O paciente faltou à sessão, devo cobrar? Entenda o que fazer

Equipe Eurekka

O seu paciente faltou à sessão e você não sabe como proceder? Isso é muito comum, em especial para quem está começando agora a atender na clínica. Afinal, você não quer punir seu paciente, mas também se sente injustiçado pela hora perdida. Como lidar com isso?

Neste texto, você vai entender se deve ou não cobrar a sessão perdida e como manter o paciente engajado para que ele não desista da terapia.

Boa leitura!

Entendendo por que o seu cliente faltou

Existem vários motivos diferentes para um cliente faltar às sessões de terapia. O motivo mais comum é o imediatismo, algo tão presente na nossa cultura da correria. 

Mas o que seria isso? A terapia vem com uma curva de aprendizado demorada, o que pode fazer com que a pessoa sinta que não mudou em nada na primeira sessão de terapia. O que, no geral, é verdade, mas não é assim que os não-terapeutas pensam. 

Por isso, a psicoeducação é vital desde a conversa inicial com o cliente. Indique as possibilidades e explique porque o processo pode ser demorado, ou porque ele pode demorar um pouco para ver grandes mudanças.

Esquecimento X Fuga

Você precisa prestar bastante atenção no motivo pelo qual o paciente faltou à sessão. Será que ele se esqueceu da consulta ou estava apresentando um comportamento de fuga?

Quando o paciente esquece a sessão, pode querer dizer que ele não está tão engajado quanto deveria, não está valorizando o processo ou não está sentindo avanço na terapia. Tudo isso pode ser resultado do método usado, da sua abordagem ou, apenas, do momento de vida do cliente, que não quer manter a terapia no momento.

Já a resposta de fuga surge por um estímulo negativo, o qual você precisa identificar para ajudar o paciente a se comprometer com a terapia. Se, por exemplo, as consultas já começaram muito profundas e tocaram algumas dores que o cliente não estava pronto para tratar, ele tende a fugir do ambiente que força esse encontro com suas dores e traumas.

Para isso, é vital que você peça feedbacks sobre as sessões e entenda também o modo de agir do paciente durante as consultas. Preste atenção a como ele reage às perguntas, quão desconfortável ele fica em abordar certos assuntos e note se ele parece muito ansioso ou angustiado quando chega ao consultório.

O cliente deve pagar pela sessão de psicoterapia que faltou?

Você já teve receio de cobrar uma sessão de terapia que não ocorreu e perder o seu cliente? Não tem certeza se é justo cobrar? Então, vamos tentar desmistificar isso.

Se você reservasse um quarto de hotel, pagasse adiantado, e decidisse não ir, o hotel devolveria o seu dinheiro sem você cancelar antes e pedir estorno? Não! O hotel e tantos outros exemplos cobram a diária, pois você se comprometeu a ir e não foi e ainda tirou o lugar de outra pessoa. 

Por que você não pensa assim sobre o seu trabalho? Se o paciente faltou à sessão, sem avisar nada antes e sem ser uma emergência, você deve, sim, cobrar por esta hora perdida.

O seu tempo é valioso

Você é um profissional valioso, com uma hora valiosa, mesmo quando decide fazer atendimentos gratuitos. Se o atendimento é pago e o cliente não comparece à sessão, é justo você cobrar a hora que despendeu para aquele atendimento que não ocorreu. 

Afinal, o trabalho do psicólogo não acontece apenas naquela hora de atendimento, não é mesmo? A gente sabe que o profissional se prepara para o atendimento, estuda e se dedica a selecionar práticas para aquele caso específico.

Essa hora podia ter sido usada para fazer conteúdo e ajudar as pessoas na internet ou, ainda, para se preparar melhor para um outro caso.

Além disso, pode ser que seu cliente estivesse só “dando uma olhadinha” na terapia, assim como fazemos em lojas físicas. Não trabalhamos dando respostas, mas muitas pessoas que procuram apoio psicológico não sabem disso. Então, você vai ver, ao longo do texto, como resolver esse impasse.

Cobrar a sessão, mesmo se ele não aparecer, serve para deixar o cliente mais motivado a priorizar a terapia na próxima vez. É importante criar um vínculo, de forma que você e o paciente trabalhem de maneira ativa para fazer mudanças e planos de ação.

Então, se o cliente está motivado, fica mais fácil estabelecer esses vínculos. E, por fim, se isso acontecer, é bem provável que ele veja os benefícios da terapia e não a abandone.

Quando o cliente não precisa pagar?

No geral, é de praxe que o cliente não precise pagar caso ele avise com um dia de antecedência. Além disso, em casos de emergências, seria ruim da sua parte não flexibilizar.

Mas, se você não quiser ter que lidar com casos assim e ter que decidir sozinho o que é justo ou não, você pode deixar que a equipe da Eurekka cuide disso para você!

franquia da eurekka

Como evitar que os seus clientes faltem às sessões?

Uma ótima forma de evitar que o paciente falte na sessão é romper a dificuldade inicial, tão comum para quem está começando a terapia agora. Assim, você torna esse momento uma experiência positiva para o cliente.

Para isso, você pode usar a estratégia dos micropassos de que a Eurekka tanto fala. Produzindo um resultado positivo, mesmo que pequeno, que vem super rápido e de acordo com o esforço que o cliente consegue fazer.

Essa é uma forma muito eficaz para trazer mais motivação para o seu paciente. Além disso, planejar em quantos dias ou meses você quer terminar a tarefa que propôs ao seu paciente pode te dar uma referência melhor do quanto vocês precisam trabalhar aquilo todos os dias.

Defina regras claras para a terapia na primeira sessão

A dica para evitar um “chove e não molha”, como no exemplo do cliente que só está dando uma olhadinha, é fazer um acordo. No começo do processo, combine que, depois de três faltas, você encerrará o tratamento. Dessa forma, você exerce uma pressão para que o cliente se dedique de fato ou, então, decida por não continuar a terapia.

Além disso, sempre deixe claro que, se o paciente faltou à sessão, ele deve pagar por ela, afinal não foi cancelada no prazo estipulado. Alguns profissionais combinam que, mediante a falta à sessão, o pagamento será equivalente a uma porcentagem do valor total. Isso fica a seu critério, certo? Ele vai saber desde o princípio que este era o acordo entre vocês.

Por fim, além de colocar em contrato sobre as cobranças por falta sem aviso prévio e avisar o paciente quando ele falta sobre a cobrança que será feita, é bom sempre confirmar com o cliente o comparecimento à sessão daquele dia.

sede da Eurekka

Deixe que a Eurekka cuide disso para você

Já imaginou viver da clínica mas sem se preocupar em cobrar os pacientes, organizar a agenda e captar mais clientes?

Parece um sonho, mas na verdade essa pode ser a sua realidade de um jeito mais fácil do que você imagina!

A Eurekka oferece para você, psicólogo, a oportunidade de ser um franqueado da nossa empresa. Assim, a nossa equipe cuida das cobranças, agenda e captação de novos pacientes. E tudo o que você tem que fazer é atender, viver da clínica e aproveitar nossas capacitações e cursos!

Sem preocupações burocráticas você terá muito mais tempo para avaliar e estudar o caso dos pacientes e ainda mais tempo livre para descansar e cuidar de você. Quer saber como isso é possível? Então clique aqui e descubra!

Este artigo te ajudou?

0 / 3 3

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *