Inteligência Artificial na terapia é uma boa ideia?

Equipe Eurekka

A tecnologia tem avançado tanto que às vezes até parece um filme de ficção científica, né? E por mais que isso seja um pouco assustador, é fato que esse avanço tem sido muito útil para diversas áreas da sociedade. E, dentre elas, a Inteligência Artificial (IA) na terapia é algo que está começando a ganhar espaço. 

Mas calma lá! A IA vai começar a atender pacientes agora? Vai saber tudo sobre Psicologia e interação humana? Os robôs estão dominando o mundo? Essas e outras respostas curiosas você vai descobrir aqui!

Vem com a gente e boa leitura!

Qual é o conceito de inteligência artificial? 

Inteligência Artificial é um conjunto de sistemas tecnológicos que têm como principal objetivo reproduzir, de modo otimizado, capacidades humanas em uma máquina. 

Ou seja, a IA são dispositivos eletrônicos que conseguem analisar dados, realizar tarefas frequentes, aprimorar dispositivos, se adaptar a partir de dados recebidos e outros.

Além disso, o termo Inteligência Artificial também remete à área de estudo que busca criar essas máquinas capazes de realizar ações humanas a partir de algoritmos e dados digitais. 

E pode ser que ao falarmos de Inteligência Artificial, você logo pense em robôs de filmes sci-fi, mas a verdade é que a IA está muito mais próxima do que isso! Sabe os chatbots das lojas que respondem você nas redes sociais? Eles são um tipo de IA!

E as recomendações que a Netflix sugere para você? Também é uma Inteligência Artificial que faz isso! Percebe como essa tecnologia já está ao seu redor?

Qual a importância do estudo da inteligência artificial para a psicologia?

O estudo da Inteligência Artificial para a psicologia é importante, pois muitas pesquisas já têm comprovado que a IA pode ajudar a prevenir e tratar transtornos mentais.

Pode parecer loucura, mas a verdade é que com os algoritmos, sistema de dados e programação certa, a Inteligência Artificial na terapia pode auxiliar os profissionais da saúde mental na luta pelo bem-estar emocional.

Assim, quanto mais os estudos em IA evoluírem, maior vai ser a chance dessas máquinas terem precisão o suficiente para auxiliar em diagnósticos e tratamentos.

Um exemplo disso é o Woebot, um chatbot criado pela psicóloga Alison Darcy e especialistas em IA, na Universidade de Stanford (EUA). Esse bot foi programado com técnicas da terapia cognitivo-comportamental para conversar online com as pessoas, guardar os dados, analisar e oferecer suporte psicológico.

Assim, as pessoas podem mandar mensagem para o Woebot e ele vai fazer perguntas sobre como ela está se sentindo, como está a vida, o humor, quais são os pontos fortes dela e outras questões.

Então, o bot armazena e processa as respostas de modo que ele consiga identificar como a pessoa está se sentindo através dos padrões comportamentais. Dessa forma, ele envia vídeos, podcasts, orientações, materiais de ajuda e pode até mesmo auxiliar a pessoa a estabelecer metas semanais!

O Woebot começou como um chatbot no Messenger, mas agora tem seu próprio aplicativo, tamanho o sucesso!

E, além desse, ainda existem outros com propostas parecidas, como: Youper e o Happify. Assim, você pode escolher aquele com o qual você se identifica mais!

E é por isso que a IA é tão importante para a psicologia, pois ela pode ajudar pessoas de modo prático, inovador e interativo. Suprindo, assim, lacunas que possam existir entre o indivíduo e a informação de qualidade sobre saúde mental.

macbook pro ligado com códigos na tela para inteligência artificial na terapia

Quais as vantagens da tecnologia na terapia

O trabalho do psicólogo não é nada fácil. Afinal, ele tem que analisar inúmeros sintomas, levar em consideração diferentes contextos, ocorrências e frequências. E, quando enfim se tem o diagnóstico, ainda pode ser difícil descobrir qual a melhor intervenção. 

O mesmo acontece com os psiquiatras, pois pode demandar um tempo até que o paciente se acerte com algum remédio e que demore até o profissional descobrir qual o melhor método para cada caso. 

E é aí que a Inteligência Artificial entra!

Alguns estudos já têm comprovado que é possível usar a Inteligência Artificial para saber qual o melhor tratamento para o paciente. Como, por exemplo, o novo método usado por terapeutas da Ieso, uma clínica de saúde mental do Reino Unido. 

Nesse método, o terapeuta e o paciente conversam por mensagens de texto em sessões regulares. Assim, essas mensagens são analisadas por uma IA, por meio do Processamento de Linguagem Natural (NLP), uma vertente da IA que ajuda máquinas a entender, interpretar e manipular a linguagem humana.

Dessa forma, a IA analisa a conversa para identificar quais falas e respostas são mais eficazes para tratar o transtorno do paciente. Então, com essa ajuda, os terapeutas podem entender o que gera mais resultados, se atentar a coisas que eles não tinham percebido antes e aprimorar a sessão de terapia em diversas situações.

Outro caso que mostra essa importância da tecnologia no processo terapêutico são os estudos feitos por Adam Mourad Chekroud e outros pesquisadores. Nessa pesquisa, eles criaram uma IA capaz de identificar, a partir de algoritmos e variáveis, quais dos pacientes analisados alcançariam uma remissão automática com o uso de Citalopram, um antidepressivo. 

Dessa forma, com a Inteligência Artificial na terapia, o médico já eliminaria muitas possibilidades e o tratamento seria mais rápido e eficaz.

Robô psicólogo pode dar certo?

Não, você não vai entrar em consultório e ser atendido por um robô na sessão de terapia. Não é disso que se trata o robô psicólogo! Afinal, o contato humano sempre vai ser essencial para todas as áreas da nossa vida!

Por isso, esses bots não buscam substituir o profissional humano, mas sim complementar o tratamento psicológico e até mesmo encaminhar pessoas para a terapia!

E é por isso que o robô psicólogo pode dar certo sim! A cada dia, esse tipo de IA tem se aperfeiçoado mais, permitindo que a análise de dados seja cada vez mais precisa e funcional. Ajudando, assim, muitas pessoas a melhorarem a saúde mental e receberem informação de qualidade.

Outro ponto positivo que traz o sucesso do robô psicólogo, é a leveza e flexibilidade. Uma vez que a conversa entre a IA e a pessoa pode ser feita de qualquer lugar e a qualquer momento. 

Você pode bater papo enquanto está na esteira, no escritório, deitado na cama, enfim! Quando você se sentir mais confortável e sempre que precisar! Além de que o bot pode ajudar você a se autoanalisar, guiar você para uma sessão de meditação e outras funções muito legais!

Então, apesar das suas limitações, afinal nem robôs são perfeitos, a Inteligência Artificial na terapia pode ser uma opção muito interessante! Uma vez que oferece ajuda rápida, orientação e complemento terapêutico!

robô branco

Converse com o robô da Eurekka e tire suas próprias conclusões!

A teoria é uma coisa e a prática é outra! Ler um texto sobre Inteligência Artificial é muito bom, mas viver a experiência é melhor ainda!

E a boa notícia é que você tem essa oportunidade aqui! Tudo de forma prática e gratuita!

Isso porque, na Eurekka, nós temos a nossa própria IA que conversa com você e oferece suporte emocional! 

Clique aqui, fale com ela sobre como você se sente e receba dicas valiosas de saúde mental! 

Ah! E nós também temos a robozinha no Instagram! Se você nos mandar mensagem com as palavras mágicas, ela envia para você testes bem legais para você se conhecer melhor! Clique no ícone do IG aqui embaixo e siga as instruções do destaque “Testes Psico”.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.