Terapia na adolescência: como funciona e quando fazer?

Equipe Eurekka

A adolescência é um período de muitas dúvidas e de atritos do adolescente com os pais, com a escola e com a sociedade em geral. Então, é comum que os pais e responsáveis se preocupem e procurem saber um pouco mais sobre a terapia na adolescência e como devem conduzir isso.

Muitas vezes, o silêncio dos adolescentes e a reclusa, própria desta idade, dificultam a identificação dos sinais de que o jovem esteja precisando de ajuda psicológica ou psiquiátrica. Por isso, esta leitura se torna importante.

adolescente triste

Quando um adolescente precisa de terapia?

Não existe um período certo para que o adolescente comece e termine a terapia. Isso depende de cada caso e, em especial, do tipo de sinais que o jovem está dando de que algo não está bem. 

Há famílias que optam por um acompanhamento do psicólogo quando o filho passa por uma mudança de escola, ou quando ele enfrenta uma mudança hormonal brusca, como é o caso das espinhas no rosto.

Há outras, no entanto, que percebem sinais bem mais graves, como ansiedade, falta de amigos, bullying, autoflagelo (se cortar, por exemplo) e outros. Nesses casos, é bom lembrar que nada ocorre do dia para a noite e que os sinais surgem com o tempo. Acompanhe alguns desses sinais.

Angústia

Este sentimento aparece com frequência e se aproxima muito da ansiedade.

Quase tudo que o adolescente vai fazer, como provas, concursos, apresentações, mudar de escola, fazer parte de um novo grupo de amigos, causa muita angústia.

Um sinal claro disso é quando ele foge dessas novas experiências e cria desculpas para não participar.

choro sem motivo

Choro excessivo, aparentemente sem motivo

O choro é comum neste período de alterações hormonais, mas precisa ser olhado com atenção quando o adolescente chora na escola, ao chegar em casa, nas conversas com os pais ou durante a noite, quando deveria estar dormindo. Além disso, é preciso observar se esse choro é sem motivos.

Isso é importante, afinal, o jovem pode estar chorando pois se desentendeu com um amigo ou brigou com a namorada. Mas ele pode estar chorando pois se sente perseguido por alguém na escola e está sem coragem de denunciar.

Rebeldia excessiva

Quem tem um adolescente em casa sabe que discussões e atritos são comuns e até necessários, afinal, essa fase é de descobertas e ajustes. E, como dizem os especialistas, é uma explosão de emoções.

O problema é quando a rebeldia se distancia muito da compreensão. Os pais, professores e responsáveis observam que o mínimo diálogo já não é mais possível e as regras vão pelos ares. Aliás, a regra é transgredir.

Agressividade

Isso é mais perceptível quando o adolescente é uma pessoa amável e, de repente, dá sinais de intolerância, desrespeito às regras e, na maior parte do tempo, se envolve em discussões na escola e em casa.

Nos casos em que o jovem já era um pouco agressivo, é importante observar o aumento da intolerância e da incompreensão. Ou seja, antes ele compreendia as regras da escola e sabia a importância de segui-las, agora, não mais.

Desmotivação

Adolescentes que estão sempre indispostos e cansados devem ser observados, pois, mesmo que tenham fama de preguiçosos e dorminhocos, é natural que os jovens estejam sempre prontos para uma saída, um jogo, um acampamento ou um dia na praia. 

teste depressão sintomas

Abuso de álcool ou outras drogas

Experimentar bebidas alcoólicas e drogas ilícitas faz parte dessa fase de descobertas que se chama adolescência. Isso ocorre por vários motivos, entre eles, o aumento da interação social, acesso a bebidas e drogas fora de casa por meio de amigos e, em especial, por curiosidade.

Os adultos devem, então, ficar atentos, orientar o adolescente através de conversas abertas e dando espaço para que o adolescente pergunte, tire dúvidas, exponha situações e desabafe.

Uma coisa é certa: se os pais e professores julgarem, sem dar espaço para o adolescente falar, ele não confiará no adulto.

O uso de álcool e drogas ilícitas pelo adolescente perdeu o controle? Se nota que ele já não consegue mais estudar, trabalhar e está bastante agressivo, então, é urgente que a família procure a terapia.

Distúrbios alimentares

Os principais distúrbios são anorexia e bulimia. A anorexia nervosa é a sensação de que se está sempre acima do peso e acomete na maior parte meninas. Por achar que estão gordas, essas adolescentes costumam fazer dietas erradas e praticar exercícios excessivos. 

No caso da bulimia, o adolescente primeiro come por compulsão. Por fim, dá um jeito de expulsar o alimento, no geral, provocando vômitos.

Devemos combater tanto um quanto outro com urgência. A terapia na adolescência é um bom caminho para investigar os motivos desses dois distúrbios alimentares. 

terapia na adolescência

Fobias

A puberdade traz mudanças bruscas e, com raras exceções, é comum o adolescente ter que lidar com emoções fortes.

Ele lida com as mudanças no corpo, com as interações do grupo de amigos, apaixona-se… Além disso, há cobrança por notas e resultados, preocupa-se com a popularidade na escola e enfrenta rejeições. Enfim, procura uma identidade.

Tudo isso são gatilhos para que ele entre em pânico e passe a se isolar. Isso acontece, pois ele passa a ter medo dessas mudanças e cobranças, pois lidar com elas não é prazeroso e sim um fardo.

Qual o papel do psicólogo na adolescência?

A fase chamada adolescência sofreu muitas mudanças a partir do século XX. Estuda-se jovens entre 13 e 18 anos passaram com o objetivo de mostrar que essa é uma fase vital para a saúde do adulto que se forma.

Por isso, o Conselho Federal de Psicologia prevê que a terapia na adolescência tenha o adolescente como sujeito protagonista, com direitos e com uma história em construção. O Conselho ainda acrescenta que o acompanhamento terapêutico deve, sempre que possível, ser multidisciplinar.

Como funciona a terapia para adolescentes?

O ponto principal da terapia na adolescência é ajudá-lo a organizar as  emoções em meio a tantas mudanças próprias da puberdade.

É bom lembrar que a terapia não serve para livrar o adolescente dessas emoções nem das frustrações. Por isso, o jovem e a família têm que encarar o acompanhamento psicológico como uma ferramenta que esclarece coisas, ilumina ideias e organiza o caos.

terapia na adolescência

Precisa autorização dos cuidadores (responsáveis)?

Segundo o Conselho Federal de Psicologia, uma pessoa menor de idade precisa de autorização para fazer terapia com um psicólogo. 

Se o adolescente tem dificuldade para conversar com os pais sobre a necessidade de um tratamento psicológico, ele pode procurar professores e coordenadores escolares e comentar. Nesses casos, os profissionais chamam os pais para uma conversa.

Se isso não adiantar, é possível acessar o conselho tutelar.

É bom lembrar que, acima de qualquer burocracia, está a saúde mental da pessoa e os direitos garantidos pela Constituição Federal e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Mesmo assim, o assunto é delicado, pois os pais são a autoridade maior sobre os filhos.

Qual a melhor terapia na adolescência?

A mais indicada e que tem dado bons resultados é a TCC (Terapia Cognitivo-Comportamental). Ela se mostra eficiente para tratar a ansiedade, a depressão, os transtornos alimentares, o abuso de álcool e drogas em geral.

A terapia na adolescência é boa pois ajuda a estruturar a rotina do jovem e propõe atividades positivas no dia a dia dele, ainda mais se for a TCC.

adolescente na psiquiatria

Psiquiatra para adolescentes

Os transtornos mentais estão presentes em 10 a 15% da população infantil e adolescente. Por isso, o psiquiatra especializado nessa faixa etária é muito importante, para que acompanhe da maneira mais correta esses transtornos sem abuso de remédios.

Transtornos como depressão e bipolaridade começam na infância e na adolescência e, se a pessoa for atendida por um psiquiatra especializado, há maiores chances de um tratamento adequado.

Psiquiatra na Eurekka Med 

Temos um psiquiatria da Eurekka Med exclusivo, que atende jovens acima dos 15 anos. Além disso, temos uma equipe também de alto nível para dar todo o suporte necessário a partir dos 18 anos.

A Eurekka é a maior clínica de psicoterapia online do Brasil. Ela ajuda centenas de pessoas, todos os meses, a viverem uma vida melhor. Agora, também conta com atendimento médico.

Sendo assim, você pode clicar aqui para conhecer a Eurekka Med e tirar todas as suas dúvidas em relação às consultas da Eurekka. O melhor de tudo é que os nossos profissionais podem atender você de qualquer lugar do mundo, seja online ou, em breve, de forma presencial!

Seja como for, a gente vai ajudar você a levar a vida que você merece. Agora, se quiser mais conteúdo gratuito, você pode acessar outros textos do nosso blog. Além disso, veja também todos os nossos conteúdos no nosso aplicativo e em nossas redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *