Como lidar com o câncer? Perguntas e tratamentos alternativos

José França Rezende Neto

Milhões de novos casos de câncer aparecem todos os anos, em todo o mundo. É uma doença que causa muitas mortes. É triste, mas muitas pessoas ainda não sabem bem como lidar com o câncer, até mesmo as que lutam contra a doença.

Além disso, há fatores que influenciam as chances de se desenvolver um câncer. Contudo, ele pode atingir qualquer pessoa. O caminho, desde o diagnóstico até o desfecho, é delicado. Por isso, é muito melhor saber o que é o câncer e como lidar com ele. Veja o texto que preparamos pra você!

como lidar com o câncer que surgiu

Como surge o câncer

O câncer não é uma doença específica. Ou seja, são várias doenças que têm como causa um mesmo processo.

Este processo é o crescimento anormal de uma ou várias células do próprio corpo, o que pode gerar um tumor. Essas células, então, sofrem metástase e invadem outros locais do organismo, e assim o câncer se inicia.

O câncer é, portanto, o que ocorre quando células anormais invadem outros lugares do corpo.

Por exemplo:

  • Uma célula da próstata pode começar a crescer e se reproduzir sem controle.
  • Se nada contiver essa célula, ela irá formar um conjunto de células anormais, ou seja, um tumor.
  • As células desse tumor, então, podem sofrer metástase e se espalhar dali para outros locais, como a bexiga.
  • Esse paciente pode, por fim, ter problemas de urina, por conta de um câncer de próstata.

O mesmo vale para o câncer de mama, o câncer de pele, o câncer de colo do útero, e todos os outros tipos de câncer. Vale lembrar que apenas tumores malignos se espalham.

Como lidar com o câncer

Lidar com o câncer não é só fazer terapias com remédios ou cirurgias. É, também, preparar a mente para uma luta difícil e imprevisível. Portanto, uma pessoa com câncer deve estar preparada para momentos ruins e, ao mesmo tempo, momentos de esperança para notícias boas.

O câncer é uma doença que nos coloca diante da morte. Por isso, coloca à prova todos os nossos pontos fracos. Além disso, muitos valores que serviam de base para a nossa vida caem por terra.

Portanto, é vital conhecer alguns aspectos da vida de uma pessoa com câncer. Esta vida terá várias nuances, como, por exemplo, os seus direitos.

Direitos de um paciente com câncer

O paciente com câncer tem direitos garantidos pela Constituição Federal. Alguns deles são:

  • Direito de sacar o FGTS, para portadores sintomáticos de câncer;
  • Direito ao auxílio-doença;
  • Isenção do imposto de renda;
  • Isenção de alguns impostos referentes a veículos automotivos;
  • Direito à prioridade em processos de cunho jurídico ou administrativo, para agilizar a conclusão deles;

Como alguns cânceres podem ser severos, o paciente pode se tornar inválido. Nesses casos, é possível se aposentar por invalidez e obter o amparo assistencial.

Apesar desses auxílios, muitas pessoas ficam com problemas além dos financeiros. Isso ocorre até depois da cura, pois há várias mudanças na vida de um indivíduo não só durante, mas após o câncer.

teste depressão sintomas

O que muda depois do câncer

Como qualquer doença, o câncer pode deixar sequelas, tanto físicas quanto psicológicas. Portanto, entender isso pode ser útil para se preparar ou para ajudar alguém a se recuperar e a se manter firme.

O câncer gera mudanças grandes na vida da pessoa. Ademais, algumas tarefas de casa ou do trabalho podem passar a ser feitas por outras pessoas. Além disso, o contato com uma equipe de saúde e as consultas médicas continuam frequentes.

Então, após o fim do tratamento do câncer, é difícil voltar a exercer as mesmas tarefas de antes. Além disso, o contato com a equipe de saúde passa a ser menos frequente e o tempo ocioso é maior.

Isso pode gerar ansiedade, e muita preocupação com a volta ou a recorrência do câncer. 

O câncer afeta a vida sexual do paciente?

O câncer pode afetar a vida sexual de alguém por causa dos tratamentos e seus efeitos colaterais. Além disso, também pode ser por causa da autoestima do paciente ou por outras formas.

Muitas pessoas dizem que o câncer reduziu sua vontade de ter relações sexuais. Contudo, outras dizem que o contrário aconteceu: o câncer aumentou a libido.

A forma como uma neoplasia maligna afeta a vida sexual de uma pessoa depende de muitas coisas, entre elas:

  • O estado civil do paciente;
  • Quão grave é o câncer;
  • Os efeitos colaterais do tratamento;
  • A autoestima do paciente.

Vale notar que, muitas vezes, um câncer ajuda a unir um casal, mas em outras vezes, gera medos e distanciamento.

paciente com câncer

É possível prevenir o câncer?

Um câncer pode atingir qualquer pessoa, desde a mais saudável até a menos saudável. Porém, alguns hábitos de vida reduzem as chances de gerar a doença.

Entre os hábitos de vida que se recomenda na prevenção aos vários tipos de neoplasias, pode-se destacar:

Detectar uma neoplasia mais cedo é tão importante quanto prevenir que ela surja. Ao detectar um câncer de forma precoce, o paciente tem mais chances de sucesso ao tratar.

No entanto, muitas pessoas não detectam a doença até que surjam os primeiros sintomas, e, às vezes, em um estágio avançado.

Veja algumas formas de detectar um câncer o quanto antes:

  • Fazer exames de rotina sempre (exame de sangue, exame das mamas, exame colorretal, exame de próstata, entre outros);
  • Ficar de olho em qualquer sintoma que você não sabe de onde veio (por exemplo, uma dor de cabeça que surge de repente, ou uma perda de peso inesperada);
  • Ir ao médico sempre;
  • Olhar a pele e as mucosas (a boca, exemplo) e procurar mudanças, como manchas ou verrugas.
meditação para ansiedade

Tratamentos alternativos

O tratamento tradicional contra o câncer, no geral, não é só um, mas uma junção de dois ou mais tratamentos. Entre eles, a cirurgia, a quimioterapia, o transplante de medula, entre outros. Além disso há tratamentos alternativos que podem complementar os tradicionais.

Muitos métodos podem gerar efeitos colaterais que reduzem a qualidade de vida do paciente. Nesse sentido, usa-se a medicina alternativa para amenizar esses efeitos, como a acupuntura, que atua na redução de náuseas que a quimioterapia gera.

No entanto, a medicina alternativa, nesses casos, não deve ser usada como tratamento principal, e há casos com contraindicações para seu uso. Por isso, sempre fale com o seu médico.

Além de conhecer os tratamentos alternativos, é preciso saber sobre alguns cuidados especiais para o paciente oncológico.

Cuidados paliativos

Os cuidados paliativos são várias medidas usadas para deixar a vida da pessoa o mais confortável e ativa possível, quando ela sofre com uma doença progressiva ou sem cura.

Esses cuidados visam ajudar a conviver com a doença, e até a aceitar a morte de uma forma digna, saudável e natural.

Alguns pacientes com câncer devem receber cuidados paliativos, como:

  • O uso de analgésicos que não tirem a consciência do paciente;
  • A fisioterapia, para ajudar a manter uma vida ativa;
  • A psicoterapia e a espiritualidade;
  • A conversa com familiares, amigos, cônjuge e outros parentes ou conhecidos.
fazer exames é um jeito de como lidar com o câncer

Vigilância ativa

Muitos casos de câncer podem precisar de tratamentos invasivos e de risco, como a cirurgia. Prever se um paciente vai precisar de um tratamento como este é difícil, mas não é impossível. Portanto, a vigilância ativa é vital.

A vigilância ativa é monitorar um paciente com uma doença. O médico pode fazer isso com exames laboratoriais e clínicos de rotina.

Uma pessoa com câncer pode não precisar fazer uma cirurgia arriscada de imediato. Ao invés disso, pode ter um médico sempre de olho para ver uma futura necessidade de cirurgia.

É possível dizer, portanto, que a vigilância ativa evita ou atrasa a necessidade de tratamentos de risco. Caso o paciente precise de uma cirurgia depois, os exames vão mostrar. Por isso, monitorar de forma ativa pode deixar uma pessoa com câncer mais calma.

Apoio psicológico

Para tratar neoplasias, deve-se ter uma equipe multidisciplinar. Ou seja, deve ter várias especialidades da saúde no processo. Entre elas, está a especialidade da psicologia, pois o câncer traz medo, ansiedade, quebra da rotina e um possível contato com a morte.

A medicina sabe que o apoio psicológico é vital para tratar alguém com neoplasia, e também no apoio à família dessa pessoa. O SUS (Sistema Único de Saúde) garante esse apoio aos pacientes oncológicos. Muitos hospitais particulares também têm esse apoio junto ao tratamento.

Terapia integrativa

A terapia integrativa usa várias formas de terapia ao mesmo tempo. No entanto, essas terapias não usam remédios ou são invasivas. Veja alguns exemplos de práticas da terapia integrativa:

Muitas práticas de terapia integrativa também incluem dietas alternativas. Essas práticas devem ser usadas com cuidado, e de maneira complementar. Alguns tratamentos e tipos de câncer podem não combinar com certas práticas.

como lidar com o câncer na infância

Estilo de vida

Lidar com o câncer exige mudanças na vida pessoal do doente. Essas mudanças impactam no estilo de vida da pessoa, também. Por isso, muitos hábitos devem sumir, e outros devem começar a fazer parte do dia a dia.

Uma neoplasia de intestino, por exemplo, pode exigir que uma pessoa deixe de comer vários tipos de alimentos. Outro caso é o câncer de pulmão, que requer que a pessoa deixe de fumar. O tratamento para vários cânceres precisa de mudanças no estilo de vida, seja com atividades físicas, comida, hobbies, ou outros hábitos.

Como ajudar uma pessoa com câncer

Ajudar alguém com câncer exige saber sobre a luta contra o câncer, pois há muitos problemas que surgem com a neoplasia. Portanto, entender esses problemas é vital para que o apoio se dê da melhor forma possível.

As coisas que um amigo, familiar ou pessoa próxima pode fazer por alguém com câncer são várias:

Se você conhece alguém com câncer, ou está na luta contra um, ou já lidou com isso antes, é vital entender que cada vida com a doença vai ser de um jeito diferente, e, portanto, não há uma fórmula para “como lidar com o câncer”.

amizade capacidade de amar

O seu papel para saber como lidar com o câncer é sempre entender como é a vida da pessoa com quem você lida, ter calma e paciência e, acima de tudo, respeitar as vontades e limites desta pessoa.

Por fim, você também pode ver nossos conteúdos gratuitos sobre saúde: é só baixar o app da Eurekka ou então nos seguir nas redes sociais:  Instagram Facebook e YouTube.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4

José França Rezende Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *