Hérnia de Disco: o que é, onde dói e como se curar

Equipe Eurekka

A Hérnia de Disco é um problema frequente em pessoas entre 30 e 50 anos de idade. Porém, os mais jovens e mais idosos não estão imunes e podem desenvolvê-la, sim!

“Hérnia de Disco” é um nome muito escutado, porém, nem todas as pessoas sabem exatamente o que é e quais as causas do aparecimento dessa doença. Nesse texto você entenderá um pouco mais sobre o que significa ter uma Hérnia de Disco. Afinal, o que faz com que as hérnias se desenvolvam, quais os tipos e quais os principais sintomas?

Além disso, iremos explicar quais são os fatores de risco, como funciona seu diagnóstico e seu tratamento, bem como quais as formas de você se prevenir e de conseguir ajuda médica. Ficou curioso? Não perde essa!

O que é Hérnia de Disco?

hérnia de disco coluna

Para entender um pouco mais sobre o que é, de fato, a Hérnia de Disco e como ela funciona, é importante ter noção de alguns conceitos e explicações sobre o corpo humano. A coluna humana é composta por diversos ossos, os quais recebem o nome de vértebras.

Existem as vértebras cervicais, torácicas e lombares, sendo que as primeiras se encontram mais no topo, abaixo da nuca, e as outras abaixo, respectivamente. Entre cada vértebra estão localizados os discos intervertebrais.

Esses discos têm o formato de anel e são constituídos de tecido elástico e cartilaginoso. Além disso, têm a função de evitar o atrito entre uma vértebra e outra e de amortecer impactos. Ou seja, garantem mobilidade para correr, saltar e girar o tronco. Portanto, é normal que, com o tempo, os discos fiquem desgastados por serem usados repetitivamente.

Esse desgaste faz com que parte dos discos intervertebrais saia da sua posição normal, o que acaba comprimindo as raízes nervosas que emergem da coluna. Tem-se, então, a formação de uma hérnia de disco.

Geralmente, as Hérnias de Disco são mais comuns nas regiões cervical (no topo da coluna) e lombar (a parte mais inferior da coluna), por serem áreas que suportam mais carga e que estão mais expostas a movimentos.

Como citado antes, a Hérnia de Disco é mais frequente em pessoas que possuem entre 30 e 50 anos de idade. Porém, as crianças, os jovens e os idosos não estão livres e podem, sim, desenvolvê-la. Além disso, estudos radiológicos afirmam que 30% de toda a população mundial, depois dos 50 anos de idade, sofre de alguma manifestação assintomática desse tipo de complicação na coluna.

Quais são os tipos de hérnias?

hérnia de disco demonstração

Para entendermos e classificarmos melhor, dividimos as Hérnias de Disco em três tipos. E elas se diferenciam pelo tamanho e por quão grave é a lesão que as causam. Os tipos de Hérnia são:

Protusões

São as menores e mais simples. Esse tipo de Hérnia tende a ser menor, bem como a ocorrer no ânulo fibroso do disco intervertebral – ou seja, é localizada na “capa” protetora do disco, a sua parte mais resistente.

Hérnias extrusas

Nesse tipo de Hérnia o ânulo (anel) fibroso se rompe, liberando o núcleo gelatinoso contido no disco intervertebral. Com o núcleo liberado, ele começa a exercer compressões na coluna.

Hérnias sequestradas e migradas

É o tipo mais complexo e grave de hérnia, no qual ela se separa totalmente do disco intervertebral e cresce pelo canal medular.

O que causa hérnia de disco?

O principal e maior fator que causa as Hérnias de Disco é a predisposição genética, ou seja, a tendência genética de esta condição se manifestar em um indivíduo. Logo após esse fator, vem o envelhecimento, a baixa prática de atividades físicas e o tabagismo. Esses são os principais fatores que contribuem para que haja a formação de uma Hérnia de Disco.

Além destes, um fator que pode acabar comprometendo e prejudicando os músculos que sustentam a coluna vertebral é carregar e/ou levantar muito peso. Isso pode levar à formação e aparecimento de Hérnias de Disco.

banner eurekka med

Quais os sintomas da Hérnia de Disco?

Os sintomas dependem e variam de acordo com cada caso. Às vezes, uma pessoa tem uma Hérnia de Disco, mas nem percebe por não haver sintomas ou dor. Contudo, é comum que a pessoa sinta dores. Mas a intensidade da dor varia também, podendo ser leve, moderada ou extremamente forte (ao ponto de incapacitar a pessoa de realizar qualquer atividade).

A parte do corpo na qual os sintomas se manifestam está relacionada com a área onde foi comprimida a raiz nervosa, causando a Hérnia. Os principais sintomas são:

  • Parestesia (formigamento) com ou sem dor;
  • Sentir dor na coluna (cervical, torácica ou lombar);
  • Ter dor na coluna e na perna (e/ou coxa);
  • Dor apenas na perna ou apenas na coxa;
  • Sentir dor na coluna e no braço;
  • Ter dor apenas no braço.

Em casos mais raros e mais graves, pode acontecer a alteração do esfíncter vesical (urina) e esfíncter anal (fezes).

Quais os fatores de risco da Hérnia de Disco?

hérnia de disco localização

Como já citado anteriormente, uma das grandes causas das Hérnias de Disco é genética. Portanto, se algum familiar seu sofre disso, já é o suficiente para você ficar atento e desconfiar, caso sinta dores.

Tendo em vista que outros fatores que causam as hérnias discais são atividades que demandam um esforço físico muito grande e o carregamento de pesos, isso é considerado um fator de risco que pode vir a causar uma Hérnia de Disco, bem como outros problemas na coluna também.

Movimentos de repetição, seja durante o trabalho ou alguma outra atividade periódica, podem causar o desgaste dos discos intervertebrais e levar a uma Hérnia de Disco. Além disso, a falta da prática de atividades físicas é um fator de risco muito grande, tendo em vista que é uma das causas.

Diagnóstico e tratamento para a Hérnia de Disco

Para diagnosticar uma Hérnia de Disco, você pode buscar o auxílio de mais de um tipo de especialista. Um clínico geral, um ortopedista ou um neurologista serão capazes de realizar e confirmar este diagnóstico.

Inicialmente, leva-se em consideração os sintomas que o paciente vem sentindo. O médico irá realizar um exame físico, com a finalidade de avaliar em que região há dores ou sensibilidade na coluna.

Após isso, é realizado um exame neurológico, a fim de avaliar diversos fatores, como:

  • Força muscular;
  • Capacidade de andar;
  • Reflexos;
  • Vibrações;
  • Sensibilidade para toques e testes de sensibilidade.

Exames como Raio X, ressonância magnética e tomografia ajudam a determinar em que região da coluna a lesão está localizada, bem como determinam o seu tamanho.

Hérnia localizada na coluna lombar

Para as Hérnias de Disco que estão localizadas na coluna lombar, uma boa opção de tratamento é o clínico conservador. Seguindo este tratamento, é feito o uso de antiinflamatórios e analgésicos.

Porém, apenas o uso dos medicamentos não é o suficiente. É preciso combinar o seu uso com um pouco de repouso e sessões de fisioterapia e acupuntura. Normalmente, 90% das pessoas que desenvolvem este tipo de hérnia, podem voltar para suas vidas rotineiras após um mês de tratamento.

Hérnia localizada na coluna cervical

Quando a hérnia é na coluna cervical, ela pode surgir direto nesta região – logo abaixo da nuca. Ou, pode ser provocada durante uma crise de uma hérnia lombar devido a alteração na curvatura e posicionamento da coluna vertebral.

Para esse tipo de hérnia, a escolha de qual tratamento deve ser realizado é com base na gravidade dos sintomas que o indivíduo apresenta, bem como na análise do déficit motor. O tratamento através de cirurgia é indicado apenas nos casos em que o paciente não responde ao tratamento conservador, o mesmo citado acima. Além disso, nos casos de Hérnias Extrusas, quando há compressão na coluna, a cirurgia também se mostra útil, uma vez que, corrigindo esse defeito mecânico, a dor desaparece completamente.

Prevenção para a Hérnia de Disco

prevenção a hérnia de disco

Analisando todas as causas e fatores de risco que levam ao desenvolvimento de Hérnias de Disco, é possível também chegar a maneiras de se proteger e prevenir de passar por uma situação assim.

Portanto, a realização e o desenvolvimento de hábitos saudáveis na sua vida é de extrema importância. Alguns fatores que devem ser desenvolvidos para a prevenção são a prática regular de atividades físicas, realizar exercícios que fortalecem os músculos abdominais e paravertebrais, exercícios de alongamento, bem como ficar sempre atento à sua postura corporal.

Onde encontrar orientação?

Para realizar o diagnóstico e obter ajuda, ou apenas para ter certeza se você está com uma Hérnia de Disco, você procurar auxílio médico. Se estiver com dor persistente em suas costas, perda de movimento, fraqueza, sensação de dormência, ou até mesmo alterações de hábitos intestinais e urinários, com certeza está na hora de procurar um médico.

Se você já teve uma Hérnia de Disco, a recomendação é que evite excesso de cigarro, de bebidas alcoólicas, de exercícios físicos e de peso, uma vez que todos facilitam a instalação de Hérnias de Disco.

Mantenha uma postura correta quando estiver em pé ou sentado, não leva uma vida sedentária e realize o tipo de atividade física que é correto para a sua idade. Caso os sintomas retornem, a prática de exercícios deve ser interrompida, bem como deve-se procurar um médico imediatamente. Em caso de cirurgia, seguir as recomendações médicas logo após é muito importante para que uma nova hérnia não se forme novamente no local.

Apesar de a realização de exercícios físicos e todos os cuidados citados acima serem muito importantes para a Hérnia de Disco, é importante manter em mente que todos eles te ajudam a levar uma vida melhor, mais saudável e com mais qualidade, mesmo que você não sofra do problema de Hérnia de Disco.

Para se consultar com médicos especialistas, a Eurekka conta com a EurekkaMed, um grupo de médicos especializados, humanizados e escolhidos a dedo para realizarem atendimentos online. Vários médicos estão disponíveis para atendimento, desde clínicos gerais até psiquiatras, por exemplo. Para você marcar uma consulta, basta clicar aqui!

Além disso, estamos sempre postando novos conteúdos em nossas redes sociais, clique nos links para saber mais: InstagramFacebook e Youtube. Se você preferir também temos um Aplicativo.

🥰 Este artigo te ajudou?

0 / 5 0

Equipe Eurekka

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *