Musicoterapia funciona? Saiba o que a Psicologia diz!

Equipe Eurekka

Você já começou a ouvir uma música e se sentiu muito alegre? Ou relaxado? Ou, ainda, muito triste com a melodia? Pois é, a música pode mexer muito com as nossas emoções! Afinal, ela faz parte de muitas áreas das nossas vidas. Mas será que a musicoterapia funciona? Ou seja, será que ela pode ser usada como forma de terapia?

Se você ama música e está buscando formas de melhorar sua saúde mental, ou apenas quer saber mais sobre essa área, você está no lugar certo!

Nesse texto, você vai entender mais sobre essa técnica, se ela funciona, o que a psicologia pensa sobre o assunto, quais os benefícios e quem a musicoterapia pode ajudar!

Boa leitura!

O que é musicoterapia?

A musicoterapia é uma forma de terapia feita com música. Isso pode ser feito de várias maneiras: ouvir, compor, tocar algum instrumento e até mesmo cantar. Assim, é uma terapia que tem como objetivo trabalhar a saúde mental através da arte.

A música interfere no nosso cérebro. Isto é, ao escutar uma música, áreas como o córtex, amígdala, cerebelo e hipocampo são ativadas. A partir disso, podemos sentir diferentes emoções, como: felicidade, tristeza e outras.

Dessa forma, é possível usar a música como um recurso terapêutico para promover e prevenir questões de saúde mental. Há diferentes formas de usar a musicoterapia. Sendo que ela pode ser feita em sessões individuais ou em grupo. 

Além disso, o profissional responsável por esse tipo de terapia é o musicoterapeuta. Assim, é ele quem vai avaliar o caso e decidir o melhor formato para o paciente. Esse profissional pode trabalhar em conjunto com outros profissionais, inclusive com o psicoterapeuta.

A musicoterapia pode ser feita de forma ativa ou passiva. Na forma ativa, o paciente produz música. Ou seja, ele canta, toca um instrumento e outros. Já na forma passiva, o paciente escuta alguma música, assiste ao musicoterapeuta, ou a outros participantes da terapia em grupo tocando um instrumento.

homem cantando na musicoterapia

Para quem é a musicoterapia?

A musicoterapia pode ser útil para várias pessoas. Entre elas, estão pessoas com dificuldades de comunicação. Por exemplo, pacientes com dificuldades de fala ou questões neurológicas. Isso se dá porque a música ativa as mesmas áreas cerebrais envolvidas na linguagem. 

Além disso, a musicoterapia pode ajudar pessoas com doenças cardíacas, como o Alzheimer, as que estejam se recuperando de um AVC e em casos de autismo. Ainda, pode ajudar pessoas que querem melhorar sua qualidade de vida em geral.

Musicoterapia funciona?

A musicoterapia tem sido objeto de estudo científico e seus resultados são muito promissores. As pesquisas apontam que a musicoterapia pode ter uma série de benefícios para a saúde. 

Assim, há relatos de efeitos no humor, frequência cardíaca, bem-estar e habilidades de comunicação. Dessa forma, o efeito terapêutico da música pode ter um papel importante para muitas doenças e condições de saúde.

Então, podemos dizer que a musicoterapia funciona e pode ajudar muitas pessoas! Além disso, a psicologia também está estudando sobre os efeitos da música. Ficou curioso? Então continue lendo o texto.

O que a Psicologia diz sobre musicoterapia 

A psicologia, nos dias de hoje, acredita que a musicoterapia pode ser um ótimo recurso para tratar várias condições de saúde. Por exemplo, a música pode ser usada em conjunto com a psicoterapia, para que o paciente possa aproveitar melhor seus benefícios!

Ainda, a música é um ótimo recurso para trabalhar o modo como a pessoa se sente, emoções, lembranças e narrativas da vida. Além disso, pode ser muito útil para aqueles pacientes com dificuldade de se conectar ou falar sobre suas emoções.

academia eurekka

Musicoterapia funciona! Benefícios da Musicoterapia

Como você viu, a musicoterapia já tem muitos benefícios comprovados. E, abaixo, vamos contar um pouco mais sobre como a música pode ajudar em várias áreas da saúde e da vida no geral!

Estimula a memória e o aprendizado 

A música ativa regiões do cérebro relacionadas à memória. Entre elas, está o hipocampo. Assim, a música pode ser usada para tratar dificuldades e perdas de memória. 

Dessa forma, a musicoterapia funciona como tratamento de doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer. Além disso, pode ser usada como forma de estimular e prevenir perdas de memória.

Libera endorfina e gera bem estar

O contato com a música ajuda a se sentir bem, calmo e relaxado. Isso se deve à liberação da endorfina, um neurotransmissor relacionado ao prazer e ao bem-estar.

Assim, a musicoterapia pode ser muito útil no caso de pacientes com depressão, melhorando seu bem-estar. Ou, ainda, com pacientes muito ansiosos, com dificuldade de relaxar. Isto é, a música pode ajudar a acalmar e diminuir o estresse. 

Aumenta a força de vontade

A musicoterapia ajuda a estimular a vida social do paciente. Isto é, ela ajuda a melhorar a capacidade de comunicação, facilitando o contato com outras pessoas. Ainda, essas questões podem ter um impacto positivo  no humor. 

Então, combinando todas essas questões, o paciente pode viver com mais energia. Além disso, pode se sentir mais motivado e determinado e, portanto, com mais força de vontade. 

tocar violão como forma de musicoterapia

Melhora o equilíbrio e o ritmo cardíaco 

Ouvir ou tocar música pode melhorar o equilíbrio do nosso organismo. Um exemplo disso é que a musicoterapia ajuda no ajuste da nossa respiração. Isto é, ela ajuda no ritmo de como inspiramos e expiramos o ar.

Além disso, ela pode ajudar no ajuste dos nossos batimentos cardíacos. Dessa forma, ajuda a equilibrar e melhorar a nossa frequência cardíaca e ajuda até mesmo no controle da pressão arterial. 

Por isso, a musicoterapia pode ser muito útil para pessoas com doenças cardiovasculares! Muitos estudos sobre essa temática estão sendo feitos e mostram ótimos resultados nessas pessoas.

Ajuda a relaxar 

A música é uma ótima forma de induzir a pessoa a relaxar. Isto é, a música atua ativando áreas do cérebro e controlando o ritmo da respiração e do coração. O que faz com a pessoa fique mais calma e focada no momento presente.

Além disso, a musicoterapia tem o efeito de ajustar os níveis de cortisol no nosso corpo. Isto é, ela ajuda no controle do estresse. Dessa forma, a musicoterapia pode ser uma ótima estratégia para nos sentirmos mais relaxados.

sede da Eurekka

A Eurekka usa musicoterapia?

E então, você já conhecia a musicoterapia? Já sabia como ela e a música podem ajudar na qualidade de vida das pessoas? É bem legal saber sobre essas outras formas de terapia, porque muitas delas são úteis em vários casos.

A Eurrekka não tem musicoterapeutas, mas nada impede que a música faça parte da sua terapia com a gente! A Eurekka é a maior clínica de psicoterapia online do Brasil e ajuda centenas de pessoas, todos os dias, a viverem uma vida melhor. 

Assim, se você quer começar a terapia, a Eurekka pode te ajudar! Aqui, você vai encontrar psicólogos que se importam de verdade com sua saúde mental! Clique aqui e marque agora sua Conversa Inicial!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.