Nidação: o que é, sintomas, quando e como ocorre

Equipe Eurekka

A nidação é o nome que se dá ao processo de implantação do óvulo recém fecundado na parede do endométrio, que é o tecido que reveste o interior do útero. Esse é um dos estágios do início da gravidez e, durante ele, você pode ver um pouco de sangue saindo da região vaginal. Isso pode ocorrer até mesmo fora do período menstrual. Esse sangramento em pequena quantidade, para muitas mulheres, é um sintoma do início da gravidez.

Mesmo com essa imagem geral do que é a nidação, existem muitos outros pontos que você deve conhecer sobre esse evento. E, neste texto, você vai entender quando, como e quanto tempo dura a nidação. Além disso, vai saber a diferença desse tipo de sangramento para a menstruação e quando fazer o teste de gravidez.

O que é a nidação? Como e quando ela ocorre?

mulher com nidação

Após a ovulação e fecundação do óvulo, se forma o zigoto, uma célula em que o esperma e o óvulo se fundem na tuba uterina. Assim, a nidação ocorre quando o zigoto se une à parede uterina.

Em suma, a nidação é uma das primeiras fases da gestação, sendo como um indicativo do início da gravidez. Ela pode acontecer de uma a duas semanas após o período fértil da mulher.

Por apresentar um pouco de sangue, algumas mulheres podem confundir a nidação com a menstruação e acabarem por se surpreender quando a gravidez aparece de forma mais clara. Por isso, é importante falar sobre as diferenças entre esses dois eventos.

Nidação ou menstruação?

O sangramento da nidação acontece porque, quando o zigoto se fixa no endométrio (a “parede” interna do útero), ele libera alguns resíduos no útero. Isso quer dizer que ele está bem fixo, o que diminui as chances de um possível aborto por descolamento.

Entretanto, é importante apontar que apenas cerca de 20% das mulheres passam pelo sangramento da nidação. Ele não é tão comum e, por isso, algumas mulheres podem começar a gravidez sem sentir esse efeito.

Como diferenciar menstruação e nidação

Como os dois envolvem sangramento, nidação e menstruarão podem se confundir. Apesar do sangue nos dois casos, cada um tem características únicas que você pode se basear para saber qual é o seu caso.

A maior diferença entre a nidação e a menstruação é que, na menstruação, o sangue costuma apresentar um tom de vermelho mais vivo. Além disso, a menstruação tende a durar mais tempo e possuir mais intensidade na quantidade de sangue.

Por outro lado a nidação tende a durar menos tempo, no máximo três dias, e ter uma intensidade bem menor, geralmente, manchando apenas a roupa íntima ou até mesmo somente o papel higiênico utilizado. Visualmente falando, o sangramento da nidação é um muco marrom ou rosado, e costuma apresentar pequenos filetes de sangue.

Nidação e sintomas de gravidez

cólicas de nidação

Além do pequeno sangramento que a nidação ocasiona, ela pode ser acompanhada de alguns outros sintomas também, como cólicas leves e dor no baixo ventre – sintomas bem parecidos ao da menstruação, porém nem sempre são muito evidentes.

Os primeiros sintomas da nidação e, sendo assim, da gravidez, irão aparecer perto da época em que ocorreria o período menstrual, cerca de 28 dias após a última menstruação. Dessa forma, os sintomas costumam aparecer entre 7 e 14 dias após o período fértil da mulher.

O que ocorre após a nidação

O útero feminino é revestido por uma “parede” em seu interior, chamada de endométrio. Após a nidação, o embrião se fixa de vez no endométrio e, além disso, irá se formar a placenta para que o organismo possa seguir com o rumo normal da gestação, bem como outras estruturas importantes e fundamentais para o processo da gravidez, como o cordão umbilical e o saco amniótico.

Uma vez que a nidação acaba, podem surgir alguns sintomas mais famosos de uma gestação, como, por exemplo: vômitos, náuseas, sono, tontura, alterações no apetite e aversão a certos odores.

Quando fazer o teste de gravidez depois da nidação

A gonadotrofina coriônica humana (HCG) é um dos hormônios muito importantes e responsáveis pela gravidez. De forma geral, um dia após o fim da nidação, o corpo começa a produzir esse hormônio, dobrando seu valor a cada dia. Assim, ele será detectado pelos testes de gravidez, sendo possível saber se há uma gestação em andamento ou não.

Porém, levando em consideração que cada organismo é diferente e reage de uma maneira diferente às mais diversas situações, recomenda-se esperar por no mínimo três dias para realizar o teste de gravidez, o que permite que o resultado seja mais certeiro.

O que pode prejudicar a nidação

Um dos fatores que podem prejudicar a ocorrência da nidação é a anatomia do próprio útero caso ela tenha algum tipo de alteração. Entre elas, alguns exemplos são a diminuição dos movimentos ciliares das trompas, endometriose, útero bicorno, entre outros.

Alterações assim podem causar a não ocorrência da nidação e, portanto, causar um aborto ou uma gestação ectópica (quando o embrião se fixa nas trompas).

Além disso, a qualidade do embrião é um fator que pode prejudicar a nidação, uma vez que mudanças no próprio embrião podem fazer com que a nidação não ocorra, como, por exemplo, a multiplicação mal feita das células do embrião. Ademais, a qualidade dos próprios espermatozoides ou dos óvulos podem ser um fator decisivo também.

Como confirmar a gravidez

A nidação indica que a gravidez teve início e está em andamento. Porém, se você teve sangramento leve e sentiu cólicas, é preciso confirmar se foram realmente sintomas de nidação.

Para isso, o primeiro passo é realizar um teste de gravidez. Ele pode ser um teste rápido de farmácia (que mede o HCG na urina) ou por exame de sangue.

Além disso, depois que o teste de gravidez der positivo, é muito importante ir o quanto antes ao médico, para que se possa confirmar a evolução da gravidez com uma ecografia (e ouvir o coraçãozinho do seu bebê pela primeira vez!), além de dar início ao acompanhamento pré-natal.

Materiais gratuitos da Eurekka

sede presencial eurekka

A equipe Eurekka conta com materiais gratuitos sobre saúde física, saúde mental e psicologia que você pode acessar de qualquer lugar!

E além de ser uma clínica de psicologia (clique aqui para saber mais sobre a terapia), a Eurekka também conta com a EurekkaMed, com consultas médicas online e presenciais.  

Para acessar mais conteúdo gratuitos como esse, acesse nosso blog, aplicativo ou clique na rede social que preferir: Instagram, Facebook, YouTube e Twitter!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 4.5

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.