Prednisona: o que é, para que serve e efeitos colaterais

Equipe Eurekka

Você talvez já tenha ouvido falar sobre a Prednisona ou tenha usado este corticoide. Infelizmente, apesar de ser um medicamento seguro e muito útil, pode ter muitos efeitos colaterais. Além disso, há muitas dúvidas sobre os efeitos para longos períodos de uso ou uso incorreto. Assim, muitos paciente que precisam deste remédio ficam inseguros.

Nesse texto, você vai entender como ela age no corpo, quais os efeitos colaterais e outras informações importantes. Continue lendo até o final!

O que é Prednisona?

Tomando remédio

A Prednisona pode ser conhecida como Meticorten ou outros vários nomes. Ela é um anti-inflamatório esteroide indicado para o tratamento de muitas doenças.

É uma forma feita em laboratório do hormônio cortisol feito pelas nossas glândulas suprarrenais. Ou seja os pequenos órgãos que ficam acima de nossos rins.

O cortisol tem papel no metabolismo, ajuda os ossos a crescerem e ajuda o sistema imunológico. Além disso, tem ações que tratam inflamações, ajudam na cicatrização, entre outras. No entanto, a ação da prednisona é, mais ou menos, 5 vezes mais eficiente que o cortisol natural do nosso corpo.

Mesmo sendo sendo seguro, não deixe de falar com o seu médico antes de usar. Assim ele pode te dar as informações certas. Não se esqueça que você só pode comprar esse remédio em farmácias com a prescrição médica.

O que é Corticoide?

Glicocorticoides, são medicamentos feitos a partir do hormônio cortisol. São hormônios esteroides, não sexuais e não anabolizantes. Os médicos usam a versão feita em laboratório a partir do cortisol natural.

Existem alguns tipos de corticoides e quase todos são mais fortes do que o cortisol natural que o nosso corpo produz. Com exceção da hidrocortisona, que é igualmente forte ou mais.

Qual é a diferença entre prednisona e prednisolona?

A prednisona é um pró-fármaco, que nada mais é do que um remédio inativo. Quando ingerida, a prednisona passa por um processo de ativação no nosso fígado e se torna a prednisolona para agir. Ou seja, a prednisolona é a prednisona ativa. O uso de um remédio inativo pode melhorar a sua absorção ou ação.

Por não ser preciso que a prednisolona passe pela transformação, a sua ação se torna mais rápida. Sendo por este motivo também, mais indicada para pessoas que possuem algum problema no fígado.

Para que serve a Prednisona

Para que serve

O uso deste remédio é feito com dois principais objetivos: anti-inflamatório e imunossupressor, que ajuda a proteger nosso corpo. Assim como para prevenir a rejeição de transplantes. Estes são alguns casos em que se indica o uso da Prednisona: Reumatismos, alergias, esclerose múltipla, colagenoses, doenças de pele, respiratórias, do estômago, do intestino, das glândulas, olhos e do sangue.

Além disso, se usa a Prednisona no tratamento de certos tipos de câncer, como a leucemia, e outras doenças como a lúpus e a síndrome nefrótica idiopática.

Prednisona no tratamento da COVID-19

Sabemos que desde o início da pandemia, muitos testes foram feitos com remédios para descobrir uma forma eficaz de curar a doença. Os corticoides se aliam no tratamento, dentro do hospital, de casos graves do novo Corona vírus. A prednisona está entre uma das formas de uso entre os corticoides.

O seu papel é diminuir o quadro de inflamação da doença. Bem como, se indica que os corticoides diminuem o número de mortes em pacientes em caso grave. Diminuem o tempo de internação e o tempo na unidade de tratamento intensivo (UTI), além do tempo no respirador.

Como a Prednisona age no corpo?

Os corticoides tem ação anti-inflamatória e imunossupressora. A prednisona, agindo como o hormônio cortisol, impede a produção das substâncias inflamatórias e causa alterações no nosso sistema de defesa. Depois de tomado e absorvido, o remédio circula pelo sangue e, em seguida, entra nas células de nosso corpo. Isso causa uma grande formação de proteínas. Esta proteína é quem ajuda no combate da doença.

Os efeitos devem começar a ser notados entre 1 e 3 horas depois de seu uso. Entretanto, lembre-se de que depende do tipo e gravidade de cada caso.

Quanto tempo a Prednisona fica no corpo?

Depois de tomar a última dose do remédio, ele ainda pode demorar cerca de 30 dias para que saia do organismo por completo. A Prednisona é processada pelo nosso fígado e vai embora através da urina.

Entretanto, vale lembrar que quanto mais longo o tratamento, mais tempo pode demorar para que os efeitos de seu uso desapareçam por completo.

Possíveis efeitos colaterais

Efeitos colaterais da Prednisona

Uma das maiores preocupações dos pacientes quando precisam usar corticoides são os efeitos colaterais. Na maioria dos casos é comum sentir algum efeito. Ademais, é muito aconselhado que o paciente siga corretamente as indicações médicas para uso deste remédio.

Separamos em três categorias: sintomas comuns, sintomas raros e sintomas de uso prolongado. Todavia, os sintomas abaixo, infelizmente, são apenas alguns dos que podem aparecer pelo uso de corticoides.

Os tratamentos com doses altas por mais de 2 ou 3 semanas só devem ser feitos quando o efeito contra a doença é maior do que os possíveis efeitos colaterais. O seu médico deve saber sobre os casos de reações mais fortes. E aconselhamos que sempre procure ajuda médica em caso de dúvidas.

Sintomas comuns

Entre os sintomas comuns, causados por corticoides, podemos incluir dores de cabeça, cansaço, pressão arterial alta, náuseas, aumento da fome, acne, mudanças de humor, falta de sono, inchaço, perda de massa óssea (osteoporose) e nível alto de glicose no sangue (hiperglicemia).

Sintomas raro

Os sintomas mais raros são fraqueza muscular, problemas de visão, problemas digestivos, dificuldade para respirar ou engolir, manchas roxas na pele, coceira e sintomas de infecção como tosse, febre alta, tremores e dores de garganta.

Além disso, alguns dos sintomas mais raros ocorrem pelo uso prolongado. Abaixo citamos alguns dos sintomas mais importantes que podem aparecer devido ao tempo de uso.

Sintomas de uso prolongado

Algumas das reações que mais causam desconforto não só por dentro, mas também por fora, são relacionados ao uso da prednisona por muito tempo. Apenas o médico, acompanhando o caso do paciente, pode dizer por quanto tempo e como o remédio deve ser tomado.

Podemos citar como sintomas do uso prolongado: o ganho de peso, aumento do risco de infecções, catarata, estrias, alta do colesterol, retenção de líquido, mudanças menstruais, gastrite, infertilidade, depressão, candidíase, glaucoma e fraturas ósseas.

Quem não deve tomar a Prednisona

A prednisona não é indicada para pessoas que tenham alergia a qualquer uma das partes de sua fórmula ou que tenham alergia à outros corticosteroides. Assim como pessoas com problema no fígado, rins, intestino ou que sofram de pressão arterial alta, diabetes, doenças nos ossos, fraqueza muscular e grávidas devem ter maior cuidado ao fazer uso deste remédio.

Crianças e idosos podem tomar a prednisona em doses certas para sua idade, com controle contínuo em especial para as crianças que podem ter o crescimento afetado por causa do remédio.

Consulta com os médicos da Eurekka

sede porto alegre

A Eurekka Med tem profissionais completamente capacitados com atendimento humanizado para cuidar bem de você. Marque sua consulta online hoje mesmo e deixe os profissionais da Eurekka tornarem sua vida mais leve, afinal você merece.

Se você gostou desse post e deseja ver mais conteúdo como este é só acessar o blog da Eurekka.

Além disso, siga nossas redes socais para se manter conectado com a gente: Instagram, Facebook e YouTube.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *