Novembro azul: o que fazer para a campanha na sua empresa

Equipe Eurekka

A Campanha Novembro Azul, que tem por objetivo incentivar a prevenção do câncer de próstata, ganhou muita força nos últimos tempos. Mas a gente acredita que ainda há muitos meios de espalhar a informação correta sobre a doença e tornar o tema ainda mais abrangente. Então, que tal discutir o câncer de próstata na sua empresa e levar aos seus colaboradores boas práticas de saúde?

Você que é gestor, pode e deve criar estratégias para esclarecer dúvidas e incentivar seus funcionários a fazer exames de rotina e aprender a identificar sinais de que algo não está bem. 

Então, pensando nisso, a gente traz neste texto 5 dicas de como levar o Novembro Azul para dentro da sua empresa. Confira!

O que é novembro azul?

É uma campanha dedicada à prevenção do câncer de próstata, com ênfase no público masculino.

E é muito importante que todas as pessoas recebam informações corretas sobre prevenção e tratamento, para que os homens se acostumem a fazer exames periódicos. Isso porque, apesar das inúmeras brincadeiras em torno desses procedimentos, a doença pode ser fatal se não for descoberta nos estágios iniciais.

Dessa forma, além de ressaltar a importância dos exames, o Novembro Azul também surgiu para desmistificar a prevenção e tornar os exames de rotina algo sério e necessário.

Como surgiu o novembro azul?

O Novembro Azul surgiu na Austrália, em 2003, por iniciativa de dois amigos, Travis Garone e Luke Slattery. Eles se inspiraram na mãe de um colega que fazia campanha para arrecadar fundos para o combate ao câncer de mama, e resolveram dar início a uma campanha que focasse no câncer de próstata. 

O mês de novembro foi escolhido, porque já se comemorava o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, no dia 17 de novembro.

No Brasil, a campanha só tomou forma no ano de 2011, por iniciativa do Instituto Lado a Lado pela Vida. Isso aconteceu, principalmente, porque o câncer de próstata é o mais comum entre os homens.

Qual a proposta do novembro azul?

A proposta da Campanha é a prevenção. É conscientizar as pessoas, em especial os homens, que o exame de próstata deve ser incorporado na sua rotina de saúde. E que, se a doença for descoberta cedo, o tratamento fica mais eficiente e a saúde será preservada.

Aliás, em 2016, a campanha foi ampliada e passou a se preocupar com a saúde integral do homem, levando em consideração outras doenças relacionadas ao sexo masculino. 

laço do novembro azul ao lado de prancheta médica

O que fazer na campanha Novembro Azul

Dessa forma, os gestores devem incorporar boas práticas de saúde física e mental na empresa, com o objetivo de informar, prevenir e acolher.

Com informações objetivas e simples, você consegue alertar os colaboradores e também ajudar a desmistificar brincadeiras que surgem em torno dos exames de próstata. 

Além disso, a empresa deve ter mecanismos que facilitem a prevenção, como incentivo às consultas médicas e estímulo aos cuidados gerais com a saúde, como alimentação correta, atividade física e saúde mental.

Por último, quando o colaborador comunicar que está com a doença, é muito importante que todos os direitos legais sejam garantidos e que o funcionário seja acolhido de forma plena.

Então, pra que tudo fique bem explicado, confira 5 atitudes que todos os gestores podem ter, para que o Novembro Azul faça diferença na saúde dos seus colaboradores. Confira:

1. Compartilhar quais os sinais e sintomas do câncer de próstata

É importante criar uma equipe de comunicação no ambiente de trabalho. Essa equipe tem como tarefa manter as informações atualizadas e fazer pequenos gestos como fixar cartazes no mural que destaquem os fatores de risco do câncer de próstata, por exemplo.

Além disso, a equipe pode mandar mensagens via email ou whatsapp alertando sobre prevenção e também divulgando eventos de saúde na empresa. Ou seja, não deixa o tema ser esquecido.

2. Trazer números, dados e estatísticas

Pesquisas recentes com homens mostram que 13% dos entrevistados afirmaram que, se não há sintomas, não há motivos para fazer o exame. Isso é grave, porque a gente sabe que a doença pode ser silenciosa e os sintomas podem se confundir com outras doenças.

A empresa, então, pode apresentar aos colaboradores dados recentes e, dessa forma, conscientizá-los de que os números são sérios.

Uma forma de fazer isso é trazer para a empresa um profissional da saúde que apresente o panorama da doença de modo acessível e prático. A ideia é tornar a conversa sobre o assunto algo natural e jamais criar situações de medo e receio.

Se a sua empresa tem um informativo mensal/semestral, crie um espaço de destaque para informações sobre saúde e dicas preventivas.

3. Enfrentar os bloqueios culturais sobre os exames preventivos

Uma pesquisa realizada em 2018 pela Bayer, mostrou que 24% dos entrevistados não realizaram o exame de toque retal por considerar uma técnica pouco máscula. 

Por isso, é urgente que se lute contra esse tipo de conceito e se explique de forma séria a importância do exame precoce.

Na sua empresa, seja exemplo para seus colaboradores e não apoie qualquer brincadeira grosseira quanto aos exames de toque.

homem em pé na frente de pessoas sentadas em cadeiras dando palestra sobre o novembro azul

4. Promover conversas com especialistas

Como o assunto é urgente e delicado por conta de alguns preconceitos, a melhor forma é trazer especialistas para abordarem o assunto.

A dica é fazer um calendário desses momentos na empresa e divulgar bastante, para que os colaboradores participem e tirem proveito desses encontros. Você poderia chamar de calendário da saúde e manter essa prática sempre em evidência.

E além de profissionais especializados em câncer, os gestores podem organizar eventos que contem com educadores físicos, nutricionistas e psicólogos. Oferecendo, assim, informações e dando dicas práticas de como ter uma vida mais equilibrada. Que tal manter um calendário fixo de atividades anuais relacionadas à saúde?  

Lembrando sempre que investir na saúde física e mental dos colaboradores não é custo, é benefício. Afinal, você sabe que uma equipe saudável trabalha melhor.

Saiba mais: Estresse no trabalho – saúde mental te faz render mais!

5. Realizar visitas a institutos ligados ao câncer de próstata

Uma forma de sensibilizar os colaboradores para qualquer causa é envolvê-los em projetos práticos. Então, convidar os funcionários para conhecer instituições que atuam na prevenção do câncer de próstata e na acolhida aos pacientes e ex-pacientes, é uma maneira de ver de perto o cenário da doença.

E, no Novembro Azul, a empresa também pode fazer ações como distribuir o laço azul para que todos os funcionários usem. Além de enfeitar os setores com a cor azul para lembrar que o mês é especial.

Por fim, a gente deixa aqui pra você o endereço eletrônico do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Orgão oficial do governo federal, em que se encontram informações confiáveis e dicas importantes.

sede da Eurekka

A Eurekka pode ajudar você a levar saúde física e mental para a sua empresa

A Eurekka acredita que o equilíbrio entre saúde física e mental é uma necessidade humana inadiável. Por isso, as empresas precisam olhar de maneira atenta para os dados sobre saúde e priorizar o combo de saúde dos seus colaboradores. 

E é para ajudar você nessa tarefa que nós criamos o Programa de Saúde Mental para Empresas. O suporte completo para combater e tratar a ansiedade e a depressão, fazendo com que sua equipe seja mais produtiva e motivada. Já são mais de 15 empresas que estão erradicando o desperdício de potencial através dos nossos serviços!

Então, se você quer conhecer nosso trabalho humanizado, direcionado e completo para a sua empresa, clique aqui e saiba como contratar nossos serviços!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.