Celular e depressão: usar o celular pode te deixar depressivo!

Equipe Eurekka

O celular chegou na vida de todo mundo e parece que não conseguimos mais viver sem ele. Tudo está ali, a qualquer hora, numa tela pequena que passou a ser a extensão do seu braço.

Mas tem um problema: esse aparelho que é tão útil e parece inofensivo pode levar à depressão.

O celular e a depressão estão muito ligados. Segundo especialistas, usamos o nosso precioso tempo com muita bobagem que aparece na tela do celular. Afinal, muita coisa não serve pra nada e que a nossa relação de dependência do celular está nos adoecendo física e emocionalmente.

Como usar muito o celular pode influenciar sua saúde mental

Não há nada de errado com o celular; o problema é a maneira como o usamos, afinal, como qualquer ferramenta, deve ser usado com sabedoria e a nosso favor.

Quando passamos a ficar ansiosos pela falta do celular ou verificamos a cada minuto as notificações que chegam, é um alerta, porque ele, certamente, está controlando a nossa vida. Então, fica muito mais fácil desenvolver ou piorar a depressão por conta do celular.

Relação do uso excessivo do celular com a depressão

Engana-se quem acha que ficar rolando a tela do celular é apenas uma distração. Enquanto você está achando que se distrai, o seu cérebro não relaxa e isso é extremamente ruim pra saúde mental e física.

A nomofobia explica o descontrole emocional da pessoa diante da possibilidade de ficar sem o celular e até mesmo pensar na hipótese de acabar a bateria ou não ter sinal em determinado lugar.

É mais do que depressão por conta do celular. A situação é tão séria que essa pessoa pode entrar em pânico e precisar de ajuda.

Além disso, pessoas controladas pelo celular têm o hábito de se isolarem, deixam de frequentar eventos familiares e, quando frequentam, passam o tempo todo verificando o aparelho. Aliás, quando advertidas, ficam irritadas.

celular e depressão, ansiedade

Usar muito o celular aumenta a ansiedade?

Os psicólogos alertam que a enxurrada de informações tem aumentado a sensação do FOMO (sigla em inglês para o medo de estar perdendo algo), o que provoca ansiedade.

Além disso, as pessoas que se mantêm muito tempo conectadas com o celular se sentem deprimidas e desenvolvem depressão. Isso porque veem as suas relações pessoais diminuídas, ou seja, a grande parte das interações acontecem virtualmente, o que provoca solidão e falta de afeto.

Principais problemas causados pelo uso excessivo do celular

Insônia ou distúrbios do sono

Se você é daqueles que fica conectado na tela do celular antes de dormir, leva o aparelho pra cama e continua conectado, você está prejudicando a higiene do seu sono, ou seja, os momentos que antecedem este hábito tão fundamental pra saúde que é dormir e dormir bem.

A tela colorida do celular ativa o seu cérebro e assim você demora mais para pegar no sono e pode até desenvolver insônia. Saiba que para ter uma boa noite de sono, ou seja, dormir pelo menos oito horas, você precisa fazer um ritual nas horas que antecedem o seu adormecer. Como, por exemplo, desligar a televisão, baixar a luminosidade do ambiente e se desconectar do celular.

teste depressão sintomas

Baixa autoestima

O tempo demasiado que ficamos conectados ao celular nos leva para inúmeros lugares virtuais que podem provocar sensações das mais diversas. Entre elas, está a comparação com os atores das redes sociais. Sim! Atores porque nem sempre as fotos que vemos ali são reais e representam a realidade daquela pessoa que está postando. 

Quer um exemplo? A pessoa posta uma foto de um belo final de semana no campo, com a família, comendo a melhor comida, com um sorrisão largo. E daí eu penso que isso é o normal e que eu sou um fracassado porque não consigo ter um final de semana assim.

No entanto, você não para pra pensar que, obviamente, as pessoas só vão postar fotos bonitas no Instagram e no Facebook, então sua autoestima despenca.

Complicações oculares

O uso do aparelho no escuro e letras pequenas podem provocar problemas na visão. Além disso, a exposição contínua à luz da tela leva à secura e inflamações dos olhos.

Possível transmissão de doenças e infecções

Pelo fato de ser colocado em várias superfícies diferentes e estar exposto a muitas variações de ambiente, o celular é sim cheio de impurezas que podem provocar infecções. Portanto, fique atento à higiene do seu aparelho.

Problemas de postura

Ao manusear o celular, as pessoas se descuidam da postura e muitas vezes inclinam o pescoço por longos períodos. Isso causa, então, dor no corpo. Ademais, com o tempo, isso pode virar um problema crônico.

Nomofobia

É o transtorno psicológico caracterizado pelo medo irracional de ficar sem celular, inclusive sem sinal e sem bateria. Por isso, pessoas que com nomofobia têm falta de ar, tontura, tremores, sudorese, ataques de pânico, ansiedade e depressão.

Dicas para evitar o uso excessivo do celular

Uma coisa é certa: a exposição excessiva ao celular é prejudicial em todos os sentidos, física e emocionalmente, então a única saída é, através de pequenas mudanças, diminuir a dependência do aparelho.

Determinar horários específicos para usar o celular

A dica principal é não ficar no automático. Ou seja, você pega o celular por causa de uma notificação sem ao menos ver se é urgente e, a partir de uma única olhada, você se vê rolando a tela sem necessidade nenhuma.

Além disso, outra dica certeira é excluir aplicativos que você não usa há mais de dez dias e, no perfil do seu whatsapp, coloque a seguinte mensagem: “respondo em até 24 horas”.

Quando você estiver focado em alguma atividade, deixe o celular longe. Isso evita que você ouça as notificações.

Aplicativos que calculam seu tempo no celular

Existem aplicativos que ajudam você a usar o celular adequadamente. Um deles ativa o filtro preto e branco da tela. Isso colabora muito para a desativação do seu cérebro.

Outro mecanismo muito eficiente é programar seu celular para ficar no silencioso, afinal, você não precisa passar o dia inteiro recebendo sinais sonoros que não representam nada para a sua produtividade. E convenhamos, pessoal: se for realmente importante, alguém vai ligar pra você.

O Facebook, Instagram e Youtube já possuem dispositivos que ajudam o usuário a controlar o tempo de uso do aparelho. Procure por “Bem estar digital”, “Meu tempo no facebook”, “Forest”, “Minha atividade”, “Tempo de uso” e “ Moment”. Esses são alguns dos recursos oferecidos para você organizar sua relação com o seu celular.

hobby que não precisa de celular, como leitura

Começar um hobby novo

A dica de ouro para quem se sente dependente do aparelho celular é, aos poucos, criar outros hábitos. Mas como se faz isso?

Comece substituindo a tela do celular por um livro. Pegue o seu livro, vá para um local aconchegante e leia algumas páginas previamente determinadas (“vou ler 20 páginas”). Você tem que lavar a louça e dar uma geral na cozinha? Não leve o celular pra lá! Curta o momento de organizar seu espaço sem a presença de notificações chegando a todo momento.

Quando for assistir a um filme, dê preferência à tela da televisão e foque em curtir os diálogos, o cenário e a trilha sonora.

Em tempos de pandemia, comece a fazer a sua própria refeição. Isso vai te levar para a cozinha por pelo menos uma hora todo dia (almoço e janta). Desligue o celular neste momento e coloque sua energia na alimentação.

Inclua na sua rotina atividades físicas: academia (se for possível), caminhadas, alongamento, dança, yoga. No tempo que você estiver realizando essas atividades, deixe o celular distante e não vá conferir de vez em quando se há algum recado.

Defina todos os dias uma atividade que não precise do celular: cuidar das plantas, fazer uma horta, artesanato, escrever no seu diário, organizar a sua mesa, reorganizar seus livros na estante, arrumar as gavetas de documentos, pintar uma parede, customizar suas roupas.

Gostou? Veja outros posts gratuitos da Eurekka no nosso blog, clicando nesse link. Além disso, olhe também os nossos conteúdos no nosso aplicativo e em nossas redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

One reply on “Celular e depressão: usar o celular pode te deixar depressivo!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.