Disforia sensível à rejeição: o que é e qual a relação com o TDAH

Equipe Eurekka

Você se sente sempre inseguro, com sentimentos negativos e tem dificuldades nas relações sociais? Então pode ser que você tenha disforia sensível à rejeição.

Essa condição traz muitas dores emocionais, estresse e uma busca constante por aprovação. Por isso, é necessário entender o que é o problema e quais os sintomas, para que, assim, você possa procurar ajuda se necessário. 

Então, descubra tudo isso aqui e saiba como procurar ajuda!

Boa leitura!

O que é disforia sensível à rejeição?

A disforia sensível à rejeição é uma condição em que a pessoa sente muita dor emocional por causa do medo extremo da rejeição. Seja a rejeição possível ou apenas imaginária.

Ou seja, a pessoa se sente sempre ansiosa em relações sociais por causa do medo de ser rejeitada e desvalorizada.

mulher com disforia sensível à rejeição sentada na frente do computador se sentindo mal

Sinais de disforia sensível à rejeição

Confira abaixo alguns sintomas muito comuns na disforia sensível à rejeiçãoEstá sempre buscando aprovação

Pelo medo da rejeição, a pessoa está sempre querendo a aprovação de todos. Assim, acaba deixando sua opinião e personalidade de lado para assumir opiniões e modos de agir que acredita ser mais compatíveis com as pessoas ao redor. 

Sente muita vergonha 

Outra característica comum é ser muito tímido, uma vez que tem medo de falar ou fazer algo que faça com que seja rejeitado pelo outro. 

Muita irritabilidade

A busca pela aprovação contínua, o medo e a vergonha pesam muito o emocional. Assim, a pessoa se encontra constantemente irritada, pois acaba sentindo a mente sempre cheia e cansada.

Alto nível de ansiedade

As relações sociais são sempre motivo de ansiedade, além do medo da solidão e da rejeição. Assim, a pessoa se preocupa em excesso com situações futuras que não oferecem um problema tão grande quanto ela pensa que oferece. 

Por exemplo, ficar ansioso ao mandar mensagem para um amigo e, quando ele demora para responder, a pessoa sente um medo extremo de ter falado algo errado, de o amigo estar com raiva, chateado ou não querer mais a amizade.

Tristeza e sensação de desespero

A hipersensibilidade faz com que a pessoa com disforia se sinta triste com frequência, de forma que ela tem dificuldade de regular suas emoções e se sente muito afetada quando uma situação sai do seu controle.

Assim, também é normal que ela sinta desespero em certas situações comuns do dia a dia, já que até pequenas situações geram tristeza e ansiedade.

Medo de ser rejeitado

Esse medo aparece de várias formas, seja na relação com os amigos, colegas de faculdade ou em relações amorosas.

E o medo é tão grande que a pessoa faz de tudo para ficar na sua e não discordar do outro.

Além disso, qualquer possível indício de rejeição, mesmo que nem seja real, faz com que a pessoa entre em grande sofrimento emocional. Ela fica triste, ansiosa e sente um desespero muito grande.

Evita o contato social

A ansiedade em relação ao que o outro pensa dela, faz com que a pessoa se sinta tão ansiosa que ela prefere evitar o contato social. E isso pode até acontecer como modo de se proteger de uma possível rejeição.

Pode aparecer como uma estratégia de defesa, pensando que, se ela não se aproximar demais, ela não vai correr o risco de ser rejeitada. 

Caso você tenha se identificado em muitos pontos, conversar com alguém experiente no assunto é a melhor opção! Clique no banner abaixo e saiba como marcar uma Conversa Inicial online com um dos psicólogos da Eurekka!

banner terapia

TDAH e disforia sensível à rejeição

Pessoas com TDAH são suscetíveis à disforia sensível à rejeição. Claro, não são todas as pessoas com o Déficit de Atenção com Hiperatividade que vão sofrer com a disforia, mas se pode ver que existe uma disposição um pouco maior neste grupo.

Isso porque quem tem TDAH tem dificuldade em gerenciar algumas habilidades executivas, como a flexibilidade cognitiva e o autocontrole.

Dessa forma, pode ser difícil para essas pessoas relativizar certas situações, se distanciar para pensar melhor e quebrar uma linha de pensamento.

sede da Eurekka

Como lidar com a disforia sensível à rejeição?

Viver com disforia não é nada fácil, afinal se sentir tenso o tempo todo, triste, ansioso e com medo é muito ruim para a saúde mental e física.

Por isso, é preciso tratar esse problema para que você consiga ser mais feliz, leve e disposto. 

E o primeiro passo para que isso aconteça, é pedir ajuda a um profissional da saúde mental, pois o psicólogo já está preparado para lidar com esse tipo de situação e sabe como intervir de modo correto.

Então, não espere que a situação fique pior para começar a cuidar de si, existe sim uma solução e tudo o que você precisa fazer é caminhar até ela.

E se você quer um psicólogo da Eurekka para cuidar de você, nós estamos com vagas abertas na terapia! Nossos profissionais experientes e humanizados estão prontos para atender você, ouvir e propor soluções para que você consiga lidar melhor com as dores emocionais.

E, para isso, basta clicar aqui e marcar sua Conversa Inicial! Estamos esperando por você!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.2

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.