Privação do sono: Por que surge, o que causa e como resolver?

Equipe Eurekka

Quando não dormimos bem, é provável que quase toda a nossa vida também não esteja bem. A produtividade cai, ficamos estressados e parece que tudo começa a dar errado! Por isso, é vital termos um sono de qualidade e evitar a privação do sono.

Quando não dormimos bem, é importante observarmos as razões para isso, seus efeitos e como enfrentar. Vamos conversar um pouco sobre isso?

O que é privação do sono?

Dormir é algo que faz parte da nossa rotina. Um sono saudável possui em torno de 7 a 8 horas por dia, o que representa um terço das 24 horas de um dia. 

Neste tempo, recuperamos a maior parte das energias de que necessitamos para realizar as nossas atividades do dia a dia. Dessa forma, conseguimos estudar e memorizar tudo o que precisamos, trabalhar com eficiência ou curtir um passeio com os amigos!

A privação de sono, no entanto, faz com que as coisas comecem a sair dos eixos. Isso nada mais é do que a falta de sono, que pode ser leve ou grave – ou seja, muitas e muitas horas sem dormir.

Quando é considerada privação do sono?

A privação do sono ocorre quando uma pessoa dorme menos do que o seu corpo precisa para se recompor completamente, ou seja, menos do que 7 horas diárias. 

As razões podem ser várias, e sempre vão demandar  atenção e cuidado. A causa mais comum é o estresse ou as exigências que temos nos estudos ou no trabalho. Contudo, outra causa comum é a insônia, que também tem motivos específicos.

O que acontece quando se interrompe o sono?

Por ser algo indispensável para que a gente funcione, a privação do sono pode trazer prejuízos cognitivos, metabólicos, sociais, neuronais, endócrinos, e por aí vai. Estes, por sua vez, causam problemas de saúde quando os sintomas persistem. 

Além disso, a privação do sono potencializa sintomas de ansiedade, depressão, raiva desproporcional, entre outros.

Por isso, é muito importante que você fique de olho quando estes sintomas surgirem. Eles estão te mostrando que o seu corpo precisa descansar! É quase como um computador que superaquece e aí tem um desligamento forçado, sabe?

garota com privação do sono

Estágios da privação do sono

Você sabia que ficar sem dormir pode causar muitas reações diferentes no seu corpo? Pois é!

Uma noite sem dormir pode causar reações similares às de ingerir bebidas alcoólicas, como irritabilidade, dificuldade de se concentrar, problemas de cognição e de coordenação e tremores.

Daí pra frente, a situação só piora:

  • 36 horas sem dormir: começam a ocorrer cochilos rápidos, de cerca de 30 segundos, sem você nem mesmo perceber! Isso é muito perigoso caso você esteja realizando alguma atividade como dirigir ou andar na rua.
  • 48 horas sem dormir: a pessoa fica com sintomas ainda mais intensos de irritabilidade e fadiga, e pode até começar a alucinar.
  • 72 horas sem dormir: o indivíduo tem mais cochilos involuntários e o sono muda sua percepção do ambiente.
  • 96 horas sem dormir: a percepção da realidade se distorce muito, e podem até surgir quadros de psicose por conta da privação de sono.

No entanto, isso tudo não é permanente. Os sintomas vão reduzindo quando a pessoa volta a descansar o suficiente.

O que a privação de sono pode causar?

A falta de sono crônica traz muitos prejuízos para a saúde! Entre eles, estão o envelhecimento precoce, a fadiga extrema e a queda na imunidade.

Além disso, alguns estudos indicam que a privação de sono pode aumentar o risco de você desenvolver doenças crônicas, como problemas cardiovasculares ou transtornos psiquiátricos.

Isso porque, como já falamos, o sono se liga a muitos processos que ocorrem no nosso corpo todos os dias. Sem dormir, o seu corpo começa a “colapsar”, e várias áreas se prejudicam.

Quais os sintomas da privação de sono?

Entre os principais sintomas que a privação do sono provoca, estão: 

  • dificuldade em iniciar o sono, 
  • dificuldade em manter o sono, 
  • múltiplos despertares durante a noite, 
  • acordar cedo, 
  • acordar cansado após uma noite de sono, 
  • movimentos anormais durante a noite, 
  • fadiga ou sonolência durante o dia, e
  • dores musculares.

Por isso, é importante ficar de olho, pois estes sintomas nunca vêm sozinhos. Além disso, eles causam prejuízo significativo na vida de quem sofre com privação do sono. Assim que estes sintomas começarem, busque um médico! Quanto mais rápido resolver, menos você vai sentir os impactos da privação de sono.

mulher consegue dormir após privação do sono

Como resolver a privação de sono?

Você já viu que a privação pode trazer muitos problemas, certo?

A boa notícia é que há muitas formas de resolver a privação de sono! O ideal é que você combine as dicas que estão aqui para potencializar o resultado e resolver o seu problema mais rápido.

Contudo, algumas situações podem dar mais certo do que outras. Tudo vai depender do seu corpo e como ele reage às opções. Então, tenha paciência e não deixe de testar, combinado?

Fazer a higiene do sono

Muitas vezes, atitudes e ajustes simples no nosso dia a dia podem ter um grande impacto na melhoria do nosso sono. A higiene do sono se trata disso!

Pequenas mudanças no modo que agimos e no ambiente vão favorecer um sono de maior qualidade. Além disso, alimentação leve durante a noite, redução de estímulos visuais e sonoros antes do sono e até estabelecer uma rotina são algumas pequenas adequações que podem trazer bastante qualidade ao sono.

Passar por um médico do sono

No geral, o primeiro encaminhamento quando ocorre alguma questão ligada ao sono é feito por um clínico geral. Então, ele pode te encaminhar a um otorrinolaringologista, neurologista, ou pneumologista, a depender das causas da privação do sono.

Assim, você vai fazer alguns exames que podem detectar com maior precisão quais os motivos dessa privação do sono estar ocorrendo. E, por fim, começar um tratamento especial para o que os médicos encontrarem.

Fazer uma terapia específica

Estabelecer por conta própria uma higiene do sono pode ser bastante complicado porque depende da realidade de cada um. Rotinas muito corridas e rígidas podem dificultar a adesão de novos hábitos.

Por isso, iniciar a psicoterapia pode ajudar a criar novos hábitos que resultem em uma melhor qualidade do sono. Você pode compartilhar a sua rotina com o terapeuta e, assim, vai ter a chance de pensar e criar, junto do profissional, novos hábitos.

Então, além de causar uma melhor qualidade de sono, estes hábitos vão respeitar as situações específicas que você atravessa. Todo o processo é feito com muito respeito e cuidado às suas demandas!

Ter uma rotina de exercícios físicos

Conforme já falei, o sono está bastante ligado à criação e manutenção de rotinas saudáveis. E com relação a exercícios físicos, não é diferente. 

Os exercícios trazem várias vantagens, como melhora no funcionamento do sistema cardiovascular, autoestima, melhor qualidade nas relações sociais, entre outros. 

Mas, além disso, já se sabe que uma rotina regular de exercícios também é um ótimo aliado de uma boa qualidade de sono. Então, comece a se mexer!

Iniciar uso de medicamentos

Quando outras opções não resultam no efeito esperado, há também a chance de se recorrer aos remédios. 

Para isso, recomenda-se levar esta demanda a um psiquiatra. Ele vai escutar as particularidades que envolvem a sua dificuldade em manter uma rotina de sono adequada. Além disso, vai levar em conta o seu histórico médico e outras restrições na hora de escolher a medicação certa para você.

Contudo, é importante pontuar que o remédio não começa a fazer efeito no mesmo instante, ok? Tenha calma durante o processo e aceite que o efeito leva um certo tempo. Você pode sempre ir dando feedbacks ao seu médico para que vocês vejam juntos o que vale a pena ser feito.

sede da eurekka

Comece seu tratamento de privação de sono na Eurekka

Olhar para os hábitos ligados ao sono e mudá-los por conta própria pode não ser uma tarefa fácil sem um bom planejamento, o que pode gerar bastante frustração.

Pensando nisso, a Eurekka oferece profissionais que podem ajudá-lo a obter uma melhor qualidade no sono e, assim, uma melhor qualidade de vida.

Para saber mais, clique aqui e marque uma conversa inicial com um de nossos psicólogos e descubra como a terapia pode lhe proporcionar tudo isso!

Por fim, se quiser ter acesso a mais conteúdo gratuito sobre saúde física e mental, siga as nossas redes sociais:

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.