Volta às aulas 2022: o que esperar e como se preparar

Equipe Eurekka

Quando a pandemia do COVID-19 começou, o mundo virou de cabeça para baixo, não é mesmo? Todos nós tivemos que nos adaptar a uma rotina de isolamento social e nos encontramos em um cenário de muito medo. Mas, após a vacinação, tudo começou a retornar ao presencial, inclusive a volta às aulas em 2022.

E, assim como tivemos que nos acostumar a ficar isolados, agora teremos que nos acostumar a voltar a sair de casa, o que pode ser bem difícil. Pois, após um longo período de atividades remotas, pode ser bem complicado ter que enfrentar esse novo “normal”. 

Por isso, a Equipe Eurekka preparou um guia completo para ajudar você a entender mais sobre a nova realidade da volta às aulas e também dar dicas preciosas de como se proteger fisicamente e mentalmente!

Então, confira este texto para se informar e estar preparado para voltar às salas de aula!

É segura a volta às aulas presenciais em 2022, neste momento?

Sabe-se que em 2021 algumas escolas e outras instituições já haviam retornado ao presencial. Mas apenas em 2022 as aulas voltaram a ser presenciais de modo efetivo.

Essa decisão foi tomada por meio de orientações de diversas autoridades, as quais afirmaram que já não era viável manter o ensino remoto por conta de problemas de socialização, saúde, problemas educacionais, emocionais e econômicos.  

Então, se por um lado ainda há um perigo de contaminação, por outro lado, o isolamento social estava sendo muito prejudicial. As crianças e adolescentes, principalmente, sofreram muito, porque foram privados de ver os amigos e sentiram a sobrecarga das aulas online. É certo que isso causou sérios danos à saúde física e mental deles. 

E, baseado nessas questões para além do vírus, as atividades presenciais foram retomadas.

Mas, pensando na segurança em relação à pandemia, o que se sabe hoje é que, após a vacinação, os casos graves de COVID-19 diminuíram muito, sendo que a maioria das pessoas vacinadas têm apresentado sintomas leves e não chegam a ser hospitalizadas. Dessa forma, o retorno é mais seguro do que antes da vacinação.

Um exemplo é a gripe. Muitas pessoas são contaminadas por ela, porém não sofrem problemas graves por isso, pois o corpo já tem anticorpos o suficiente para combater esse vírus. 

Assim, vemos que, apesar de não ser 100% seguro, afinal não há garantias de que os alunos não se contaminarão, com a vacinação e os protocolos de segurança, o risco de contrair o vírus e apresentar sintomas graves é menor.

Ou seja, o retorno não é totalmente seguro, mas é possível sim voltar às aulas seguindo medidas de proteção. E nós ainda vamos falar delas aqui! 

desenho do protocolo de segurança contra o covid

Protocolo de volta às aulas 2022

Como falamos antes, para que o retorno presencial ofereça menos risco para os alunos, foram criados protocolos de volta às aulas. Cada estado tem um protocolo próprio, mas que deve seguir as orientações gerais do Ministério da Saúde e da OMS (Organização Mundial da Saúde). 

E algumas dessas normas obrigatórias de segurança são:

  • Uso de máscara;
  • Os alunos e funcionários que testarem positivo para COVID ou que tiverem contato com alguém que testou positivo devem se afastar e procurar ajuda médica;
  •  Se a turma tiver mais de 30% dos alunos contaminados por COVID, as aulas nessa turma deverão ser suspensas por 5 dias.

Além disso, existem algumas recomendações como: evitar aglomerações na entrada e na saída, manter o distanciamento sempre e higienizar as mãos com frequência.

O que esperar da volta às aulas em 2022?

Agora que você já sabe sobre o nível de segurança, os protocolos e as recomendações, vamos conferir o possível cenário da volta às aulas? Assim, você saberá o que esperar e quais as possíveis mudanças e dificuldades a serem enfrentadas. 

Muito cuidado e álcool gel

Com certeza, o álcool se tornou um item indispensável na bolsa e na mochila, não é mesmo? Esse hábito que antes não era tão comum, hoje se tornou essencial para a proteção contra o vírus. 

E, além de se preparar para higienizar as mãos com frequência, outros cuidados também farão parte dessa nova realidade, como: manter distância, usar máscara, evitar compartilhar objetos e ficar de olho nos sintomas gripais.

Socialização mais lenta e fobias sociais

No período de isolamento, foi muito fácil perceber dois tipos de pessoas: aquelas que realmente se isolaram e outras que mantiveram o contato social antes mesmo da vacinação.

E, se você foi uma dessas pessoas que seguiu os protocolos de segurança, talvez agora você esteja sentindo aquela dificuldade em socializar de novo, não é mesmo? 

É muito provável que você não se sinta mais à vontade ao estar em uma sala de aula com muitas pessoas, sinta dificuldade em manter uma conversa pessoalmente, fique temeroso em relação ao vírus e apresente até sintomas físicos, como: coração acelerado, falta de ar e paralisia. 

Parece algo muito difícil de lidar, não é? Mas fique calmo, essa é uma reação normal após ficar muito tempo sem ver pessoas presencialmente, além disso, pode ser que, mesmo com a vacina, você ainda tenha medo de contrair o vírus.

Ainda mais se você passou por alguma situação traumática por causa da pandemia, como a perda de alguém querido. 

Então, o primeiro passo é validar seus sentimentos. Não se sinta uma pessoa estranha e anormal por ter dificuldade em socializar de novo, respeite seu tempo e cuide de você.

E uma dica valiosa para que você consiga passar por esse momento com calma, é fazer terapia. Pois, com a ajuda de um psicólogo, você conseguirá entender essa dificuldade de socialização, ou até uma fobia, e saberá como lidar com isso. Sempre respeitando suas individualidades.

Então, se você precisa dessa ajuda para encarar esse novo normal, clique no banner abaixo e marque uma conversa com um de nossos terapeutas! Garantimos que você será muito bem atendido, respeitado e tratado com muito profissionalismo!

banner terapia saúde mental com a eurekka

Novo modelo educacional e estrutura pós-pandêmica 

Com certeza uma das áreas mais afetadas pela pandemia foi a educação. Se você é estudante ou acompanha alguém que está na escola ou na faculdade, você pôde perceber como tudo mudou, não é mesmo?

O quadro, o giz, o papel, as carteiras…tudo isso foi substituído por salas online e novas plataformas de ensino. Dessa forma, tanto os alunos quanto os professores aprenderam a usar novos recursos que antes não existiam nas salas de aula.

Assim, o novo modelo educacional poderá sofrer influência desse contato com a tecnologia. Uma vez que, os professores e outros responsáveis pela área da educação se tornaram menos resistentes quanto à tecnologia em sala e aprenderam novos métodos de ensino.

Além disso, outra mudança no quadro educacional é o ensino híbrido, como nas universidades públicas e privadas, já que algumas faculdades já inseriram na grade curricular uma mescla de aulas presenciais e online, principalmente para atender professores e alunos com comorbidades. 

Então, se prepare para algumas mudanças, ok?! 

E com relação à estrutura pós-pandêmica, também haverá grandes mudanças. Uma vez que todos os alunos e profissionais terão que se adaptar às novas regras de prevenção ao vírus, como distanciamento, máscara e higienização das mãos.

Ah! E se você ouviu falar dos decretos sobre a não obrigatoriedade da máscara e está em dúvida do que fazer, saiba que a recomendação dos agentes de saúde é que a máscara continue sendo usada, tá bem?

máscaras e alcool gel para a volta às aulas em 2022

Como se preparar para a volta às aulas em 2022? 

Como falamos antes, por mais que a vacina tenha ajudado a diminuir os casos graves de covid, ainda é necessário que você proteja a si mesmo e às pessoas que você ama.

Pensando nisso, nós separamos algumas dicas valiosas para você não ficar perdido e saber se preparar para a volta às aulas. Vamos lá?

Lembre-se de colocar os novos itens na mochila

Antes da pandemia era só colocar na mochila o caderno, estojo e o dinheirinho para o lanche, não é mesmo? Mas agora você vai ter que levar algumas coisas a mais, então fique atento aos itens novos, como: máscara e álcool em gel

O legal é que agora existem vários frascos diferentes para pendurar na mochila e higienizar as mãos de modo mais fácil! E lembre-se de que a máscara mais indicada é a PFF2!

Tente simplificar as coisas que vai levar

Antes a gente não se preocupava muito com a limpeza das coisas que vinham de fora de casa, certo? Mas depois da pandemia, virou um hábito lavar itens que vieram do supermercado, das lojas etc.

E com a volta às aulas, isso não é diferente, pois, ao deixar suas coisas em contato com a mesa e outros locais da sala, o ideal é que tudo seja higienizado. 

Assim, quanto menos coisas você levar, menos trabalho você terá para limpar tudo depois, então, antes de encher a mochila, tente pensar “eu vou precisar mesmo disso?’’. Dessa forma, você levará apenas o essencial e não vai se preocupar tanto. 

Faça terapia e trabalhe as suas dificuldades sobre a volta às aulas

Esse período de transição é muito difícil, pois muitas das vezes nós não sabemos como agir em relação ao mundo voltando ao normal (que não é mais tão normal assim, não é?).

Por isso, é comum que você se sinta perdido, tenha dificuldades em se socializar e tenha muito medo do que está por vir. E uma ótima solução para isso é a terapia! Pois, com a ajuda de um psicólogo, você poderá trabalhar suas dificuldades, falar sobre suas inseguranças e limitações, sem medo de ser julgado de “paranoico”. 

Além disso, na terapia você poderá dar pequenos passos em direção à ressocialização. De forma que deixe você confortável e não ofereça riscos para a sua saúde física e mental!

Tenha paciência consigo mesmo 

Talvez você se julgue por não conseguir voltar a se encontrar com as pessoas ou porque quando sai de casa fique preocupado e sinta dificuldade até de conversar com o outro. 

Mas você deve entender que você e o mundo todo passaram por uma situação muito difícil pela qual ninguém imaginava passar, então não é errado sentir medo e dificuldade de voltar às aulas presenciais! 

Tenha paciência com você. Não precisa se forçar a entrar em situações desconfortáveis, vá no seu tempo. Comece a perceber quais coisas você se sente à vontade para fazer fora de casa e comece por aí, com segurança e paciência.

Por exemplo, pode ser que na volta às aulas você se sinta tranquilo para assistir às aulas de máscara e usando álcool em gel, mas não se sinta bem para ir a uma festa ou para lanchar com muitas pessoas. E está tudo bem, porque ir às aulas já é um grande passo. 

Então, tenha paciência, se respeite, cuide da sua saúde física e mental e com o tempo você vai conseguir voltar a se comunicar de modo mais tranquilo e se sentir mais à vontade em sair de casa!

sede da Eurekka

A Eurekka quer ajudar você a se preparar para a volta às aulas 2022

A gente entende que é muito difícil voltar a sair de casa todos os dias e se acostumar com uma nova rotina social. E, nesse momento, é muito importante que você respeite seu tempo e não tenha vergonha de pedir ajuda quando as coisas estiverem difíceis. 

Por isso, nós queremos fazer uma chamada para você que está sentindo muita dificuldade em se socializar e sente aquele aperto no peito só de pensar em sair de casa.

Nós aqui da Eurekka temos uma equipe de psicólogos selecionados que podem ajudar você a se entender melhor e a vencer qualquer dano que a pandemia tenha causado em você!

Funciona assim: você marca apenas uma conversa inicial com um de nossos psicólogos e, nessa conversa, ele poderá entender qual o seu empecilho e direcionar você para o profissional mais qualificado para cuidar de você! Legal, não é? Então clique aqui embaixo e comece já!

E para mais conteúdos gratuitos, nos siga nas nossas redes sociais: Instagram, Youtube e Facebook.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Leave a Reply

Your email address will not be published.