A importância de cuidar da saúde mental em veterinários

Equipe Eurekka

É muito comum que médicos veterinários tenham problemas de saúde devido ao trabalho, o que afeta sua vida pessoal e profissional de forma significativa! E é por isso que é preciso entender sobre a importância de cuidar da saúde mental em veterinários

Na rotina de trabalho, o médico veterinário enfrenta situações que têm uma carga pesada, ainda mais por lidar com seres que precisam de extremo cuidado. Assim, ele está propenso a ter sintomas de transtornos físicos e mentais. Mas o que fazer para evitar?

Vamos explicar para você como o trabalho do veterinário, que antes era fonte de prazer, hoje se tornou fonte de sofrimento e como é possível mudar esse cenário. Vem com a gente!

O que é saúde mental no trabalho?

Você se sente realizado e satisfeito no seu trabalho? Consegue manter um equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal? Isso é um bom sinal de saúde mental no trabalho

Além de ter boas emoções, a saúde mental no trabalho também é sobre desenvolver habilidades, fazer um serviço produtivo e sentir que contribui de alguma forma no ambiente. 

Aliás, um ambiente com boas condições e com superiores que pensam no bem-estar de todos faz muita diferença! Por exemplo, apoiar os funcionários, elogiar os serviços, ter programas de saúde mental e dar oportunidades de crescer na profissão motivam o trabalhador.

veterinárias cuidando de uma ave é um exemplo da importância da saúde mental em veterinários

A importância dos programas de saúde mental 

A área da saúde expõe os trabalhadores a situações sensíveis, em que o desgaste causado pelo estresse no trabalho pode causar desânimo e ansiedade. Assim, o desempenho nas tarefas diminui e o trabalhador não se sente satisfeito e realizado na sua profissão. 

Por isso, a existência de programas de saúde mental pode contribuir para diminuir as chances do avanço de transtornos mentais no ambiente da saúde, além de aumentar o bem-estar e a resiliência dos profissionais no dia a dia. 

Afinal, não é preciso que o médico veterinário esteja no auge do sofrimento para que medidas sejam tomadas. Pelo contrário, o foco deve ser a prevenção

Por exemplo, estratégias para fortalecer vínculos entre os profissionais, estimular os hobbies, hábitos saudáveis e bons relacionamentos são formas de auxílio à saúde mental. 

A saúde mental em veterinários é muito baixa 

Uma pesquisa feita por mais de três décadas mostra que as taxas de suicídio entre médicos veterinários homens é 2x maior e em mulheres é 3.5x maior que o da população em geral.

Inclusive, tanto homens quanto mulheres na profissão consideram suicídio com mais frequência do que o restante da população. Ou seja, estes dados mostram o quanto a medicina veterinária é uma área que exige preparo emocional e constante cuidado com a saúde mental

Quais são as causas? 

Os veterinários que trabalham na clínica têm maiores chances de se sentirem estressados no dia a dia. Isso acontece, pois, muitas vezes, há um cansaço extremo por conta das rotinas longas e um salário que não é proporcional ao trabalho. 

Além disso, existem outras possíveis causas, entre elas estão: 

  • Comunicar más notícias;
  • Isolamento profissional;
  • Medo na prática de eutanásia;
  • Resultados que não eram esperados;
  • Lidar com as expectativas dos tutores;
  • Altos custos para cuidados com os pets;
  • Baixo equilíbrio entre vida pessoal e profissional;

veterinário cuidando de um cachorro

Burnout

Os profissionais da saúde possuem grande risco de desenvolver o burnout. Isto acontece porque, com frequência, entram em contato com situações de estresse e fortes emoções, como sofrimento, morte e doenças.

Na saúde, o trabalhador busca dar assistência a problemas físicos e mentais e reduzir a dor dos seus pacientes. Sendo assim, é preciso cuidar também da própria saúde para lidar com os casos de forma saudável. Caso contrário, o profissional pode desenvolver quadros como burnout e fadiga por compaixão, que vamos explicar para você em seguida! 

A síndrome de burnout é um distúrbio emocional que acontece quando a pessoa, em um ambiente de trabalho com condições ruins, sente exaustão emocional, despersonalização (se sentir desconectado de si mesmo) e falta de realização pessoal e profissional. 

Um dos motivos do burnout em veterinários é a eutanásia nos animais. A prática exige muita responsabilidade e controle emocional. Apesar de ser uma forma de alívio da dor, é um momento super delicado tanto para a família do animal quanto para o profissional. 

 Fadiga por compaixão 

Será que é possível estar em sofrimento por viver muitos momentos de compaixão no ambiente de trabalho? 

A resposta é sim! A fadiga por compaixão é um desgaste físico ou mental causado pela compaixão dos profissionais da saúde com pacientes que estão em sofrimento intenso, além de estarem na mesma condição por um grande período. 

Por exemplo, imagine um cãozinho que teve câncer há uns anos atrás e, nos dias de hoje, a doença voltou. Entretanto, o tratamento está mais difícil. O veterinário com fadiga por compaixão sente empatia, porém, ao mesmo tempo, absorve a dor do animal e o sofrimento dos tutores.

profissional da saúde se preparando pra uma cirurgia

Suicídio e profissionais da saúde 

Não existe uma única causa para o suicídio, pois estamos falando de uma ação multifatorial! Isto quer dizer que, o fato de trabalhar na área da saúde não é o que leva ao suicídio, porém o desgaste no trabalho pode ser um dos motivos.

A verdade é que a taxa de suicídio é elevada entre os profissionais da saúde. Isto acontece, pois, na área da saúde, o trabalhador está diante do sofrimento humano todos os dias, além de receber um salário baixo e ter longas jornadas de trabalho, como em plantões noturnos.

Toda a sobrecarga de trabalho — em conjunto com questões pessoais, por exemplo — pode causar sintomas depressivos. A depressão aumenta o risco para o suicídio, que se torna uma opção para os profissionais da saúde. 

É simples cuidar da saúde mental em veterinários 

Parece difícil, mas não é! Medidas simples podem ser adotadas para que veterinários cuidem da saúde mental. Você viu que a exposição diária a fortes emoções pode causar muitos problemas de saúde. Assim, vamos mostrar para você três dicas de ouro para o autocuidado! 

1. Tenha acompanhamento psicológico 

Imagine estar no ambiente de trabalho e conseguir lidar com os desafios, não absorver a dor do outro, aprender a dar más notícias e não se frustrar com resultados inesperados. Parece um sonho, não é?

Mas pode ser a sua realidade! Um bom psicólogo pode auxiliar você a desenvolver habilidades para lidar com suas emoções e melhorar sua qualidade de vida. 

Na Eurekka, o principal foco da terapia é ajudar você a ter resultados concretos no que é importante para você. Nossa equipe conta com psicólogos de alta qualidade para acompanhar você nessa jornada. E se você quer receber esa ajuda, clique no banner abaixo e marque sua Conversa Inicial!

banner terapia saúde mental com a eurekka

2. Crie hábitos saudáveis 

Manter hábitos saudáveis pode ser uma virada de chave para sua saúde física e mental! Planejar uma rotina, fazer exercícios físicos, ter uma boa noite de sono e uma alimentação saudável são formas de prevenir doenças e transtornos mentais, como ansiedade e depressão. 

Além disso, estes hábitos ajudam você a estar disposto, de forma que seu corpo funcione melhor durante o dia. Então, dê um pequeno passo a cada dia e você vai ver o poder que os bons hábitos têm na sua qualidade de vida

Saiba mais: dicas de comidas rápidas e saudáveis.

3. Desenvolva autoconhecimento

O que você gosta de fazer para acalmar a mente? O que distancia você das pessoas ao seu redor? Quais situações deixam você mais estressado? Gosta de discutir os casos com seus colegas de trabalho ou prefere estudar sozinho? 

Você já fez essas perguntas para si mesmo? Quanto mais você conhece sobre suas necessidades, maior a chance de lidar com os desafios do trabalho de forma saudável. Isso acontece, pois você sai do automático e passa a ter consciência do que é incômodo e do que faz bem para você! 

O autoconhecimento é o primeiro passo para mudar o seu estilo de vida, começar a se cuidar e passar a viver de forma mais leve!

sede da Eurekka

Terapia para veterinários com a Eurekka 

Você que trabalha na área, sabe que medicina veterinária é uma profissão em que é preciso preparação emocional. E você não precisa ter crises de ansiedade ou exaustão psicológica para buscar ajuda! Se você sente que já está com o estresse em alto nível, não hesite em realizar acompanhamento psicológico

A Eurekka tem profissionais de qualidade, que mantêm seus relatos em sigilo, ouvem você sem julgamentos e prezam pela prática em micropassos e resultados concretos na sua vida!

Então, depois de ler as informações sobre a baixa saúde mental em médicos veterinários, que tal começar a fazer terapia com a maior clínica de terapia online no Brasil, para manter o bem-estar no trabalho? A Eurekka está aqui para uma virada de chave na sua vida profissional!

Estamos aqui para ajudar você a tirar o sofrimento da sua rotina. E aí, você topa ter um compromisso com sua saúde a partir de hoje? Seria um prazer ter você com a gente!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.