Autoajuda: o que é, mitos e verdades e como praticar

Equipe Eurekka

O termo autoajuda é muito difundido nos dias de hoje em livros, palestras e por coaches. De modo geral, a autoajuda está ligada a um conjunto de técnicas, ideias ou orientações que uma pessoa descobre e utiliza em benefício próprio — para ajudar a si mesmo.

Mas, hoje em dia, essa palavra é usada de forma errada por algumas pessoas, que oferecem “dicas milagrosas e fáceis” para problemas que, em muitos casos, não podem ser resolvidos tão facilmente.

No texto de hoje, você vai aprender o que é autoajuda, quais os seus usos e vamos te dar algumas dicas de autoajuda que você pode aplicar! Continue a leitura.

O que é autoajuda?

De acordo com o dicionário de psicologia da Associação Americana de Psicologia (APA), autoajuda é “Um foco em direcionar por conta própria, ao invés de ser guiado por um profissional, esforços para lidar com problemas da vida (…)”.

Além disso, para a APA, a autoajuda pode ser feita de modo independente, ao ler e buscar informações por conta própria. Ela também pode envolver outras pessoas, como nos grupos de autoajuda, por exemplo

Os grupos de autoajuda são compostos por pessoas, que têm um determinado problema ou foco em comum, que compartilham suas experiências e dão conselhos entre si, a fim de melhorar algum aspecto das suas vidas — social, econômico, pessoal etc.

O que é um livro de autoajuda?

Os livros de autoajuda são materiais que têm como objetivo principal oferecer conselhos e dicas para o leitor sobre algum assunto. Então, os temas são diversos e vão desde economia até mudanças de hábitos.

grupo de autoajuda em roda conversando

Nos últimos anos, houve um boom nos livros de autoajuda e muitos autores surgiram com novos livros sobre o tema. Além disso, como muitos desses livros foram um sucesso em vendas, algumas pessoas aproveitaram a onda para lançar livros de autoajuda de baixa qualidade.

Mas não se engane: existem muitos livros de autoajuda que são muito bons e oferecem conselhos reais, baseados em fatos científicos e que podem trazer benefícios à sua vida. Por isso, antes de comprar um livro, faça uma boa pesquisa sobre ele.

Preciso de livros de autoajuda para ter sucesso?

Não. É verdade que livros de autoajuda podem te dar conselhos muito úteis, mas não é isso que vai fazer você ser uma pessoa de sucesso. Se fosse assim, seria fácil demais.

Ser uma pessoa de sucesso envolve muito esforço, dedicação, trabalho duro e um pouco de sorte também. Aliás, a ideia de sucesso pode mudar muito de uma pessoa para outra. Para alguns, basta ter um bom salário todos os meses; para outros, é preciso ter muito reconhecimento.

Você pode usar os livros de autoajuda para procurar por sugestões de coisas que podem ser feitas para trazer algumas melhorias em aspectos diversos da sua vida, mas não são recomendados para problemas maiores ou difíceis, e é provável que não resolvam o seu problema.

Para resolver muitas questões pessoais, o mais recomendado é a terapia. Com a Eurekka, você conta com o apoio dos nossos psicólogos e entra em uma jornada de autoconhecimento muito mais poderosa do que qualquer livro de autoajuda. É a melhor forma de te ajudar no caminho para o sucesso. Para saber mais, clique no banner.

banner terapia saúde mental com a eurekka

6 dicas de autoajuda para ter mais saúde mental

A Eurekka selecionou 6 dicas de autoajuda que podem te ajudar a descobrir possíveis problemas na sua vida. Com isso, vale a pena questionar alguns aspectos e ver onde você pode melhorar. Confira:

1. Reconheça seus humores

Você observa suas próprias emoções? Sabe reconhecer quando está triste, feliz, com raiva etc.? A atenção às emoções é uma habilidade muito importante para aprender a reconhecer quando algum evento afeta o seu sentimento e, a partir disso, criar estratégias para evitar, diminuir ou até resolver algum problema.

2. Identifique padrões

Uma das vantagens do autoconhecimento é que ele permite que você note padrões de comportamento em si mesmo. Estar atento ao próprio modo de agir faz com que você possa mudar o que não está bom, o que traz mais bem-estar e felicidade.

Além disso, existem outras coisas que também seguem padrões, e esses padrões podem te mostrar o melhor caminho para atingir certo objetivo. Por isso, desenvolva sua observação.

garota lendo um livro de autoajuda sobre gestão

3. Tente lidar melhor com as mudanças

Um grande fato sobre a vida é: nem tudo vai ser da forma que você gostaria que fosse. As mudanças planejadas por você sempre são mais fáceis de lidar, afinal, existe todo um preparo para que tudo ocorra de uma forma tranquila. 

Mas a vida não espera o seu planejamento, e algumas mudanças podem ser feitas de um dia para o outro: a morte de alguém, uma demissão, um término de relacionamento, um acidente, uma viagem de última hora etc.

Enfim, o ponto é: se você tem dificuldade em ser flexível e se adaptar a mudanças repentinas, fica paralisado, remoendo os sentimentos negativos, quer dizer que você precisa melhorar isso. A terapia é a melhor forma de aprender a lidar com problemas desse tipo, então, é uma boa hora para pensar em começar.

4. Fique perto da natureza

A natureza é um grande aliado para os momentos de descanso, quando você não aguenta mais ficar dentro de quatro paredes, no meio de tanta tecnologia e estímulos. Sair um pouco desses ambientes e ir para um parque, por exemplo, é uma ótima forma de recarregar as energias e refletir sobre coisas que estão te afetando.

Afinal, estar em um lugar mais calmo favorece muito a criatividade e o raciocínio, e isso permite que você fique mais tranquilo no seu tempo de descanso.

5. Compartilhe seus problemas com quem confia

O ser humano é um ser social. Sem esse contato com outras pessoas, nós ficamos doentes, depressivos, ansiosos… o maior exemplo que temos disso foi a pandemia de Covid-19. Da mesma forma, se você guarda todos os problemas, receios e angústias para si, pode ser que você não perceba no começo, mas você adoece.

Você fica mais estressado, ansioso, seu sono piora, e por aí vai. Por isso, é muito importante ter amigos, ou até um psicólogo de confiança, com quem você possa se abrir e esvaziar um pouco dos pesos que carrega. Faz muito bem, acredite.

6. Procure equilibrar a vida pessoal e a profissional

Ninguém se sente bem se apenas trabalha ou se não faz nada o dia todo. Se isso não fosse verdade, você não veria tantas pessoas que trabalham demais com Burnout, nem pessoas que têm todo o dinheiro do mundo se suicidando.

Ter um propósito de vida e um tempo para cuidar de si mesmo é muito importante e ambos devem estar em equilíbrio — sem exageros. Se você não faz isso, está abrindo portas para outros problemas de saúde que em algum momento vão começar a incomodar. Por isso, dê muito valor para o seu trabalho e também para o seu descanso.

sede eurekka

Entenda mais de si mesmo com a Eurekka

Da mesma forma que conselhos de amigos podem te dar algum direcionamento, os livros de autoajuda podem oferecer conselhos simples e resumidos sobre alguns aspectos da vida. Porém, nenhuma dessas coisas vai ser melhor e mais eficiente do que ajuda especializada.

Afinal, se você precisa se alimentar melhor, vai ao nutricionista. Se precisa curar uma doença, vai ao médico. E se precisa melhorar algo relacionado à sua saúde mental, é lógico que você deve ir ao psicólogo.

Apenas o psicólogo é capacitado para te ajudar com problemas do dia a dia, desde hábitos, motivação e disciplina, até o seu sono, estudos, relacionamentos ou autoestima. Ir ao psicólogo é a melhor maneira de aumentar a sua qualidade de vida e o bem-estar, e o melhor de tudo — terapia não é pra sempre.

Por isso, se você quer ter mais do que conselhos genéricos retirados de um livro, agende a sua Conversa Inicial com a Eurekka, e defina os próximos passos em direção a sua futura melhor versão.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.