar! Fica a dica!”, relatou o primeiro internauta.

“Tomara que ela não volte com esse covarde. Se ela voltar com ele é provavel dele fazer outra vez!”, avisou o segundo.

“As palavras desse homem dizendo que vai reconquistá-la com flores e bombons é tudo ilusão, ainda mais que um pedido de desculpas vai só piorar ao invés de melhorar!”, disse o terceiro.

“Você merece coisa melhor, princesa! Você vai dar a volta por cima, não desiste de sua vida, esse cara não merece as suas lágrimas, muito menos o seu sofrimento!”.

“É tudo culpa desse covarde que ela sofreu um monte de horrores! Esse cara merece ficar sozinho! Estou muito revoltado o que ele fez!”.

“Linda, segue sua vida! Você tem que se amar, cuidar de você, tenho certeza que vai encontrar alguém que te mereça!”

“Esse cara é do tipo que não vai muito pra frente. Aliás, ele não está pronto pra amar de novo, pelo visto ele não vai se ajeitar e com certeza vai fazer isso com a próxima que se relacionar com ele!”.

“Quero ver você bater em homem, ainda mais de cinto! Mas o bom é que reconheceu que errou, pediu desculpas e ela te perdoou, mas isso não significa que ela vai esquecer das marcas que você deixou nela! Quem bate esquece, quem apanha não”.

Eu me sinto muito insegura dps que tive o meu 1 filho
Comecei a ter ciúmes,pq quando eu saio cm ele, ele olha de um jeito pra outras mulheres na rua de um jeito que NN olha pra mim, então eu me sinto tão insegura tão pra baixo, meu alto estima tá muito baixo, e NN sei o que fazer..

Quero deixar de ter ciumes mas nao consigo ,tenho ciumes de tudo ate dele complimentar mulheres conhecidas ,se for parente de algumas ex então é pior o que eu faço? Mim ajudem

Sinto que meu ciúmes prejudica a relação..
Quando o monstro vem, de repente tudo fica escuro e a unica coisa que me vem é a insegurança e o medo de perder o alguém que eu amo, medo de não ser suficiente coisas assim, o que eu deveria fazer???

No meu relacionamento passado fui traída 2 vezes com primeiro namorado e segundo. Hoje em dia me tornei uma pessoa cilmenta
Tenho cilmes doentio.
Deixei esse sentimento me dominar agora não consigo voltar normal não confio no meu parceiro de geito nenhum tenho cilmes de qualquer mulher não deixo meu marido conversar com mulher nenhuma só o necessário no serviço dele não deixo ele cumprimentar as mulheres que ele conhece tbm

Sou Muitoh Insegura Devido Meus Relacionamentos Do Passado… Com Isso, Tento Proteger Meu Relacionamento Atual. Mas, Acabo Me Deixando Levar Pelo Oh CiúmeS…. Oq Eu Faço, Pra Não Me Tornar Uma Ciumenta Possessiva!?

Oi, Priscila! Recomendamos que você fale com um psicólogo sobre o tema, para que ele possa te ajudar a melhorar o seu cíume. Dá uma olhada na terapia Eurekka, é muito eficaz para questões de relacionamento ;). Site: eurekka.me/terapia

– Pedro, Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *