Tímido ou Introvertido: qual a diferença?

Equipe Eurekka

Já te falaram que você é uma pessoa tímida? Ou, talvez, ouviu alguém dizer que não era timidez, era só introversão. Afinal, existe diferença entre ser tímido ou ser introvertido? A verdade é que existe diferença, mas você pode ser os dois – ou seja, uma pessoa introvertida, mas não muito tímida.

Por isso, no texto de hoje, vamos acabar com essa confusão. Vou te contar a diferença entre tímido ou introvertido. Além disso, vou explicar um pouco mais sobre cada tipo de pessoa – tímida ou introvertida – e em quais situações você pode precisar de ajuda psicológica. Ficou curioso? Então, continue a leitura:

tímido ou introvertido

Qual a diferença entre ser tímido ou introvertido?

Existem quatro grandes diferenças entre você ser tímido e você ser introvertido. Então, ao longo do texto, você vai conseguir descobrir se é tímido, se é introvertido ou se é as duas coisas.

Veja, a seguir, as quatro diferenças vitais entre ser tímido ou extrovertido.

1. Gostar ou não gostar de interagir

A primeira coisa muito importante que você tem que saber é que a diferença principal entre o tímido e o introvertido é que timidez é sobre coisas que você não gosta, e introversão é sobre coisas que você gosta.

Por exemplo: o que define a pessoa tímida é que ela se sente desconfortável e mal em situações sociais. Isso pode ocorrer só quando precisa de certas habilidades sociais. Isso não significa que a pessoa tímida se sente mal em todas os casos em que precisa lidar com pessoas e ser social. Até porque, pessoas tímidas são cem por cento capazes de ficarem descontraídas e relaxarem quando estão entre amigos.

A pessoa tímida

No geral, a pessoa tímida sente muita ansiedade quando pensa que vai ter que interagir na parte social, em especial se a gente está falando de uma situação de avaliação. É muito normal, por exemplo, que a pessoa tímida fique nervosa com a reunião de família no Natal. Esta é uma característica da pessoa, o que não quer dizer que não pode mudar.

Não só porque vai ter muita gente, mas porque ela se sente avaliada. Ou seja, ela sente que os familiares estão olhando para ela e pensando, analisando e emitindo opiniões sobre ela e, por isso, pensa muito antes de falar. Então, a timidez tem uma relação muito forte com o medo do julgamento.

pessoa introvertida não é tímida

A pessoa introvertida

Agora, a introversão tem a ver com o que você gosta de fazer. Como assim? A pessoa introvertida tem uma preferência por atividades que envolvem olhar mais para dentro e ficar mais sozinho. Introversão significa bem isso. Intro é de dentro, e versão vem de versus, que é lado. Então, o lado de dentro, voltar-se para dentro. Este é um tipo de personalidade possível.

A pessoa introvertida tem um gosto por fazer coisas mais solitárias e que envolvem mais reflexão. Por exemplo: ler, meditar, pensar sobre a vida, analisar o comportamento do ser humano, essas coisas bem de psicólogo, por exemplo, né? É como se houvesse um mundo exterior e um mundo interior, e a pessoa introvertida gosta mais desse mundo interior. Então, essa é a primeira grande diferença: timidez é sobre o que você não gosta e introversão é sobre o que você gosta.

Mas, olha que interessante: você pode ser as duas coisas ao mesmo tempo! Imagine que você é uma pessoa que se sente tímida em situações sociais. Ou seja, você sente uma ansiedade antecipatória, quando chega perto de uma situação social, mas também prefere fazer coisas sozinho. Aí seria o caso de você ser um tímido e introvertido.

2. Saber agir socialmente

A segunda diferença entre introversão e timidez é que a pessoa introvertida nem sempre é desengonçada em público. Muitas pessoas introvertidas sabem socializar e socializam bem – elas só não fazem muita questão mesmo.

Então, vamos supor que você é o que a gente chama de um puro introvertido. Ou seja, alguém que é introvertido, mas não é tímido. Você seria o tipo de pessoa que consegue conversar com a galera nas reuniões de família, consegue trocar uma ideia com as pessoas… mas, se você pudesse escolher, você estaria em casa, fazendo coisas mais introvertidas.

Por outro lado, a pessoa tímida, muitas vezes, é aquela pessoa que gostaria muito de saber interagir. Não é que ela não faz questão. Ela pode até contar essa história para ela mesma: “eu não faço questão de conversar, na verdade”. Mas a verdade é que ela gostaria de saber interagir, só que ela não o faz. Por quê? Porque ela tem essa dificuldade, ela se sente muito ansiosa e não sabe o que dizer.

Então, a pessoa é introvertida não é sempre desengonçada, mas a pessoa tímida sim. Uma pessoa tímida tem uma dificuldade de socializar.

banner produtividade

3. Tímido é tratável, introvertido não

A terceira diferença é essa: podemos tratar a timidez, já a introversão, não. Como assim? Quando a gente fala de timidez, a gente está falando de um problema. Quando a gente fala de introversão, a gente tá falando de uma preferência.

A introversão te faz preferir fazer coisas mais calmas, que envolvem mais olhar pra dentro. A timidez tem a ver com a dificuldade de socializar, uma dificuldade em enfrentar certos problemas, ter medo.

No tratamento da timidez, você faz psicoterapia com psicólogo. Talvez você possa fazer também tratamento com remédios, com um psiquiatra. Mas a ideia é que o psicólogo vai ensinar a você essas técnicas que nunca ninguém te ensinou.

Quando que os nossos pais, por exemplo, nos ensinam a puxar assunto? Quando que a gente aprende a cumprimentar alguém ou a manter um assunto rolando ou a fazer uma piada? Isso é uma coisa que não se aprende. Mas o tímido muitas vezes não sabe como fazer isso. Então, ele precisa de alguém que ensine.

Como a terapia pode ajudar o tímido

O que acontece é que, na terapia, o psicólogo te ensina algumas habilidades básicas sobre como interagir, um passo a passo. Além disso, o psicólogo também te ajuda a enfrentar essas situações que hoje te causam ansiedade.

Um dos princípios mais importantes da terapia é que o melhor jeito de vencer a ansiedade é enfrentando a ansiedade, em pequenas doses, crescentes, que vão aumentando.

]Na terapia, o psicólogo ajuda você a criar uma escadinha de enfrentamento. Você vai enfrentando as situações sociais das mais fáceis para as mais difíceis, com essas novas habilidades que ele te ensinou.

Contudo, como a introversão é uma preferência, é sobre gostar mais de coisas introvertidas, você não precisa tratar. Afinal, isso não causa problemas. Aliás, isso nos leva para a quarta diferença.

tímido grave causa ansiedade

4. Tímido ao extremo ou introvertido?

A quarta diferença é que a introversão causa muito menos problemas do que a timidez. À timidez, quando está num nível extremo, damos o nome de transtorno de ansiedade social ou transtorno das oportunidades perdidas.

Isso porque a pessoa tímida ao extremo acaba perdendo muitas oportunidades ao longo da vida, pois todas as situações novas ou interações sociais novas causam pânico. Pensa: a pessoa tímida ao extremo é aquela que talvez vá desistir de uma entrevista de emprego pois ficou muito nervosa.

É aquela pessoa que não vai fazer amigos na faculdade. E, sem os amigos da faculdade, ela não vai ter ninguém para abrir um negócio com ela depois da faculdade ou para indicar ela para outras pessoas. Ela também não vai conseguir conhecer o amor da vida dela pois não conseguiu dizer “Oi” para um colega de turma.

Então, você imagina o tanto de oportunidades perdidas de quem tem timidez ao extremo. É óbvio que, se você se identificou, se você é um tímido grave, você tem que buscar tratamento. Afinal, isso não faz parte da sua personalidade.

Tratamento para timidez

Você pode ser uma pessoa introvertida e isso faz parte de sua personalidade e da sua essência. Mas essa dificuldade que a timidez traz não é da sua personalidade. Você não precisa manter isso só porque disseram que isso faz parte da sua essência.

Você tem todo o direito de buscar tratamento para isso. É como enxergar uma pessoa como uma árvore, toda espetacular, com muitos frutos, mas a gente vê que na realidade ela é uma mudinha. Ela é uma plantinha pequena, pois desperdiçou todo o potencial dela. Pois ela não se permitiu interagir com os outros, pedir ajuda, pedir conselhos, fazer amigos, manter uma conversa, conhecer alguém para namorar e casar. Assim, a pessoa ficou travada, a timidez travou ela.

psicóloga para tratar timidez

Terapia com psicólogo para timidez da Eurekka

Por fim, você se acha tímido, introvertido ou é as duas coisas? Você já teve muita timidez e agora não tem mais? Ou percebeu que um introvertido pode gostar de estar em volta das pessoas, mas no fundo gosta muito também de fazer as suas próprias coisas, ficando em casa, lendo em vez de conversar com várias pessoas. Ou, quem sabe, você gosta de conversar só com uma ou duas pessoas por vez… Comenta aqui embaixo!

Agora, você já sabe que a terapia pode te ajudar em casos de timidez extrema. Para ver a psicologia atuando e melhorando a sua timidez, venha fazer terapia com a gente! A Eurekka tem profissionais capacitados, atenciosos e que, por isso, podem te ajudar a criar micropassos para atenuar a sua timidez.

Além disso, para ver todos os posts gratuitos da Eurekka é só acessar nosso blog, clicando nesse link. Além disso, aproveite e veja também todos os nossos conteúdos no nosso aplicativo e em nossas redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.