Profecia autorrealizadora: isso já aconteceu com você?

Equipe Eurekka

Você já teve uma profecia autorrealizadora? Já aconteceu com você de, alguma vez, criar uma expectativa ou falar sobre algo durante o dia e aquilo acontecer? Por exemplo, falar que o seu novo projeto vai ter a melhor fase de todas, e realmente ter? 

Calma, isso não significa que você tenha poderes de prever o futuro ou algo do tipo. Na verdade, profecias autorrealizadoras são coisas que acontecem com todo mundo, com mais frequência do que você imagina. 

,Mas, por mais que elas sejam comuns, a verdade é que elas podem ter um grande impacto nas suas ações e crenças ao longo da vida, e é sobre isso que vamos falar neste texto.

O que é uma profecia autorrealizadora?

Uma profecia autorrealizadora é uma crença que uma pessoa tem sobre algo do futuro e que acontece justamente porque ela acredita que vai acontecer.

Imagine que você acordou um pouco irritado e pensou: “esse dia vai ser terrível”. Então, como resultado, várias coisas negativas acontecem: você derruba café no chão, atrasa no serviço, esquece o dinheiro do almoço, e à noite, antes de dormir, você diz que estava certo sobre o dia ser ruim.

Esse é um exemplo de profecia autorrealizadora. Em resumo, essas crenças são responsáveis por moldar, mesmo que de forma inconsciente, as suas atitudes ao longo de um dia. 

Essas crenças que você cria fazem com que você mude toda a forma com que entende as coisas ao seu redor, ora de forma positiva, ora de forma negativa e, assim, age de um jeito que pensa ter adivinhado como seria o resto do dia.

profecia autorrealizadora

Profecias autoimpostas

Esse tipo de profecia autorrealizadora é feita pela própria pessoa. Dessa forma, as expectativas dela são a causa das suas ações

Por exemplo, um jogador de futebol novato vai ter seu primeiro grande jogo e começa a achar que irá jogar mal. Assim, durante o jogo, ele começa a errar os passes, não dá chutes para o lado certo, comete várias faltas e não consegue focar no seu time.

Por outro lado, um gerente de marketing irá lançar um novo produto e está confiante que o lucro na primeira semana será o maior. Dessa maneira, ele faz chamadas para a ação melhores, faz textos publicitários incríveis, convence o seu público a comprar e o lucro é o maior que ele já teve em toda sua carreira.

Profecias impostas por outra pessoa

Já essa profecia acontece quando as expectativas de alguém sobre você afetam seu modo de agir. Esse tipo de profecia é muito causado por quem acredita em astrologia ou em cartomantes.

Por exemplo, um astrólogo diz que as pessoas do signo de leão devem tomar cuidado no trabalho e que existe risco de brigas nas relações amorosas. Desse modo, a pessoa começa a acreditar nessa profecia e, assim, passa a duvidar dos colegas de trabalho e se sente mais irritado com o cônjuge, o que causa uma briga.

Da mesma forma, um filho está muito receoso e com medo de ir mal na prova de História da sua escola. Porém, sua mãe o encoraja e diz que ele é muito inteligente e se sairá bem. Assim, o filho acredita na mãe, fica mais confiante e estuda com mais foco, tirando nota 9 na prova.

Além disso, profecias impostas por outra pessoa estão muito ligadas com o preconceito, como o racismo, machismo e xenofobia, por exemplo. A crença de que outra pessoa é inferior pode fazer com que ela passe a acreditar que tem um valor menor.

Psicologia e profecias autorrealizadoras

A psicologia tem alguns estudos e experimentos sobre o tema, que podem explicar como as crenças afetam, de modo direto, as atitudes e o processo cognitivo.

Existem fortes evidências de que acreditar em algo afeta o resultado final e, algumas vezes, isso pode acontecer mesmo sem dar muito valor às expectativas.

sala de aula

Efeito Pigmaleão

Esse efeito é um tipo de profecia imposta por outra pessoa, e diz que a forma com a qual você trata o outro afeta de forma direta as ações dele. 

Em 1968, Robert Rosenthal e Lenore Jacobsen conduziram um experimento em uma escola pública de ensino fundamental. Eles queriam saber se as expectativas dos professores sobre os alunos eram capazes de influenciar os seus resultados. 

Em resumo, foi dito aos professores que alguns alunos, escolhidos de forma aleatória, teriam um grande aumento de performance nos próximos anos, mas os alunos não sabiam disso.

Assim, ao longo do ano, o teste comprovou que a expectativa dos professores com os alunos influenciou o desempenho deles, muito mais do que diferenças de talento ou inteligência.

As boas influências dos professores para os alunos escolhidos fizeram com que esses mesmos alunos criassem essa crença interna, o que explica o seu crescimento.

Efeito Placebo

Quem nunca tomou um floral para ansiedade ou usou aquela técnica da avó para curar a tosse, né?

Esse é um exemplo de profecia autorrealizadora, porque você sente mudanças positivas no seu corpo ao acreditar que um tratamento ou substância irá ajudar em algo, mesmo que não haja efeito algum.

Além disso, é um tipo muito comum de profecia autorrealizável e acontece com muita frequência em todo lugar. Afinal, de vez em quando, o medo de algo ruim acontecer ou a ansiedade falam tão alto, que você aceita de tudo para fazer aquilo passar.

O ciclo da profecia autorrealizadora

Existe um ciclo de 4 passos para a profecia autorrealizadora e, em caso de profecias negativas, podemos defini-lo como um ciclo vicioso

Sendo assim, uma pessoa que tentar melhorar em uma atividade, na qual acredita ser muito ruim, no primeiro erro que cometer, vai lembrar da crença de que “é ruim em algo” e o ciclo vai se repetir.

Os passos deste ciclo são os seguintes:

  1. Criamos uma ou várias crenças sobre nós mesmos.
  2. Essas crenças influenciam a forma pela qual agimos com as outras pessoas.
  3. As atitudes voltadas ao outro, moldadas pela nossa crença sobre essa pessoa, também mudam a crença dela sobre nós.
  4. As crenças da outra pessoa faz com que ela aja de forma consistente com as crenças em relação a nós, o que reforça a nossa própria crença.

Pode ser um pouco complicado de entender. Então, para ficar mais fácil, vamos usar como exemplo a experiência do Pigmaleão que você leu acima:

  1. O professor cria uma crença de que alguns alunos são mais capazes do que outros.
  2. Esse professor pode começar a tratar alguns alunos melhor, com base nessa crença (oferecendo mais ajuda, dizendo que são ótimos alunos, etc.)
  3. Os alunos que são bem tratados pelo professor começam a se enxergar dessa mesma maneira.
  4. Assim, os alunos internalizam essa nova crença, e começam a agir de acordo com ela, o que reforça ainda mais a crença do professor sobre alguns alunos serem mais capazes que outros.

Esse ciclo também pode acontecer com um professor que acredita que alguns alunos são ruins, por exemplo. E é por isso que é muito importante incentivar o outro e mostrar que ele é capaz, seja na escola, trabalho e outros lugares e situações!

banner produtividade

4 dicas para evitar ser afetado pelas profecias autorrealizadoras

Mesmo que as profecias autorrealizadoras possam entrar em um ciclo, se você começa a perceber onde e quando isso está acontecendo, se torna capaz de quebrar essa cadeia e consegue mudar a sua visão sobre isso.

Então, para ajudar, vamos dar 4 dicas muito úteis que, com certeza, irão auxiliar você a identificar essas crenças e superá-las!

Identifique padrões de comportamento

Preste atenção em atitudes que você toma com muita frequência. Por exemplo, se você evita locais com muitas pessoas por ter medo de conversar, ou se tenta contornar discussões em que você sabe que está errado para não se sentir imperfeito.

Mude sua linguagem

Evite usar palavras que demonstrem incapacidade ou algo absoluto, como “sempre”, “nunca”, “jamais”, “não consigo”, “não vou melhorar”, etc. Por isso, troque por palavras mais neutras, que reforcem que é possível ser melhor, como “vou tentar”, “eu consigo”, “estou dando o meu melhor”, entre outras.

Suas palavras têm muito poder, então reparece se você diz palavras boas para si mesmo, ou se tem apenas dito coisas ruins. É importante que suas palavras sejam cheias de coragem, mesmo em dias difíceis.

Fique atento às crenças sobre outras pessoas

Não deixe que crenças negativas de outras pessoas te afetem, como “ele é muito egoísta”, “ela é ciumenta”, “o meu novo chefe é ignorante”. Conheça a pessoa antes de criar qualquer impressão sobre ela e, mesmo assim, não deixe isso controlar a forma como você age com aquela pessoa.

Analise os rótulos que colocou em você

Sempre faça uma análise de todas as crenças que você tem sobre si mesmo. Por exemplo, se você acredita que é estressado, tente dar mais detalhes e aceitar os defeitos que surgem por causa disso. Como “eu não aceito que mandem em mim e não sou capaz de respeitar as ordens do meu chefe.”

E, a partir dessa análise, comece a mudar suas ações e passe a agir de modo contrário à essa crença negativa.

sede da Eurekka

Saia dos ciclos viciosos com a Eurekka

A gente espera que, com essas dicas, você consiga encontrar quais crenças você carrega dentro de si e que esteja, nesse momento, buscando mudar e sair dos ciclos viciosos.

Chega de enxergar uma pessoa de forma negativa só porque a sua amiga falou mal dela. 

Pare de achar que é uma pessoa muito emotiva só porque alguém te criticou quando chorou por algo que te magoou.

Enxergue que você não é preguiçoso só porque acha que algo não vale a pena, mas sim porque você nunca se esforçou para fazer algo de qualidade.

Se você teve algum insight nesse texto e decidiu que precisa mudar de uma vez por todas, nós temos a solução para você.

A Eurekka tem sessões online de terapia, ideais para você. Nossos incríveis psicólogos usam a Terapia Cognitivo-Comportamental, que é muito eficaz em mudar crenças internas e a forma que você enxerga as coisas ao redor.

Clique aqui para agendar a sua primeira sessão e alinhar os seus primeiros passos em direção a uma vida longe dos ciclos viciosos. 

Nos siga nas redes sociais! Youtube, Instagram e Facebook.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Leave a Reply

Your email address will not be published.