Redes sociais e comparação: Você já se sentiu insuficiente?

Cindy Lauper S. de Freitas

O modo como se decide usar as redes sociais afeta a vida de uma pessoa. Você sente que nunca é suficiente? Isso pode ser porque redes sociais e comparação estão mais conectadas do que você imagina!

Estar online a todo momento e lugar pode gerar distorções na forma como você se enxerga e facilitar comparações e sentimentos ansiosos e depressivos.

Neste texto vou  explicar a relação entre redes sociais e comparação com a sua saúde mental, além de dar dicas práticas de como usar as redes sociais a seu favor. Afinal, é vital estar feliz no online, mas também se sentir satisfeito na realidade offline.

Então vamos lá! Continue lendo o texto para tirar suas dúvidas e já começar a consumir conteúdos que agreguem valor na sua vida.  

Influências das redes sociais e comparação na saúde mental

O Brasil é o segundo país mais conectado do mundo. Em média, se usa 20% do dia online. Então, é vital refletir sobre a influência da rede social na saúde mental.

A rede gera impactos positivos, como, por exemplo, nos mantém informados, facilita os relacionamentos com mensagens rápidas e acesso ao conhecimento. Interessante, não é?

Ademais, pode influenciar de forma negativa. O tempo gasto na internet se relaciona com a saúde mental, sendo comum se associar com o aparecimento de transtornos alimentares, depressão e até mesmo suicídio.

Perigos do uso excessivo de redes sociais e comparação

Você sabia que há perigos no uso excessivo de redes sociais? O que pode trazer menos felicidade e maiores chances de adoecimento. A necessidade de estar online a qualquer momento e lugar causa distanciamento da vida real e, com isso, insatisfação pessoal, solidão e carência.

O facebook, twitter e outras redes possuem capacidade de viciar maior do que o álcool e tabaco e isto se chama dependência, a qual pode prejudicar o indivíduo na sua rotina.

Entre as causas mais comuns de dependência das redes sociais temos a baixa autoestima, ansiedade, depressão ou hiperatividade e, inclusive, a falta de afeto. Vamos falar mais sobre isso?

Ansiedade

Ansiedade é estar tenso ou muito preocupado com situações que parecem difíceis ou ameaçadoras. Em geral, ansiosos têm dificuldades para se envolver e focar nas atividades.

Com isso, é comum procurar distração e alívio no uso excessivo de redes sociais. Mas, com o tempo, isso só aumenta a ansiedade, o que pode causar sentimentos de inadequação ou medo de ser esquecido e ficar desatualizado.

Se sentir apreensivo por seu blogueiro(a) favorito não ter postado nada até a metade do dia ou conferir de minuto a minuto se sua mensagem foi respondida, por exemplo, são sinais de que as redes sociais provocam  ansiedade e, mais,  desconectam você do mundo real.

Estudos afirmam que os brasileiros desbloqueiam o celular, em média, 78 vezes ao dia, recebendo inúmeros estímulos em um curto intervalo de tempo. Isso nos tira do tédio, mas, quanto tempo e saúde perdemos tentando dar conta de tantas informações?

E, caso você sinta que sua saúde mental está prejudicada, buscar ajuda profissional é muito importante! Para isso você pode marcar uma sessão de terapia com a Eurekka clicando na imagem abaixo.

banner terapia

Depressão

Você sabia que é normal se sentir triste? Ainda que intensa, a tristeza é passageira e, no geral, tem motivos específicos para aparecer.

Diferente da depressão que pode não ter motivos óbvios e ainda se aproveita dos momentos de vulnerabilidade para aumentar o estresse, esgotamento e falta de sentido.

Com isso, o uso das redes sociais se associa à depressão na medida em que nos dá uma falsa impressão de felicidade.

A produção de conteúdos sempre atraentes, exposição a padrões de beleza e sucesso irreais nos afasta dos que estão perto de nós. Com isso, causa prejuízos no avanço de habilidades sociais.

Então, é importante fazer uso de forma a não gerar prejuízos em sua saúde mental. Só assim para ter uma interação online e offline satisfatórias.

Baixa autoestima

redes sociais e autoestima

Com as redes sociais se fica mais exposto. Damos likes nos momentos felizes de amigos, no corpo malhado que buscamos, na casa nova do vizinho e naquela viagem dos sonhos. Também gastamos horas para postar conteúdo que mostre como estamos realizados.

Mas, será mesmo? Sem perceber, nos comparamos de forma injusta com a vida dos feeds. Começamos a acreditar que não somos bons o suficiente, que ninguém gosta da gente e que tudo dá errado em nossas vidas.

Logo, essa necessidade de busca por “mais” nos rouba daquilo que já somos e, com isso, deixamos de explorar nossos pontos fortes, beleza e possibilidades reais.

Então, é preciso repensar o que se consome para perceber que felicidade é ser livre para ser, não “apesar de”, mas com todas as imperfeições.

Dicas para evitar se comparar muito nas redes sociais

Como foi comentado antes, as redes sociais podem nos influenciar de forma positiva e negativa. E, também, afetar a nossa autoestima e favorecer alguns transtornos, tais como a ansiedade e a depressão.

Então, agora que já sabemos as influências dela na saúde mental, vamos aprender de forma prática a como evitar a se comparar muito nas redes sociais. Continue lendo o texto!

Siga pessoas “reais”

Por vezes, a vida que buscamos é reflexo do que consumimos nas redes sociais. Mas somos diferentes uns dos outros, logo, nos compararmos é injusto e cruel.

Por isso, opte por conteúdo que mostre a beleza plural, para além do físico. Se aproxime de quem valoriza quem você é e não o que tem para postar. Isto é decidir por uma vida saudável, que vai além da necessidade de se encaixar na comunidade virtual.

Afinal, não somos super-heróis! Ou seja, nós caímos, machucamos, temos medo e, por vezes, falta dinheiro. Então, busque conteúdos de pessoas reais que sentem, choram e sorriem tanto quanto você.

Acompanhe páginas que agregam valor

Redes sociais e comparação

Opte por consumir conteúdos que o ajudem com as suas necessidades do dia a dia, capazes de gerar prazer e sensação de missão cumprida. E, mais, que te fazem amadurecer e se tornar indispensável naquela reunião de amigos.

Ou seja, aproveite as redes sociais para aprender habilidades, construir sua carreira e adquirir mais conhecimento. Isto é, acompanhe páginas que agregam valor e façam compreender quais os potenciais e melhorias que você pode construir hoje a partir da sua realidade.

 Você sabia que tem podcasts que falam de saúde, moda ou educação? Aplicativos que ensinam outros idiomas, a tocar instrumentos e até cozinhar. A própria página da Eurekka ajuda a desenvolver inteligência emocional. Interessante, não é mesmo? As possibilidades são inúmeras!

Defina um tempo limite por dia

As redes sociais têm uma diversidade incrível de conteúdos mas nada que supere a vida real. Por isso, defina um tempo limite por dia para descobrir o mundo offline.

Para isso, organize a sua rotina e pense em atividades para se  ocupar com o tempo que gastaria estando online. Este é um bom momento para terminar a leitura de um livro, assistir a um filme de que gosta e até mesmo parar de adiar atividades do trabalho e estudos.

Logo, você vai perceber que tem mais tempo para reparar em si e, portanto, se sentir mais satisfeito com seu corpo, imperfeições e possibilidades futuras.

Encarar a vida de forma saudável pode ser um antídoto contra a ansiedade, depressão e baixa autoestima. Que tal tentar ainda hoje?

Não acredite em tudo que vê

Basta encontrar o ângulo certo para se compartilhar o lado bonito da vida. Então, é sempre bom desconfiar e entender que a rede social é apenas uma parte do todo que nos cerca.

Mas, o nosso corpo, habilidades e sonhos são reais, sendo possível  desenvolvê-los hoje para alcançar os resultados desejados. Afinal, mais importante do que ter o que postar é ser alguém capaz de se acolher com seus próprios desafios e potenciais.

Então, é útil lembrar que o vital é aquilo que veste a alma! Quer um exemplo?  Largue o celular e se olhe no espelho.

Melhorando seu uso de redes sociais com a Eurekka

sede extra

Se você vem tendo dificuldade de lidar com o uso das redes sociais e acredita que precisa de ajuda, a terapia pode ser um ótimo caminho, e aqui na Eurekka temos psicólogos capacitados para te ajudar a lidar de uma forma saudável com as redes sociais e comparação.

Confira aqui como marcar a sua primeira sessão, e para ver todos os posts gratuitos da Eurekka é só acessar nosso blog, clicando nesse link. Além disso, aproveite e veja também todos os nossos conteúdos no nosso aplicativo e em nossas redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Cindy Lauper S. de Freitas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *