Conheça 7 filmes que tratam o luto na adolescência

Equipe Eurekka

O cineasta italiano Federico Fellini dizia que “o cinema é um modo divino de contar a vida”. Assim, nas telas dos filmes, podemos ver situações das mais felizes às mais desagradáveis, mas todas muito humanas. E uma das possibilidades é falar sobre filmes que tratam o luto na adolescência

O luto é um momento de desestruturação, que gera vários sofrimentos. Todas as pessoas passam por algum luto, seja por perder alguém ou algo importante, seja pelo fim de um ciclo. Ou seja, é passar por uma mudança e sofrer pela falta do passado. E essa experiência pode ser avassaladora.

Neste texto, você vai entender melhor o que é o luto, como ele costuma ser na adolescência, e vai descobrir alguns filmes que falam sobre esse assunto. Afinal, a arte imita a vida, a vida imita a arte; e a sétima arte, o cinema, não é exceção. Vem com a gente!

O luto na adolescência

Os seres humanos são seres sociais. Portanto, precisamos estar em contato uns com os outros, para sobreviver e para ter qualidade de vida. E claro, com isso temos muitas alegrias, mas também estamos sujeitos a coisas difíceis, como a perda. E diante da perda de algo que importa, passamos pelo luto.

O luto é uma crise, é o sentimento que vem da ausência permanente de algo ou alguém. A partir disso, passamos pelo luto para tentar elaborar essa perda. É uma sensação de dor e ao mesmo tempo de vazio que nos desorienta, desorganiza e nos dá a impressão de que nunca vai melhorar.

Cada pessoa vive o próprio luto, dependendo da história de vida, das formas de lidar, de como perdeu e do momento dela. Apesar disso, podemos ligar algumas características a certos padrões. Então, dá pra falar de algo como luto na adolescência, levando em conta aspectos dessa faixa etária.

Toda energia do jovem está voltada para a construção dele mesmo e do mundo. Assim, uma perda pode abalar toda a sua estrutura, causando um vazio existencial. Além disso, o adolescente nem sempre sabe expressar bem o luto que sente, ou processar o que houve. Logo, filmes podem ser uma catarse.

7 filmes que tratam o luto na adolescência

Lidar com a morte e o luto é sempre difícil. E isso é ainda mais real para adolescentes, ainda se desenvolvendo e com hormônios à flor da pele. Sendo assim, há vários filmes que tratam o luto na adolescência e podem ser ótimas formas de entender e aprender a lidar com essa dor.

As vantagens de ser invisível

Depois do suicídio do melhor amigo, o tímido e deprimido Charlie tenta seguir em frente, e se adaptar melhor ao colégio. Ele faz amizade com os veteranos Patrick e Sam e, enfrentando seus problemas e tristezas, passa, de fato, a se envolver com a vida, ao invés de se esconder dela.

Além do luto pelo melhor amigo, Charlie não consegue processar a morte da tia, e se sente culpado por ambas. Por isso, não consegue expressar o que sente, tanto sobre seu luto, quanto no geral. Apenas quando é ouvido e acolhido, começa a trabalhar suas dores e se sentir melhor.

a culpa é das estrelas é um dos filmes que tratam o luto na adolescência

A culpa é das estrelas

Hazel Grace é uma adolescente com câncer terminal, que está resignada com a morte. Até que conhece Gus Waters, um jovem de 17 anos, com câncer em remissão, e descobre em si um novo desejo de viver o tempo que lhe resta. Mas, a doença encontra formas de entrar nesse amor.

O luto, na obra, aparece de 2 formas: uma, desde o começo, vem da perda de Hazel de sua vida normal, do que seria comum para uma jovem com saúde. A outra vem com a morte de Gus, devido a uma metástase súbita. Apesar da dor, o amor que eles tiveram fez tudo valer a pena para ambos. 

Um amor para recordar 

Após ser pego causando problemas na escola, o rebelde e insensato Lance é obrigado a se envolver em atividades extracurriculares. Assim, ele conhece e se apaixona por Jamie, uma jovem religiosa e gentil. Contudo, o amor deles é encurtado pela leucemia e morte dela.

Jamie vive um luto antes que sua morte ocorra, e tenta aproveitar o resto da sua vida com boas ações. Ela sempre quis ver um milagre, e ele ocorre na forma de Lance. Afinal, mesmo atravessando o luto pela morte de Jamie, Lance se torna uma pessoa melhor, graças à influência da garota.

Operação Big Hero

Um menino prodígio da robótica, Hiro Hamada está afundado em seu luto após a perda do irmão, que o convencera a entrar para a faculdade. Mas, ao descobrir um vilão na cidade, Hiro se junta aos amigos do irmão, e a última criação deste, o robô Baymax, para tentar detê-lo.

A morte do irmão de Hiro teve tanto impacto que ele evita tudo que se relacione ao irmão. Apenas quando acha um propósito e consegue se unir a outras pessoas, começa a elaborar a perda. Assim, mesmo quando acha o culpado pela morte, Hiro não se vinga, e se esforça para seguir a vida.

banner terapia saúde mental com a eurekka

Ponte para Terabítia

O filme conta a história de dois vizinhos, Leslie e Jesse que, depois de algumas implicâncias na escola, se tornam grandes amigos. Juntos, criam um reino de fantasia do outro lado do rio, Terabítia. Mas quando a menina tenta ir sozinha ao “reino”, acaba falecendo, o que abala a todos.

No começo, Jesse não consegue lidar com a perda da amiga. Não aceita, fica explosivo, e, acima de tudo, se culpa por não estar com Leslie no dia. Mas, ao receber o apoio da família, e visitar suas boas memórias, percebe que o que se destaca não é a morte, e sim a amizade e o carinho que tinham. 

por lugares incríveis é um dos filmes que tratam o luto na adolescência
Netflix | Divulgação

Por lugares incríveis

Violet é uma jovem que não consegue superar a morte da irmã, o que a limita de várias formas. Até que conhece o problemático Finch, que mostra que não apenas ela pode, mas também que ela quer viver. Mas o próprio Finch, com muitas questões e sem apoio, acaba não se salvando.

Como diz o subtítulo, “A história da menina que aprendeu a viver com o menino que queria morrer”. Violet, ajudada por Finch, se torna capaz de ressignificar suas perdas. Assim, mesmo arrasada pela morte dele, a garota leva tanto o rapaz quanto a irmã consigo, e pode ser feliz de novo. 

E se eu ficar

A jovem Mia tem dúvidas sobre faculdade, namoro e outras questões, como qualquer adolescente. Um dia, toda a sua família se envolve num acidente, no qual ela é a única que não morre. Em coma, seu espírito vaga pelo hospital, e ela percebe que a decisão de viver ou morrer cabe a ela.

Nesse filme, podemos ver bem o luto de Mia, quando tem notícias sobre a morte da família. Nos momentos de maior desespero e solidão, com a dor da perda dos pais e irmão, cogita desistir da vida. Porém, graças às outras pessoas que a amam, vê que ainda há motivos para ficar e viver.

sede da Eurekka

Receba ajuda da Eurekka para passar pelo luto

Como vimos nos filmes que tratam o luto na adolescência, pode ser muito difícil atravessar um luto. E isso é verdade tanto para jovens quanto para pessoas de qualquer faixa etária. Porém, ninguém precisa passar por isso sozinho. Afinal, esse é um momento em que ter ajuda psicológica faz a diferença.

Na Eurekka, nós temos um time de psicólogos experientes e humanizados que podem te ajudar com suas perdas. Aqui, você pode contar com a sensibilidade de profissionais excelentes e acolhedores para ajudar você a lidar com o seu luto e alcançar uma vida mais feliz e realizada. 

E para entrar em contato conosco é muito fácil! Clique aqui e marque uma conversa inicial com um dos nossos profissionais. Não sofra sozinho! Pode contar com a Terapia Eurekka, que faz questão de estar com você em qualquer situação da sua vida. 

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.