História da psicologia: como surgiu e evoluiu com o tempo

Cindy Lauper S. de Freitas

A história da psicologia se fez com diferentes tipos de teorias, pensadores, experimentos e formas de promover saúde mental. E é por isso que hoje essa ciência conta com várias áreas de atuação e intervenções.

Assim, é importante que você saiba sobre essas diversas faces da psicologia, tanto para entender qual tipo de intervenção funciona mais para você e, se você é psicólogo, com qual vertente você deseja trabalhar!

E neste texto nós vamos te contar toda a história dessa ciência, como ela surgiu e evoluiu com o tempo. Além disso, você vai descobrir detalhes sobre alguns dos tipos de abordagem que existem para realizar os atendimentos.

Então, continue lendo este texto e aprenda tudo sobre o assunto!

O que é Psicologia?

É muito comum a gente crer que há uma única psicologia, que explique tudo e todos. Mas, não é bem assim! Afinal, os humanos são plurais. Desse modo, a Psicologia é uma ciência com diferentes tipos de métodos e chances de atuação.

Segundo a American Psychological Association (APA), a psicologia é responsável pelo estudo da mente e comportamento. Esse estudo engloba todos os aspectos da experiência humana e seus processos cognitivos.

Ou seja, ela estuda e analisa as relações intra e interpessoais, do nível neural ao nível cultural, a fim de entender melhor sobre a conduta humana individual e em grupo.

E, de acordo com o Conselho Federal de Psicologia (1992), o psicólogo(a) pode atuar na educação, saúde, trabalho, lazer, esportes, segurança, justiça, comunidades e comunicação, de modo a promover o respeito à dignidade e integridade do ser humano.

Além de contribuir, também, para a produção do saber científico.

Como a Psicologia surgiu?

A história da psicologia se inicia junto da filosofia. Mas, apesar de os filósofos confiarem na observação e lógica, tais métodos não eram suficientes para estudar e tirar conclusões sobre a mente e o modo de agir do ser humano.

Assim, foram os estudos do fisiologista alemão Wilhelm Wundt, em meados do século XIX, que possibilitaram a abertura do Laboratório de Psicologia Experimental, na Universidade Alemã de Leipzig, em 1879. E é esse evento que inaugura o início oficial da psicologia como uma disciplina científica separada e distinta.

Assim, a partir desse marco na história da psicologia, se iniciam os esforços para delimitar essa ciência. Ou seja, quais áreas seriam estudadas, o que cabe à psicologia entender e quais questões do ser humano podem ser resolvidas por meio dessa ciência.

Nos dias de hoje os métodos de estudo usados por Wundt são vistos como não confiáveis, pois agora se sabe mais sobre essa área do que naquela época. Mas, de toda forma, seu trabalho ajudou para que a psicologia crescesse enquanto ciência e profissão.

 Qual foi o primeiro experimento Psicológico?

O fisiologista russo Iván Petóvish Pavlov desenvolveu os primeiro estudos sobre reflexo condicionado e aprendizado, sendo inspirado pelo teste de Thorndike chamado “caixa do problema”. E esses estudos de Pavlov possibilitaram o primeiro experimento da história da psicologia, o qual foi feito pelo psicólogo americano Jhon B. Watson.

Esse experimento ficou conhecido como “Pequeno Albert” e tinha como objetivo analisar e mostrar como medos específicos poderiam ser aprendidos.

E ele foi feito assim: Albert, um garoto de 11 meses, tinha medo de barulhos altos, mas não sentia medo de pequenos animais. Porém, após ser exposto a um rato seguido de um barulho alto, Albert começou a chorar apenas ao ver o animal, mesmo sem o som.

E, logo depois, ele passou a generalizar sua resposta. Ou seja, se mostrava assustado ao ver um coelho, cachorro etc.

Assim, esse experimento permitiu a Watson provar que o comportamento poderia ser moldado através da inserção ou retirada de estímulos. Mas, vale ressaltar que essa análise gerou uma série de polêmicas por usar um bebê para provar a sua teoria.

Além disso, nos dias de hoje, tal tipo de experimento não é mais aceito. Uma vez que hoje existe um código de ética e conduta que deve ser seguido, não permitindo, assim, que experiências como essa sejam feitas.

história da psicologia

Qual a história da Psicologia?

Após o primeiro instituto de Psicologia em 1879, criado por Wundt, houve um grande empenho em validar os métodos científicos para entender melhor a experiência humana.

Com isso, qualquer ideia sem provas e experimentos acabava em descrédito.

E esse cenário influenciou na criação de várias escolas de pensamento, de modo que surgiram várias ideias diferentes que marcaram a história da psicologia. Por isso, é comum ouvir dizer que há psicologias, uma vez que essa ciência é plural.

E agora vamos falar um pouco de algumas dessas vertentes que surgiram. Sendo que cada uma delas tem suas ideias exclusivas e pontos de vista diferentes! Mas todas buscavam encontrar soluções para problemas do ser humano, além de entender melhor a mente e o modo de agir das pessoas.

Behaviorismo

Essa vertente está muito ligada com aquele experimento que falamos acima, lembra? Sobre o Pequeno Albert e como o medo pode ser induzido pelo experiência.

O Behaviorismo crê que a Psicologia deveria focar apenas em fenômenos observáveis e mensuráveis. Logo, os processos mentais não eram levados em conta nessa análise.

Com isso, é possível afirmar que o behaviorismo é uma teoria que se baseia na ideia de que os modos de agir podem ser adquiridos através do condicionamento em interação com o ambiente. Ou seja, os behavioristas acreditavam que o modo como o ser humano se comporta é resultado da experiência.

Em meados do século XX, os psicólogos questionaram essa abordagem. Mas, sua influência ainda é notória na atual psicologia, sendo ainda parte fundamental da terapia cognitivo-comportamental.

Gestalt

Essa abordagem da psicologia busca ajudar as pessoas a se concentrarem no aqui e no agora. De modo a tornar consciente os padrões de atitudes ruins que atrapalham a pessoa a viver bem. Desse modo, as emoções e experiências são ressignificadas em tempo real com o psicólogo.

Outro ponto importante nessa vertente é a ideia de que o todo é maior que a soma de suas partes. Ou seja, o ser humano é maior que a soma das partes que o forma. De modo a enfatizar a percepção que temos em relação ao nosso mundo e experiências.

Logo, a Gestalt focaliza na pessoa e no modo singular de seu trajeto, tendo o psicólogo como um facilitador para a conscientização pessoal.

A Gestalt-terapia foi introduzida na década de 1940 como sendo uma alternativa à psicanálise mais tradicional, tendo ações efetivas para a construção de relações colaborativas, autocuidado e crescimento pessoal.

Psicanálise

Quem nunca ouviu aquela famosa frase “Freud explica”? Ainda hoje é muito comum as pessoas terem curiosidade sobre a psicanálise. E, como as outras abordagens apresentadas acima, essa é um tipo de terapia preocupada em explicar como funciona a subjetividade humana e, logo, auxiliar no tratamento de transtornos mentais.

Criada por Sigmund Freud no final do século 19, a psicanálise visa interpretar fenômenos inconscientes através da fala. Ou seja, por meio da palavra se busca a origem dos sintomas mentais, emocionais e do comportamento.

Ainda hoje a psicanálise é considerada uma teoria complexa, capaz de desafiar as concepções mais simplistas do sujeito, por isso ela foi um marco na história da psicologia.

Além disso, ela não é uma abordagem diretiva, mas um processo analítico que pode gastar anos, revisitando o passado para identificar como o mesmo influencia no momento presente.

Humanismo

Essa teoria se consolidou por volta dos anos de 1960 e sofreu grande influência dos estudos de Abraham Maslow. Sendo que ele ficou muito conhecido por seu trabalho a respeito das necessidades do ser humano. Hoje, a Pirâmide de Maslow é muito usada para explicar a motivação humana.

E a psicologia humanista busca entender o fenômeno, a partir das circunstâncias e potencialidades de cada ser humano.

Ela parte do princípio de que o homem é responsável por sua escolhas, tem controle sobre sua história e é um ser capaz de se autorealizar e se desenvolver. Com ênfase no estudo da capacidade do sujeito para dar sentido e propósito à sua própria existência.

E, em um primeiro momento, ela se mostrou contrária ao behaviorismo e à psicanálise. Pois, enquanto essas duas últimas focavam no modo de agir e pensamentos do ser humano, a psicologia humanista propôs análisar as motivações do ser humano, como o que gera felicidade e o que o homem poderia fazer para alcançar isso.

Psicologia Cognitiva

A psicologia cognitiva estuda o processo de assimilação de ideias e das fontes de informação através de cognições, tais como: linguagem, percepção, tomada de decisões, imaginção, resolução de problemas etc. Sendo que, para isso, liga a informação emocional com o modo como o indivíduo se comporta.

E essa linha teórica se difere das outras, uma vez que adota o método científico positivista como sendo válido para as investigações. Também, defende a existência de estados internos como, por exemplo, os desejos, crenças, motivações etc.

Um dos principais nomes da psicologia cognitiva é Jean Piaget, que criou uma teoria sobre como a mente do ser humano se desenvolve. Hoje, uma das principais correntes dessa abordagem é o enfoque voltado para o processamento de informações.

Além disso, existem outras áreas que se relacionam com esse estudo, tais como: inteligência humana e artificial, construção de conceitos, percepção visual e auditiva, memória e outros.

fundadores da psicoterapia da Eurekka

Psicologia com a Eurekka

Você sabia que a Eurekka é a maior clínica de psicoterapia do Brasil?

Além da terapia, nós temos uma equipe de produção de conteúdo voltado para o bem-estar físico e emocional.

Assim, a Eurekka disponibiliza cursos, textos, livros e todo o tipo de material sobre psicologia e saúde mental!

E o que faz tudo isso acontecer é o desejo e a missão de levar saúde emocional para todos, tanto no mundo virtual, quanto no físico. Quer conhecer mais sobre? Então vem com a gente!

Conteúdos gratuitos

Por aqui, a gente acredita que o conhecimento bom é aquele que se torna acessível, útil e que você possa aplicar no dia a dia. E para isso, nós temos o Blog Eurekka! Que é onde postamos conteúdos sobre as dúvidas mais frequentes dos nossos seguidores e clientes.

E esses conteúdos falam sobre as mais diferentes áreas, como a medicina, nutrição, psicologia, etc. Afinal, saúde mental é também estar em dia com seu corpo, hábitos alimentares e rotina.

Além do blog Eurekka, temos nossa página do Instagram que já ajudou muitas pessoas. Por lá, postamos dicas práticas para ajudar você no seu dia a dia e até respondemos perguntas!

Então, se você quer conhecer esse material, nos siga em @eurekka.me.

Academia Eurekka

Imagina um serviço de streaming, como a Netflix, mas com conteúdos feitos pelos psicólogos mais qualificados? Não seria incrível receber dicas dos terapeutas sobre assuntos que te impedem de viver bem?

E se eu te disesse que tudo isso é possível na Academia Eurekka? Ao assinar esse plano, você vai entrar em um grupo exclusivo e terá acesso a aulas ao vivo, com direito a perguntas e tudo o mais! Além disso, essas aulas ficam gravadas para você consultar quantas vezes quiser!

Legal não é mesmo?! Então clique aqui e saiba mais!

Terapia com a Eurekka

Aqui na Eurekka, acreditamos que, com pequenos passos, você é capaz de se entender melhor e mudar seus hábitos no dia a dia. Desse modo, nossos psicólogos ajudam os pacientes a notarem quais atitudes são ruins e como tratá-las.

Funciona assim: você marca uma conversa incial com um dos terapeutas, fala sobre sua vida, o que te incomoda e o que mais você se sentir à vontade para falar! E, depois disso, esse psicólogo vai análisar o que tem atrapalhado você a viver bem e irá direcionar você para o terapeuta adequado!

Então, se você deseja fazer terapia e receber essa ajuda, basta clicar aqui e marcar sua conversa inicial!

sede da Eurekka

Saiba mais sobre Psicologia no Clube do Livro Eurekka

Se você gostou de conhecer a história da psicologia e quer saber mais sobre essa ciência, ou melhor ainda, quer saber como a psicologia pode ajudar você no dia a dia, então nós temos uma chamada especial para você!

A Eurekka criou um Clube do Livro exclusivo para você que quer viver melhor e ao mesmo tempo receber brindes incríveis! Quem participa com a gente, recebe todo mês, na sua casa:

  • Livro feito pelos próprios fundadores da Eurekka;
  • 1 livreto;
  • 1 marca página;
  • 2 cards com técnicas para ajudar você no dia a dia;
  • 1 checklist;
  • 6 adesivos únicos!

Bem legal, não é?! Se você ficou interessado e quer saber mais sobre o Clube do Livro, basta clicar aqui embaixo e escolher o melhor plano para você!

E para mais conteúdos gratuitos, nos siga nas nossas redes sociais: Instagram, Youtube e Facebook.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 3

Cindy Lauper S. de Freitas

One reply on “História da psicologia: como surgiu e evoluiu com o tempo”

Leave a Reply

Your email address will not be published.