Masculinidade tóxica: por que isso é um problema

Equipe Eurekka

Desde muito tempo, os ideais da nossa sociedade vêm moldando o modo de ser das pessoas. Com os homens, não é diferente. Um exemplo disso é a masculinidade tóxica, a qual perpetua ideias de como um “homem de verdade” é e age. 

Virilidade, força física, nunca precisar de ajuda e não lidar com sentimentos são apenas algumas características da grande lista de requisitos para ser esse tal homem. Afetando, assim, a saúde mental dos homens em prol de seguir um certo padrão.

Além disso, é vital lembrar que a masculinidade tóxica afeta também a todos que estão convivendo com esses homens, pois muitos dos comportamentos são dirigidos aos outros e podem trazer consequências graves.

Por isso, no texto de hoje, você vai entender mais sobre a masculinidade tóxica e quais os impactos na vida de um homem e em seu círculo social. Além disso, vai receber algumas dicas para começar resolver essa questão. 

Boa leitura!

O que é masculinidade tóxica?

A masculinidade tóxica é um conjunto de comportamentos e valores ligados ao que era —por alguns, ainda é — considerado, na sociedade, ser homem. 

Além disso, de acordo com um estudo publicado no Journal of School of Psychology, é também um conjunto de traços socialmente definidos como masculinos que servem para promover a dominação, a desvalorização das mulheres, a homofobia e a violência gratuita.

Na prática, a masculinidade tóxica aparece em frases como “homem não chora” ou “homem precisa ser forte” ou até “homem precisa querer transar sempre”. Além disso, uma palavra que define muito bem essa masculinidade é a virilidade.

A virilidade, segundo o que aprendemos na sociedade, é a característica principal de um homem que é “homem de verdade”. Assim, há um encorajamento muito grande de provar ser viril o tempo todo. Você sabe o que essa palavra significa ou representa?

Virilidade tem como significado aquele que tem coragem, que é destemido. Será que só os homens têm essa característica? E será que todos eles são assim?

Sabemos que a resposta é não. Essa definição de homem já não cabe mais na sociedade atual. Não é através desses antigos costumes e crenças que se define se um homem deve ser respeitado ou não.

Como a masculinidade tóxica afeta os homens

A masculinidade tóxica, apesar de afetar a todos, acaba impactando muitos os homens, pois eles sofrem com consequências importantes. Os efeitos aparecem tanto em relação à saúde mental, quanto à saúde física.

E, abaixo, você conferir alguns desses impactos!

Impactos na saúde mental

As principais consequências da masculinidade tóxica na saúde mental masculina, segundo a American Psychological Association, são:

Além disso, é muito perceptível a grande dificuldade masculina de reconhecer e falar sobre sentimentos e emoções. Visto que falar de como se sente ou sofrer por alguma situação vai contra o ideal de “homem de verdade”.

Muitos ainda dizem a famosa frase que “autocuidado é coisa de mulher” quando algum amigo ou homem próximo tenta conversar e se abrir. A masculinidade tóxica vê os homens como máquinas, sem sentimentos e que agem com base na força bruta.

Portanto, a maioria dos homens não busca ajuda quando precisa. O que comprova isso são as altas taxas de suicídio masculinos, entre 2010 e 2019. E é vital apontar que essa taxa é 3,8 vezes maior do que a de suicídios femininos.

homem com masculinidade tóxica fumando na beirada da piscina

Comportamentos que não são saudáveis

Além das questões psicológicas e emocionais, a masculinidade tóxica traz muitos comportamentos não saudáveis para manter o título de “homem de verdade”. 

Dois dos principais comportamentos problemáticos são: consumir drogas demais — no geral, álcool e cigarro — e se arriscar demais, comprometendo sua saúde física e correndo mais riscos de contrair alguma doença. Além disso, os homens tendem a evitar tratamentos preventivos por não quererem aceitar e pedir ajuda, devido às crenças da masculinidade tóxica.

Ademais, essas crenças contribuem e enraizam cada vez mais a normalidade de casos de violência extrema entre homens e de homens com mulheres. Não é à toa que as taxas de feminicídios e estupros de mulheres são muito altas no Brasil e no mundo.

Outros comportamentos bastante presentes que são acarretados pela masculinidade tóxica são:

  • machismo;
  • preconceito com as minorias;
  • tendência à violência;
  • hipercompetitividade;
  • desejo de dominação.

Quais os problemas que a masculinidade tóxica causa

A masculinidade tóxica traz vários problemas para os homens, mas também para toda a sociedade, uma vez que muitos preconceitos têm sua base nesse tipo de pensamento.

Afinal, por serem pensamentos que se fazem presentes há muitas décadas, estão muito enraizados em nosso cotidiano. E, assim, cada vez mais os efeitos da masculinidade tóxica são sentidos e perpetuados.

Os problemas mais comuns são:

  • machismo ou sexismo;
  • homofobia;
  • preconceito com outros gêneros;
  • excesso de violência;
  • o pensamento de estar sempre com a razão;
  • baixa empatia;
  • isolamento;
  • supressão das emoções, podendo chegar à apatia;
  • agressões sexuais, físicas e psicológicas com aqueles com quem convivem.

homem segurando um megafone gritando e reproduzindo comportamentos da masculinidade tóxica

Como identificar masculinidade tóxica

Identificar comportamentos da masculinidade tóxica em si é um processo bastante difícil. Pois são atitudes comuns no dia a dia do homem e, provavelmente, na sua família ou roda de amigos.

Recebemos estímulos desde criança que acabam por ditar as nossas maiores crenças quando adultos. Portanto, poder olhar para esses comportamentos tão naturalizados e questionar é vital para o processo de identificação da masculinidade tóxica.

Por exemplo, perceber e questionar o porquê de o homem não poder falar sobre seus sentimentos, se sentir constrangido por não querer ter relações sexuais em certo momento, ser menosprezado por não querer beber todas e se sentir inferior por não querer se arriscar.

Além disso, entender que muitas das pessoas com quem você convive também terão esses comportamentos, é importante, pois as tentativas de mudança podem ser —e muitas vezes são— ridicularizadas por aqueles que ainda têm a masculinidade tóxica muito presente.

Ademais, buscar informações para entender melhor o que é a masculinidade tóxica e como ela se apresenta, é essencial.

Como resolver a masculinidade tóxica

Resolver a masculinidade tóxica passa muito pelo homem aprender a se olhar e refletir sobre seu jeito de ser e suas vontades.

Para começar essa longa, lenta e difícil jornada, é preciso olhar para si. É preciso poder refletir sobre o quê, nas suas atitudes, faz você realmente feliz e o que não condiz com quem você é, mas você acaba reproduzindo para agradar os outros ou só se sentir pertencente.

Você já se sentiu mal por não querer fazer algo que é dito como da natureza do homem? Alguém já ridicularizou você porque você conseguiu falar abertamente de suas emoções? Será que algo que você disse sobre “ser homem” já machucou os sentimentos de alguém?

Essas são algumas questões que você poderia começar a pensar para entender o quanto a masculinidade tóxica atinge você hoje.

Além disso, é importante que você não contribua para a masculinidade tóxica de outros homens com quem você convive. Por exemplo, não aceitar ser coagido a fazer algo que não quer, se calar quando o grupo ofender alguém e outras atitudes.

Lembre-se  empre de que é difícil sim. Você vai precisar ter muita coragem e determinação para se conhecer e se vulnerabilizar, mas, sem dúvidas, é um processo muito gratificante!

Talvez não seja algo que você consiga fazer sozinho. E está tudo bem! Pedir ajuda não faz de você mais fraco ou menos homem!

Há muitos locais ou pessoas próximas que, com certeza, estarão dispostos a ajudar você nessa caminhada. Como por exemplo, a terapia!

sede da Eurekka

Terapia para masculinidade tóxica na Eurekka!

Se você já sofreu com a masculinidade tóxica, ou sente que já feriu pessoas por isso, mas não tem coragem de conversar sobre isso com alguém, que tal falar com um terapeuta da Eurekka?

Aqui, nossos psicólogos são capacitados e treinados para ouvir suas demandas, entender o problema e ajudar você a tomar atitudes práticas para mudar aquilo que não está bom na sua vida.

E fique tranquilo, tudo é feito em total sigilo e com muito profissionalismo. Assim, você pode ter a certeza de que vai poder falar sobre o que sente sem ser julgado.

Quer saber como receber essa ajuda? Clique no botão abaixo!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.