A relação entre Imunidade Baixa e Saúde Mental – Guia Completo 

Equipe Eurekka

Com a rotina agitada pode ser difícil tirar um tempo para analisar como está nossa mente e corpo. Mas, mesmo na correria, é essencial que você consiga perceber como andam as coisas dentro de você. Afinal, o emocional e o físico se relacionam e dão muitos sinais, como por exemplo os efeitos da relação entre imunidade baixa e saúde mental.

Muitas pessoas se sentem fracas, têm a rotina arrastada, estão sempre passando mal e os exames sempre apontam alguma falta de vitamina, baixa imunidade e por aí vai. Assim, acabam vendo isso como um problema do organismo, algo inerente que não pode ser mudado. Mas a verdade é que isso pode sim ser revertido com atitudes práticas no dia a dia. 

Então, não se preocupe! Por aqui, vamos explicar tudo o que você precisa saber para transformar sua saúde física e mental com técnicas da psicologia comprovadas cientificamente. 

Por isso, leia este texto até o final e, se preciso, deixe um comentário para que a gente possa esclarecer todas as suas dúvidas.

Boa leitura!

Existe relação entre imunidade baixa e saúde mental?

Sim, a relação entre imunidade baixa e saúde mental é mais próxima do que você imagina. Isso porque as nossas emoções, desencadeadas por eventos específicos e pela nossa rotina, afetam diretamente na produção de hormônios e neurotransmissores, como a serotonina e a dopamina. 

Essas substâncias são essenciais na manutenção do nosso ânimo, prazer, funções cognitivas, sensação de recompensa, sono, humor, motivação e funções motoras e sanguíneas.

Então, por exemplo, se o seu emocional está abalado por alguma situação que está vivendo, você não vai ter ânimo para comer bem, vai tentar se distrair com hábitos não muito saudáveis, vai sentir muita ansiedade, vai dormir mal e por aí vai.

Então, por conta dessa desregulação emocional que incapacita os bons hábitos, os níveis de serotonina caem e a pessoa sente menos vontade ainda de ter uma vida funcional, fazendo com que a imunidade caia por causa de uma rotina negativa.

Assim, a pessoa entra em um ciclo vicioso e, muitas vezes, precisa de intervenção psicológica para conseguir sair. 

Além disso, pesquisas já têm apontado que os altos níveis de estresse constante também afetam a imunidade. 

Funciona assim: quando estamos em situação de estresse, o nosso corpo entende isso como uma situação de risco. Então, ele libera substâncias como a noradrenalina, a dopamina e o cortisol, que aumentam a sensação de alerta e nos preparam para uma luta ou fuga.

E, nesse processo, o sistema imune também é ativado, a fim de evitar infecções e outras complicações caso a gente sofra algum ferimento. Legal né?

Porém, o problema aparece quando você se encontra em um estado de estresse contínuo, de modo que essas funções são sempre ativadas, sobrecarregando o organismo.

Assim, o sistema imune fica enfraquecido, uma vez que está sempre se preparando para uma agressão que nunca acontece. Como podemos ver no seguinte artigo sobre o assunto:

 […] a resposta ao estresse regula o sistema imunológico quando uma resposta imune não mais é necessária. As interrupções nessa alça regulatória desempenham um papel importante na susceptibilidade e resistência às doenças auto-imunes, inflamatórias, infecciosas e alérgicas. A liberação excessiva desses hormônios de estresse antiinflamatórios, tais como o cortisol, no momento equivocado, como ocorre durante o estresse crônico, pode predispor o hospedeiro a mais infecções devido à imunossupressão relativa. (MARQUES-DEAK; STERNBERG, 2004, p.143)

Quais os problemas que a imunidade baixa pode causar?

O principal problema que a imunidade baixa pode causar é tornar mais difícil para o corpo combater agentes estranhos e infecciosos, assim você fica mais suscetível a infecções, ficando doente com muita frequência.

Você pode reparar que resfriados, alergias, reações inflamatórias e problemas na garganta são muito frequentes, por exemplo. 

Além disso, essa falta de “defensores” e maior trabalho para combater corpos infecciosos gera um desgaste no organismo. Dessa forma, você fica mais cansado, com fadiga e falta de energia.

Dicas para manter a imunidade e a saúde mental

E aí, você se identificou com os sintomas?

Agora que você já entendeu melhor a relação entre imunidade baixa e saúde mental, e também os danos que isso pode causar ao seu corpo, nós vamos dar dicas preciosas para você começar a colocar em prática ainda hoje.

Confira!

Ter uma rotina de exercícios físicos

Os exercícios físicos são responsáveis por prevenir doenças físicas, como AVCs e doenças cardíacas. Além disso, também estimulam a produção de endorfina e serotonina, aumentando a sensação de recompensa, felicidade e bem-estar.

Assim, com essa prática, você diminui o estresse e aumenta a satisfação, ajudando seu corpo a entrar em equilíbrio físico e mental. 

Mas não só isso! Os exercícios também ajudam você a dormir melhor, uma vez que também cansam seu corpo ao invés de só a sua mente, fazendo com que você pegue no sono mais rápido. 

Fazer a higiene do sono

E por falar em sono…

Sabia que é enquanto você dorme que seu cérebro regula o funcionamento do corpo? Pois é! É durante o sono em que ele irá estabelecer conexões importantes e diminuir o nível de estresse.

Então, é essencial que você garanta uma boa noite de sono para que seu corpo consiga funcionar da maneira certa, ajudando na saúde mental e evitando a queda da imunidade.

E é para ajudar você nisso que existe a higiene do sono. Essa é uma técnica que consiste em se desintoxicar de todos os estímulos estressores antes de dormir e já começar a entrar em estado de relaxamento.

Funciona assim: se você quer ir dormir às 22h, às 21h você deve desligar todas as luzes brancas, deixar os eletrônicos longe e garantir que seu quarto esteja confortável e com uma temperatura agradável.

Assim, durante meia hora, você irá se dedicar a atividades como: leitura, escrita, meditação, desenho e por aí vai. Ou seja, atitudes que relaxem e não envolvam telas.

Depois, 30 minutos antes do horário de dormir, você deve deitar e esperar o sono vir. Dessa forma você já induz seu corpo a um estado de sonolência e dorme na hora certa.

Além de ter uma noite de sono muito mais revitalizadora e acordar mais bem disposto, feliz, descansado e animado.

Manter uma alimentação saudável

Os alimentos certos são capazes de aumentar as substâncias que o seu corpo precisa para ter uma alta imunidade e evitar doenças, alguns deles são:

  • Frutas ricas em vitamina C: laranja, limão, acerola, tangerina e abacaxi
  • Vegetais verdes-escuros ricos em ferro e ácido fólico: couve, rúcula, espinafre e brócolis
  • Fontes de vitamina A: peixes, leite integral, óleos vegetais e frutas e vegetais na cor laranja (mamão, abóbora, cenoura e manga)
  • Fontes de zinco: carnes magras, castanhas, cereais integrais e leguminosas
  • Fontes de vitamina E: granola, linhaça, amêndoas, nozes, gema de ovo e óleo de girassol, de canola e de oliva
  • Fontes de vitamina D: salmão, sardinha e gema de ovo
  • Alho
  • Própolis 

Manter os exames em dia

É muito bom que você tenha um acompanhamento médico para que ele prescreva os exames no tempo certo e analise os efeitos da sua nova rotina. 

Hoje, há meios de você nem precisar sair de casa para fazer uma consulta e levar seus exames! Você pode marcar um horário online e o médico envia o pedido de exame por PDF.

Assim, basta você levar no laboratório, com o pedido no celular mesmo, e realizar os exames. Depois, os resultados também podem vir na via digital e você nem precisa voltar lá para buscar! Dessa forma, basta encaminhar para o seu médico e marcar o retorno online!

Prático né? E se quiser marcar sua consulta com um profissional da Eurekka e receber esse acompanhamento, basta clicar no banner abaixo!

eurekka med teleconsulta

Separar um tempo para o lazer

O lazer é tão importante quanto todas essas outras coisas. Afinal, também é necessário tirar um tempo para relaxar e fazer aquilo que você gosta.

Assim, você tem aquele sentimento de satisfação e alegria, diminuindo o estresse e evitando doenças relacionadas à baixa imunidade e saúde mental afetada. 

Aprenda mais sobre saúde mental e física 

E aí, está pronto para colocar essas dicas em prática hoje mesmo? Esperamos que sim!

E se você quiser saber mais sobre saúde mental e física, leia este material sobre como ficar menos cansado durante o dia, será de grande valia para você!

Este artigo te ajudou?

0 / 3 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *