Guia do protetor solar: o que é FPS, qual escolher e como usar?

Equipe Eurekka

Equipe Eurekka

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

Certamente você usa protetor solar quando vai à praia, mas faz o mesmo quando sai para o trabalho, para a escola ou vai ao supermercado?

Enquanto você caminha sob um sol forte ou relaxa deitado na beira da praia, você sabe o que os raios ultravioletas fazem com a sua pele?

A pele humana é um órgão sensível, que precisa de cuidados permanentes. Um desses cuidados é protegê-la com filtros solares, para isso você irá precisar ter as informação corretas.

É por isso que pensamos em explicar pra você, de maneira bem prática, como você pode aproveitar o sol, a praia e o seu dia a dia. Tudo isso sem queimaduras, sem vermelhidão, sem alergias e sem, a longo prazo, ter que enfrentar o tratamento de um câncer de pele.

O que é protetor solar?

pessoa utilizando protetor solar na mão

O filtro solar ou protetor solar é uma loção, spray ou produto tópico (que se aplica no lugar) que ajuda a proteger a pele da radiação ultravioleta do sol, o que reduz as queimaduras solares e outros danos à pele.

Pra que serve o protetor solar?

Os protetores solares são extremamente importantes, pois ajudam a diminuir os efeitos nocivos dos raios do sol, diminuindo a quantidade de radiação ultravioleta que penetra em nossa pele por meio de mecanismos de absorção, dispersão ou reflexão da radiação.

Os protetores solares são divididos em dois tipos principais: os físicos e os químicos.

Protetores Físicos

O protetor solar físico, também chamado de inorgânico, consegue refletir e dispersar a radiação UV e a luz visível (toda a luz que enxergamos a olho nu), além da infravermelho (radiação que existe em tudo que emite calor).

Os raios batem na pele e são refletidos pela barreira formada pelo filtro. Uma vez que reagem quimicamente com a pele, são os mais indicados para gestantes, crianças e pessoas alérgicas.

Protetores Químicos

O filtro solar químico tem moléculas que absorvem os raios UV, transformando-os em radiação de baixa energia, que não penetra na pele. Este tipo de protetor é o mais comum.

O que é UVA e UVB?

A principal diferença entre os raios UVA e UVB  está na cor que ele deixa na pele. Assim, raios UVB deixam a pele vermelha, já os raios UVA são os que bronzeiam.

De acordo com os dermatologistas, a vermelhidão que ocorre após o sol é um sinal de que a pessoa foi atingida pelos raios UVB, que atingem apenas a camada superficial da pele.

Em resumo, para você entender melhor, veja o seguinte comparativo:

Raios UVA:

  • Bronzeamento, manchas e rugas;
  • Não é bloqueado totalmente pelo protetor solar.

Raios UVB:

  • Deixa a pele vermelha e queimada;
  • Ajuda na vitamina D;
  • Aumenta o risco de câncer;
  • Abundantes entre 10h e 16h (por isso devemos evitar exposição ao sol neste horário).

O que FPS – quando maior melhor?

tudo de protetor solar com fps 30

O FPS determina o fator de proteção contra a radiação UVB, responsáveis pelas queimaduras solares e pelo câncer de pele.

O Fator de Proteção Solar determina o tempo que uma pessoa pode permanecer ao sol sem deixar a pele vermelha. Em outras palavras, é o número que indica o nível de proteção que um dado produto oferece contra os raios ultravioletas (UV).

O que significam os números ao lado do FPS?

A pele, quando exposta ao sol sem proteção, leva um determinado tempo para ficar avermelhada, variável para cada indivíduo e tipo de pele.

Quando se usa um filtro solar com FPS 15, por exemplo, a mesma pele demora 15 vezes mais para ficar vermelha. Se, em vez disso, usarmos FPS 30, significa que, para cada minuto com o protetor, estaremos protegidos durante 30 minutos.

Então, quanto maior a proteção melhor para a sua pele e pra sua saúde.

PPD – proteção contra raio UVA

A sigla PPD significa, em inglês, ‘Persistent Pigment Darkening’, que, em português, quer dizer ‘Escurecimento Persistente do Pigmento’. 

Sua função é a quantificação da proteção oferecida por um protetor contra a radiação UVA. 

Para você entender na prática, é necessário que PPD tenha 1/3 do valor do protetor solar que você estiver usando. Então, se você estiver usando o FPS 30, o PPD precisa ser 10; se o seu protetor tiver FPS 60, o PPD tem que ser 20 e assim por diante.

Assim, quando comprar um protetor solar, verifique se o PPD dele está correto, para que você tenha uma proteção completa, afinal, o PPD está relacionado com a proteção contra o envelhecimento, flacidez e manchas na pele.

Como escolher o melhor protetor solar?

Antes de mais nada, é fundamental que você respeite o seu tipo de pele. Se você tem a pele muito clara, por exemplo, não se aventure em protetores solares com proteção baixa. 

Em resumo, seu protetor precisa ter FPS, PPD e proteção contra raios UVA e UVB, mas não é só isso. Separamos outros detalhes pra você levar em conta na hora de escolher o seu protetor ideal:

Textura

Existem 3 tipos principais: 

  • Oil free: não tem óleo na sua textura, indicado para peles oleosas;
  • Cremoso: mais indicado para pele seca, pois tem função hidratante;
  • Toque seco: tem um efeito matificante (mate), por isso, indicado para pele oleosa.

Cor

Os protetores podem ter ou não cor. Aqueles que têm cor protegem a pele contra a radiação solar e contra a luz visível. Dessa forma os protetores sem cor apenas protegem contra a radiação solar.

Tipo

Como já mencionamos, existem dois tipos de protetores solares: físico e químico.  Assim, o físico é mais indicado para peles sensíveis, pois forma uma película que reflete os raios solares. Já o químico, tem indicação para todos os tipos de pele.

pessoa passando protetor solar no corpo

Quanto de protetor solar passar em cada parte do corpo?

A medida adotada pelo Consenso Brasileiro de Fotoproteção, desenvolvida pela Sociedade Brasileira de dermatologia (SBD), é a de uma colher de chá. Então, acompanhe as recomendações:

  • Rosto, cabeça e pescoço: 1 colher dividida entre as três partes;
  • Braço e antebraço direitos: 1 colher;
  • Braço e antebraço esquerdos: 1 colher;
  • Torso (frente e costas): 2 colheres  (1 para a frente e 1 para as costas);
  • Coxa e perna direitas: 2 colheres (1 para a parte da frente e 1 para a parte de trás);
  • Coxa e perna esquerdas: 2 colheres (1 para a parte da frente e 1 para a parte de trás).

Não se esqueça de proteger também as mãos e os pés!

Como aplicar e como usar?

A aplicação do protetor tem uma ordem correta: sempre de cima para baixo! Comece pelo rosto e conclua nos pés.

Os especialistas ressaltam que áreas como as orelhas, as entradas do couro cabeludo, a nuca e os pés geralmente são esquecidos, por isso é importante seguir uma ordem na hora da aplicação.

Quando reaplicar o protetor solar?

Não basta usar o protetor solar na pele apenas uma vez! Deve-se reaplicá-lo mais de uma vez, de preferência a cada 3 horas (no máximo) e sempre 20 a 30 minutos antes de se expor ao sol, para o protetor aderir à pele. 

Também há a necessidade da reaplicação quando se transpira (se sua) muito e no caso de se tomar banho após a primeira aplicação.

Preciso usar protetor solar se for ficar na sombra?

Sim! Você precisa, porque, mesmo à sombra, os raios UVA e UVB também nos atingem, por meio do calor e da reflexão dessas radiações solares nas superfícies.

Na praia, por exemplo, a radiação vem de cima para baixo, que é o caminho natural do sol, e de baixo para cima, porque a areia funciona como um refletor do sol.

Então, é mito que embaixo do guarda-sol você está protegido! Use protetor sempre! Estar exposto à luz visível, natural ou não, pode, entre outros agravantes, acelerar o envelhecimento da pele.

banner eurekka med

Riscos de não usar protetor

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA)  indicam que, em 2018, surgiram 165 mil casos novos de câncer de pele

O uso de protetor solar tem sido amplamente divulgado e, felizmente, para muitas pessoas, passou a ser um hábito. No entanto, é necessário continuar chamando a atenção para os riscos que vão desde o envelhecimento e manchas na pele até o câncer.

Envelhecimento

O sol vai lentamente alterando o tecido cutâneo (da pele) e com o passar do tempo – na altura da meia idade – aparecem os sinais de envelhecimento.

Isso acontece, porque a pele sofre certa atrofia, principalmente nas áreas expostas ao sol. O protetor solar tem a função de evitar essa atrofia.

Câncer de pele

Quando bem utilizados, os filtros solares evitam as queimaduras que podem levar ao surgimento de alguns tipos de carcinoma e melanoma.

O carcinoma é o câncer que se desenvolve no tecido que reveste a nossa pele e outros órgãos e o melanoma é quando as células que produzem a pigmentação da pele tornam-se cancerígenas. 

No caso do câncer de pele, o essencial é que a pessoa entenda que ele se desenvolve a longo prazo, portanto, você precisa cuidar da sua pele, usando protetor solar, desde sempre. 

Alergias

Além da vermelhidão, temos a dermatite solar ou erupção polimórfica solar, que é causada pela exposição à luz do sol, principalmente pelos raios UVA.

A característica da dermatite é pequenas manchas vermelhas que provocam coceira e, ao coçá-las, elas explodem e inflamam.

Queimaduras

As queimaduras ocorrem quando a pessoa se expõe ao sol em excesso. Atinge pessoas de diversos tipos de pele, mas em geral os efeitos são maiores em pessoas de pele clara.

Nesses casos, especialmente, o uso do protetor solar é fundamental para evitar que a pele fique vermelha, dolorida ou mesmo que se formem bolhas.

Outras formas de se proteger do sol

Seguem algumas dicas finais para você se proteger do sol:

  • Mesmo com protetor, use chapéu com aba para cobrir as orelhas, óculos escuros e guarda-sol de náilon;
  • Use óculos de sol com lentes que protejam contra o ultravioleta;
  • Proteja crianças e jovens, pois em geral, quando se cuida da pele até os 18 anos, cerca de 85% dos casos de câncer de pele podem ser evitados;
  • Hidrate a pele após ter tomado sol, para restaurar a umidade perdida, evitando assim o seu ressecamento;
  • Permaneça na sombra sempre que possível;
  • Evite a exposição ao sol entre 11h e 16h.

Por fim, você também pode acompanhar nossos conteúdos gratuitos sobre saúde: é só baixar o app da Eurekka ou então nos seguir nas redes sociais:  Instagram Facebook e YouTube.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados