Ressocialização pós-pandemia: relatos e dicas do psicólogo

Equipe Eurekka

Depois de um longo tempo isolados, a ressocialização pode ser um grande desafio para você. Voltar a trabalhar, estudar e conversar pessoalmente são mudanças grandes na rotina e podem sim gerar um certo desconforto e medo.

Por isso, nós trouxemos para você esse mini-guia. Ele vai ajudar você a entender melhor sobre a ressocialização e os impactos de se isolar, com relatos de pessoas que também estão voltando ao presencial. Por fim, você irá receber dicas exclusivas de um psicólogo sobre como voltar a construir relações!

Então, continue a ler esse texto se você quer descobrir como voltar ao presencial de forma saudável e leve! 

De onde vem o termo “ressocialização”?

O significado da palavra ressocialização remete ao ato de voltar a pertencer à sociedade.

Esse termo, de modo geral, é muito usado para falar de pessoas que foram presas. Depois de cumprirem a pena, elas têm que buscar uma maneira de se integrar à vida em sociedade de novo. Como, por exemplo, ter um emprego, amigos, família entre outros. 

Já na pandemia, esse termo está sendo usado para falar de termos ficado muito tempo isolados em casa. Agora, temos que nos acostumar a conviver com outras pessoas em várias áreas sociais, como faculdade, trabalho, academia, escola e lazer. 

Como se, após um longo período de confinamento, estivéssemos aprendendo a viver em sociedade de novo. 

Os impactos de um longo tempo de isolamento

É um fato que o ser humano é capaz de se adaptar em diferentes contextos e lugares, certo? É só pensar nas pessoas que vivem em lugares isolados e com climas extremos, por exemplo. Mesmo com as dificuldades, conseguem se adaptar ao estilo de vida do local.

E com a pandemia não foi diferente. Todos nós tivemos que nos adaptar a uma nova realidade. Nos acostumamos a conversar, cara a cara, só com as pessoas que moravam com a gente. Começamos a sair menos de casa e reduzimos muito o convívio social.

E por isso é que pode ser tão difícil deixar de lado todo esse estilo de vida e voltar ao “normal”. Afinal, já nos acostumamos com o isolamento e com as restrições.

E, como esse isolamento durou muito tempo, sabemos que isso irá trazer impactos em nossas vidas daqui pra frente. 

Por exemplo, pode ser que você sinta muita dificuldade em conversar cara a cara com alguém, tenha sintomas de ansiedade ao sair de casa, sinta medo do vírus e estranhe a quantidade de pessoas em um só lugar.

Além disso, outros impactos podem estar ligados com questões de deslocamento, como estranhar ter que pegar ônibus para ir estudar ou trabalhar e sentir exaustão com a rotina de locomoção.

banner terapia

E para saber mais sobre a volta presencial das aulas em 2022 e como se preparar, clique nas palavras grifadas!

Relatos sobre a ressocialização pós-pandemia

Para que você saiba como está sendo esse período para os outros, a Eurekka fez uma pesquisa sobre os sentimentos das pessoas nesse período de volta ao presencial.

Então, leia abaixo trechos de alguns desses relatos e veja se você se identifica com algum deles!

relatos sobre a ressocialização

Se você chegou até aqui, parabéns! Agora você vai receber dicas mega exclusivas do psicólogo Lucas Rigoni, um dos nossos terapeutas aqui da Eurekka!

Preparado?

Dica 1: Expectativas

A primeira dica para reconstruir relações de amizade e se reaproximar de seus amigos, familiares e colegas de trabalho, é prestar atenção nas suas expectativas.

Muitas das habilidades sociais, que importam bastante nesse engajamento social, podem não ter sido treinadas ou podem ter sido menos treinadas durante esse período longo em que você se comunicou mais pelas redes sociais (ou nem mesmo isso).

Então, nesse reencontro, é vital que você não chegue com a expectativa de que a conversa vai ser a mesma logo de começo. Por isso, tenha uma expectativa realista voltada para o espírito do micropasso.

Dica 2: Valide as boas intenções

Além de ter um foco nas suas expectativas, também é importante validar e reforçar as boas intenções dos seus amigos e familiares em querer se reencontrar

Ou seja, não foque apenas no resultado do encontro. Desligue pensamentos como: “Será que foi um encontro legal?” ou “Será que a gente está se dando bem como antes?”. 

Ao invés disso, fale que a intenção de se reaproximar já é bacana. Além disso, reforce o quanto você gostou dessa intenção de construir laços de amizade. Fale dos seus sentimentos, o quanto você ficou alegre  e o quanto é importante para você a disposição do seu amigo ou familiar de se reaproximar. 

Dica 3: Vulnerabilidade

A terceira dica é uma das mais importantes para todas as amizades e para as pessoas que querem se aproximar e fortalecer um vínculo. 

E essa dica é: a aceitação e acolhimento da vulnerabilidade. Pois essa é uma das coisas que mais aproxima as pessoas em uma conversa.

Então, algo que pode ajudar muito nesse período é expressar sua vulnerabilidade. Falar o que foi difícil no momento de afastamento, o que deixou você triste e dizer o quanto foi bom poder falar com essa pessoa sobre suas mágoas. 

Mas claro, tudo dentro do bom senso, ok? Dando espaço para a outra pessoa também poder falar!

Esse lado humano e que é mais comum entre os seres humanos, que todos nós sofremos e todos nós passamos por momentos difíceis, aproxima bastante todas as pessoas. 

Dica bônus: Seja um bom ouvinte

Você não precisa dar as respostas para os problemas do seu amigo. Você precisa demonstrar que você está ali de ouvidos atentos e doando um pouco do seu tempo para aquela pessoa.

Por isso, ouça bastante e com interesse genuíno

Talvez você se pergunte, “mas como eu faço para ter interesse genuíno?”. E essa resposta é simples. Busque o que há de interessante na fala do outro, tente se conectar com o sofrimento pelo qual ele passou e tente achar pontos em comuns naquela história.

E para saber mais sobre escuta ativa, clique aqui!

sede da Eurekka

A Eurekka ajuda você a ressocializar 

Você se identifica com os relatos acima? Porque, se você está sentindo dificuldade com a ressocialização, nós temos um convite especial para você!

Aqui na Eurekka nós temos uma equipe de psicólogos muito experientes que querem ajudar você a lidar com o medo. Eles querem te ajudar com as mudanças na nova rotina e até mesmo ensinar você a ser produtivo de uma maneira muito saudável.

Então, se você quer marcar uma conversa inicial, clique aqui e descubra como nossos terapeutas podem ajudar você a passar por esse momento difícil!

E para mais conteúdos gratuitos, nos siga nas nossas redes sociais: Instagram, Youtube e Facebook

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Leave a Reply

Your email address will not be published.