Tudo o que você sempre quis saber sobre orgasmo

Equipe Eurekka

Você se sente satisfeito(a) com sua vida sexual? Tem aquela dúvida se já atingiu um orgasmo? Além disso, se pergunta o que será que ocorre no seu corpo quando atinge esse prazer tão grande?

Essas são dúvidas bastante comuns entre as pessoas. E, a verdade é que, para ter experiências cada vez mais prazerosas, é muito importante que você sempre busque entender um pouco sobre esse tema e conhecer o seu corpo.

Por isso, nesse texto, a Eurekka vai ajudar você a entender o que é o orgasmo, quais os tipos e os fatores que estão envolvidos para chegar lá. Além disso, te dá algumas dicas para ter uma experiência ainda melhor. Boa leitura!

O que é o orgasmo?

O orgasmo é o ponto mais alto de prazer e excitação sexual. É o momento de clímax do sexo ou da masturbação.

Quando o orgasmo ocorre, uma descarga de tensão dos músculos que, ao longo da estimulação, foram contraídos, é liberada. E há uma sensação de relaxamento no corpo todo. 

Mas ainda assim, cada pessoa sente de uma maneira e em uma intensidade diferente.

Orgasmo e hormônios

Quando um orgasmo ocorre, hormônios são liberados no corpo humano. Um dos hormônios liberados é a endorfina, que traz a sensação de energia. Ela também aparece quando fazemos exercício físico e é liberada após o exercício.

Outro hormônio liberado é a dopamina. Sendo que a sensação que ela traz é de contentamento e satisfação. E um terceiro hormônio liberado é a ocitocina, o qual também está envolvido na relação sexual. Estudos afirmam que ela aumenta a ligação entre os parceiros.

Além disso, estudos afimam que ela aumenta a ligação entre os parceiros. Pois, na Alemanha, em 2014, foi feito um estudo sobre a ocitocina na relação sexual. Alguns casais foram selecionados para que usassem um spray contendo o hormônio e outros usassem um spray sem a ocitocina e tivessem relações sexuais. 

Assim, os resultados foram que os casais que tiveram contato com a ocitocina relataram uma experiência sexual melhor, com sensações mais intensas e maior satisfação após o orgasmo. 

orgasmo

Diferenças entre o orgasmo masculino e feminino

Há algumas diferenças entre os orgasmos feminino e masculino. Dentre elas, podemos citar a duração da sensação de prazer, que é maior para as mulheres. 

Além disso, o tempo necessário para atingir o orgasmo também é diferente. A mulher, na maioria das vezes, demora mais que o homem.

Em muitos casos, o tempo de recuperação (ou seja, o tempo de ter um orgasmo, o efeito passar e estar pronto para ter outra relação sexual) também são diferentes. A mulher precisa de alguns segundos e o homem, um pouco mais.

Também há uma diferença na maneira de atingir o orgasmo. Os homens atingem manuseando o pênis ou durante a penetração. Já as mulheres, atingem estimulando o clítoris, ou na penetração, sendo essa última, uma maneira mais difícil, pois nem todas as mulheres atingem o orgasmo assim.

Por fim, a mulher pode ter orgasmos múltiplos (ou seja, um seguido do outro, o que torna a sensação de prazer mais prolongada ainda). Já os homens, não têm essa possibilidade.

Zonas erógenas

As zonas erógenas são pontos do corpo humano que são fontes de prazer e podem trazer excitação sexual.

Apesar de existirem zonas comuns, cada pessoa sente de um jeito diferente e tem mais prazer em um local ou em outro. Se conhecer é um ponto vital para saber suas zonas erógenas, ou seja, onde você sente mais prazer.

As zonas erógenas mais conhecidas são o ponto G e o clitóris nas mulheres e a glande e o saco escrotal nos homens. Além disso, pescoço, orelhas e nuca são alguns exemplos que também podem – e devem, se agradar – ser explorados.

orgasmo

Tipos de orgasmo

Existem alguns tipos de orgasmo. Sendo que alguns podem ser atingidos apenas pelas mulheres e outros apenas pelos homens. A seguir, te contamos quais são eles:

Orgasmo clitoriano

É exclusivo da mulher. Ocorre pela estimulação do clitóris.

Orgasmo vaginal

Também é exclusivo da mulher. Ocorre através da penetração vaginal, seja ela pelo pênis, dedos ou algum brinquedo sexual. Além disso, também pode ocorrer pelo estímulo do ponto G ou estímulo indireto do clitóris.

Orgasmo anal

Pode ocorrer tanto em mulheres quanto em homens. Ocorre através da estimulação anal, no ponto A da mulher e na próstata do homem. Na mulher, existem nervos que se estendem desde a vagina até o ânus, permitindo a estimulação retal mais prazerosa.

A utilização de lubrificante nesse tipo de sexo é indispensável, já que o ânus não tem lubrificação natural. A área anal é cheia de terminações nervosas, por isso pode dar muito prazer.

Orgasmo ejaculatório

É o tipo de orgasmo mais famoso e, na maioria das vezes, mais conhecido por ocorrer apenas no homem. Acontece, no sexo masculino, através da estimulação do pênis e da ejaculação do esperma. 

Mas as mulheres também têm essa possibilidade, apesar de mais incomum. A ejaculação feminina, ou “squirting”, ocorre com algumas mulheres e é quando há uma emissão involuntária de líquidos saídos da uretra antes ou durante o sexo. 

Ao contrário dos homens, o “squirting” não precisa vir acompanhado do orgasmo, mas é comum que venha. 

O que é anorgasmia?

Anorgasmia é uma condição em que a pessoa tem dificuldade de atingir o orgasmo. Pode ocorrer em ambos os sexos, mas é muito mais comum no sexo feminino. 

Mulheres podem sentir uma dor no ventre ou na região anal quando tem essa condição. Já os homens podem sentir uma dor nos testículos. 

As causas podem ser físicas, emocionais ou psicológicas. Alguns exemplos de causas são: 

  • falta de conhecimento de seu corpo e gosto sexual; 
  • problemas de relacionamento;
  • baixa autoestima;
  • envelhecimento;
  • condições médicas.

Além disso, há 4 tipos de anorgasmia: 

  • Primária (em que a pessoa nunca atingiu orgasmo);
  • Secundária (a pessoa tem dificuldade mesmo já tendo atingido alguma vez na vida);
  • Situacional (é a mais comum e é quando a pessoa atinge apenas em situações específicas);
  • Geral (é a incapacidade de atingir o orgasmo, mesmo tendo excitação sexual suficiente).

banner terapia saúde mental com a eurekka

3 maneiras de deixar o orgasmo mais fácil

Há maneiras de atingir o orgasmo de um jeito mais fácil. E, ao contrário do que muitos pensam, não depende apenas de como a estimulação é feita. Mas de muitos fatores, inclusive psicológicos, que podem afetar. 

Então, aqui vão três dicas para te ajudar a sentir esse prazer:

Comunicação

Poder se comunicar e falar aquilo que você gosta ou não na hora do sexo é vital para atingir um orgasmo. Pois é através da comunicação que seu parceiro ou parceira vai poder entender como te ajudar a atingir o ápice do prazer durante o ato.

Conheça seu corpo

Explorar o próprio corpo, conhecer suas zonas erógenas e seus gostos podem, e com certeza vão, ajudar você a atingir orgasmos melhores e com mais facilidade. Por isso, o autoconhecimento é essencial aqui.

A pornografia não é a vida real

É importante lembrar que os vídeos de pornografia não são uma boa base para comparar com a sua vida sexual. Uma vez que, nesse tipo de vídeo, todos os atos são bastante encenados e não demonstram o que, de fato, ocorre em uma relação.

Então, o ideal é que você se conheça para poder ter prazer de verdade sem precisar se preocupar tanto com o que ocorre no exterior do ato!

sede da eurekka

Saúde sexual também é saúde mental! Conte com a Eurekka

Se você sente que precisa desenvolver mais seu conhecimento sexual, principalmente sobre você mesmo, a Eurekka pode te ajudar! 

É muito comum ter medo e vergonha de falar sobre assuntos sexuais. Pode ser que você tenha alguma dúvida sobre seu corpo e sobre as relações sexuais no geral, mas não se sente confortável para falar isso com amigos ou familiares.

Então, se você se identifica com essa situação, que tal tentar a terapia Eurekka? Nossos profissionais são altamente especializados sobre esse e outros assuntos. Além de ser um ambiente sigiloso, ou seja, o que você falar ali ficará apenas entre você e o seu psicólogo. Sem julgamentos e de modo muito profissional.

Além disso, não podemos esquecer que uma boa e equilibrada vida sexual é muito importante para sua saúde física, mental e até autoestima. Então, é preciso que você não deixe de lado dúvidas e questões que incomodem você a viver bem!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.