Os Cinco Sentidos: quais são e para que servem 

Equipe Eurekka

Os cinco sentidos são a forma do nosso corpo conhecer o mundo em que vivemos. Através deles é que conseguimos saber se está quente ou frio, se há algum vazamento de gás ou se aquele leite da geladeira ainda está bom. 

Assim, quem recebe as informações do ambiente são os órgãos do sentido. E esses órgãos são especiais, pois têm receptores específicos para esses dados. Além disso, eles traduzem essa informação em impulsos nervosos que o cérebro irá interpretar. 

Nesse texto, você vai aprender um pouco mais sobre quais são os cinco sentidos, qual a sua importância na nossa vida, na aprendizagem, se existe um sexto sentido e muito mais!

Quais são os cinco sentidos?

Os cinco sentidos do corpo humano são visão, audição, olfato, paladar e tato. Através deles, captamos imagens, sons, cheiros, gostos e toques. Ou seja, com todas essas informações, conseguimos conhecer o mundo ao nosso redor. E abaixo, vamos falar um pouco mais sobre cada um deles: 

Visão 

A visão é o sentido responsável pela percepção de imagens. O órgão do corpo humano responsável por esse sentido é o olho. Através de receptores de luz presentes nele, captamos a luz emitida pelos objetos.

E só após essa luz ser traduzida para o cérebro é que conseguimos enxergar uma imagem. No entanto, esse processo acontece bem rápido, por isso não percebemos todo esse caminho.

Audição 

A audição é o sentido responsável por perceber sons. O órgão que capta os sons é o ouvido. Além disso, esses sons são resultado da interpretação pelo cérebro das ondas sonoras emitidas ao nosso redor. 

E uma curiosidade: você sabia que os cachorros escutam sons que nós, humanos, não conseguimos ouvir? Isso se deve à capacidade dos cachorros de escutarem uma frequência de onda diferente da nossa.

Olfato 

O órgão do olfato é o nariz. Através dele, conseguimos sentir os cheiros do ambiente. Isso é possível pois o nariz tem receptores sensíveis a partículas que estão no ar. 

Paladar 

O paladar é o sentido dos sabores. Quem percebe o gosto dos alimentos são as papilas gustativas. Essas estruturas estão distribuídas na língua. Além disso, conforme sua localização, diferentes sabores são percebidos: doce, salgado, azedo, amargo e umami.

Tato 

Sentir toques, vibrações, dor e mudanças na temperatura são todas funções do tato. Cada função dessas é sentida por diferentes receptores presentes na pele. Ao contrário dos receptores dos outros órgãos, os da pele têm nomes específicos, como Pacini, Ruffini e Merkel.

Para que servem? 

Os cinco sentidos têm a função de captar estímulos do ambiente. Isso serve, em especial, para que nós consigamos entender o mundo em que vivemos.

Através da união das informações captadas por cada um dos sentidos, conseguimos ter uma melhor compreensão do que está acontecendo ao nosso redor. Por consequência, conseguimos tomar decisões mais informadas sobre como agir no ambiente em que estamos. 

os cinco sentidos

Porque os cinco sentidos são importantes para nossa vida

Os cinco sentidos são muito importantes para nossa vida, pois nos permitem conhecer o mundo. Além disso, eles nos ajudam a ficar alerta e tomar decisões rápidas para nossa proteção e integridade. Ou seja, eles têm uma função de sobrevivência.

Através das informações captadas pelos sentidos, vamos saber como conseguir abrigo e alimentos. Dessa forma, informações que chegam pelos sentidos, somadas às nossas experiências passadas, possibilitam que nós façamos as decisões que favorecem nossa existência.

Assim, conseguimos saber que encostar em algo quente pode nos machucar (tato), que o leite está estragado pelo seu cheiro e gosto esquisito (olfato e paladar), que não podemos atravessar uma rua porque está passando carro (visão e audição), entre outras várias situações que o sentidos nos ajudam.

E as pessoas com deficiência sensorial?

Nesse ponto do texto, você provavelmente já entendeu como os cinco sentidos são importantes para nossa vida. Mas, talvez esteja se perguntando: e quem não enxerga ou não ouve? Como as pessoas com deficiência sensorial sabem o que acontece ao seu redor?

Bom, há um conceito muito importante que é a plasticidade cerebral. Esse conceito define que o nosso cérebro é maleável, se adaptando conforme a demanda e estímulos dados a ele.

Dessa forma, quando a pessoa é privada de algum sentido (como numa cegueira), o cérebro pode desenvolver mais as áreas dos outros sentidos.

Assim, a audição dessa pessoa fica mais aguçada e o seu tato mais sensível. Ou seja, o cérebro tenta compensar a falta dessas informações visuais. 

Outro aspecto importante é a atenção. A atenção de quem tem uma deficiência sensorial se voltará mais facilmente aos outros estímulos sensoriais. No caso de alguém cego, é provável que ele se atente de forma mais rápida a cheiros e sons do que quem tem a visão preservada. 

A importância dos cinco sentidos na aprendizagem

Os cinco sentidos são muito importantes na aprendizagem. É comum ouvir as pessoas dizendo que são “mais visuais” ou “mais auditivos” na hora de aprender algo novo. A verdade, no entanto, é que a aprendizagem é melhor e mais fácil quando vários sentidos estão envolvidos.

Por isso aprender algo vendo, tocando é muito mais efetivo do que apenas ouvir os conceitos ditos pelo professor.

Banner clube do livro

Como trabalhar os cinco sentidos na educação infantil?

Quando nascemos, não conhecemos nada do mundo ao nosso redor. Isso explica porque as crianças são tão curiosas: elas querem entender como o mundo funciona! Por isso, estimular os cinco sentidos na educação infantil é muito importante. 

Através dos sentidos, a criança conhece o que está ao seu redor e começa a conectar esses conhecimentos. Aqui, o conceito de plasticidade cerebral entra de novo. O nosso cérebro só se desenvolve por demanda. Ou seja, precisamos estimulá-lo para que seu desenvolvimento aconteça.

Dessa forma, para que as áreas responsáveis pelos estímulos sensoriais se desenvolvam de forma plena, é necessário estimular os cinco sentidos. 

Uma atividade simples que possibilita que todos os sentidos sejam estimulados é levar a criança a um parque. Lá, ela vai conseguir ver flores de cores diferentes, ouvir o pato do laguinho, sentir o cheiro da grama molhada, a textura das árvores, o gosto de uma fruta… 

Existe um sexto sentido?

O sexto sentido é o que chamamos de intuição ou pressentimento. A verdade é que não existe um sexto sentido “paranormal”. A explicação científica, no entanto, é que ele é resultado da integração das informações captadas pelos outros sentidos.

Essas informações são processadas pelo cérebro e, com base nisso, tomamos decisões. Uma parte dessas decisões, no entanto, são muito rápidas e não são conscientes.

Ou seja, é um processamento tão rápido que nem nos demos conta que ele aconteceu. O resultado disso são os presentimentos. Ou, em outras palavras, o sexto sentido. 

sede da Eurekka

Clube do Livro Eurekka

E então, você já sabia de toda a importância dos cinco sentidos? Se você gostou desse texto, sabia que a Eurekka tem um clube do livro com muito conteúdo sobre a mente humana? 

A Eurekka faz todo esse material de qualidade pensando em ajudar você a ampliar sue conhecimento e viver melhor! Por isso, todo mês temos um tema diferente, como: trabalho, felicidade e propósito, relações tóxicas, saúde financeira e muito mais!

E quem escreve todo esse material é a equipe de psicólogos da Eurekka! E é por isso que temos certeza que tudo foi feito com muito carinho e pode, com certeza, ajudar você a transformar sua vida a partir de pequenas ações no dia a dia!

Ficou curioso? Então, clique aqui e conheça já!

E para mais conteúdos gratuitos, nos siga nas nossas redes sociais: Instagram, Youtube e Facebook.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4

Equipe Eurekka

Leave a Reply

Your email address will not be published.