Equilíbrio emocional: o que é e como ter na sua vida?

Eurekka Psicólogos

Você gostaria de ter mais equilíbrio emocional, seja na sua vida pessoal ou no trabalho?

Então este texto é para você. Aqui vamos conhecer uma definição útil desse termo, entender as causas do desequilíbrio e apresentar atitudes práticas e algumas dicas para desenvolver mais equilíbrio emocional! Parece bom, né? Então vamos lá!

O que é o equilíbrio emocional?

equilíbrio emocional

Uma forma muito útil de entender esse conceito é se você pensar que equilibrar emoções significa interagir com elas de forma harmoniosa, elegante e segura. Com certeza, fazer isso o tempo todo é uma meta ambiciosa.

Mas aqui na Eurekka a gente acredita que o importante não é atingir o equilíbrio emocional perfeito da noite para o dia. O melhor é ficar a cada dia 1% mais equilibrado, 1 micropasso por vez! Mas como assim interagir com emoções?

A maioria das pessoas nem se dá conta que interage com as suas emoções como se elas fossem um chefe, dizendo o que fazer. Se a emoção é raiva, o chefe manda gritar e brigar, mesmo se for com uma pessoa que você ama e não quer magoar.

Quando a emoção é tristeza, o chefe manda se isolar e não falar com ninguém, mesmo que naquele momento você fosse conversar com alguém para receber apoio e atenção.

Já se a emoção é vergonha, o chefe manda se esconder e não contar para ninguém, mesmo que se mostrar para o mundo seja a única maneira de crescer na área profissional. Dessa forma, não seria melhor ter a opção de desobedecer à emoção?

O que é ter estabilidade emocional?

Uma pessoa que tem estabilidade emocional entende que as emoções são para ela como as nuvens são para o céu. Ou seja, é natural que elas surjam. No entanto, não importa quantas ou quão pesadas sejam as nuvens, o céu continua lá, acima, firme. Quem tem equilíbrio emocional sabe o que é importante e o que quer da vida e não permite que suas emoções tomem o controle.

Vou te dar um exemplo. Se o meu sobrinho é importante para mim, quando ele derruba algo no supermercado ou desenha nas paredes, eu até sinto vergonha e raiva. Contudo, eu não deixo a vergonha e a raiva me levarem a punir ou a bater nele – como alguns adultos sem equilíbrio emocional fariam.

Eu respiro, percebo a emoção, e busco entender: foi um acidente? Foi desobediência? Como eu quero reagir? Como eu quero educá-lo?

Ter equilíbrio emocional é reconhecer a emoção, pausar, tomar decisões sobre as ações que virão – em vez de pular de forma impulsiva para uma reação. Perceba que o primeiro passo é reconhecer a emoção; equilíbrio não tem nada a ver com não ter emoções. É só sobre ter controle emocional e usar o autoconhecimento a seu favor!

Sentir emoções faz parte da vida do ser humano; tentar negar e controlar elas cem por cento só faz elas se rebelarem e ficarem cada vez mais intensas. E todos nós podemos aprender a ter equilíbrio emocional, não importa a idade, o gênero ou o contexto de vida.

Ter equilíbrio emocional ajuda no bem-estar e na saúde

O equilíbrio emocional não é útil só para a forma como reagimos às outras pessoas, mas também ajuda a ampliar a nossa qualidade de vida e bem estar emocional. Você é uma pessoa que sofre pois se sente inadequada e sem valor? Então, ter equilíbrio emocional pode te ajudar a aceitar que isso não é verdade.

Você pode perceber esse sentimento e pausar antes de reagir de forma a confirmar esses sentimentos. No entanto, uma pessoa que se sente assim e não tem equilíbrio emocional, vai permitir que as pessoas ultrapassem limites com ela. Assim, vai deixar de chamar os crushes para sair, vai desistir dos seus sonhos antes de começar e nunca vai pedir um aumento.

E, dessa forma, ela nunca vai ter equilíbrio emocional. Por outro lado, a cada dia que ela correr atrás das suas metas, ela vai se tornar 1% mais equilibrada. Mesmo que as emoções e sentimentos de não ser adequado surjam.

Falando assim parece um super poder, né? E não parou por aí: o equilíbrio emocional também ajuda a sua saúde. Afinal, quantas vezes você deixou de fazer uma coisa que era boa para a sua saúde por causa de uma emoção?

Por exemplo, deixou de ir na academia pois sentiu preguiça; comeu muito mais doces ou bebeu mais bebida alcoólica do que queria pois estava se sentindo triste ou desconfortável. Perceba as emoções, dê nome para elas, reconheça que elas estão tentando mandar em você e treine não dar a elas o que elas querem.

Outra coisa que pode ajudar é desenvolver a inteligência emocional, que se refere a um conjunto de habilidades.

Quais são as causas do desequilíbrio emocional?

Desequilíbrio emocional

O desequilíbrio emocional é só o que aparece na ausência de equilíbrio. Ou seja, quando agimos no automático, de forma impulsiva e obedecendo às emoções.

Sem verificar se naquele momento elas estão nos levando em direção à nossa vida plena, ou a uma vida sem propósito. Você precisa reavaliar a direção.

Como ter equilíbrio emocional no trabalho?

Quando você se desenvolve de verdade como pessoa, suas habilidades se expandem. Então, elas englobam as diferentes áreas da vida: família, amigos, trabalho, relação amorosa, projetos pessoais etc. Então, se você trabalhar o equilíbrio emocional em qualquer esfera, a tendência é o seu aprendizado generalizar para a vida como um todo, entendeu?

E é até melhor começar com áreas da vida que são mais fáceis para você, antes de enfrentar os maiores desafios. Se for no trabalho, reflita sobre que tipo de profissional você quer ser e, então, observe as suas atitudes. Pense, elas estão de acordo com os seus valores?

Se algumas não estiverem, fique atento a elas. Assim, identifique as situações que são gatilho para a sua impulsividade e respire com mais calma quando perceber esses desafios se aproximando. Talvez demore mais para tomar uma decisão ou dar uma resposta. Nesse sentido, faça as coisas um pouco mais devagar sempre que estiver emocionado!

E ainda existe um detalhe: se no trabalho você está tendo mais dificuldade em manter o equilíbrio emocional, atenção!

Talvez esteja na hora de verificar se você precisa de umas férias, mudar de cargo ou de local de trabalho. Ou, algo mais simples: ter uma conversa honesta sobre algo que esteja incomodando você. A auto-observação no dia-a-dia vai ser sua melhor amiga nesse processo! Afinal, equilíbrio emocional é uma das soft skills que costumam ser valiosas no mercado de trabalho.

O que fazer para adquirir equilíbrio emocional?

equilíbrio emocional

No processo de adquirir equilíbrio emocional, você pode optar por diversos caminhos. Alguns deles são:

1. Meditar

Se você já conhece algo sobre mindfulness ou atenção plena, talvez esse texto tenha lembrado você desse tipo de prática meditativa. Como o equilíbrio emocional começa com perceber a emoção, uma prática base é a meditação mindfulness. Essa é uma prática voltada para notar, sem julgar, o que está ocorrendo no momento presente.

2. Criar momentos prazerosos

Pensando na matemática, a gente vive mais emoções difíceis do que emoções prazerosas na vida. Isso ocorre pois, na sobrevivência, é mais útil o seu corpo avisar você de algo está errado do que relatar que está tudo bem.

Mesmo assim, a gente é capaz de sentir prazer com as mais diversas coisas; desde o prazer sensorial de uma roupa com textura macia, até o prazer intelectual de aprender uma informação nova.

Por isso, crie, com intenção, momentos no seu dia de apreciar o prazer e preste atenção quando estiver em um momento de satisfação.

3. Cultivar saúde física

Quando dormimos mal, estamos doentes ou ficamos com fome, as emoções mandam na gente com muito mais facilidade. Cuide do seu corpo e ele vai estar mais equilibrado! Hábitos saudáveis transformam a mente também, te deixando mais saudável por dentro e por fora.

4. Comprometer-se a agir antes de sentir vontade

Essa dica é para fechar o texto com chave de ouro! Aprenda que o fato de a raiva e a vergonha surgirem em você não significa que você precisa agir de forma impulsiva ou se esconder. Assim, você aprende também que quando o amor próprio e a motivação não surgem, você ainda consegue se cuidar e a ir na direção dos seus sonhos.

Não espere os sentimentos chegarem para agir como você sabe que deveria estar agindo. Faça uma lista: se eu já sentisse amor próprio, que atitudes eu teria? E comece fazendo as mais fáceis.

Se eu já estivesse sentindo motivação para essa tarefa, o que eu faria? Liste e comece a fazer.

Parece estranho e impossível? Ok, só tente. É necessário refletir sobre isso. Além disso, abandone essa ideia de que a emoção é determinante para a ação – a ciência já provou que não é assim!

A aceitação entra muito em jogo aqui: precisa de aceitação sobre o que não pode mudar, o que precisa ser feito. Pense no benefício a longo prazo de todas essas ações e desses hábitos!

Aprenda como alcançar o equilíbrio emocional com a Eurekka

sede presencial da Eurekka

A gente entende que é fácil dizer o que fazer para ter uma relação harmônica consigo mesmo e com os outros. No entanto, o mais difícil é colocar em prática. Por isso a gente faz tantos desafios ao longo do ano, para atingir diferentes metas.

Também, por isso, temos um time incrível de terapeutas para auxiliar você a planejar, nos mínimos detalhes, estratégias que funcionem para você.

Então, fique a vontade para marcar uma conversa inicial com um de nossos terapeutas, clicando aqui! Parabéns por ter procurado informação e ter chegado até aqui, nós estamos muito orgulhosos de você!

Curtiu o texto? Para acessar mais conteúdos gratuitos como esse sobre psicologia e saúde mental, clique na rede social que preferir: Instagram, Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.77

Eurekka Psicólogos

A Eurekka é uma Clínica de Psicologia especializada em terapia online que atende pacientes de todo o mundo. Os Psicólogos da equipe são treinados para aplicar a Terapia Cognitivo Comportamental de última geração nos mais diversos problemas: ansiedade, depressão, traumas, fobias, autoestima, disciplina, relacionamentos e muito mais.

One reply on “Equilíbrio emocional: o que é e como ter na sua vida?”

Já fiz as 14 aulas com vc. Foram fantásticas!!! Estava com crises de ansiedade! Antes de comecar a pandemia. Consultei também uma psiquiatra que me medicou e estou bem com o remédio. mas seu curso foi essencial para mim! Fazem 6 meses que não tenho mais crises!!! Sigo vcs também no Instagram. Tenho compartilhado muito suas postagens! Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *