Melatonina: tudo sobre o hormônio do sono e da juventude

Equipe Eurekka

Você se dá conta de que que sua rotina de sono está uma bagunça. Dorme em horários estranhos, em frente a televisão. Você acorda cansado, está acima do peso e se pergunta: o que está acontecendo? A resposta pode estar nos níveis de melatonina do seu corpo!

A melatonina, o hormônio do sono, é aquele que regula o momento que você deve dormir. Contudo, quando falta no nosso corpo, pode causar danos irreparáveis.

E sendo assim tão vital, você deve estar se perguntando: como fazer para ter os níveis certos de melatonina? Hoje você vai descobrir porque esse hormônio é tão importante, como suplementar e se dá para aumentar os níveis dele de forma natural!

O que é o hormônio melatonina?

melatonina

Melatonina é o hormônio do sono, pois regula o momento de dormir. Então, podemos dizer que melatonina ajuda a dormir. Além disso, funciona como reparadora das células que foram expostas ao estresse, à poluição e a outros elementos ruins para a nossa saúde. Por isso, a melatonina também é um antioxidante; ou seja, impede que as células fiquem velhas.

A luz do dia vai chegando ao fim e seu corpo começa a liberar melatonina para que você se prepare para o sono. Por isso, você também pode ver chamarem por aí de hormônio da noite. Então, na hora de dormir, você deve evitar a luz e os estímulos sonoros ou aromáticos que possam acelerar o seu metabolismo, pois tudo isso reduz a produção de melatonina e você não pega no sono.

A melatonina é um hormônio que o nosso corpo produz de forma natural. No entanto, com o avanço da idade, ele produz menos e passamos a ter problemas para dormir, como é o caso dos idosos. Por isso, há hormônios do sono artificiais, que as farmácias vendem em forma de suplementos.

O que se recomenda é que não se use o hormônio sem avaliação médica, pois a ingestão deste suplemento em horário inadequado pode causar sono, dor de cabeça e náusea.

Benefícios de tomar melatonina

Como já dissemos antes, ingerir o suplemento de melatonina traz muitos benefícios, desde que seja feita com o acompanhamento médico.

Segundo os especialistas, se indica tomar melatonina em casos de insônia, para tratar a enxaqueca e combater tumores. Também há estudos sobre o uso dessa substância para prevenir o surgimento do câncer e também para ajudar a tratar essa doença. Tudo isso ocorre, pois a melatonina age no sistema imunológico.

No geral, o hormônio ajuda nos seguintes casos:

  • Idosos, pois perdem melatonina de forma natural;
  • Pessoas que trabalham à noite e precisam dormir durante o dia;
  • Pessoas que só conseguem dormir e acordar mais tarde;
  • Viajantes que precisam se recuperar do jet lag (quando você viaja para locais com fuso horário diferente);
  • Pessoas com alguns graus de cegueira, que devido à má percepção de luz, têm dificuldades em produzir o hormônio.

No entanto, especialistas explicam que em alguns casos, o suplemento não resolve, como na insônia crônica, aquela em que a pessoa acorda durante a noite e não dorme mais.

Outra área que pesquisa o uso da melatonina é a dermatológica. Os estudos comprovam, nos últimos tempos, efeitos positivos do hormônio quando aplicamos ele na pele ou no couro cabeludo, pois ajuda a combater os efeitos do envelhecimento e retardar a queda dos fios de cabelo, por exemplo.

1. Qualidade do sono

Como já viu antes, uma das principais ações da serotonina é no sono. Ela ajuda a ter um sono de melhor qualidade. Por isso, um dos maiores benefícios é melhorar a qualidade do sono.

2. Ação antioxidante

Antioxidação é o processo que uma substância faz para retardar o envelhecimento e a melatonina tem essa função. Mas, para complementar a informação, você também precisa saber o que são radicais livres.

Imagine as suas células produzindo um monte de substâncias, sem nenhum objetivo, e que se tornam tóxicas ao corpo. Precisamos controlar essas substâncias, pois causam o envelhecimento e pode causar tumores. Por isso, os idosos precisam repor a melatonina, que combate essas células que nós chamamos de radicais livres.

3. Melhora a depressão sazonal

A depressão sazonal é aquela que ocorre com pessoas que moram em regiões de longos períodos de inverno e tem como característica a tristeza, o sono em excesso, o aumento do apetite e dificuldade de concentração.

A melatonina serve, nesses casos, para regular o período de 24 horas da vida de uma pessoa, o que chamamos de ciclo circadiano.

4. Ajuda no combate à obesidade

Quando dormimos do jeito certo e pelo tempo certo, o corpo produz os hormônios que regulam todas as funções do nosso corpo, inclusive os responsáveis pela saciedade. Se a melatonina é o hormônio do sono, então precisamos dormir bem para produzi-la.

Se dormimos mal, esses hormônios (a grelina e a leptina) não são liberados de maneira correta e, por isso, sentimos mais fome, o que pode levar à obesidade.

5. Age no controle do apetite

A melatonina regula o metabolismo diário de uma pessoa. Se os níveis desse hormônio estão certos, a pessoa comerá do jeito certo.

6. Reduz a acidez do estômago

A melatonina ajuda a controlar a produção de ácido no estômago, reduzindo também o refluxo gastresofágico, quando o alimento do estômago volta para o esôfago.

7. Ajuda no controle do diabetes

O Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP) mostrou que a melatonina é uma importante aliada no combate a distúrbios metabólicos, entre eles diabetes, hipertensão e obesidade.

Os resultados mostram que, muito além de regular o sono, a melatonina controla a ingestão de alimentos, o gasto de energia e a ação da insulina nas células.

A melatonina e o controle da ansiedade em crianças autistas

A melatonina também tem usos como ajudar no controle de desordens neurológicas e psiquiátricas. Um exemplo são crianças autistas. Os testes comprovaram que a substância melhora a ansiedade e o modo de agir.

Idosos e melatonina:

É natural que as pessoas mais velhas produzam menos melotonina. Então, muitos idosos buscam a melatonina artificial para reposição e reduzir os impactos da insônia.

Assim, eles acabam dormindo melhor e tendo mais qualidade de vida na terceira idade.

Como usar a melatonina?

pessoa com pílulas de melatonina na mão

A dosagem que se recomenda pode variar entre 1mg a 5 mg de melatonina, pelo menos 1 hora antes de dormir ou conforme orientação médica.

O uso da melatonina durante o dia não é recomendado, pois pode desregular a sua rotina. Ou seja, pode fazer que a pessoa sinta muito sono durante o dia e pouco durante a noite, por exemplo.

Onde comprar a melatonina no Brasil?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda não registrou a melatonina como remédio no Brasil. Por isso, as pessoas que desejam fazer uso do hormônio precisam importá-lo ou, ainda, mandar fazer em farmácias de manipulação, o que a justiça permite desde 2017. Lembrando que isso só pode ser feito com receita médica.

Por que a Anvisa proíbe a comercialização?

De acordo com a Anvisa, ainda há muitos riscos sobre o uso da melatonina, por isso, ainda não forneceu o registro. No entanto, é possível importar o hormônio.

José Cipolla Neto, professor de fisiologia no Instituto de Ciências Biomédicas da USP e pesquisador sobre os efeitos fisiológicos e mecanismos de ação da melatonina, afirma que é preocupante o número de pessoas que quer tomar o hormônio e mais preocupante ainda a quantia de médicos prescrevendo o medicamento. Por isso a Anvisa age com cautela.

Nos Estados Unidos, o produto é vendido como suplemento alimentar, pode ser encontrado em grandes supermercados. Lá pelo menos 3 milhões de pessoas consomem a substância com frequência.

Efeitos colaterais:

Os efeitos colaterais, no geral, são maiores quando a pessoa ingere doses acima do que a recomendada pelo seu médico. Quando isso ocorre, o sujeito pode ter dores de cabeça, fadiga, sonolência pela manhã, irritabilidade e dores de estômago. Também pode ficar com o sono fragmentado, ter pesadelo, tontura e sensação de estar dopado.

Terapia para melhorar a qualidade do sono

sede presencial eurekka

O texto que você leu mostrou que ter uma boa noite de sono é vital para a sua qualidade de vida e que dormir melhor evita uma série de doenças.

A Eurekka ajuda você a regular o seu ciclo circadiano e, através de boas estratégias, proporcionar que a sua higiene do sono seja a melhor possível. Para saber mais sobre saúde acesso nossos materiais gratuitos em nossas redes sociais: Blog, Aplicativo ou InstagramFacebook e YouTube!

A Eurekka também oferece os serviço de terapia com psicólogos e atendimento médico com profissionais de diversas especialidades. Clique nos link para saber mais!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 3.67

Equipe Eurekka

2 replies on “Melatonina: tudo sobre o hormônio do sono e da juventude”

Olá, Filipe! Muito obrigado, ficamos muitos felizes que gostou do texto :)! Compartilhe com seus amigos para que eles possam ler também.

– Pedro, da Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.