SOP – Síndrome dos Ovários Policísticos: dúvidas frequentes

Victoria Fernandez Comprido

Victoria Fernandez Comprido

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

SOP, ou Síndrome dos ovários policísticos, é um diagnóstico bastante comum nas mulheres jovens, por isso é muito provável que você conheça alguém que tem.

Além de cistos no ovário, a mulher com SOP tem outros sintomas, como, por exemplo: aumento de pelos, aumento de peso, mudanças no ciclo menstrual, espinha, entre outros sintomas.

Mas o que é essa síndrome? Todo mundo que tem cisto no ovário tem SOP? Dá para engravidar com SOP? Essas e outras respostas você encontra no texto abaixo.

sop

O que é SOP?

SOP é a sigla para Síndrome dos Ovários Policísticos, também chamada de Síndrome de Stein-Leventhal, por conta dos dois autores que a descreveram.

Trata-se de uma doença endócrina, em que há aumento de andrógenos na mulher, o que chamamos de hiperandrogenismo. Além disso, também há falta de ovulação crônica.

Andrógenos são hormônios esteroides naturais presentes nos homens e nas mulheres. Nos homens, eles dão as características masculinas. Já nas mulheres estão presentes em poucas quantidades.

Assim, quando há aumento desses hormônios na mulher, junto com ciclos menstruais sem ovulação, pode-se ter SOP.

Sintomas da SOP

A SOP tem como principais sintomas:

Causas

A causa da SOP ainda não tem uma explicação completa, mas há fatores ligados a essa síndrome. Vamos a eles:

Genética

Estudos mostram que mulheres que têm parentes de primeiro grau com SOP, têm mais chances de ter essa síndrome. Isso porque mudanças em alguns genes levam à mudança da produção de andrógenos.

Além disso, outros genes como os que regulam a resistência à insulina, obesidade e ovulação estão ligados à SOP. Ademais, também há aumento do LH (hormônio luteinizante, um dos hormônios do ciclo menstrual) em mulheres com SOP.

Resistência à Insulina

A resistência à insulina pode ter como causa tanto a redução dos receptores de insulina quanto por defeito nesses. Assim, os dois levam a um aumento da insulina no sangue, chamado de hiperinsulinemia. 

O aumento da insulina também leva a ciclos anovulatórios, pois age junto com o LH. Além disso, o aumento de insulina leva à redução da proteína SHBG, que se liga aos androgênios para transportá-los pelo sangue.

Menos androgênios ligados à SHBG quer dizer mais androgênios livres no sangue, o que, por sua vez, gera hiperandrogenismo.

Inflamação

Mulheres com SOP têm maior tendência à obesidade, sendo esta uma condição inflamatória. Além disso, a obesidade gera aumento de insulina e redução da SHBG, o que resulta em ciclos menstruais sem ovulação e aumento de androgênios, característicos da SOP.

Ambiente

Alguns fatores ambientais podem estar ligados com mudanças de alguns genes, processo chamado de epigenética. Além disso, essas mudanças genéticas podem estar ligadas à SOP.

O exemplo disso são estudos que mostram que bebês que são expostos a andrógenos podem ter mudanças hormonais e SOP no futuro.

exame radioterapia médico

Como é feito o diagnóstico da SOP

O diagnóstico da SOP é feito seguindo alguns critérios, o mais usado é o do consenso de Rotterdam. Segundo ele, para diagnosticar uma mulher com SOP, precisa ter pelo menos 2 dos critérios abaixo desde que tenham sido excluídas outras causas de aumento de andrógenos e anovulação:

  • Falta de ovulação: caracterizada por pouco ou nenhum volume menstrual
  • Sinais clínicos ou laboratoriais de aumento de androgênios
  • Cistos no ovário evidenciados no ultrassom

Exames 

Os médicos pedem alguns exames para ajudar no diagnóstico. Entre eles, estão:

  • Dosagem de testosterona
  • TSH
  • Prolactina
  • FSH e LH, além de relação FSH-LH
  • Glicemia de jejum
  • Razão glicose-insulina de jejum
  • Teste de tolerância à glicose oral
  • Perfil lipídico
  • Ultrassom pélvico ou tranvaginal

Por fim, o médico também pode pedir outros exames além desses.

Quando o cisto é considerado grande?

Os médicos consideram como cistos presentes nos ovários policísticos aqueles que têm de 2 a 9 mm e são acima de 12 em número. Ademais, isso pode ou não acompanhar um aumento do volume do ovário, maior do que 10cm³.

Vale lembrar que SOP não é a mesma coisa que cisto no ovário. Entenda: 

SOP é uma síndrome, caracterizada por um conjunto de sinais e sintomas devido ao aumento de androgênios e ciclos menstruais sem ovulação.

cisto no ovário pode aparecer por outros motivos. Mas, a depender da fase do ciclo menstrual da mulher, o cisto pode ter até 10 cm, acima disso os médicos consideram aumentados. 

endometriose

Quando o cisto pode ser maligno?

Os cistos de ovário quase nunca são malignos. Contudo, há tumores malignos no ovários que devem ser investigados caso o médico suspeite dessa hipótese. 

No geral, o câncer de ovário tem uma característica diferente da do cisto de ovário no ultrassom. 

Tratamento

A SOP não tem cura, mas tem como tratar. Isso permite que a mulher viva bem com a síndrome. Além disso, se baseia em mudanças de estilo de vida e alguns remédios que o médico pode ou não indicar.

Entre as mudanças de estilo de vida estão: perda de peso e dieta balanceada. Assim, isso ajudará na resistência à insulina e aumentará a SHBG.

Remédios que podem ser usados: 

Acompanhamento dos sintomas

O tratamento de cada mulher com SOP é feito com base nos sintomas que ela tem. Mas, além disso, é vital sempre estar atento se algum novo sintoma surge.

Uma vez que o SOP esteja ligado com obesidade, é melhor avaliar se há outras doenças associadas como: colesterol alto, diabetes, pressão alta entre outras.

anticoncepcional para sop

Tratamento com anticoncepcional é sempre indicado?

Cada caso deve ser avaliado de forma individual pelo médico. Por isso, não é sempre que se dá anticoncepcional para tratar a SOP, depende do que paciente e médico desejam e necessitam.

Possíveis complicações

A Síndrome dos ovários policísticos têm algumas complicações, sendo a maior delas a infertilidade

Tenho SOP e estou grávida, tenho risco de sofrer aborto?

Mulheres com SOP têm maior risco de ter um aborto espontâneo do que mulheres sem SOP. Isso porque a síndrome é uma mudança endócrina e vários hormônios são precisos para manter a gravidez.

Isso não quer dizer que mulheres com SOP sempre vão sofrer aborto ou que não vão ter uma gestação saudável, mas, comparando com mulheres sem SOP, o risco de aborto é maior.

Prevenção

Uma vez que não se sabe a causa exata de SOP não se sabe exatamente o que fazer para prevenir a síndrome. Apesar disso, já que a síndrome está ligada à obesidade e resistência à insulina, manter uma dieta balanceada e peso adequado podem minimizar os sintomas.

Dúvidas frequentes

Algumas dúvidas são frequentes quando falamos de SOP:

posso engravidar com sop?

Quem tem SOP pode engravidar? 

Sim! Mas há casos em que o tempo tentando engravidar é maior ou é preciso fazer tratamento de fertilidade, entretanto é possível que uma mulher com SOP engravide.

Quem tem SOP ovula?

No geral, não, uma vez que SOP é caracterizada por hiperandrogenismo e ciclos anovulatórios como explicado no começo do texto.

Apesar disso, algumas mulheres podem ter um ou outro ciclo ovulatório, o que reforça a ideia de que quem tem SOP pode engravidar. 

Mulheres com SOP podem fazer esforço?

Não há restrições de esforço ou atividade física para mulheres com SOP. Inclusive, praticar atividades físicas é bom para, entre outros benefícios, controlar o peso.

Como saber se o cisto estourou?

No geral, os cistos da síndrome não doem. Se estouram, só liberam um pouco de água, mas é imperceptível.

Entretanto, há casos em que o cisto pode crescer muito e um vaso se romper. Nesse caso, você sentirá muita dor na parte inferior do abdome que pode ser acompanhada de náusea e vômito. Além disso, pode acontecer sangramento pela vagina.

Quanto tempo demora para sumir um cisto no ovário?

É possível que, ao tratar da forma certa, o cisto desapareça em 1 ou 2 meses. Entretanto, não há consenso sobre o tempo que ele leva para sumir e também não é sempre que ele some.

Portanto, o melhor é seguir o tratamento correto e eliminar os sintomas, sem se preocupar muito se o cisto sumiu ou não.

Por fim, se você quiser aprender mais sobre psicologia, saúde mental e melhorar a sua vida em todos os aspectos, aproveite para entrar no nosso aplicativo ou redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados