Isolamento social: o que é e como enfrentá-lo?

Eurekka Psicólogos

Não é novidade para ninguém que, atualmente, estamos passando por um momento delicado que exige muito cuidado. O isolamento social e a quarentena, apareceram na vida de todos de forma inesperada e sem pedir licença. Infelizmente, é comum que em períodos assim surjam diversas consequências que podem afetar de forma negativa as pessoas.

Nesse texto, você vai entender o que, de fato, é o isolamento social e porquê ele é tão importante. Além disso, falaremos sobre as consequências que ele pode trazer consigo e as maneiras de se cuidar e manter sua saúde física e mental em equilíbrio. Continua lendo para saber um pouco mais sobre tudo isso!

O que é isolamento social?

O isolamento social consiste em separar uma pessoa ou um grupo de pessoas do resto da sociedade. Muitas vezes, essa distância é voluntária, ou seja, a própria pessoa quer se afastar.

Porém, às vezes, ele acontece devido a uma situação maior. Pode ser algo imposto pelo governo, alguma situação de guerra ou, até mesmo, o que estamos vivendo hoje: uma pandemia.

Por que ficar em isolamento social na pandemia do coronavírus?

O coronavírus é uma grande família de vírus. Esses vírus são muito comuns em animais. Na maioria das vezes, os que infectam animais não podem infectar pessoas também.

Foi um vírus dessa família que causou a COVID-19, uma doença que vem se espalhando de pessoa em pessoa e mantendo todos em isolamento social. A transmissão desse vírus ocorre, basicamente, através do contato humano.

Pode ser por meio do toque ou aperto de mãos contaminadas, gotículas de saliva, tosse, espirro, catarro e objetos que estejam contaminados – como mesas, celulares, entre outros. Para se proteger, é preciso se distanciar de outras pessoas e de multidões, a fim de evitar qualquer tipo de contato que possa vir a colocar sua vida – e de outros – em risco.

Além disso, manter as condições básicas de higiene é muito importante também. Lavar bem as mãos com água e sabão, utilizar álcool em gel 70%, utilizar máscara ao sair, não tocar seus olhos, nariz, boca ou sua máscara de proteção, entre outros. Para mais informações completas sobre o coronavírus, você pode acessar o site do Ministério da Saúde.

Portanto, tendo em vista todas as recomendações e a quantidade crescente de casos da doença, não é muito difícil perceber que o melhor, para aqueles que podem, é ficar em casa, certo? Afinal, apesar de o isolamento social ser algo com o qual não estamos habituados, ele se mostra como um recurso fundamental nesse momento tão distinto das vidas de todos.

Consequências do isolamento social para a saúde mental

Apesar de ser algo de extrema importância nesse momento, o isolamento social traz consigo muitos riscos para a saúde mental das pessoas. Para quem está em isolamento social, a vida mudou por completo.

O trabalho e os estudos acontecem pela internet, bem como a interação com amigos e familiares também – isso para os que têm internet, imagina para quem não tem acesso a ela? Infelizmente, junto com o isolamento social podem surgir problemas como depressão, ansiedade e solidão, por exemplo.

Falta de companhia

O isolamento social consiste em se isolar do resto da sociedade. Durante a pandemia, o isolamento é algo físico. Ou seja, não é preciso se isolar completamente do resto do mundo, isso deve ser feito apenas de modo físico.

Cada vez mais, nos dias de hoje, as tecnologias aumentam e tomam o seu lugar na sociedade. O lado bom de tudo isso, é o fato de permitir a comunicação com pessoas de qualquer lugar do mundo – mesmo que você esteja deitado na sua cama, por exemplo.

O problema é que, mesmo que seja possível e recomendado manter, a distância, o contato com outras pessoas, todos sabemos que não é a mesma coisa. Para quem estava acostumado a encontrar amigos, familiares e colegas de trabalho/estudo todos os dias, muita coisa certamente mudou.

A falta de companhia é crescente e, se você não cuidar bem de si mesmo, certamente acabará se distanciando, mesmo que virtualmente, de seus amigos e conhecidos.

Sentimento de solidão

Com tudo isso, aparece o sentimento de solidão. A solidão não acontece apenas em momentos como o atual, de isolamento social por uma pandemia. Porém, como certeza este período está sendo um teste para julgar o estado emocional das pessoas e de que maneira são impactadas pela convivência consigo mesmas e com a família com quem vivem.

A solidão em si pode ser definida como um sentimento de angústia, vazio e ausência. Isso tudo acaba resultando na desconexão com o mundo ao redor, o mundo social. Ou seja, o isolamento total.

A propagação da COVID-19 está fazendo com que sentimentos assim aumentem nas pessoas, bem como outros transtornos mentais, como ansiedade e depressão, por exemplo.

Porém, outros fatores podem desencadear e servir de gatilho para o sentimento de solidão, seja no momento atual de pandemia, ou não. Fatores como morar só, facilidades tecnológicas e violência urbana, associados a mudanças na forma de agir da vida moderna, ajuda a solidão e os transtornos que ela mesma pode causar.

A solidão costuma atingir em especial as pessoas idosas. Porém, de acordo com um estudo realizado na Inglaterra, 40% das pessoas entrevistadas, na faixa etária de 16 a 24 anos de idade, se descreveram como pessoas solitárias, mesmo com a presença de um ambiente familiar, escolar e de redes sociais.

Ansiedade

Com o isolamento social, casos de ansiedade acabam surgindo, ou se agravando, se tornam cada vez mais comuns e podem persistir após o final do isolamento social que estamos encarando.

O atual isolamento que estamos vivendo traz à tona inúmeras dúvidas, pensamentos e incertezas. Não saber quando tudo isso vai acabar e não saber o que futuro reserva para todos, é algo angustiante e cansativo também.

Mesmo que você esteja vivendo com seus familiares mais próximos, o distanciamento do restante das pessoas e das coisas ao seu redor pode criar um tipo de vazio dentro de si mesmo. Acaba-se criando o sentimento de impotência e de angústia, os quais vem de não poder fazer nada para ajudar e/ou acabar com o problema que todos estão enfrentando.

Com isso, a pessoa passa a viver em constante ansiedade – se questionando sobre as incertezas, e sem poder fazer nada a respeito.

A ansiedade, quando controlada, funciona muito bem como um mecanismo de reação frente a situações de perigo, por exemplo. Porém, quando fora de controle, o isolamento social pode se tornar ainda pior.

teste depressão sintomas

Depressão

A depressão é uma doença que, da mesma maneira que os transtornos de ansiedade, pode surgir ou se agravar com o isolamento social, e permanecer até mesmo após o fim do mesmo.

A pessoa deprimida sente que a vida é um fardo grande demais para ser suportado. Sentimentos como tristeza, desânimo, estresse, vergonha e culpa são muito comuns nos que têm depressão.

Há uma explicação biológica para o surgimento da depressão, a qual está relacionado a um desequilíbrio nos neurotransmissores. A maioria das pessoas reconhece o nome “serotonina”: é um hormônio, o qual é responsável pela sensação de prazer e felicidade. Basicamente, na pessoa com depressão, esse hormônio, quando liberado, não permanece no organismo por muito tempo. Ou seja, a sensação de felicidade é extremamente rápida, ou quase inexistente.

Porém, uma explicação biológica não é o suficiente para explicar a depressão e a sua prevalência na sociedade. O isolamento social, a distância de amigos e conhecidos, trazem a grande sensação de solidão, podendo causar um quadro de depressão.

Além disso, a busca incessante pela “felicidade” estabelecida de acordo com os padrões da sociedade causa a depressão também. Nos faz colocar nosso tempo e nossa energia em atingir padrões de vida muito altos, procurar status, atingir um padrão estético que é impossível de alcançar, entre várias outras ações.

Contudo, o isolamento social é um grande fator para a ocorrência da depressão, especialmente o momento em que estamos vivendo. O dever de permanecer afastado por tanto tempo de familiar, amigos, colegas e pessoas queridas, traz uma mudança enorme na rotina e no comportamento das pessoas. O ato de se isolar, mesmo que apenas fisicamente, contribui para a formação de um quadro de depressão, o que pode levar ao isolamento total.

5 dicas para se cuidar no isolamento social

isolamento social

Apesar de o isolamento social ser importante neste momento e ajudar a evitar um mal enorme, já ficou bem claro que ele pode trazer consigo consequências desastrosas, certo? Por isso, é extremamente importante fazer o seu melhor para permanecer saudável, tanto física quando mentalmente. Segue abaixo algumas dicas para isso!

Pratique o autocuidado

Cuidar de si mesmo é deixar seu corpo e sua mente saudáveis. E ninguém melhor do que você mesmo para se manter bem e saudável, certo? O autocuidado pode ser feito de inúmeras formas!

Comece tendo a consciência de que você é quem deve dar o primeiro passo para se sentir bem consigo mesmo, mesmo em tempos tão incertos. Organize sua rotina, se permita fazer coisas que te dão prazer e, ao mesmo tempo, faça atividades que te ocupem e que acrescentem algo na sua vida – tanto pessoal, quanto profissional.    

Evite o uso de álcool e drogas

É muito comum que, com a sensação de solidão e com o isolamento social, muitas pessoas acabem criando diversos vícios e se focando neles. Afinal, quantas pessoas você conhece que, com a quarentena, começaram a beber álcool praticamente todas as noites?

Uma vez que um vício como esse tem início, é extremamente difícil pará-lo depois. Por isso, mantenha distância do consumo excessivo de bebidas e também do uso de drogas, prefira coisas mais saudáveis.

Mantenha uma rotina de exercícios físicos e alimentação saudável

Não é novidade que exercícios físicos e uma alimentação saudável são uma das melhores fontes para manter a sua saúde em dia e para evitar transtornos psicológicos.

É comprovado que pessoas com depressão e/ou ansiedade que praticam exercícios físicos toda semanas, tem uma diminuição considerável nos sintomas que esses transtornos causam. O mais importante é iniciar com algo fácil e rápido, e simplesmente começar ao invés de sempre deixar para começar na próxima semana.

Se permita descansar

Muitas pessoas estão aproveitando o tempo de isolamento social para se aperfeiçoarem em algo. Muitos estão focando em cursos online para se profissionalizar em algo, enquanto outros estão “caindo de cabeça” nos estudos ou estudam para aprender algo novo.

Isso é ótimo, e é uma maneira muito boa de aproveitar todo o tempo que se tem dentro do isolamento. Porém, é importante lembrar que relaxar e descansar é fundamental para você e o seu corpo.

Se organize e se permita fazer algumas atividades de lazer e relaxante durante o dia. Pode ser qualquer coisa que você goste: desde fazer um bolo, meditar, até passar algumas horas vendo Netflix.

Mantenha o contato com amigos e família

O isolamento social é necessário nesse momento de pandemia, mas isso não significa ficar em isolamento total. Como já comentado, apenas é necessário manter a distâncias das pessoas – o isolamento físico. Porém, isso não te impede de manter o contato com as pessoas que você gosta.

Aproveite seu tempo livre para fazer chamadas de vídeo com seus amigos e familiar mais distantes! Assistam ao mesmo filme à distância, conversem sobre qualquer trivialidade, falem bobagens juntos.

Mesmo que de longe, manter esse tipo de proximidade com outras pessoas é vital para que a sua saúde mental fique bem. O ser humano precisa do contato com outros seres humanos e, enquanto ele não pode ser físico, faça o seu melhor para mantê-lo à distância.

Dica BÔNUS: Procure ajuda psicológica com a Eurekka

sede porto alegre

É muito comum que, no isolamento social, você passe mais tempo consigo mesmo e com seus próprios pensamentos. Por isso, mesmo que você não se encontre confuso, perdido e precisando de uma ajuda para entender melhor tudo que está sentindo, fazer terapia pode ser bom para você. Ter alguém com quem conversar, desabafar e refletir sobre suas escolhas sempre é uma boa opção.

Na equipe Eurekka, você encontra profissionais para isso com a terapia. Você pode conferir a nossa página e se informar mais sobre a terapia na Eurekka!

E para ter acesso a mais conteúdos gratuitos sobre saúde mental e psicologia, basta entrar no nosso InstagramFacebook e Youtubee aproveite para baixar o nosso aplicativo!

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Eurekka Psicólogos

A Eurekka é uma Clínica de Psicologia especializada em terapia online que atende pacientes de todo o mundo. Os Psicólogos da equipe são treinados para aplicar a Terapia Cognitivo Comportamental de última geração nos mais diversos problemas: ansiedade, depressão, traumas, fobias, autoestima, disciplina, relacionamentos e muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *