Maturidade emocional: descubra como elevar o nível da sua!

Eurekka Psicólogos

Cada fase da nossa vida exige um nível diferente de maturidade emocional. E estar abaixo desse nível pode gerar problemas em nossas relações e em nossa vida profissional. Mas você já parou para pensar sobre o que é maturidade emocional?

Hoje, quero te mostrar como você pode se tornar uma pessoa mais madura. Você pode ser ainda mais capaz de enfrentar os desafios da vida de uma forma simples. Pra isso, ao longo do texto, te darei vários exemplos e dicas práticas para aplicar ainda hoje e saber como se tornar uma pessoa melhor. Então, continue lendo!

Qual a definição de maturidade?

Você já se perguntou qual o significado de maturidade? Uma pessoa madura é a que está pronta para enfrentar os desafios psicológicos e emocionais da sua fase de vida. Sabe quando a gente diz que uma fruta está madura quando ela está pronta para ser tirada da árvore e servir de alimento? Da mesma forma, a gente diz que uma pessoa é madura quando ela está pronta para enfrentar os desafios da sua fase atual de vida.

Isso quer dizer que quando você muda de fase de vida – em especial, no início dessa nova fase -, você não está maduro ainda. Porém, conforme você enfrenta os desafios da nova fase de vida e aprende com os erros, você ganha conhecimento e amadurece no processo.

É por isso que uma criança de 5 anos pode ser madura para a fase de vida dela, mas imatura para a fase de vida que vem a seguir, quando ela chega nos 7 ou 8 anos. Nesse sentido, essa é uma qualidade sempre relativa à sua fase de vida atual. Porém, muitas pessoas podem ter essa falta de maturidade mesmo na fase adulta. Já ouviu alguém reclamar de um homem imaturo? Então, em um relacionamento, a maturidade é vital.

Seguindo esse pensamento, o significado de imaturidade é não estar preparado para lidar com questões emocionais e psicológicas. Costumam ser pessoas difíceis de lidar. E isso nos leva para segunda pergunta:

O que é amadurecimento emocional?

homem maduro estudando e fazendo anotações

Amadurecer significa tornar-se pronto para enfrentar os desafios da sua fase de vida atual. Nesse sentido, ter maturidade emocional quer dizer alinhar os pensamentos, atitudes e emoções entre si e com as suas experiências de vida. Pois quando você é uma pessoa imatura, os seus pensamentos, emoções e atitudes estão desalinhados. A imaturidade emocional traz problemas em todas as áreas da sua vida.

Ou seja, você planeja uma coisa, mas faz outra e sente outra cem por cento diferente. É como se os seus pensamentos, emoções e atitudes fossem três instrumentos desafinados, tentando fazer uma música.

Ou seja, conforme você amadurece, em todas as fases de vida, você aprende a pensar de um jeito que faça sentido com o que você sente e de um jeito que faça sentido como o que você faz. Dessa forma, as suas atitudes se tornam um espelho do que você pensa e um espelho do que você sente.

É por isso que uma pessoa que tem o emocional maduro, então, é como uma música que está em perfeita harmonia, com todos os instrumentos que conversam uns com os outros. E o que é emocional? Bom, é a parte de nós que sente emoções, como ansiedade, calma, confusão, estranhamento, alívio inveja, medo, admiração, nojo, raiva…

O que é maturidade psicológica?

mulher com maturidade se livrando das inseguranças

A maturidade psicológica é a qualidade de estar pronto para enfrentar os desafios psicológicos de uma fase psicológica da vida.

Ou seja, é a capacidade de você olhar para os seus próprios pensamentos e não ser um escravo deles. Da mesma forma que um maestro rege os instrumentos da orquestra, uma pessoa madura sabe olhar para esses instrumentos – pensamentos, atitudes e emoções- e organizar isso de uma forma coerente.

Uma pessoa com o psicológico maduro é capaz de olhar para um turbilhão de pensamentos e emoções e organizar esse caos. Assim, se forma, aos poucos, um plano racional que ela transforma em atitudes.

Mas a maior parte de nós não tem esse nível todo de maturidade. A gente se deixa levar pelos nossos instintos mais animais, pelas nossas emoções mais intensas e pelos nossos pensamentos mais escuros. No entanto, é vital que você tenha um ideal de maturidade psicológica.

Esse ideal, como um farol que guia os barcos na direção da costa, ajuda você a guiar as suas atitudes na direção de ser maduro emocional e psicologicamente. É cem por cento diferente de uma pessoa sem sentimentos, que não desenvolve suas características emocionais. Ela não vai ter maturidade afetiva e, além disso, não vai ter maturidade emocional, não vai ter um namoro maduro e assim por diante.

Como trabalhar a maturidade emocional infantil?

maturidade emocional infantil

O primeiro ponto é entender que você não deve exigir de uma criança o mesmo nível de maturidade de um adolescente ou de um adulto. Afinal, esse é um conceito relativo à fase de vida atual desta pessoa.

Porém, há algumas técnicas básicas que todo pai ou cuidador pode ensinar para sua criança. Assim, ela vai ser mais capaz de organizar os próprios pensamentos e emoções. Isso também vai ajudar, em longo prazo, que a criança entenda como desenvolver autoconhecimento.

1. Respiração diafragmática

A primeira delas é uma técnica de regulação emocional chamada respiração diafragmática. A respiração diafragmática faz com que a criança acalme uma emoção forte, como ansiedade ou raiva. Funciona em qualquer lugar que ela esteja, sem chamar muita atenção e de um jeito muito eficaz.

A respiração diafragmática vai ser, em resumo, respirar no ritmo 4-2-6. Ou seja:

  • Inspirar contando até 4;
  • Segurar o ar contando até 2;
  • Soltar o ar pela boca contando até 6.

Eu recomendo você parar e testar agora mesmo a técnica, para você sentir no seu corpo como é. Depois que você já estiver acostumado com a técnica, ensinar para uma criança que já sabe contar é muito fácil.

Se a criança não sabe contar, você pode dizer para ela que a respiração funciona assim:

  • Você inspira como se estivesse cheirando uma flor.
  • E solta pela boca como se você estivesse soprando uma vela que você não pode apagar!

Tente respirar seguindo o ritmo da imagem abaixo:

exercício respiração diafragmática

2. Respiração Consciente

Enquanto a respiração diafragmática tem o objetivo de acalmar a criança, a respiração consciente tem o objetivo de concentrar a criança. Quando a criança está muito distraída, com um milhão de estímulos, essa técnica é muito útil para fazê-la voltar ao centro.

Para ensinar essa técnica, você diz para a criança prestar atenção nas sensações do corpo dela quando ela respira. Você pede para ela sentir, por exemplo, como a barriguinha dela cresce e reduz enquanto ela respira. Diga também para ela notar como o ar entra mais frio e sai mais quente pelas narinas.

Além disso, peça para que toda vez que ela se distrair com alguma coisa, ela só perceba que se distraiu e volte para a sensação na barriguinha ou no nariz. No início, quando a criança estiver aprendendo, não faça ela fazer esse exercício por muitos minutos. Afinal, ela pode acabar achando o exercício chato e desistindo de fazer outras vezes.

Faça uma sessão bem curta para que ela tenha esse prazer de ter se acalmado e se concentrado.

Como alcançar a maturidade emocional no relacionamento?

casal se abraçando com amor

O principal caminho que leva à maturidade emocional em um relacionamento, seja amoroso ou de amizade, é o caminho da comunicação transparente. A maior parte dos problemas entre casais ou entre parentes vem da falta de comunicação e das confusões constantes.

Algumas pessoas dizem que isso são sinais de maturidade espiritual, mas não importa o nome: o que importa é saber como lidar com as emoções para ser uma pessoa melhor.

A gente tem o hábito de tentar adivinhar o que a pessoa está pensando, as intenções da pessoa, as emoções dela etc. E, muitas vezes, nós acusamos as pessoas com base nessas adivinhações que a gente fez.

Como consequência, a pessoa se sente julgada, como num tribunal. Ao mesmo tempo ativa o seu “modo de defesa”. E a partir daí, todas as discussões da relação viram uma batalha de ataques e defesas. A palavra-chave de uma relação madura não é ataque nem defesa, mas negociação.

Quando você consegue falar de forma transparente sobre o que você quer, e a pessoa consegue fazer o mesmo negociando, vocês podem achar um caminho em comum que faça a relação evoluir.

Como elevar o nível de maturidade emocional?

Vamos ver agora 3 dicas vitais para você ser uma pessoa mais madura. Ao longo desse texto, você já descobriu que a maturidade emocional é a qualidade de quem está pronto para enfrentar os desafios da sua fase atual de vida.

1. Pergunte a si mesmo

É por isso que a primeira pergunta que você deve se fazer sobre a sua maturidade emocional é a seguinte: “Para quais desafios da minha fase atual eu ainda não me sinto pronto?” Analise a resposta dessa pergunta. Depois, você deve se perguntar: “Que habilidades eu preciso aprender para resolver esses desafios, hoje, de uma forma mais madura?”

Se o seu desafio, por exemplo, é amadurecer a relação amorosa, talvez a habilidade que você deve aprender seja se comunicar melhor ou negociar melhor. Se o seu desafio hoje é alcançar mais maturidade no seu emprego, talvez a habilidade a ser aprendida seja a de organizar melhor a sua produtividade. Ou, quem sabe, delegar mais as tarefas ou trabalhar mais em equipe.

Ou seja, o primeiro passo é sempre entender quais são os desafios da sua fase de vida atual. E o segundo passo é pensar em como começar a aprender as habilidades que você precisa aprender.

2. Reveja suas ações

Você pode desenvolver a sua maturidade pensando sobre casos do dia a dia em que você poderia agir de forma mais madura e menos impulsiva. Como, por exemplo:

  • aceitar mais as diferenças ao invés de esperar que todos sejam iguais;
  • ouvir mais os outros;
  • saber desapegar;
  • ter compaixão e empatia.

3. Reclame menos

Pode parecer grosseiro, mas não é. A ideia é que, muitas vezes, reclamamos ao invés de usar o que ocorreu para crescer e aprender. Pessoas maduras sempre querem ter discussões produtivas, por exemplo, ao invés de se manter numa bolha e achar que está sempre certo, que não há mais nada para aprender.

Além disso, pessoas maduras vivem mais no presente, sem fugir de situações ruins ou de sentimentos desconfortáveis. Por isso, comece a enfrentar os seus problemas sem medo. Isso vai fazer você crescer, aprender com os erros ou com os desconfortos e, no futuro, você vai estar mais pronto para situações ruins da vida. Afinal, nem tudo é um mar de rosas!

Se você acha que não consegue reclamar menos, que a vida é muito ruim; se você fica o tempo todo triste e sem vontade de nada, fique atento. Pode ser um sinal de depressão e, nesse caso, você não precisa tentar melhorar a sua visão de mundo sozinho. Marque uma sessão de terapia e converse sobre isso. Afinal, isso também faz parte de ser maduro: entender que você está passando por algo ruim e precisa resolver.

Materiais gratuitos sobre maturidade emocional na Eurekka

sede presencial da Eurekka

A Eurekka é a maior clínica de terapia online do Brasil. E uma das coisas mais legais sobre a terapia que a gente faz aqui é que ela não serve só para resolver problemas. Serve também para levar você para um nível superior de evolução.

Os nossos profissionais são treinados em técnicas de autoconhecimento e técnicas de amadurecimento também. Afinal, a vida é muito mais do que só fugir do estresse ou não ter depressão. Pois a vida também é ser capaz de olhar para seus pensamentos, emoções e atitudes e sentir que eles estão ordenados, como uma bela sinfonia. E se você quiser se aproximar disso na sua vida hoje e marcar uma primeira conversa na terapia da Eurekka, é só clicar aqui!

E para acessar mais conteúdos gratuitos como esse sobre psicologia e saúde emocional, clique na rede social que preferir: Instagram, Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.51

Eurekka Psicólogos

6 replies on “Maturidade emocional: descubra como elevar o nível da sua!”

Que texto maravilhoso! Entendi de uma forma tão fácil e simples o que é, o quão é importante ter e como faço pra conseguir! #partiuprática Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *