Meditação e exercícios físicos: como unir os dois?

Equipe Eurekka

Você já teve alguma doença do nada, bem quando você mais estava cuidando de você mesmo? Ou, talvez, tenha tido um “surto” em uma semana qualquer, quando você pensou que não havia nada de errado? Pois saiba que meditação e exercícios físicos podem te ajudar a reduzir cada vez mais estes problemas.

Estes podem ser sinais de que você está deixando de lado uma parte de você mesmo. Cuidar de você mesmo não é só cuidar da sua saúde mental, mas também fazer exames regulares e manter o corpo saudável. E cuidar só do corpo não é garantia de que seu emocional vai ficar bem.

Por isso, o texto de hoje vai te mostrar por que a meditação e os exercícios físicos precisam entrar na sua rotina para ontem! Veja os benefícios dessas práticas e dicas para começar aos pouquinhos essas práticas valiosas.

meditação e exercícios físicos

O que é meditação?

A meditação é uma técnica que permite levar a mente para um estado relaxado e de calma. E você pode fazer isso graças aos métodos de postura e foco.

É uma técnica ancestral e que tem inúmeros benefícios. Como, por exemplo:

E isso é só para citar alguns dos benefícios, hein? Como você pode ver, ela não tem nenhum “porém”. Ela não tem contraindicações e pode ser feita por qualquer um, até por crianças!

A meditação mindfulness

Mindfulness é como chamamos o estado mental de estar focado no momento presente. Ele não tem uma tradução cem por cento aceita, mas a mais comum seria “atenção plena”. Além disso, também chamamos de mindfulness todas as práticas que ajudam a alcançar esse estado de atenção plena e foco no presente. 

Estas práticas te ajudam a tirar o foco do passado ou do futuro para focar no que importa de verdade: o presente. Afinal, é no presente que você consegue agir, certo? O que passou, passou. E o que está por vir depende de como você vai agir no agora.

Relação entre saúde física e mental

Nós, aqui do Ocidente, criamos um problema. A gente divide a saúde em física e mental e, com isso, nós passamos a valorizar mais uma do que a outra. 

Como vemos nosso corpo todos os dias no espelho, a tendência é cuidar mais do corpo. Quando estamos insatisfeitos com o corpo, vamos à academia e quando sentimos uma dor estranha e persistente, vamos ao médico. Contudo, quando temos um problema psicológico ou emocional, relutamos muito até, enfim, começar a fazer terapia. Por que isso? 

Se a gente olhar para as práticas medicinais do Oriente, como a acupuntura, vamos ver que os orientais não fazem essa separação: na acupuntura, você consegue cuidar tanto de uma dor de estômago quanto da sua ansiedade.

Então, pode ser difícil pra gente enxergar, mas existe uma relação muito próxima entre nosso corpo e nossa mente, entre a saúde física e a saúde mental. Muitos dos problemas emocionais que temos afetam também o nosso corpo com os seus sintomas.

É por isso que precisamos cuidar da nossa mente e também do nosso corpo. Estar com a saúde mental em dia vai te ajudar a ter resultados mais satisfatórios quando cuida da sua saúde física, seja se exercitando ou comendo bem.

banner personal exercício

As semelhanças entre meditação e exercícios físicos

Eu sei que parece difícil acreditar, mas existe muita coisa em comum entre meditação e exercícios físicos. Quer ver? Para começar, então, você precisa saber que, nos dois casos, é preciso disposição para começar e perseverança para aprender a prática e se manter nela.

Na meditação, você vai, aos poucos, aprendendo a focar na sua posição corporal, na sua postura e nas suas ações. Nos exercícios físicos, também é assim. Além disso, os exercícios físicos podem fortalecer a memória do praticante; a meditação, por sua vez, também.

Ela reduz o estresse, controla a ansiedade e melhora os sintomas de depressão, assim como os exercícios físicos. Por fim, os dois também ajudam a aumentar sua resistência à dor, a melhorar o rendimento nos estudos e promovem a sensação de bem estar.

Unindo meditação e exercícios físicos

Como já falamos antes por aqui, a mente e o corpo são uma coisa só. Não devemos separar uma coisa da outra. E muitos treinadores já perceberam isso e implementaram uma forma de unir os dois nos planos de treino de seus atletas.

O Mental and Physical Training (Treinamento Mental e Físico) surgiu nos anos 70, lá na Rússia, e era o que os ginastas usavam para dar um gás nos treinos. Unindo meditação aos exercícios físicos, é possível potencializar o efeito no corpo.

Isso ocorre por muitos motivos. Um deles é que a atividade física tem impacto na produção de neurônios, enquanto a meditação faz com que esses neurônios continuem vivos. Esse é um dos principais fatores para a ação antidepressiva de aliar meditação a exercícios.

