Doenças ocupacionais: o que são, tipos e o que diz a lei

Equipe Eurekka

Você já ouviu falar em doenças ligadas ao exercício repetitivo e específico da profissão? Essas doenças são chamadas de doenças ocupacionais. E, muitas vezes, nem o colaborador nem o gestor têm clareza de como elas surgem e como prevenir.

O mais grave é que essas doenças prejudicam a produtividade e, com muita frequência, afastam o colaborador da sua função. Por isso, é vital saber, além de prevenir, quais são os deveres do empregador e os direitos do trabalhador quando uma doença ocupacional surgir.

Neste texto, a gente vai esclarecer tudo isso e trazer dicas de ouro que vão ajudar muito a proteger o colaborador e a empresa. Além de garantir felicidade e dias produtivos no ambiente de trabalho.

Confira!

O que são doenças ocupacionais?

Doenças ocupacionais são aquelas que surgem por movimentos repetitivos ou por questões específicas de uma determinada profissão

Você fica exposto à luz das telas o dia todo, então pode ter problemas na visão, por exemplo. Ou você trabalha o tempo todo com algum tipo de poeira e isso pode causar doenças de pele.

Então, sempre que a doença surgir pelo tipo de trabalho que a pessoa exerce, se classifica como doença ocupacional. Certo?

pessoa trabalhando no computador pode estar sujeita a doenças ocupacionais

Diferença entre doença ocupacional e doença do trabalho

As doenças ocupacionais estão ligadas à atividade que a pessoa exerce. Então, se ela trabalha de pé o tempo todo, digita 8 horas por dia ou faz movimentos repetitivos, ela está sujeita a desenvolver uma doença ocupacional.

Já a doença do trabalho, está ligada ao ambiente em que a pessoa faz a sua atividade. Um exemplo é o câncer que pode acometer aqueles que trabalham em minas de níquel. Ou trabalhadores que exercem suas funções em locais radioativos.

Principais tipos de doenças ocupacionais

A Eurekka trouxe algumas doenças para informar melhor você e ajudar a notar sintomas. Assim, você pode buscar o médico e também informar o seu gestor do que está ocorrendo.

LER (Lesão por Esforço Repetitivo)

Ocorre por causa de movimentos repetitivos e contínuos. Essa lesão pode ocorrer em setores de trabalho bem diferentes: dirigir caminhão, fazer crochê, digitar, tocar piano e muito mais.

Então, se você estiver com os braços e mãos, em especial os dedos, desconfortáveis, sentir que estão formigando, dificuldade para movimentar e fadiga muscular, é hora de buscar ajuda.

Asma ocupacional

É comum surgir em trabalhadores que atuam em ambientes com muita poeira. O setor madeireiro e de borracha são exemplos de ambientes que podem levar o colaborador a ter asma ocupacional.

Dermatose ocupacional

Está mais presente em setores que mexem com graxas e óleos. Assim, os trabalhadores passam a notar que a pele e a mucosa mudam.

Nesse caso, é bom lembrar que os problemas de pele podem estar ligados ao manuseio dos produtos ou à exposição no ambiente. Então, fique atento, pois pode ser que você não trabalhe de modo direto com o produto, mas ele esteja ali, no local de trabalho.

Surdez temporária ou definitiva

Este tipo de surdez pode ocorrer com pessoas que operam máquinas como a britadeira, por exemplo. Afinal, essas pessoas ficam muito tempo expostas a sons altos e o aparelho auditivo fica bastante prejudicado.

Outra profissão bastante afetada pela perda auditiva é o atendente de telemarketing. E a curiosidade é que o trabalhador pode não perceber que está perdendo a audição. Por isso, são vitais as medidas de prevenção, ainda mais que a maioria das perdas auditivas são irreversíveis.

Antracose pulmonar

É uma doença mais grave que a asma ocupacional, porque se caracteriza por uma lesão no pulmão e, com o tempo, se propaga para o resto das vias respiratórias.

A poeira e o carvão são substâncias que causam esse tipo de lesão. No caso do carvão, o que adoece o trabalhador é a fumaça. Por isso, trabalhadores que se expõem a essas condições de trabalho devem redobrar os cuidados.

DORT – Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho

Esses distúrbios tem como sinal as tendinites que, na maioria dos casos, ocorre no ombro, cotovelo e punho. Também se caracteriza pelas lombalgias, que são as dores na lombar e pelas mialgias, ou seja, são as dores musculares em várias partes do corpo.

O DORT também é causado por esforço repetitivo. Nesse caso, o trabalhador, na medida do possível, deve se prevenir com intervalos de descanso, atividades físicas próprias para o caso e o uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual).

Problemas na visão

Se você trabalha com telas, fica exposto a algum tipo de luz por muitas horas ou faz alguma atividade que exige muito dos seus olhos, fique atento a sintomas como:

  • Dor nos olhos;
  • Vista embaçada;
  • Dores de cabeça;
  • Queimadura;
  • Irritação;
  • Inflamação.

Se você se identificar com esses sinais, pode ser que a sua atividade profissional esteja afetando a sua visão. Então, é hora de fazer algumas mudanças, entre elas, procurar um especialista.

homem cansado com doença ocupacional

Doenças psicossociais

Ter um emprego, ganhar um salário, cumprir a carga horária normal e mais algumas horas extras pode não ser um quadro feliz para o colaborador.

Ainda mais quando há uma grande preocupação com as contas no fim do mês, estresse no trabalho e outros problemas pessoais e/ou no trabalho.

Dessa forma, depressão, ansiedade e, em especial, a síndrome de burnout são doenças que surgem com muita frequência nos mais variados setores das empresas, nos últimos tempos.

Essas doenças não escolhem atividade profissional nem classe social. Ou seja, estão em toda a parte. 

Surgem por causa de ambientes tóxicos, de pouca valorização, exigentes demais, cheios de fofocas, com pouco feedback e péssima comunicação. 

Aos gestores, é vital lembrar que colaboradores com a saúde mental frágil não produzem bem e guardam péssimas memórias da empresa. Assim, ambos saem perdendo: o trabalhador e a empresa.

Portanto, investir em psicologia empresarial é muito necessário. Além de ser um caminho sem volta depois que se notam os primeiros resultados. 

Como as doenças ocupacionais afetam a empresa?

Ter um quadro de funcionários doentes, que se afastam toda hora para tratar alguma doença ou que não são tão produtivos, gera custos desnecessários e insatisfação com a empresa.

Sem falar no absenteísmo, quepor atrasos ou saídas antecipadas e até mesmo pela falta por algumas horas ao trabalho. 

O funcionário sente dor, está ansioso, não tem vontade de ir ao trabalho. Em algumas estações como o inverno, tem dificuldades respiratórias, e por aí vai. Tudo isso pode levar ao absenteísmo. Diminuinido, de forma signficativa o lucro.

Saiba mais: saúde mental no trabalho.

Como prevenir doenças ocupacionais?

A prevenção são atitudes conjuntas entre gestores e colaboradores. Ou seja, cada um tem que fazer a sua parte.

Esses cuidados vão desde atitudes simples como fazer atividades físicas, tomar água, cuidar da alimentação, até usar os EPIs (Equipamentos de Segurança Individual), informar ao gestor o que está sentindo e fazer cursos de prevenção.

O gestor, em especial, deve olhar o trabalhador como um aliado que precisa estar forte para colaborar e crescer. Além disso, deve promover ações que fazem bem para a saúde mental e física de todos na empresa, como:incentivar a terapia, criar um grupo para praticar esportes, coletar feedbacks semanais e outros!

E dentre todas essas possíveis ações, destacam-se duas! Sobre as quais falaremos a seguir.

Assistência médica para empresas

Diante da certeza de que um colaborador saudável rende mais e o clima na empresa fica melhor, o gestor deve oferecer aos funcionários consultas médicas.

Isso é importante, porque as doenças ocupacionais não surgem de uma hora para a outra. Então, se o colaborador for acompanhado por um especialista, é certo que muitas delas serão controladas ou até mesmo evitadas.

Além disso, é importante oferecer aos trabalhadores algum plano médico. É comprovado que fornecer o plano médico deixa o funcionário mais tranquilo. Afinal, ele sabe que pode fazer consultas e exames com mais facilidade caso precise.

Assistência psicológica para empresas

A saúde mental dos colaboradores é primordial. Por isso, os gestores têm que olhar para esse aspecto com carinho e saber que cuidar disso é um investimento na vida, na produtividade e na qualidade das pessoas. 

Afinal, se as pessoas estão satisfeitas, a saúde da empresa também está equilibrada. E para ajudar você a alcançar isso, a Eurekka tem um plano de saúde mental completo para atender sua empresa e melhorar a produtividade dos seus colaboradores. Confira!

banner felicidade no trabalho eurekka

Direitos do trabalhador: o que diz a lei?

É importante informar que acidentes de trabalho e doenças ocupacionais estão descritos na Lei 8.213/91, no art. 20. Portanto, o trabalhador que sofre de alguma doença ocupacional tem alguns direitos como despesas médicas, auxílio-doença acidentário, estabilidade provisória, danos morais e outros. 

A Constituição Federal garante ao trabalhador indenização por doença ocupacional. Para conseguir isso, o trabalhador deve provar que a doença foi adquirida no trabalho pelos mais diferentes motivos mostrados neste texto.

Não perca mais funcionários por doenças ocupacionais

As pesquisas mais sérias sobre saúde mental já consolidaram a ideia de que uma empresa saudável é aquela que investe na saúde mental dos seus colaboradores.

Quadros de estresse, ansiedade, depressão e burnout são cada vez mais frequentes em todos os setores de uma organização. Ou seja, a saúde mental não escolhe classe social nem função profissional, estão todos no mesmo barco.

Se você, gestor, não olhar pra isso, sua empresa adoece, porque seus colaboradores não conseguem render, não estão felizes, não querem estar lá. 

A gente sabe que, na maioria das vezes, o gestor não tem culpa, porque não possui o feeling pra detectar o que está acontecendo. E também porque não sabe o que fazer diante de uma equipe estressada e improdutiva.

Por isso, procure ajuda. Invista na saúde mental dos seus colaboradores.

sede da Eurekka

Consultoria em saúde mental e medicina com a Eurekka

Agora que você já sabe que as doenças ocupacionais acontecem com frequência, mas podem ser evitadas, a gente quer te contar que a Eurekka pode ser uma grande parceira na prevenção dessas doenças.

Para alavancar a saúde mental da sua empresa, evitar funcionário doentes e aumentar a produtividade, nós temos um Programa Completo de Saúde Mental para Empresas. A gente garante que em pouco tempo, você, gestor, já colhe os resultados desse investimento. 

Já são mais de 15.000 pessoas com a saúde mental protegida pelo programa da Eurekka. Então, se você quer ser uma das empresas que não precisa mais se preocupar com o bem-estar e produtividade da empresa, entre já em contato conosco!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.