Qual a diferença entre metas e objetivos? Aprenda a distinguir!

Laura Hoffmann

Você já criou uma lista de resoluções para o ano novo? Essa é uma época em que muitas pessoas se motivam para criar suas metas e objetivos. Porém, colocar esses planos em prática é um grande desafio. Afinal, qual a diferença entre metas e objetivos?

Criar metas parece algo simples, porém, precisamos ter atenção em alguns pontos importantes. Muitas vezes, não conseguimos atingi-las porque não temos clareza suficiente sobre o que é preciso fazer.

Porém, nem tudo está perdido! E se esse for o ano que você vai conseguir cumprir suas resoluções? Uma das formas de conseguir isso é registrar suas metas e objetivos de maneira mais clara.

Neste texto, você vai encontrar o que são essas duas formas de se planejar e a diferença entre metas e objetivos. Além disso, vamos explicar como registrar metas e objetivos que funcionem para você!

diferença entre metas e objetivos

Qual a diferença entre metas e objetivos?

Para começar, a gente precisa entender que metas e objetivos são duas coisas diferentes, apesar de terem uma relação entre si. Essa diferença é vital para planejar os próximos passos. Vamos entender a diferença entre metas e objetivos.

Então, podemos pensar assim: o objetivo é o nosso alvo, aquilo que queremos alcançar. Por outro lado, as metas são as etapas que devemos seguir para atingir esse objetivo. 

Dessa forma, as metas ajudam a medir o nosso progresso, e entender se estamos mais perto dos nossos objetivos. 

O que é um objetivo?

Podemos definir um objetivo como o nosso propósito. Ou seja, ele é o alvo que desejamos atingir, ou o ponto aonde queremos chegar. 

De forma geral, o objetivo é mais abrangente e costuma ser pensado a longo prazo. Por isso, ele precisa de um tempo maior para se tornar concreto.

Exemplos de objetivos

Aqui, existem muitos objetivos que podemos citar! Eles podem ser simples ou mais complexos, podem envolver a vida pessoal ou profissional, entre outras características.

Por exemplo: ser promovido no trabalho, abrir uma empresa, iniciar um curso na faculdade, aprender um novo idioma, ter uma rotina mais saudável, morar sozinho, mudar de casa…

O que é uma meta?

As metas são tarefas específicas que nos conduzem em direção aos objetivos. Por isso, elas nos ajudam a identificar se estamos chegando perto de atingir nosso alvo. 

Diferente dos objetivos, as metas costumam ser ações menores, que em geral, precisam ser repetidas. Além disso, as metas costumam ser temporais, ou seja, ter um prazo definido.

micropassos

Você já ouviu falar na lógica dos micropassos da Eurekka? Pois bem, um micropasso pode ser considerado uma pequena meta na direção de um objetivo maior.

Exemplos de metas

Para pensar em exemplos de metas, podemos partir dos objetivos. Assim, você parte de algo maior e divide em passos menores.

Por exemplo: se um de seus objetivos é ter uma vida mais saudável, algumas metas podem ser: planejar sua alimentação uma vez por semana, praticar meditação e exercícios físicos todos os dias, e assim por diante.

Para um objetivo maior, a lógica é a mesma. Por exemplo: pense que seu objetivo é comprar uma casa no final do ano. Então, uma meta importante é economizar determinada quantia para poder seguir esse plano.

O que são metas SMART?

Agora que já entendemos a diferença entre metas e objetivos, vamos avançar na explicação. Todos nós já criamos metas que não conseguimos cumprir. Existem vários motivos para que isso aconteça, porém, um deles é criar metas muito amplas.

Uma forma de criar metas melhores é usar a sigla SMART: específico, mensurável, alcançável, relevante e temporal. Dessa forma, você estabelece uma meta mais completa e detalhada.

Por exemplo: “fazer exercício físico” é uma meta muito ampla, não é mesmo? Nesse caso, é mais difícil saber se estamos indo em direção ao nosso objetivo.

Por outro lado, se você criar uma meta SMART, é muito mais fácil medir o seu progresso. Assim, você pode ter como meta “fazer treinamento funcional na academia X, três vezes na semana, antes de ir para o trabalho”.

Específico

Para começar, sua meta precisa ser específica, com o máximo de detalhes. Dessa forma, você consegue entender e acompanhar melhor o seu progresso.

Uma forma de aprofundar esses detalhes é fazer algumas perguntas. Quando você tiver a ideia da sua meta, pergunte-se “como”, “onde”, “quando” e “por quê”. Assim, você pode registrá-la de uma forma ainda mais clara.

Mensurável

Uma meta mensurável é aquela que pode ser quantificada. Em geral, você estabelece um número que permite observar se está mais perto de atingir a meta.

A exemplo disso, essas são algumas metas mensuráveis: ler 20 páginas por dia, praticar 30 minutos de exercícios em casa, economizar 100 reais todos os meses… Em todos esses casos, existe um critério para medir o seu progresso.

banner produtividade

Alcançável

Quando temos um desafio pela frente, ele costuma nos motivar a agir. No entanto, temos que lembrar que a meta precisa ser alcançável e sustentável para ser cumprida. 

Por isso, ao criar uma meta, não esqueça de pensar no seu contexto. Assim, você pode adaptá-la à sua rotina e às condições que possui no momento.

Relevante

Nesse ponto, vale lembrar que as metas precisam fazer sentido para você. Afinal, é dessa forma que você estará motivado para agir. 

Por isso, reserve um tempo para lembrar por que essa meta é relevante para você. Mesmo uma meta simples pode ser essencial para atingir um objetivo maior!

Temporal

Por fim, um detalhe importante para incluir na meta é o tempo. Então, pense em um prazo claro para colocar os planos em prática.

Atenção: tome cuidado para não estabelecer um prazo curto demais, que impeça de cumprir a meta. Por outro lado, é melhor evitar um prazo muito amplo, que pode tirar o seu foco do objetivo.

diferença entre metas e objetivos

O que são OKRs?

Você já ouviu falar em OKRs? Essa é uma sigla para “Objectives and Key Results”, ou seja, objetivos e resultados-chave. Várias empresas usam esse método para a gestão de metas e objetivos.

O OKR é formado por duas partes: um objetivo e um conjunto de resultados. Então, a fórmula é a seguinte: “eu vou” (objetivo) “medido por” (resultados). 

Dessa forma, as equipes registram os objetivos e os analisam a partir dos resultados-chave (que também podemos chamar de metas).

Além disso, esse método depende de alguns fatores importantes: ser objetivo, estabelecer prazos claros, manter o foco e a motivação, trabalhar em equipe e ter uma comunicação efetiva.

Como escrever metas e objetivos?

E agora, já está mais motivado para escrever suas metas e objetivos? Vamos ajudar você a fazer isso!

Em primeiro lugar, você pode lembrar das suas prioridades. Pense nos seus planos para o futuro, em atividades que gostaria de iniciar ou retomar, ou em pontos que deseja melhorar.

Dessa forma, é provável que você chegue a um conjunto de objetivos. Então, já pode pensar nas metas: tente dividir esses objetivos em passos menores, que você pode acompanhar. Neste momento, lembre-se da sigla SMART: ela vai ajudar a criar uma meta mais eficaz!

Com os objetivos e as metas definidos, é hora de colocar em prática. Além disso, não esqueça de registrar todos esses tópicos em algum lugar acessível. Assim, você pode rever e avaliar com frequência.

criar hábitos e planejamento

Por que é importante investir em metas e objetivos?

“Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve”. Essa frase, que vem da história de Alice no País das Maravilhas, nos diz muito sobre nossos objetivos.

Afinal, precisamos saber aonde queremos chegar para descobrir o melhor caminho a seguir. Então, uma forma de começar esse processo é investir em metas e objetivos! Assim, tornamos nossos planos mais claros e concretos.

Além disso, as metas nos ajudam a manter o foco e despertar a nossa motivação. Lembre sempre que cada pequeno passo faz com que você chegue mais perto do seu objetivo!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Laura Hoffmann

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.