Mãe de primeira viagem: dicas essenciais para esse momento

Equipe Eurekka

Ser mãe é sempre um momento único. As mudanças no corpo e na mente, e a chegada de um novo bebê podem ser motivo de alegria ou completo desespero. E quem é mãe de primeira viagem é quem mais pode sofrer com a situação.

Isso acontece, pois muitas mães que estão a caminho de ter seu primeiro bebê podem ser afogadas pelo grande número de novidades que surgem nesse momento. Além disso, em certos casos, pode ser que a mãe não receba ajuda de ninguém — e isso pode causar muito estresse.

É por isso que a Eurekka, no texto de hoje, vai contar pra você algumas dicas essenciais para cuidar da sua saúde e da saúde do seu bebê. Continue a leitura!

Ser mãe de primeira viagem é desafiador

Conversas com o parceiro, tentativas de engravidar, o planejamento para a chegada de um bebê, os vários livros sobre maternidade que você talvez leia, os sonhos com o novo membro da família… Ser mãe de primeira viagem pode ser tão prazeroso quanto assustador.

Afinal, apesar do amor materno (caso você não seja uma mãe narcisista) ser muito intenso, a verdade é que um bebê pode mudar totalmente a rotina e planos futuros do casal. Por isso, quem faz um longo planejamento para ter filhos e torna o futuro mais fácil de enxergar, pode ter mais facilidade para cuidar da criança.

Mesmo assim, não pense que todas aquelas séries sobre o mundo animal, que mostram os adultos cuidando dos filhotes, eram coisa de outro mundo. 

A verdade é que um bebê consegue ser até mais frágil do que alguns filhotes de outros animais, e você vai ter que se doar bastante para garantir que nada afete a saúde do seu filho — mesmo que afete a sua, às vezes.

Mudanças no corpo da mãe de primeira viagem

Mensagem importante: o corpo da mãe de primeira viagem vai sofrer mudanças, e algumas podem até durar por bastante tempo, em alguns casos.

A mudança mais comum são os clássicos enjoos no começo da gravidez, que acontecem por causa do aumento do hormônio beta hCG — e passam depois de três meses, em média.

Além disso, outras mudanças podem ser:

  • Desejo sexual
  • Mudanças na vagina
  • Incontinência urinária
  • Aumento dos pés
  • Inchaços no corpo
  • Baby blues
  • Estrias
  • Cabelo mais bonito
  • Diabetes gestacional

Existem muitas outras mudanças, além dessas, que podem afetar o corpo da mãe de primeira viagem. Cada corpo é único, e apesar de algumas mudanças serem muito comuns, outras não são. Sendo assim, é importante ler muito e ter um médico de confiança para investigar e te informar melhor sobre o seu corpo.

10 dicas para mães de primeira viagem

Confira, agora, 10 dicas selecionadas para a mãe de primeira viagem que, com certeza, vão te ajudar a passar por esse momento de uma forma mais tranquila.

1. Você vai precisar de ajuda

Isso é um fato: muita gente vai querer dar um conselho diferente para a mãe de primeira viagem. No entanto, uma coisa que as mães de primeira viagem também podem ouvir, é “não deixe os outros ensinarem você a cuidar do seu filho”. 

Afinal, o filho é seu e apenas você vai saber a melhor forma de educar ele. Mas, como em tudo na vida, é importante encontrar um equilíbrio. Ou seja, você precisa de conselhos, mas também precisa ensinar da melhor forma que puder. Não tente cuidar de tudo sozinha.

Outras mães podem te dar conselhos valiosos sobre a maternidade (desde que façam sentido) e você sempre pode buscar autoridades da área na internet, livros sobre o tema e outras coisas que te informem sobre a melhor maneira de cuidar do seu filho. Com isso em mãos, você pode fazer o que achar mais importante para o crescimento do bebê.

mãe de primeira viagem na hora do parto vendo seu bebê

2. Saiba onde o parto vai acontecer

Esse é um detalhe que algumas mães de primeira viagem podem empurrar com a barriga, mas que faz toda a diferença. Planejar, durante a gravidez, onde o parto vai acontecer e fazer um plano de parto, traz uma segurança tremenda.

Assim, você pode escolher o local onde se sente mais confortável, quem vai com você, quais cuidados gostaria de ter e muito mais. Se isso for feito em cima da hora, pode ser que você não consiga ter o seu parto no lugar onde sempre quis.

Lembre-se do que dissemos: o planejamento com antecedência é a melhor forma de traçar um caminho claro de cuidados para você e o bebê.

3. Tenha uma reserva financeira

Esse é um conselho que vale para todas as áreas da vida, e não apenas para a maternidade: se você tem condições, tenha uma reserva financeira com uma quantia segura de dinheiro. Isso é ainda mais importante para a mãe de primeira viagem, pois o bebê é um ser muito frágil, e imprevistos sempre podem acontecer.

Além disso, ter uma reserva voltada para o bebê é uma ótima forma de separar os gastos com antecedência, e isso pode evitar apertos no final do mês. Saber que você tem uma boa quantia guardada para a compra de fraldas e remédios, para consultas médicas e outras coisas, traz muita segurança — e isso é uma prioridade para a mãe de primeira viagem.

4. Estude muito sobre maternidade

Nós já falamos sobre a necessidade de ajuda que você vai ter, e esse ponto serve como um complemento. 

Para a mãe de primeira viagem, estudar sobre a maternidade, cuidados com o bebê, estágios iniciais de vida, desenvolvimento da criança, entre outros temas, vão ser muito (muito!) importantes para que você conheça muito bem sobre o serzinho que você está cuidando.

Ter conhecimento vai te dar mais segurança, mais confiança e mais autonomia para lidar com as coisas que podem acontecer — sem desespero.

5. Filtre as opiniões dos outros

Em quem você iria confiar mais: em uma mãe com vários filhos e que é referência sobre maternidade, ou em uma pessoa que nunca teve filhos e nunca leu uma página sobre o tema?

Como dito, muitas pessoas acham que podem dar conselhos para a mãe de primeira viagem, como se a criança fosse algo “público”. É claro que você vai precisar de ajuda, mas tenha sempre alguma fonte confiável para tirar dúvidas e questionar se algo faz sentido ou não.

Não leve todas as opiniões como verdade. A gente sabe que as pessoas têm boas intenções, mas nem sempre elas vão ser válidas.

mãe de primeira viagem meditando enquanto está grávida

6. Organize sua rotina

Toda mãe de primeira viagem vai ter uma grande mudança na rotina: começa com os cuidados extras com a própria saúde, a licença maternidade, a ajuda do parceiro ou outra pessoa e por aí vai.

O período de gestação já causa muitas mudanças, mas o nascimento do bebê vai trazer mais mudanças na rotina do que antes. 

Tudo vai precisar ser repensado para garantir que a sua rotina esteja de acordo com as necessidades do recém-nascido. E deve ser feito de forma rígida — com o tempo, vai se tornando mais flexível, conforme a criança desenvolve a própria autonomia.

E se você quer ajuda para criar uma rotina saudável que atenda a suas necessidades e as do bebê, clique no banner abaixo para receber orientação de um dos nossos psicólogos!

banner terapia saúde mental com a eurekka

7. Durma o máximo que puder

Um dos conselhos mais importantes para a mãe de primeira viagem: durma muito. Durma na hora que for possível, sempre. No começo, você não vai mais ter suas oito horas contínuas de sono, como de costume — talvez nem metade disso. 

O seu sono vai ser quebrado em pequenos pedaços, sempre para cuidar do bebê. Por isso, se o bebê dormiu à tarde, durma. Se alguém está cuidando dele pra você, durma também. Use cada momento possível para repousar e ter certeza que está com o corpo “menos cansado”.

Saiba mais: higiene do sono.

8. Não esqueça do autocuidado

Não ignore a sua própria saúde mental, a sua pele, alimentação ou momentos de autocuidado. Sempre tente inserir um momento no dia, mesmo que pequeno, para cuidar de você. 

É muito importante cuidar do recém-nascido, sabemos disso, mas se você não cuidar de si mesma, tudo fica mais difícil. Então, vá a um spa, pratique uma meditação, assista a uma série divertida, marque um encontro com as amigas, e por aí vai. Sua saúde mental é muito importante.

pai cuidando do bebê e dividindo as responsabilidades com a mãe de primeira viagem

9. Divida responsabilidades

Se fazer um filho não depende de apenas uma pessoa, cuidar do filho também não. Se você tem um parceiro, dialoguem sobre as responsabilidades do casal. Dividam o que cada um vai fazer, quando e como vai ser feito.

Para a mãe de primeira viagem, o apoio do parceiro é muito importante nesse momento, pois a carga maior está nos ombros da mãe. Lembre-se: você precisa de ajuda. Não faça tudo sozinha. Saibam quais são os papéis de cada um na criação dos filhos.

A psicologia é uma das áreas que estuda as etapas do desenvolvimento, incluindo o da criança. Além disso, existem muitas dúvidas, questões e problemas pessoais que podem afetar a relação da mãe de primeira viagem com a criança ou outras pessoas.

Ter o auxílio de um psicólogo vai garantir que você tenha uma escuta qualificada para te orientar, oferecer técnicas e mostrar caminhos possíveis para resolver os seus problemas. A saúde mental de uma mãe de primeira viagem pode ser muito afetada, e por isso, ter um psicólogo é algo que não pode ser deixado de fora.

sede da Eurekka

Terapia para mãe de primeira viagem na Eurekka!

Novos problemas e responsabilidades, muitas dúvidas e poucas respostas: a saúde mental da mãe de primeira viagem pode ser turbulenta. Afinal, a quantidade de hormônios e mudanças que ocorrem no corpo podem afetar muito a mente. 

O ambiente da terapia é o local com mais sigilo e respeito que você vai conhecer. Para o seu psicólogo, você pode contar planos, medos, incertezas e qualquer outra coisa que desejar. Assim, você pode ter orientações diversas, desde a vontade de ter um filho até como aliviar o estresse cuidando de um recém-nascido. 

Aqui na Eurekka, você pode ter tudo isso com uma grande vantagem: pode ser feita de qualquer lugar. Então, você não precisa deixar de cuidar do seu filho para fazer terapia, uma vez que você pode fazer online. Tendo a certeza que ele está bem pertinho de você, fica muito mais fácil fazer terapia, né?

Por isso, não deixe de contar com a ajuda dos nossos psicólogos humanizados e agende sua primeira sessão. Eles estão prontos para receber e ouvir todas as suas questões, e ajudar você a ser uma mãe de primeira viagem incrível.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.