Sinais de baixa autoestima: 5 alertas de que você precisa mudar

Henrique Souza

A baixa autoestima pode fazer você se sentir incapaz, triste e inseguro nos seus relacionamentos, além de afetar muitas outras áreas da sua vida. Porém, essa queda não aparece “do nada”, e hoje você vai descobrir 5 sinais de baixa autoestima para que você possa ficar atento aos seus primeiros sintomas.

E é importante que você conheça esses sinais para que, caso você perceba que eles estão surgindo, você possa começar a colocar em prática algumas técnicas para reforçar a sua autoestima e evitar que essa queda venha a te prejudicar.

Mas calma! Você não precisa fazer isso sozinho! Nesse texto nós vamos te explicar tudo sobre esses sinais de baixa autoestima e o que você deve fazer para recuperar sua confiança em si mesmo!

Vamos lá?

Quais são as causas da baixa autoestima?

A sua autoestima é a opinião que você tem de você mesmo, seja ela positiva ou negativa. Nessa lógica, baixa autoestima é quando você tem uma opinião muito negativa sobre você.

Ou seja, do mesmo jeito que você forma uma opinião negativa sobre outra pessoa a partir das atitudes dela, você também forma uma opinião negativa sobre você mesmo a partir das suas atitudes.

E é por isso que a maior causa de baixa autoestima são atitudes que não te fazem orgulhoso de si mesmo. Então, conforme você coloca, cada vez mais, no seu dia a dia, atitudes que te fazem sentir envergonhado de quem você é, mais baixa se torna sua autoestima.

Quais são as consequências da baixa autoestima?

Existem três principais consequências negativas quando se tem baixa autoestima e vamos entrar mais a fundo agora em cada uma delas:

1. Facilidade de desistir

Antes de tudo, pessoas com baixa autoestima têm uma tendência a desistir muito rápido de um projeto . Às vezes, a opinião negativa que uma pessoa tem sobre si mesma é tão tóxica, que ela desiste de um projeto antes mesmo de começar. E essa tendência à desistência pode fazer com que a pessoa se isole, cada vez mais, na própria zona de conforto.

2. Insegurança em relacionamentos

Uma pessoa com baixa autoestima se considera como alguém de baixo valor. É muito comum que a pessoa desenvolva o medo de ser abandonada pelo parceiro e, por consequência, um ciúmes muito grande.

E essa insegurança pode fazer com que o casal tenha mais brigas e que, no fim, o medo de perder a pessoa faça justamente com que a pessoa vá embora.

3. Dificuldade de se impor

Como uma pessoa com baixa autoestima, no geral, se considera fraca e vulnerável, é muito comum que ela tenha um medo enorme de ser firme e impor limites. Sendo assim, muitas vezes, ela congela e apenas aceita o que a outra pessoa impôs.

Sinais de baixa autoestima: 5 sintomas de alerta

Agora que você já entendeu como as consequências da baixa autoestima são graves, nós vamos explorar com você 5 sinais de baixa autoestima, que deixam claro que você pode ter um problema nesse sentido.

Esses sintomas podem aparecer juntos ou separados, então preste atenção em cada um deles!

1 – Desistir de algo antes mesmo de começar

Se você percebe que tem desistido de coisas na sua vida, especialmente de novos projetos, antes mesmo de tentar começar, fique atento. Observe quais pensamentos aparecem quando você sente vontade de desistir e se sua mente começa a criar histórias sobre como você é incompetente e incapaz.

Talvez, isso seja um indício de que a baixa autoestima está travando a sua vida.

2 – Falar mal de si mesmo constantemente

Muitas vezes, a opinião negativa sobre si, que a pessoa com baixa autoestima tem, não fica guardada só para ela mesma. Por isso, se você percebe que tem falado muito mal de si mesmo, em conversas com amigos ou com a sua família, preste bem atenção.

Quanto mais você repete esse discurso negativo, para você e para os outros, mais você acredita nele e mais forte ele fica. Esse tipo de sinal também pode aparecer em forma de piadas autodepreciativas!

3 – Evitar olhar para si mesmo em fotos ou no espelho

Um dos sinais mais comuns de quem tem baixa autoestima é não gostar da sua própria aparência, especialmente em mulheres. Isso porque, culturalmente, existe uma pressão maior para que a mulher cuide da sua aparência – e uma pressão maior de competição entre mulheres pela aparência.

Por isso, se você percebe que tem evitado qualquer contato com a sua aparência, seja no espelho ou em fotos, esse pode ser um sinal de baixa autoestima.

4 – Fugir de compromissos por medo de falhar

Nessas horas você fica perdido num turbilhão de pensamentos sobre a sua capacidade de enfrentar aquilo. Então, esse pode ser um dos sinais de baixa autoestima e de que você tem fugido mais da vida, do que participado dela.

Sendo assim, fique de olho na sua agenda!

5 – Ficar ofendido facilmente

Como a própria opinião negativa sobre si mesmo já deixa a pessoa que tem baixa autoestima em um estado frágil, ela fica muito mais sensível para os comentários dos outros também.

Por isso, muitas vezes, mesmo um comentário feito com uma intenção de brincadeira vai ser interpretado, por alguém com baixa autoestima, como uma ofensa.

Infelizmente, isso pode fazer com que a pessoa com baixa autoestima seja vista como alguém que não sabe brincar e como alguém que chora ou se ofende fácil.

O que fazer para melhorar a auto estima?

menina feliz sorrindo sem sinais de baixa autoestima
 

Ter a autoestima baixa é o resultado de atitudes repetidas que não te deixam orgulhoso de si mesmo.

A conclusão lógica é que melhorar a autoestima é aumentar, na sua vida, a quantidade de atitudes que te deixam orgulhoso de si mesmo. E essas atitudes podem começar bem pequenas.

Arrumar o seu quarto ou organizar o seu material de estudo, chamar um amigo pra sair, ler por 20 minutos etc. Todas essas são atividades que exigem pouco tempo e energia, mas que podem te fazer se sentir muito orgulho de si mesmo.

Na terapia comportamental da Eurekka, o foco inteiro do tratamento é aumentar a frequência dessas atitudes positivas na sua vida. Ainda assim, se você quiser começar essa mudança sozinho, sem terapia, o seu foco deve ser o mesmo.

Por isso, comece sua jornada para a alta autoestima se perguntando:

  • “Quais atitudes, hoje, me fazem orgulhoso de mim mesmo?”
  • “Quais atitudes, hoje, não me fazem orgulhoso de mim mesmo?”

A partir dessas respostas, você pode começar a traçar um plano para voltar a fortalecer a sua autoestima de forma efetiva. Porém, não se esqueça: se estiver difícil, buscar ajuda profissional pode ser o melhor caminho!

Por isso, caso você esteja cansado de se sentir inferior e infeliz e queira a ajuda de um psicólogo, a Eurekka tem a solução para você!

Para ajudar você a ter mais autoestima e melhorar a sua vida, a Eurekka oferece terapia com psicólogos humanizados e experientes que sabem o que fazer para ajudar você a ter mais autoestima e não viver mais cheio de inseguranças!

Então, clique no banner abaixo e marque já sua consulta!

banner terapia

Baixa autoestima é doença?

Não, baixa autoestima não é uma doença! Ainda que a baixa autoestima seja um sintoma comum de algumas doenças, como depressão e transtornos de ansiedade, não dá para dizer que baixa autoestima é uma doença.

Isso significa que não existe um diagnóstico oficial de baixa autoestima e nem um tratamento oficial de baixa autoestima – reconhecido nos manuais de medicina. Porém, mesmo que ela não seja uma doença, ainda é possível tratar a autoestima com as dicas que demos acima e também com a ajuda de um psicólogo no dia a dia!

Inclusive, se você quer mais dicas para melhorar sua autoestima, nós separamos esse material exclusivo e gratuito para você! E é só clicar aqui

Trate os sinais de baixa autoestima com a Eurekka

sede da Eurekka

Mais do que repetir frases positivas para você no espelho e afirmações poderosas, a gente acredita no poder da ação para melhorar sua vida.

E, mesmo que não seja uma doença, não quer dizer que a baixa autoestima não possa te prejudicar. Por isso, queremos te ajudar a garantir que a sua autoestima seja bem cuidada e trabalhada para que você possa viver uma vida plena, feliz e com sentido!

Então, se você quer experimentar a terapia da Eurekka e descobrir como ela pode transformar sua vida é só clicar aqui e marcar a sua conversa inicial!

E para mais conteúdos gratuitos, como esse, é só nos seguir nas nossas redes sociais: Instagram, Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.11

Henrique Souza

Henrique é psicólogo pela UFRGS, atuando na clínica com a Abordagem Analítico-Comportamental, apaixonado por criatividade e comunicação e co-fundador da Eurekka, a startup de Psicologia que se tornou a maior rede de psicoterapia do Brasil. Além de fazer mais de 3000 sessões por mês, a Eurekka também oferece telemedicina, um clube de assinatura, franquia para Psicólogos e outros produtos

10 replies on “Sinais de baixa autoestima: 5 alertas de que você precisa mudar”

A maioria desses sintomas eu tenho sim. E sim, um dos maiores problemas que desencadeou a minha baixa autoestima é a rejeição e abandono na infância, além dos preconceitos sofridos.

Ei, Lívia! Sentimos muito que você tenha passado por essas situações tão difíceis. Realmente pode ser difícil lidar com as consequências dessas casos. Mas que tal você começar por micropassos? Comece com pequenas atitudes diárias que te façam bem. Pense no que você gosta e pode fazer por si mesma para melhorar sua autoestima. Pode ser começar a dar mais atenção para sua saúde, encontrar um hobby, fazer um exercício físico que te agrade e muito mais! Pense no que atrapalha você a se ver de maneira positiva e encontre ações práticas para mudar isso. E se você sente dificuldade em mudar isso sozinha, procurar ajuda especializada é o melhor caminho! Se tem interesse em receber apoio clique aqui no link: http://eurekka.me/terapia?utm_source=blog&utm_medium=cta-final&utm_campaign=sinais-de-baixa-autoestima/ e marque uma conversa com um de nossos terapeutas, você será muito bem vinda!

Gabi – da Equipe Eurekka

boa tarde. Descobri que tenho baixa auto estima ha pouco tempo embora os sintomas eu venha sentindo ha anos. Mas minha baixa auto estima vem das inumeras rejeiçoes na infancia e ao longo da vida. Nao consigo manter amizades e nas relaçoes amorosas sou chutada. Entao , nao tenho como aumentar meu valor interior se as pessoas enxergam o que sou: Nada.

Se torna um sobre-esforco para conseguir dar conta de suas atividades cotidianas e por isso as coisas vao ficando para outra hora, e tudo vai ficando para depois, o que deixa a pessoa ainda mais desanimada.   Outro sinal de alerta da depressao e aquela vozinha negativa sobre voce mesmo, de se sentir menos importante, de se sentir incapaz e inutil.

Oii bom meu nome éh Sofia tenho 12 anos…Eu me magou mt facíl..e quando me olho no espelho me acho feia..e sempre quero q algm fale coisas boas de mim…sla pra eu me sentir mehor….e acho q td mundo nn liga pra mim …..

Olá, Sofia! Estes são sinais de baixa autoestima e recomendamos que você procure terapia, tá bem?
Vai te ajudar a entender mais sobre você mesma e te ajudar a aceitar sua beleza própria e única!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.