Infarto (ataque cardíaco): o que é, sintomas e como evitar?

Equipe Eurekka

Equipe Eurekka

JUNTE-SE A MAIS DE 150.000 PESSOAS
Receba o Momento Eurekka com dicas semanais de Saúde Emocional exclusivas:

O infarto (ataque cardíaco) é uma situação muito comum, principalmente no Brasil. Inclusive, foi a causa de mais de 8% das mortes ocorridas no país entre 2004 e 2014! Por isso, é normal que ele cause muito medo nas pessoas, principalmente nas que têm menos informações sobre o assunto.

O mais comum é pensar na doença cardíaca apenas quando há presença de dores no peito. No entanto, apesar de ser o sintoma mais comum, sentir dor no peito não é o único indicativo de infarto. E como é super importante que o tratamento e assistência sejam iniciados o mais rápido possível, saber identificar um infarto será essencial para você.

Os números de casos são expressivos e o ataque cardíaco pode levar à óbito. Mas você sabia que a maioria desses casos poderia ser prevenido com mudanças de estilo de vida e hábitos, além do controle dos fatores de risco?

homem sentindo dores do peito

O que é o infarto?

O infarto ocorre quando o fluxo sanguíneo não chega ao músculo cardíaco (miocárdio). Com a falta de sangue, acontece morte ou dano desse tecido. Muitas vezes fatal, você já pode ter ouvido falar do infarto agudo do miocárdio também como ataque cardíaco ou infarto fulminante.

O grupo de risco para infarto é composto de indivíduos diabéticos, com hipertensão arterial, obesos e que sofrem de estressem e depressão, assim como os que têm arritmia cardíaca.

Atualmente, as doenças cardiovasculares são as principais causas de morte no mundo! E o infarto se destaca nesse grupo. Por isso, é importante que você entenda como ele acontece, para poder evitar e, até mesmo, saber agir se ocorrer. Afinal, uma ação rápida na hora do ataque pode evitar a morte.

Causas

 Já sabemos que o infarto é causado pela interrupção do fluxo sanguíneo, mas como isso pode acontecer? 

O infarto ocorre quando as artérias que levam oxigênio ao miocárdio (artérias coronárias) são obstruídas por algum coágulo sanguíneo, formado por cima das placas de gordura da parede interna da artéria.

Com o crescimento do ateroma – placa de gordura que se forma nas paredes internas da artéria – as chances do aparecimento de uma obstrução maior aumentam. Dessa forma, outros sintomas podem aparecer, como angina (dor no peito).

Mas nem sempre os sintomas ocorrem, porque geralmente a angina só aparecerá quando a obstrução for maior que 70%. Por isso, a consulta preventiva é fundamental para identificar um possível infarto, evitando assim complicações maiores.

Quais são os fatores de risco?

Existem muitos fatores de risco para o infarto, principalmente:

  • Hipertensão;
  • Tabagismo;
  • Colesterol alto;
  • Diabetes;
  • Homens acima de 45 anos;
  • Mulheres acima de 55 anos;
  • Ocorrência de infarto na família;
  • Sedentarismo;
  • Estresse;
  • Obesidade; 
  • Alcoolismo;
  • Abuso de drogas ilícitas;
  • Depressão;

Quais são os sintomas do infarto?

infarto ataque do coração dores fortes no peito homem idoso

 O principal sintoma de infarto é a dor no peito. No entanto, existem muitos outros, como: irradiação (espalhamento) para o braço esquerdo, suor em excesso, náusea e palidez.

Alguns outros sintomas que podem indicar um começo de infarto, são:

  • Falta de ar;
  • Vômitos;
  • Fraqueza intensa; 
  • Suor frio;
  • Palpitações; 
  • Crises de ansiedade;
  • Fadiga; 
  • Sonolência; 
  • Tontura; 
  • Vertigem; 
  • Desmaio;
  • Alteração na frequência cardíaca;
  • Irradiação para o rosto (formigamento);
  • Raramente, formigamento no braço direito;
  • Dores nas costas, braço, pescoço ou mandíbula.

Como agir em um possível infarto?

É muito importante saber como agir durante um infarto. Porque quanto antes se inicia o atendimento e o tratamento, melhor é a possibilidade de recuperação! Você deve saber o que fazer em 2 situações: quando você estiver tendo um infarto e quando outra pessoa perto de vocês estiver tendo um infarto.

Se você está tendo um possível infarto:

Caso você sinta alguns dos sintomas descritos acima, é muito importante procurar ajuda em um pronto socorro, imediatamente!

Em algumas pessoas, os sintomas podem até diminuir, mas os danos continuam evoluindo. Por isso, se você suspeitar de um ataque cardíaco, ligue imediatamente para o SAMU, que tem o número 192 para contato – ou então para o serviço de emergência da sua cidade. 

Enquanto o socorro não chega, a ingestão de comprimidos de ácido acetilsalicílico infantil (aspirina) é recomendada. Isso porque a aspirina irá ajudar na dissolução do coágulo, diminuindo os danos no miocárdio. A dose recomendada é de três comprimidos de 100 mg imediatamente, mastigando antes da ingestão.

Se você vê outra pessoa tendo um possível infarto:

massagem cardíaca para infarto

Ao se deparar com uma pessoa tendo um infarto, chame imediatamente o serviço de emergência. Após isso, deixe a pessoa o mais confortável possível! Além disso, se conseguir, dê ao indivíduo os comprimidos de ácido acetilsalicílico (aspirina), na mesma dose já explicada.

Enquanto isso, procure em algum lugar perto se existe um equipamento de desfibrilador automático externo (DEA). Mas caso não tenha, inicie uma massagem cardíaca se pessoa estiver desacordada e não estiver respondendo.

 Para a massagem cardíaca, siga rigorosamente as instruções:

  • Posicione a vítima deitada com as costas no chão;
  • Ajoelhe-se ao lado dela;
  • Mantenha os braços da vítima esticados ao lado do corpo;
  • Sobreponha as mãos e posicione-as no peito da vítima, entre os mamilos, em cima do coração; 
  • Comece a comprimir, colocando o seu peso sobre o peito da vítima e soltando;
  • Pressione o peito pelo menos 5 centímetros para baixo em cada compressão; 
  • Faça 2 compressões por segundo.

Tratamento do infarto

médico urgência samu estetoscópio

O tratamento irá variar de acordo com cada situação. Em alguns casos, podem ser utilizado apenas medicamentos, já em outros, alguns procedimentos ou até mesmo ambos. 

Como procedimento, a Angioplastia Coronária com implante de Stent e a cirurgia de Revascularização Miocárdica podem serem feitos. 

 Os medicamento que podem ser utilizados no tratamento do infarto são, principalmente: Trombolíticos, ácido acetilsalicílico, analgésicos, nitroglicerina, betabloqueadores, inibidores de ECA e medicamentos para baixar o colesterol.

Além disso, temos também, para a prevenção do infarto, alguns medicamentos como:

  • Aradois
  • Aspirina Prevent
  • Atorvastatina Cálcica
  • Brilinta
  • Captopril
  • Clexane
  • Clopidogrel
  • Cozaar
  • Dolantina
  • Effient
  • Genfibrozila
  • Lisinopril
  • Marevan

É importante lembrar que o tratamento deve ser feito pelo médico e somente ele sabe como proceder! Seja com medicamentos, ou seja com os procedimentos acima citados, apenas o médico conseguirá te avaliar e tomar a melhor decisão.

Prevenção

Além dos medicamentos, alguns hábitos podem ajudar na recuperação ou na prevenção do infarto, por exemplo: 

  • Controlar a pressão arterial;
  • Manter o colesterol em um bom nível; 
  • Não fumar ativamente ou passivamente; 
  • Fazer atividade física regularmente; 
  • Manter o peso adequado; 
  • Fazer uma dieta saudável;
  • Controlar o diabetes; 
  • Combater o estresse; 
  • Não ingerir álcool em excesso.

Procurando ajuda especializada com a Eurekka

sede presencial eurekka

Um tratamento preventivo eficaz é a procura de profissionais especializados. Ou seja, tanto médicos, quanto psicólogos podem te ajudar a combater os fatores de risco para o infarto!

Por isso, a Eurekka oferece consultas online e presenciais com médicos especializados: clínicos gerais, psiquiatras, dermatologistas, pediatras, otorrinolaringologistas, infectologistas, neurologistas e ginecologistas.

Além disso, a Eurekka também oferece psicoterapia presencial, em muitas partes do Brasil, e online, em qualquer lugar do mundo! Clica aqui para conhecer mais da terapia presencial e online da Eurekka! 

E para ter acesso a mais conteúdos gratuitos e pensados especialmente para ajudar você, basta entrar no nosso aplicativo ou Instagram,  Facebook e YouTube.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 5

Compartilhe com seus amigos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Artigos Relacionados