Atenção plena ao praticar exercícios físicos

Você sabia que meditar aumenta o rendimento e os benefícios dos exercícios? Pois é! O princípio básico da meditação é se manter fiel ao momento presente, sem se deixar levar pelo turbilhão de pensamentos. Ao inserir esse princípio nas atividades físicas, é claro que você vai render muito mais.

Você já viu uma bailarina ou um corredor mexendo no celular enquanto competem? Neste momento, eles precisam estar em um estado meditativo, focados no momento presente e com atenção plena. E é assim que você deveria estar, também, em qualquer exercício físico. 

Ao fazer corrida, caminhar, pular corda, levantar peso ou fazer qualquer outra atividade física, mantenha-se atento a isso e verá a mudança no seu rendimento. Isso vai aumentar a sua produtividade, sua concentração e, até mesmo, sua resistência à dor.

meditação e exercícios físicos ajudam na saúde

Benefícios da meditação e dos exercícios físicos na saúde mental

Como você já viu lá em cima, há muitos benefícios em comum dessas duas práticas juntas. Agora, vamos ler um pouco mais sobre elas e entender como esses benefícios atuam na nossa saúde mental.

Aumento do foco

Quando praticamos exercícios, o cérebro libera endorfinas; isso faz com que tenhamos mais conexões entre os neurônios, o que favorece o aumento dos níveis de concentração e raciocínio.

Se você já é uma pessoa sem foco, com a vida corrida e com dificuldade de manter a atenção em alguma coisa por muito tempo, saiba que a meditação consegue reverter este quadro de desatenção, te ajudando a ser uma pessoa mais atenciosa e focada.

De acordo com estudos, só quatro dias de prática de meditação já são o suficiente para começar a sentir diferenças na sua atenção. Juntar isso com a produção de noradrenalina e serotonina dos exercícios físicos vai ajudar a desenvolver o hipocampo no cérebro, que é a região responsável pela memória.

Maior disposição

A meditação ajuda a relaxar o corpo e liberar o estresse e a tensão. Assim, você entra em um estado de paz, que favorece o sono de qualidade. Além disso, manter uma rotina saudável e ativa com os exercícios físicos também faz com que a qualidade do sono melhore, o que está ligado de forma direta à maior disposição no dia a dia.

Além disso, as atividades físicas reduzem o cortisol, que é conhecido como o hormônio do estresse. Assim, sem uma alta concentração de cortisol no sangue, você ganha mais ânimo e disposição, melhorando até a sua imunidade.

Mais autoestima

As atividades físicas te ajudam a ficar mais relaxado e ter mais prazer com a vida, melhorando o seu humor, sua autoconfiança e, portanto, sua autoestima também. Digamos que é um efeito dominó do bem. Além disso, alguns tipos de meditação estão focados em desenvolver o autoconhecimento, o que também é a chave para melhorar a baixa autoestima.

Reconhecendo pensamentos tóxicos, você tem mais consciência de que hábitos da sua vida te fazem mal. Assim, você consegue focar mais em hábitos construtivos e saudáveis, como a atividade física. É um ótimo ciclo sem fim

rotina ajuda a melhorar o sono

Desenvolver disciplina

Por fim, tanto a meditação quanto os exercícios físicos podem te ajudar a ser uma pessoa com mais disciplina. Afinal, as duas práticas exigem que você se comprometa e tenha constância. Portanto, só isso já é o suficiente para você se sentir mais disciplinado. 

Além disso, começar a criar hábitos como meditar e se exercitar te ajuda a evoluir essa prática para outros afazeres da vida, como trabalhar, estudar, dançar ou dormir. Ademais, já que ambos reduzem os níveis de estresse e ansiedade, você passa a ser uma pessoa mais focada e menos afobada. 

Você consegue se organizar melhor no seu dia a dia, ter uma rotina produtiva e, ainda, terminar o dia com disposição e felicidade por ter feito tudo que precisava. Incrível, não é mesmo?

Cuidando da sua saúde com a Eurekka

Se você chegou até aqui, acho que você já entendeu que é vital cuidar da saúde mental e da saúde física, sem ignorar nenhum dos dois. Por isso, se você ainda não faz terapia, a Eurekka quer te ajudar a dar este primeiro passo super valioso.

A terapia não serve só para quando você tem um problema muito cabeludo; ela ajuda a reduzir sintomas de ansiedade no dia a dia, a ter uma rotina mais produtiva, a aumentar sua autoestima e a gerar mais autoconhecimento também.

Marque aqui uma conversa inicial com um terapeuta da Eurekka. Assim, você pode falar para ele sobre o seu dia a dia e descobrir no que a terapia pode te ajudar neste momento.

Além disso, a Eurekka Med também tem nutricionistas e personal trainers para te ajudar a manter a saúde física intacta! Clique aqui para conhecer nossos colaboradores e ver os nossos planos.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *