Paranoia: Descubra se sua desconfiança está indo longe demais

Equipe Eurekka

Você não confia mais nos amigos? Acha que os colegas de trabalho cochicham sobre você? Sente que pessoas ameaçam seu bem-estar? Hoje você vai descobrir se sua desconfiança faz sentido, ou se ela está ligada à paranoia.

Desconfiar de pessoas é normal, mas só enquanto isso não afeta de forma negativa sua maturidade, crescimento pessoal, bom senso, trabalho, estudos ou relações importantes. Se sua suspeita causa prejuízo em uma ou mais dessas áreas, você pode estar vivendo uma paranoia. 

Então, hoje você vai aprender o que é, como identificar, lidar e tratar casos de paranoia. Boa leitura!

O que é paranoia?

Paranoia é o conjunto de sensações e comportamentos frequentes de desconfiança, preocupação, injustiça, suspeita ou perseguição, com relação a outra pessoa ou pessoas, mas sem que de fato tenham provas ou dados concretos que justifiquem tais sensações.

É como se você acreditasse apenas nas suas desconfianças e não levasse em conta as reais intenções da outra pessoa. Então, uma expressão facial diferente que a outra pessoa tenha feito já é o suficiente para você tirar conclusões. Qual seria o correto? Que você verificasse o que está acontecendo ou até mesmo confiasse na outra pessoa.

Agora que você já sabe com mais detalhes o que é paranoia, vamos ver o que faz uma pessoa ser paranoica.

menino assustado por causa da paranoia

O que é uma pessoa paranoica?

Uma pessoa paranoica é uma pessoa que constantemente se sente perseguida, ameaçada, desprezada, ou desvalorizada. E por conta disso, ela desconfia de outras pessoas, inclusive de amigos, e tem certeza das conclusões improváveis sobre ela ser o alvo da fofoca, difamação ou ameaça.

E isso pode acontecer em qualquer lugar ou situação. Por exemplo: achar que está sendo perseguida na rua por alguém, quando não há nenhum indício disso.

A desconfiança excessiva também acontece em relação a objetos. Com frequência, a pessoa paranoica acha que alguém está querendo esconder coisas. Então, ela passa a ser mais vigilante e observadora.

E a seguir vamos ver com mais detalhes como tudo isso se manifesta.

Sintomas de paranoia

Os sintomas estão ligados a dificuldades nas relações com outras pessoas. Então, a pessoa paranoica rejeita dicas ou críticas, sente que seus amigos ou conhecidos mentem o tempo todo, racionaliza e se convence das suas suspeitas até os mínimos detalhes. Então, o resultado disso é evitar convívio social.

Além disso, quem sofre com a paranoia se ofende com qualquer coisa, tem certeza de que estão planejando ataques, processos ou conflitos contra ela, e não consegue focar no presente.

Mas afinal, qual a causa disso tudo?

Por que as pessoas têm paranoia? Possíveis causas

Veja, não existe uma única causa. Então, as causas que podem levar à paranoia estão ligadas a questões genéticas, neurológicas, psicológicas e até à falta de sono! E cada causa afeta ou está ligada a outra causa. Você vai entender isso lendo cada fator. 

Transtornos psicológicos

A paranoia pode aparecer como consequência ou sintoma de transtornos psicológicos. E é importante lembrar que todo transtorno psicológico depende de intensidade, frequência e sintomas específicos

Então, os três transtornos psicológicos que podem causar paranoia são o Transtorno de Personalidade Paranoide, Transtorno Delirante e Esquizofrenia Paranoide. 

No Transtorno de Personalidade Paranoide, existe uma constante interpretação não justificada de que outras pessoas sempre querem causar mal. 

E no Transtorno Delirante, não há uma crença na realidade concreta, porque a pessoa se convence dos seus delírios, mesmo que eles não tenham ligação nenhuma com a realidade. 

Já na Esquizofrenia Paranoide, os sintomas são mais graves, pois envolvem alucinações e/ou fantasias. Por exemplo, entidades perseguidoras e publicações das ameaças.

Privação do sono

A privação do sono pode ser um gatilho para a paranóia, pois, o sono saudável em quantidade e qualidade ajuda na preservação da memória, capacidade de raciocínio e cognição. Agora, pense o que acontece se estas três habilidades básicas faltam. 

Você não só fica mais propício a ter delírios e alucinações, mas também tem certeza que seus amigos ou conhecidos buscam causar mal a você. Sendo que, na verdade, eles continuam os mesmos e a paranoia impede que você enxergue o quãolegais eles são.

E já que mencionamos a memória, vamos ver como o Alzheimer pode estar relacionado.

Alzheimer

O Alzheimer prejudica o hipocampo, região responsável pela preservação da memória, e assim pode levar à uma demência que causa suspeita ilógica. Então, você deixa de confiar em parentes, acompanhantes ou amigos, sente que os vizinhos vigiam você e evita sair de casa para não ser sequestrado.

Estresse

Assim como na privação do sono, o constante estresse também prejudica as capacidades cognitivas e lógicas. E o gatilho para o estresse pode estar ligado a qualquer situação que envolve emoções intensas, sendo esta situação positiva ou negativa.

O que queremos dizer com isso? Que o estresse pode surgir em situações ruins como perda de entes queridos, ou sobrecarga nos estudos ou no trabalho, mas também pode aparecer a partir de momentos de grande alegria ou euforia como, por exemplo, aniversário, casamento, ou festa de formatura. Então, fique atento!

Agora que você tem todas essas informações em mente, fica muito mais fácil ter uma boa noção sobre paranoia, não é mesmo? Então, se você se identificou com os sintomas e quer buscar ajuda, clique no banner aqui embaixo e saiba como marcar uma conversa inicial com um de nossos terapeutas!

banner terapia saúde mental com a eurekka

Qual a diferença entre paranoia e precaução?

A diferença entre a paranóia e a precaução é que, na precaução, você se preocupa com perigos reais como furto, assalto, assédio e acidente de carro, e com isso, você fica mais cuidadoso e vigilante, porém, somente nos lugares onde o perigo pode acontecer, o que é normal e compreensível.

Então, você não vai ficar a maioria do tempo preocupado com possíveis perigos, nem vai deixar de sair de casa por conta disso e, fora dos locais de perigo, você vai se sentir seguro. 

Porém, na paranoia, você evita sair de casa a qualquer custo, para não ser exposto ao perigo, fica vigilante até em locais onde é impossível que o perigo ocorra, e assim você acaba criando sua própria cadeia ao se blindar demais.

Mas calma, isso tem solução. Veja quais são os possíveis tipos de tratamento para paranoia

Tipos de Tratamento para Paranoia

Existem alguns tipos de tratamento para Paranoia, que envolvem medicação e psicoterapia. E a combinação dos dois é muito importante. E agora você vai saber por quê.

A terapia ajuda você a se comunicar melhor com as pessoas e permite a você melhorar sua confiança nos outros. Além disso, na terapia, você aprende a ter um olhar realista das situações, e a lidar de uma forma mais saudável com a ansiedade da perseguição, ou com a má impressão, ao controlar melhor as emoções.

Assim, sua autoestima melhora e você começa a entender o que realmente está no seu controle e o que não está. 

Já o tratamento psiquiátrico, ajuda a aliviar e diminuir a frequência e intensidade dos sintomas de preocupação e hipervigilância.  

sede da Eurekka

A Eurekka ajuda você a cuidar da sua mente.

Viver os sintomas de paranoia é muito sofrido e cansativo, já que o tempo todo você se sente em constante perigo físico ou emocional, não importa onde esteja.

E controlar os outros é impossível, mas isso não significa que você precisa ficar submisso aos seus impulsos e emoções negativas. Por isso, cuidar da sua mente é primordial para você ter as ferramentas certas para combater a sensação de desprezo, suspeita e ameaça.

E como essas sensações são constantes, suas habilidades sociais  e emocionais também precisam ser constantes. Mas isso só é possível com a ajuda de profissionais que possam ampliar suas possibilidades de combate.

Por isso, na Eurekka, você pode contar com a ajuda de psicólogos e psiquiatras que oferecem para você as ferramentas certas para superar suas limitações pessoais, sociais e emocionais.

Não espere o momento certo para ter a vida que você merece. Traga esse momento para agora, e assim a vida que você merece vai acontecer. Clique aqui para agendar a sua consulta com um de nossos terapeutas e assim dar o passo para a mudança! 

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Leave a Reply

Your email address will not be published.