Olheiras: o que são, causas e como tratar

Laura Almeida

Laura Almeida

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

É fato que as olheiras logo abaixo dos olhos incomodam na estética e ninguém aprecia isso. Se elas aparecerem depois de uma ressaca, tudo bem.

Mas se essas manchas forem permanentes, você deve procurar ajuda médica para entender o que está acontecendo.

olheiras

O que são olheiras

Olheiras são mudanças de cor na região dos olhos, como manchas, que ficam arroxeadas ou amarronzadas. Podem ter diferentes origens e, por isso, várias formas de tratamentos.

Olheiras X Bolsas

A diferença entre as duas é que as olheiras são mudanças na cor da pele e as bolsas são resultado da flacidez da pele no local. É possível ter as duas condições juntas, mas nem sempre acontece.

Tipos de olheiras

Você sabia que há muitos tipos de olheiras? Pois é! Para entender melhor, vamos ver a seguir que tipos são esses.

Olheiras vasculares

São causadas por aumento de vascularização ou congestão de vasos, tendo cor entre rosa e arroxeado.

Olheiras pigmentares

O aumento de melanina na pele da região provoca alteração da cor na área, com tons acastanhados.

Essa pigmentação pode ocorrer de forma natural em pessoas de descendência indiana, asiática ou árabe, ou pode ser decorrência de um processo inflamatório alérgico.

Olheiras profundas

São causadas pela anatomia dos ossos e gordura do rosto, fazendo com que a região periocular fique mais “funda”, e esse desnível leva a um escurecimento por efeito de sombra na região.

banner produtividade

Edema

O inchaço ou edema da região pode ser por mudanças normais de cada um ou por presença de bolsas de gordura. 

Olheiras mistas

Podem aparecer por junção de fatores, com colorações de diferentes tipos, como dormir mal e beber álcool, por exemplo.

Quais são as causas das olheiras?

Você pode estar com olheiras e não saber a causa. Isso impede que você entenda o que está acontecendo e faça o tratamento correto.

Hereditariedade

A estrutura óssea possui influência de componentes genéticos, e pode influenciar no aparecimento de olheiras na região.

Pessoas com pele mais pigmentada, como árabes, indianos e negros podem ter mais acúmulo de melanina na região.

Acúmulo de vasos e má circulação do sangue

Muitos fatores levam ao aumento de formação de vasos na região. A má circulação faz com que seja necessário mais sangue circulando para levar o oxigênio de que os tecidos precisam.

Como a pele dessa região é mais fina, o excesso de vasos fica mais visível do que em outros locais do corpo.

sono causa olheiras

Sono e cansaço físico

A pele também descansa e precisa dormir para se recuperar. A falta de sono adequado aumenta os níveis de cortisol no sangue, aumentando os vasos sanguíneos. 

Melanina

Acúmulo de melanina também é uma das causas de olheiras. A melanina é o pigmento que dá cor à pele, sendo que quanto mais escura a pele, mais melanina o indivíduo produz.

Essa produção de melanina pode deixar a região mais amarronzada ou acastanhada.

Tabagismo

Fumar pode prejudicar a oxigenação do sangue. Com um sangue mais pobre em oxigênio, o corpo  entende que precisa aumentar os vasinhos da região.

Consumo de álcool e drogas

Álcool e drogas prejudicam a circulação de sangue na região dos olhos, deixando a área mais arroxeada. Também provocam aumento do cortisol, hormônio ligado ao estresse, que prejudica a circulação de sangue na região.

O álcool também contribui para o inchaço da pele, pois “puxa” a água e retém nas células, deixando os olhos mais inchados.  Portanto, beber muita água contribui para reduzir os efeitos do álcool no corpo e na pele.

Doenças respiratórias

Muitas doenças respiratórias não permitem uma respiração adequada. Rinites, sinusites, aumento da adenoide e amígdalas, além de asma e bronquite, podem dar dificuldade para respirar pelo nariz.

A respiração pela boca não é tão eficiente e prejudica a chegada de oxigênio aos tecidos, então a região dos olhos acaba ficando mais arroxeada quando o oxigênio não chega de forma adequada.

Estresse físico ou emocional

O estresse acaba elevando os níveis do hormônio cortisol, que provoca retenção de líquido. Isso faz com que a pele da região dos olhos fique mais inchada. Além disso, o cortisol também deixa a região mais arroxeada. 

Falta de fotoproteção

Não usar protetor solar faz com que a região fique exposta aos raios UVA e UVB, que causam o fotoenvelhecimento da pele.

Além disso, a maior exposição ao Sol pode aumentar a produção de melanina na região, deixando as orelhas mais acastanhadas.

Estrutura do rosto

Algumas pessoas têm os ossos da face com um formato que deixa a região mais afundada. Além disso, o efeito de luz e sombra deixa a região escura.

Maquiagem pode disfarçar a região, mas um tratamento mais duradouro pode ser prescrito por um dermatologista. 

olheiras

O que piora as olheiras?

As olheiras podem piorar com hábitos como fumar, usar álcool e drogas, períodos de muito estresse e sono inadequado.

Além disso, doenças respiratórias não tratadas também colaboram, como rinite e adenoide/amígdalas aumentadas. Isso porque podem levar a uma dificuldade para respirar, o que, por sua vez, dificulta a chegada de oxigênio à região dos olhos. Então, isso leva à formação de vasinhos arroxeados na região periocular.

Não usar protetor solar também pode piorar as olheiras, pois a maior produção de melanina na região estimulada pela exposição ao sol deixa mais acastanhado, portanto, não economize em protetores solares.

Por fim, é preciso cuidar do sono e evitar situações de estresse.

Como eliminar as olheiras?

Um dos tratamentos possíveis para eliminar as olheiras é o preenchimento com ácido hialurônico na região periocular.

Por isso, cremes clareadores específicos, peelings e laser de luz pulsada podem ser prescritos para eliminar olheiras pigmentares.

Por fim, no caso das bolsas de gordura, a cirurgia de blefaroplastia melhora as olheiras.

preenchimento das olheiras

Quem faz o preenchimento das olheiras?

Procedimentos como preenchimento com ácido, cremes clareadores, peeling e laser podem ser realizados por dermatologistas.

Já a blefaroplastia, pode ser realizada por cirurgiões plásticos ou ainda oftalmologistas. O médico faz uma avaliação individual do paciente para que o tratamento seja o mais adequado possível.

Tratamentos caseiros para olheiras

Os tratamentos caseiros costumam funcionar muito bem para amenizar por um tempo as olheiras. Contudo, eles não são tratamentos permanentes.

Compressas de água fria

As compressas podem amenizar na mesma hora as olheiras provocadas por inchaço no rosto, mas seu efeito não é duradouro.

Chá de camomila

É um chá natural com propriedades calmantes, que ajuda a rejuvenescer a pele e reduz o inchaço da região. Além disso, melhora a circulação da região.

Podem-se aplicar compressas de algodão ou o próprio saquinho do chá de camomila na região dos olhos, por 15 minutos, para melhorar as olheiras.

Pepino

O pepino tem propriedades calmantes que ajudam a reduzir os vasinhos da região. Então, para aplicar, corte rodelas de pepino e deixe descansando sobre os olhos por 20 minutos.

Depois de aplicar, recomenda-se lavar o rosto com água morna para ativar a circulação.

pepino melhora olheiras

Gaze com leite

O leite tem ácido láctico, uma substância que ajuda na hidratação, clareamento e renovação da pele.

Além disso, você pode fazer as compressas com leite puro ou uma mistura de leite e mamão papaia (100 mL de leite e meio mamão papaia, batidos no liquidificador).

Aliás, a gaze deve ficar por 15 minutos sobre os olhos e é vital lavar bem a região após a aplicação.

Massagem

Massagear a região dos olhos ajuda a melhorar a circulação, pois reduz a cor arroxeada/azulada da região.

Não é um tratamento definitivo, mas se for feita todos os dias, pode ajudar a amenizar a cor da região.

Por fim, se você quer melhorar a sua vida em todos os aspectos, aproveite para entrar no nosso aplicativo ou redes sociais: Instagram,  Facebook e YouTube!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados