Vício em compras: como surge e tratamentos

Equipe Eurekka

Equipe Eurekka

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

Quando você diz que vai comprar vários utensílios novos para a cozinha ou aproveitar a promoção da loja de calçados e comprar vários pares, você pode estar apenas querendo melhorar o aspecto da sua casa e aproveitar os saldos de uma loja. Até aí, tudo em ordem! Mas como saber que não é vício em compras?

Quando você passa a maior parte do seu tempo comprando, adquirindo coisas sem necessidade e passando por cima do seu orçamento, você pode estar com vício em compras.

Isso precisa ser investigado. Por isso, venha comigo, que eu vou explicar neste artigo como funciona este vício e como se livrar dele.

O que é vício em compras?

Também conhecido como oniomania, o vício em compras é um transtorno caracterizado pela compulsão. Além disso, a pessoa acha muito difícil resistir ao impulso de comprar.

Além disso, o viciado em compras também tem o hábito ruim de comprar coisas sem sentido, cem por cento desnecessárias, inclusive coisas fora do seu orçamento. Portanto, compromete a saúde financeira da pessoa e dos familiares.

Oniomania

Do grego “oneomania”,  a palavra mudou para oniomania, que significa onerar, comprar, fazer gastos de forma compulsiva ou exagerada. Por isso, é considerada uma patologia, ou seja, uma doença que precisa ser tratada com psicoterapia e, em alguns casos, com medicamentos.

vício em compras mulher olhando vitrine

Quem tem vício em compras?

A compulsão por compras atinge homens e mulheres. No entanto, alguns estudos mostram que as mulheres representam o número maior de doentes por conta da nossa cultura. Além disso, pela cultura, as mulheres são mais seduzidas pelas compras e consomem uma variedade maior de produtos do que os homens.

Um exemplo são os objetos para casa como móveis, roupas de cama e aparelhos domésticos. Nesse sentido, o público que se endivida mais, seguramente, é o feminino.

Sinais do vício em compras

Agora que você já sabe o que é oniomania, é bom que você conheça alguns sinais de que seus hábitos de consumo estão saindo do controle. Ademais, pode também ajudar alguém próximo a se conscientizar sobre a doença.

Muita preocupação em comprar

Você pensa o tempo todo em comprar. Além disso, faz programas semanais que estejam sempre ligados a compras, como idas ao shopping ou viagens a lugares que tenham apelo ao consumo.

compras online

Aqui vale uma ressalva: em tempos de compras online, a exposição do compulsivo ao consumo fica maior ainda, já que as propagandas chegam a todo momento nas telas dos celulares. No geral, a pessoa está sozinha, ou seja, sem ninguém para adverti-la. 

Portanto, fica muito mais fácil de ceder ao vício e comprar. Se você sabe que tem este vício ou conhece alguém que tem, fique de olho e procure ajudar, mesmo com o isolamento.

Comprar em excesso

O compulsivo em compras não tem noção de necessidade, então ele compra sempre a mais. 

Incapacidade ou perda do controle em parar de comprar

Uma característica forte do compulsivo em compras é que ele prefere sempre estar sozinho no momento das compras. Além disso, geralmente perde a noção do tempo quando entra em um shopping, por exemplo. Assim, se coloca em uma situação descontrolada de gastos, da qual não consegue sair sem ajuda médica.

Você compra para lidar com tristeza, angústia e ansiedade

Você já deve ter visto em algum lugar a famosa cena de uma mulher que discutiu com o marido, pega o cartão de crédito e vai para o shopping. Compra muito e volta pra casa cheia de sacolas! Pois é! Adiantou alguma coisa? Provavelmente não!

A compra compulsiva funciona como uma droga para aliviar alguma tensão e até revitaliza parte da autoestima perdida. No entanto, o descontrole toma conta e surge a necessidade de comprar novamente, o que se transforma em um ciclo vicioso e perigoso.

Esconde e mente sobre as compras

Parece uma atitude infantil, mas em um adulto não é e precisa ser investigada. Afinal, por que você esconderia um sapato novo se você está tão feliz por comprá-lo?

Ou, então,  por que você mente o preço do produto que você comprou se o dinheiro é seu e você trabalha para isso? Alguma coisa há de estranho e a pessoa que faz isso sempre,  precisa de ajuda.

Problemas financeiros devido às compras descontroladas

O compulsivo estoura o cartão de crédito, pede dinheiro emprestado e faz empréstimos para cobrir os gastos, portanto sua vida financeira vira um caos. E nem assim, ele para de comprar, porque está doente e precisa de ajuda.  

Age ilegalmente para conseguir comprar ou pagar dívidas feitas

A pessoa pode passar um cheque sem fundos para pagar uma compra. Além disso, pede empréstimos por meios ilegais com altos juros, pede dinheiro aos amigos e familiares sabendo que não conseguirá pagar… Enfim, a vida financeira está em perigo e tudo vira uma bola de neve.        

banner sintomas físicos

O que fazer para controlar a vontade de gastar?

Se você ainda tem algum controle sobre a sua compulsão e não quer se tornar um oniomaníaco, aqui vão algumas dicas bem práticas:

  1. Faça uma planilha de gastos.
  2. Compre à vista. Junte o valor daquilo que você quer comprar, pois, dessa forma, você consegue negociar descontos e não fica com dívidas longas.
  3. Negue os apelos do cartão de crédito. Se possível, tenha apenas um cartão.
  4. Defina um valor que você gastará, vamos dizer, com uma bobagem todo mês ou a cada dois meses. Neste mês, vou gastar 150,00 em batons novos. Quando gastar a sua cota, pronto!
  5. Na hora do lazer, dê preferência a locais que não tenham apelo por consumo. Aceite convites para ir a parques, praças, museus, bibliotecas, exposições, shows gratuitos.
  6. Pare por 24 horas! Este é um conselho dos economistas, que aconselham que, quando você tiver vontade de comprar algo, espere por 24 horas. Segundo eles, na maioria dos casos, a vontade passa.
  7. Procure ajuda! Se você percebeu que nada disso está ajudando, procure ajuda de um psicólogo e ele definirá um tratamento.

Como tratar vício em compras?

Além de todas as dicas práticas dadas acima, a pessoa compulsiva por compras pode precisar de tratamentos psicoterápicos e medicamentosos, como vamos ver a seguir.

Além disso, você pode usar também nosso serviço Não Compre Por Impulso, disponível na área Constelação, tanto no site, quanto no nosso aplicativo. Nele, você terá um passo a passo para evitar compras impulsivas.

Tratamentos

A Terapia Cognitivo – Comportamental (TCC) vai ajudar o paciente a entender a origem da sua compulsão e o terapeuta vai ensinar o cliente sobre sua psicopatologia. Além disso, eles vão, juntos, entender o histórico da doença e do indivíduo ao longo do tempo e intervir através de técnicas para a pessoa sair dessa condição.

Através da TCC, a pessoa tem a chance de se perceber mais funcional e questionar uma série de pensamentos distorcidos. Nesse sentido, a terapia proporciona alívio e melhora dos comportamentos compulsivos de forma gradual.

Medicamento para compulsão por compras

Os remédios são os antidepressivos, ansiolíticos e inibidores de humor.

Lembramos que só o psiquiatra pode recomendar o remédio, pois cada caso é um caso.  

vício em compras em lojas físicas e online

Teste para identificar vício em compras

Para saber se você tem sintomas de compulsão por compras, você precisa observar, além dos sinais apresentados no texto, algumas perguntas as quais você deve se fazer sempre na sua rotina:

  1. Você compra coisas com frequência sem se programar?
  2. Compra produtos supérfluos e nem usa?
  3. Você não resiste às promoções?
  4. Você compra coisas ou contrata serviços sem ter condições de pagar?
  5. Compra produtos e os deixa na caixa, dentro do pacote?
  6. Já comprou coisas iguais para estocar? 
  7. Já tentou reduzir ou parar de comprar sem sucesso? 
  8. Concorda que sua vida seria melhor comprando menos?
  9. A maior parte da sua renda é gasta com coisas não essenciais?
  10.  Arrepende-se das compras feitas?
  11.  Ocupa grande parte do seu tempo pensando em compras?
  12.  Já teve que devolver uma compra porque não conseguiu pagá-la?

Salientamos que as perguntas acima são apenas para você entrar em estado de alerta e procurar ajuda!

Por fim, se você quiser aprender mais sobre psicologia, saúde mental e melhorar a sua vida em todos os aspectos, aproveite para entrar no nosso aplicativo ou redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados